revelação cósmica t26, Ricardo González Corpancho

S26E4 Xamãs do Peru e contatos com Seres de Luz (Revelação Cósmica)

Partilhar:

Os rituais xamânicos podem facilitar as experiências ET? O autor e contacto Ricardo González Corpancho partilha detalhes do seu contacto directo com seres de luz através de uma cerimónia xamânica em Cusco, Peru.

S26E04 Seres de Luz e Xamãs do Peru (Revelação Cósmica ~ Ricardo González Corpancho) S26E04 Light Beings & Shamans of Peru

 revelação cósmica temporada 26 episódio 4

REVELAÇÃO CÓSMICA – POR DENTRO DO PROGRAMA ESPACIAL SECRETO

A legendagem possível (não exata):

E.S. : Hoje no Cosmic Disclosure, estamos conversando com Ricardo Gonzalez, um pesquisador e escritor peruano que teve vários contatos diretos com uma espécie alienígena chamada Apunianos. Ricardo, bem vindo ao programa!

Ricardo Gonzalez / Emery Smith

R.G. : Obrigado, Emery.

E.S. : Como entendemos os Seres de Luz e qual é a sua experiência com eles?

R.G. : Emery, como você lembra, em outros episódios falamos sobre minhas experiências com alienígenas, incluindo a capacidade de seres com aspecto humano de se projetarem como figuras de luz. No entanto, agora estamos discutindo exatamente o oposto. Estamos olhando para seres de energia feitos de luz que podem não ser necessariamente chamados de extraterrestres.

Eu me arriscaria a dizer que existem seres de pura energia e consciência coexistindo conosco. Pela primeira vez, o contato com esse tipo de ser aconteceu… Aconteceu no meu país, no Peru, durante uma viagem à Cordilheira dos Andes, à cidade de Cuzco. Você sabe, antes disso, eu tive sonhos lúcidos muito inequívocos em que me via andando em cavernas localizadas muito perto das ruínas arqueológicas. Então, decidi agir impulsivamente.

Em geral, fiz uma viagem a Cusco. Em Cusco encontrei um amigo, Sergio Vaman, um xamã local. Não lhe contei nada do meu sonho que o motivou a viajar para os Andes. Eu só queria ver o Sérgio, pois ele é um xamã muito experiente que participou de nossas outras experiências, expedições. Na reunião, Sergio disse: “Quero mostrar uma coisa. Mostre as cavernas bem perto das ruínas arqueológicas.”

Naturalmente, fiquei atordoado, porque, repito, não lhe contei nada sobre meus sonhos. Claro, eu decidi ir com ele. Subimos até as alturas da cidade de Cusco, onde ficavam as cavernas.

Lá, no topo da montanha, há um sítio arqueológico muito famoso chamado Sacsayhuaman.

Sacsayhuaman

As cavernas que mencionei ficavam muito próximas das ruínas arqueológicas. Emery, como você bem sabe, quando você vai a Cusco, às pirâmides do Egito ou a qualquer outro sítio arqueológico, geralmente há muita gente lá. Mas quando chegamos às cavernas, nem uma alma estava lá. As cavernas são conhecidas como Zona X porque, de acordo com minha fonte local, pessoas desapareceram nelas. Em geral, as cavernas eram muito estranhas, misteriosas.

O xamã então sugeriu: “Vamos entrar nas cavernas e fazer uma cerimônia de conexão com a Terra. Chama-se Cerimônia da Pachamama.” Então, com o canto do olho, no fundo de uma das cavernas, vi uma luz que parecia piscar rapidamente, algo parecido com uma figura. Eu queria ir ver o que era. O xamã ficou nervoso e disse: “Não, não vamos entrar. Precisamos sair.” Mas eu me mantive firme e disse a mim mesmo: “Não, eu quero entrar. Eu quero ver o que está acontecendo, o que é o quê.”

S02E09 População Humana existente em Marte ~ Civilizações e Conflitos

Levantei-me e entrei na caverna, e o xamã disse: “Vou ficar aqui. Eu não vou com você. Além disso, já estou com dor de cabeça.” Emery, foi o que aconteceu quando entrei naquela caverna abençoada. Faíscas começaram a voar do teto e das paredes da caverna. Em princípio, trata-se de um conjunto de grutas naturais, mas são visíveis vestígios da actividade humana, como se as pessoas estivessem a polir algumas pedras, a fazer alguns tipos de vigas. Os arqueólogos acreditam que a deformação das pedras ou a abertura de buracos nelas pertence em parte ao Império Inca.

Em geral, como eu disse, a caverna estava cheia de faíscas, como fogos ou vaga-lumes, por toda parte.

Faíscas de uma cor branca muito brilhante, como se tivessem eletricidade estática muito forte.

Cusco, caverna

Não era mental dentro e fora. Quer dizer, tudo aconteceu, foi real. Então uma névoa muito brilhante e densa começou a subir do fundo da caverna, e uma figura alta e muito magra de um humanóide apareceu dela.

humanoide na caverna

Tudo parecia como se a figura consistisse na mesma névoa brilhante. Eu chamo isso de neblina, mas não era neblina. Isso é luz com substância, com densidade. Não consegui distinguir os traços característicos da criação luminosa, mas apenas que tem uma cabeça e algo como uma estrutura humana com mãos. Eu permaneci absolutamente calmo. Ele não se distraiu com nada, exceto pela contemplação da figura.

Então o ser, ou o que quer que fosse, levantou os braços assim (palmas abertas, estendidas para frente e para cima). Eu fiz o mesmo. O ser se aproximou de mim e quase me tocou, conectando suas palmas com as minhas.

humanoide deu as mãos

A figura em si não era mais alta do que eu e brilhava muito forte. Algumas idéias me vieram do ser. Ele me disse algo do tipo: “Apesar de todas as dificuldades que você enfrenta como espécie humana, você deve saber que não está sozinho e que nós, outros seres, coexistimos com você e o apoiaremos o máximo possível”. Então a figura desapareceu em uma névoa brilhante.

Quando saí da caverna, praticamente correndo, com o coração batendo forte, bum, bum, bum, comecei a procurar o pajé que ficou do lado de fora para dizer: “Sergio, Sérgio, venha comigo para a caverna, quero mostrar-lhe algo”. Sergio estava tremendo todo, não estava? Tremendo, certo? Ele respondeu: “Quero lhe dizer uma coisa. Dizer. Eu não queria estar lá fora sozinho. Por isso te segui. Eu estava em uma caverna, e depois de ver você ali de pé com uma coisa alta e brilhante, não vou voltar lá novamente.” O que diz? Que o xamã me seguiu silenciosamente e também viu a criação da luz.

Este foi meu primeiro contato claro e definitivo com um desses seres.

E.S. : Ricardo, quem são eles? Ou o que são? Quais mensagens você recebeu?

S21E02 Agendas Alienígenas (Ricardo González ~ Revelação Cósmica)

R.G. : Emery, falar sobre a natureza de tais entidades é muito difícil. Vou dar um exemplo para vocês verem como tudo é incrível. Essa experiência ocorreu em 1998. Então eu tinha 24 anos. E eu pensei que o Ser de Luz que eu vi poderia ser algum tipo de projeção luminosa de uma entidade alienígena, já que eu interpretava de acordo com meu paradigma, meu conhecimento na época. No entanto, quando perguntei ao xamã o que ele achava do que viu, ele respondeu que era o espírito de um de seus ancestrais em Cuzco.

E.S. : E quem estava certo, o xamã ou sua própria percepção?

R.G. : Essa é uma pergunta muito boa, pois as experiências de contato são sempre consistentes com sua própria percepção. Nossa descrição é a mesma, ambos observamos a mesma entidade, mas nossa bagagem cultural, nosso conhecimento prévio nos obrigou a interpretar o que víamos cada um à sua maneira. Agora, anos depois, com outras experiências que tive com seres tão energéticos, tenho uma ideia mais clara do que vi.

Como eu disse, embora seres alienígenas reais com um corpo tangível sejam capazes de gerar projeções de luz e se possa ver uma figura humana correspondente a alguém que já se foi, uma pessoa vê uma figura luminosa que poderia corresponder de acordo com suas crenças sobre alguém que os que já partiram morreram… No xamanismo, esta é uma crença profundamente enraizada.

Neste caso, a experiência em Cuzco foi outra. Verdadeira revelação. Existem seres de pura energia que aparecem desta forma, que nasceram desta forma e existem nesta forma. Eles não são espíritos humanos, como afirma o xamanismo. Nem são alienígenas se projetando como figuras humanas. Eles são uma espécie de consciência que vive nos vórtices da Terra. Eles não existem na forma humana. Tal entidade aproveitou a forma humana para se comunicar comigo de uma maneira que me fez sentir confortável.

E.S. : Quando as pessoas pensam em Seres de Luz, elas também podem pensar que tais seres são interdimensionais ou têm uma certa densidade ou frequência. Ao contrário de nós; somos tridimensionais. Como você os descreve?

R.G. : Acredito que tais seres carecem de forma humana. Pelo que aprendi, não apenas com essa experiência, mas com experiências semelhantes que ocorreram ao longo do tempo em minha vida, elas são simplesmente a energia das consciências não governadas pelo nosso conceito de espaço-tempo. Quando entram em contato com humanos, adaptam-se e podem assumir a forma humana para tornar a conversa mais confortável. Desta forma, o contatado que vivencia tal experiência se sentirá mais confortável.

S21E03 Comunicação e Contacto com ETs (telepatia e canalização)

Obviamente, a origem de tais espécies é o maior mistério. E aparentemente, o universo está muito bem organizado na Terra. Com suas próprias leis, geometrias, manifestações de energia, quando esses tipos de entidades, desconhecidas para nós, podem surgir do que alguns chamam de vórtices. Tais entidades apareceram antes mesmo do aparecimento da espécie humana. Isso não tem nada a ver com o contato alienígena tradicional.

E.S. : Como eles entram em nossa dimensão para que tenhamos consciência deles? Ou talvez eles também sejam da Terra?

R.G. : Como você diz, eles provavelmente vêm de um mundo paralelo ao nosso; mas deixe-me falar sobre as crenças dos xamãs de Cusco. Antigamente, os sacerdotes da Cordilheira dos Andes que viviam naquela região acreditavam que Pachamama, a Mãe Terra, tinha alguns lugares sagrados e especiais onde os deuses se manifestavam. As crenças dos Andes sugerem a presença de linhas de poder passando por todo o mundo. O povo quéchua chama as linhas de energia de “sekes”. Onde as sekes ou linhas de poder se cruzam, lugares sagrados, “vakas” são formados. De acordo com as crenças em Cusco e nos Andes, em princípio, é nas wakas que você pode se comunicar com outros universos ou outras realidades.

Seres de Luz passam por vakas ou portais de outra realidade. Segundo a crença andina, tais seres são chamados de “nyapas”, que significa “ancestral antigo”. Para um segmento do xamanismo peruano, os nyapas são espíritos ancestrais. Mas para outros segmentos do xamanismo, nyapas é outra coisa. Nyapas são considerados seres sábios que viveram na Terra muito antes do aparecimento das pessoas.

Emery, e aqui está outro detalhe muito incrível que certamente será interessante para sua pesquisa. Normalmente os locais de manifestação dos Seres de Luz são os locais de onde surgem numerosos relatos de avistamentos de OVNIs. Dois fenômenos diferentes coexistindo no mesmo lugar; e isso não é coincidência.

E.S. : Quando tais Seres de Luz interagem conosco, é algum tipo de download de informações superiores?

R.G. : Sim. Acho que do contato com esses seres vem um nível mais profundo de informação. Nas experiências de contato com alienígenas que descrevi antes, por exemplo, com os Apunianos, há informações detalhadas chegando. Ela é incomum, mas diferente. No caso dos Seres de Luz, seres de energia que são os guardiões dos vórtices da Terra, eu ousaria chamar a experiência de “iniciar” porque entrar nos vórtices é como entrar em um templo. Um templo não governado por nossas leis de espaço e tempo.

S19E01 Os Apunianos, uma espécie extraterrestre de Alpha Centauri

Os Seres de Luz funcionam como verdadeiros adivinhos. Portanto, o nível de informação que vem dos redemoinhos com os Seres de Luz traz o selo da iniciação e revelação espiritual. Claro, esse tipo de redemoinho existe não apenas nos Andes peruanos, mas em todo o mundo. É muito provável que alguém tenha tido experiências com vórtices e criaturas e os tenha rotulado como alienígenas. Mas, em essência, este é outro fenômeno mais profundo.

E.S. : Existe uma conexão entre os Seres etéreos de Luz e o fenômeno UFO?

R.G. : não tenho dúvidas de que existe uma conexão. Atrevo-me mesmo a dizer que os Seres de Luz trabalham em conjunto com os possuidores do aspecto físico. Não sei como descrever esse tipo de relacionamento. Mas aqui está o que eu entendo: os seres alienígenas que residem em nossa realidade e se manifestam através de veículos e dispositivos nesta zona de poder estão plenamente conscientes da existência de vórtices e seus guardiões. Quanto aos vórtices, estou convencido de que todo conceito de seres alienígenas está interconectado.

Basicamente, vou contar uma coisa muito interessante. Nas mensagens ET que afirmo ter recebido, no meu caso tanto dos Seres de Luz quanto dos ETs, e com base em outros contatados da América Latina, os ETs acreditavam que fomos a determinados lugares do mundo, porque o importante a informação que precisávamos saber estava bem ali, como se estivéssemos indo para um terminal cósmico de informação na Terra. É por isso que, como você sabe, viajei por todo o mundo tendo experiências extraordinárias sob a orientação de extraterrestres.

Também soa como um sonho, como um filme de ficção científica, mas foram eles que nos levaram aos redemoinhos para conhecer os guardiões. Claro, desde o início levei tudo de forma muito ingênua e simples, bem, como a experiência em Cusco, que acabei de descrever. E só mais tarde aprendemos – e agora estamos simplesmente convencidos – que tudo está interligado.

E.S. : Você os chamou de guardiões do vórtice. E como eles se chamam?

R.G. : É muito difícil responder a esta pergunta. Vou tentar dar uma explicação, pois eles, embora verdadeiros, se adaptam à nossa realidade e podem assumir a forma humana e se comunicar com você através de sonhos ou pessoalmente. Então você ouve em sua língua nativa o que os seres estão transmitindo. Mas geralmente eles não são introduzidos descrevendo nomes ou funções. Eles simplesmente existem. Eles dizem que estão passando pela consciência dos redemoinhos há muito tempo. São eles que mantêm o equilíbrio ou guardam tais manifestações de energia. Em geral, de uma forma ou de outra, eles se descrevem como os guardiões dos redemoinhos.

E.S. : Vamos voltar para a caverna quando você estava dentro dela. Como eles se comunicaram com você e o que eles disseram?

R.G. : Como eu disse, quando o Ser de Luz se levantou, ele se aproximou de mim, assumiu uma forma humana feita de uma névoa brilhante, levantou o que chamei de seus braços e os esticou para perto de mim. Naquele exato momento, na minha cabeça, senti sensações, dentro e fora, e uma voz falando comigo. O que eu sentia vinha desta entidade, transmitindo a mensagem que dei há alguns minutos: não estamos sozinhos. Ou seja, de uma forma ou de outra, os seres sempre estiveram conosco.

Acredito que seu principal modo de comunicação seja através das faculdades adormecidas de nossa mente que nos permitem ouvir, sentir e interpretar informações sutis, pois os seres não têm cérebro, corpo físico, carne e sangue como nós. Eu não usaria o termo “telepatia” como o conhecemos. Eu chamaria esse fenômeno de comunicação espiritual. Vamos ver, vou tentar explicar melhor, porque é muito difícil.

Por exemplo, no contato com alienígenas, quando você recebe mensagens ou se comunica de alguma forma com seres alienígenas, a interação é sentida de forma mental. Tenho certeza de que a mesma coisa aconteceu com você em suas próprias experiências. Você sentiu a comunicação mais em sua cabeça. E no caso dos Seres de Luz, acontece simultaneamente em todo o seu ser. Mais como comunicação espiritual. Eu sei que isso pode soar mais New Age ou muito místico, mas não tenho as melhores palavras para descrevê-lo. Esta é a comunicação espiritual com os Seres de Luz que vivem conosco na Terra.

E.S. : Você pode iniciar contato com Seres de Luz à vontade?

R.G. : Lembre-se, eu disse que o primeiro contato aconteceu naquele momento da minha vida quando eu era muito ingênuo. Então experimentei fenômenos semelhantes por apenas alguns anos, investiguei-os. Tentei passar pelas experiências sem pensar muito. Obviamente, com o passar dos anos você se torna mais ponderado, mais razoável, tentando reconhecer, explicar tudo. Emery, mas isso é justamente a ingenuidade, que na verdade nada mais é do que pureza, abertura a tudo. Eu sinto o que os seres sentem, fortemente, quem você é e o que você pensa. Acho que abri meu coração. Inocentemente rendido à experiência. E resolveram aparecer.

Essencialmente, nas antigas tradições xamânicas no Peru, para contatar os deuses wacas, os nativos passavam fome por longos períodos de tempo. Eles passaram por muitas técnicas de purificação para merecer a entrada nesses lugares em estados alterados de consciência. Eles até usaram plantas alucinógenas na tentativa de entrar no vórtice mais rápido. Eles usaram substâncias psicotrópicas para ajudar suas mentes a acessar outros estados de realidade.

No entanto, de alguma forma os Seres de Luz comunicaram que não precisamos de nada fora de nós mesmos, apenas nossa consciência e intenção sincera. Para abrir portais para os mundos invisíveis, não importa quanto tempo você pule, dance, o que você beba, quais rituais externos você realize, se você não abrir seu coração, e se os próprios seres de luz não tomarem uma decisão. Caso contrário, tudo o que você fizer será em vão. É por isso que muitos exploradores que vão a lugares especiais quase sempre falham, porque tais casos não podem ser tratados como se você fosse Indiana Jones. Devem ser tratados com humildade e respeito.

E.S. : Qual você acha que é o propósito e o programa deles, especialmente quando os Seres de Luz se comunicam com as pessoas?

R.G. : Acho que deve haver um propósito muito profundo em se manifestar aos seres humanos. Acho que, nesse sentido, os xamãs estão mais uma vez certos. Os Seres de Luz querem trazer de volta a consciência da Terra para nós das fontes de sabedoria de Pachamama ou Mãe Terra. E quando nos sentimos solitários ou frustrados com tudo o que se passa no mundo, podemos sempre voltar ao colo da Mãe Terra, aos templos naturais, aos turbilhões que compensam até certo ponto o nosso desconhecimento, na tentativa de ajude-nos a ser mais sábios e responsáveis.

Acho que o objetivo dos Seres de Luz é nos revelar que em nosso mundo existe uma estrutura misteriosa que está conectada ao universo e tem informações importantes.

E.S. : Ricardo, por que você acha que eles o escolheram para uma experiência tão pessoal?

S19E04 Da Canalização ao Contacto (Revelação Cósmica ~ R. González)

R.G. : Bem, minha resposta não será muito diferente do que eu disse em outras entrevistas. Por exemplo, quando falamos sobre meu contato alienígena sem cair em falsa humildade. Eu não sou uma pessoa especial. O que é especial aqui é a experiência em si, a mensagem, não o mensageiro. E em ambos os encontros alienígenas que já discutimos aqui, acho que as mentes levaram em conta minha capacidade de atrair outras pessoas. Não sei como, mas essas criações, essas entidades pressentiam de antemão que eu ia alcançar muitas pessoas no mundo.

Pense sobre isso. Eu venho do Peru, um país pobre que é considerado o terceiro mundo. Quando jovem, como poderia imaginar que estaria viajando por todo o mundo compartilhando informações e experiências? Isso sugere que, como contatados, não somos importantes, o programa por trás do contato é importante. Juro que não sei como, mas os seres sabiam de antemão que eu seria capaz de chamar a atenção de muitas pessoas para esta mensagem. E, Emery, olhe para nós agora. Nos encontramos novamente em seu programa, compartilhamos informações que, estou convencido, atingirão não apenas o intelecto das pessoas que assistem ao nosso programa, mas também seus corações.

Spoiler
Desculpe, apenas utilizadores com sessão iniciada podem ver spoilers.
Disclaimer: Os artigos são escritos em português do (Brasil ou de Portugal) ou numa mistura de ambos.
Este site publica artigos próprios e de outros informantes no qual se limita a publicá-los: isto quer dizer que pode não concordar com os mesmos. Você deve usar a sua intuição com aquilo que ressoa ou não consigo.

Partilhar:

Author: Krystal

colaborador

5 1 vote
Article Rating
Subscribe
Notify of

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

2 Comentários
Most Voted
Newest Oldest
Inline Feedbacks
View all comments