A Lei do Uno - livro 3

A Lei do Uno ~ sessão 64 ~ ciclos de 18 dias

Partilhar no Facebook

Sessão 64

26 de Julho, 1981

64.6 QUESTIONADOR: Você poderia descrever ou me dizer sobre os rituais ou técnicas usadas por Ra ao buscar a direção do serviço?
RA: Eu sou Ra. Falar daquilo em que complexos de memória social de sexta densidade trabalham a fim de avançar seria, no mínimo, uma interpretação errônea da comunicação pura, pois muito é perdido na transmissão de conceito de densidade para densidade, e a discussão de sexta densidade é inevitavelmente enormemente destorcida.
Entretanto, nós tentaremos endereçar a sua questão pois ela é útil no sentido de que nos permite expressar, mais uma vez, a total unidade da criação. Nós buscamos o Criador sobre o nível de experiência compartilhada, do qual vocês não estão a par, e em vez de nos envolvermos em luz, nós nos tornamos luz. Nosso entendimento é de que não há nenhum outro material além da luz. Nossos rituais, como vocês podem chamá-los, são uma continuação infinitamente sutil dos processos de balanceamento que vocês estão agora começando a experienciar.
Nós buscamos agora sem polaridade. Assim, nós não invocamos nenhum poder do exterior, pois nossa busca se tornou internalizada na medida em que nós nos tornamos luz/amor e amor/luz. Estes são os equilíbrios que nós buscamos, os equilíbrios entre compaixão e sabedoria, que mais e mais permite que nosso entendimento da experiência seja informado de que nós podemos nos aproximar da unidade com o Uno Criador, que nós tão alegremente buscamos.
Seus rituais, em seus níveis de progresso, contêm o conceito de polarização e isto é o mais central em seu espaço/tempo em particular.

64.7 Seria útil se Ra descrevesse as técnicas usadas enquanto Ra estava em terceira densidade para evoluir em mente, corpo, e espírito?
RA: Esta questão está além da Lei da Confusão.

64.8 E a respeito da experiência de quarta densidade de Ra? Isto também estaria além da Lei da Confusão?
RA: Isto está correto. Deixe-nos expressar um pensamento. Ra não é elite. Falar de nossas experiências específicas, para um grupo que nos honra, é guiar ao ponto de aconselhamento específico. Nosso trabalho foi aquele de suas pessoas, de experienciar a catálise de alegrias e sofrimentos. Nossas circunstâncias foram de alguma forma mais harmoniosas. Deixe estar dito que qualquer entidade ou grupo pode criar a harmonia mais esplêndida em qualquer atmosfera externa. As experiências de Ra não são mais que as suas próprias. Suas são as danças neste espaço/tempo de colheita em terceira densidade.

64.9 A questão foi trazida à tona recentemente com relação a possíveis registros deixados perto da, ou abaixo da Grande Pirâmide de Gizé. Eu não tenho ideia se isso seria benéfico. Eu apenas perguntarei se há algum benefício em investigar nesta área?
RA: Nós nos desculpamos por parecermos tão tímidos em informação. Entretanto, quaisquer palavras sobre este assunto em particular cria a possibilidade de infringimento sobre o livre arbítrio.

64.10 Numa sessão prévia, você mencionou o portal de magia para o adepto ocorrendo em ciclos de dezoito dias. Você poderia expandir sobre esta informação, por favor?
RA: O complexo mente/corpo/espírito (pessoa) nasce sob uma série de influências, tanto lunar, planetária, cósmica, e em alguns casos, cármica. O momento do nascimento nesta ilusão inicia os ciclos que nós mencionamos.
O ciclo espiritual, ou do adepto, é um ciclo de dezoito dias e opera com as qualidades da onda sinusoidal. Assim, existem alguns dias excelentes no lado positivo da curva, estes sendo os primeiros nove dias do ciclo – precisamente o quarto, o quinto, e o sexto – quando trabalhos são o mais apropriadamente empreendidos, dado que a entidade ainda está sem controle consciente total de sua distorção/realidade de mente/corpo/espírito.
A porção desta informação mais interessante, como aquela de cada ciclo, é a notação do ponto crítico por onde, passando do nono para o décimo e do décimo oitavo para os primeiros dias o adepto experienciará alguma dificuldade, especialmente quando há uma transição ocorrendo em outro ciclo, ao mesmo tempo. Ao nadir de cada ciclo, o adepto estará menos poderoso, mas não estará aberto a dificuldades nem próximas do grau que ele experiencia em momentos críticos.

64.11 Então, para acharmos os ciclos, nós tomaríamos o instante do nascimento e a emersão do bebê, a partir da mãe, nesta densidade, e iniciaríamos o ciclo naquele instante e o continuaríamos ao longo da vida. Isto está correto?

RA: Isto está, em sua maior parte, correto. Não é necessário identificar o instante do nascimento. O ciclo diurno sobre o qual este evento ocorre é satisfatório para tudo, exceto para os trabalhos mais refinados.

Nota deste site. Foi feita uma tabela, onde coloca a sua data de nascimento e depois pode verificar quais os dias mais favoráveis:

https://drive.google.com/open?id=1m8dYpYLh5hYfsBuL-q3QSZokHYMN4LIj

64.12 Agora, estou correto ao supor que qualquer magia que o adepto realiza, ele será mais bem-sucedido ou, digamos, alcançará melhor seu propósito se ele não a realizar em momentos menos oportunos do ciclo?
RA: Este ciclo é uma ferramenta útil para o adepto, mas como nós dissemos, na medida em que o adepto se torna mais balanceado, os trabalhos desenvolvidos serão menos e menos dependentes destes ciclos de oportunidade e mais e mais regulares em suas eficácias.

64.13 Eu não tenho habilidade para julgar em qual ponto, em qual nível de habilidades o adepto alcançaria este ponto de estar, digamos, independente da ação cíclica. Você poderia me dar uma indicação de qual nível da “qualidade de adepto” seria necessário para ser tão independente?
RA: Nós somos restringidos de falar especificamente devido ao trabalho deste grupo, pois falar pareceria julgar. Entretanto, nós podemos dizer que vocês podem considerar este ciclo sob a mesma luz dos assim chamados equilíbrios astrológicos do seu grupo; ou seja, eles são interessantes, mas não críticos.

64.14 Eu li que pesquisas recentes indicaram que o ciclo de sono normal para entidades neste planeta ocorre uma hora mais tarde em cada período diurno de forma que nós temos um ciclo de 25 horas em vez de 24. Isto está correto, e se sim, por que isso ocorre?
RA: Isto, em alguns casos, está correto. As influências planetárias a partir das quais aqueles de Marte experienciam memória têm algum efeito sobre estes complexos corpóreos físicos de terceira densidade. Esta raça cedeu seu material genético a muitos corpos sobre seu plano.

64.15 Ra mencionou Stuart e Douglas em uma sessão recente. Estes são membros do que nós chamamos de nossa carreira médica. Qual é o valor, valor geral, digamos, das técnicas médicas modernas para o alívio de distorções corpóreas com relação ao propósito destas distorções e o que nós poderíamos chamar de carma e outros efeitos?
RA: Esta questão é intricada. Entretanto, nós faremos algumas observações no lugar de tentarmos uma resposta coerente, pois aquilo que é alopático entre suas práticas de cura tem de certa forma, dois lados.
Primeiramente, você deve ver a possibilidade/probabilidade de que cada curandeiro alopático é de fato um curandeiro (terapeuta). Dentro de sua ligação cultural, este treinamento é considerado o meio apropriado para aperfeiçoar a habilidade de cura. No sentido mais básico, qualquer curandeiro alopático pode ser visto como sendo, talvez, alguém cujo desejo é servir a outrem na aliviação do complexo corpóreo e distorções do complexo mental/emocional, de forma que a entidade a ser curada possa experienciar mais catálise ao longo de um período maior de tempo do que vocês chamam vida. Este é um grande serviço a outrem quando apropriado devido à acumulação de distorções na direção da sabedoria e amor que podem ser criadas através do uso do continuum espaço/tempo de sua ilusão.
Ao observar o conceito alopático do complexo do corpo, como uma máquina, nós podemos notar a sintomatologia de um complexo societário aparentemente dedicado ao desejo mais intransigente pelas distorções de distração, anonimato e sono. Este é o resultado ao invés da causa do pensamento societário sobre seu plano.
Por sua vez, este conceito mecânico do complexo do corpo criou a proliferação contínua de distorções na direção do que vocês chamariam de doença devido aos fortes químicos usados para controlar e esconder distorções corpóreas. Há uma realização entre muitas de suas pessoas que existem sistemas de cura mais eficazes, não excluindo o alopático, mas também incluindo as muitas outras formas de cura.

64.16 Deixe-nos supor que uma distorção corpórea ocorra em uma entidade em particular que então tem a escolha de buscar auxílio alopático ou experienciar a catálise da distorção e não buscar correção da distorção. Você pode comentar sobre [as] duas possibilidades para esta entidade e sua análise de cada caminho?
RA: Se a entidade é polarizada na direção do serviço a outrem, a análise prossegue apropriadamente ao longo das linhas da consideração de qual caminho oferece mais oportunidade para serviço a outrem.
Para a entidade negativamente polarizada, a antítese é o caso.
Para a entidade despolarizada as considerações são aleatórias e bem provavelmente na direção da distorção no sentido do conforto.

64.17 Dr. Monroe, eu entendo, trouxe um molde de uma pegada de um Pé Grande de quatro dedos aqui outro dia. Você poderia me dizer de qual forma de Pé Grande era aquela pegada? RA: Nós podemos.

64.18 Eu sei que é totalmente insignificante, mas como um serviço ao Dr. Monroe eu achei que deveria perguntar isso.
RA: Esta entidade era uma de um pequeno grupo de formas-pensamento.

64.19 Ele também perguntou por que não há restos de Pé Grande, ou seja, após a morte das entidades Pé Grande em nossa superfície. Ele perguntou por que nunca foram encontrados restos destas entidades. Você poderia responder isso por ele? Não tem importância, mas apenas como um serviço para ele eu pergunto.
RA: Você pode sugerir que a exploração das cavernas que existem sob algumas das regiões montanhosas da costa oeste de seu continente irá, um dia, oferecer tais restos. Eles não serão geralmente entendidos se esta cultura sobreviver, em sua forma presente e por tempo suficiente, em sua medida de tempo, para que esse vórtice de probabilidade/possibilidade ocorra.

64.20 Nos exercícios de cura, quando você diz examinar as sensações do corpo, você quer dizer aquelas sensações disponíveis para o corpo via os cinco sentidos ou em relação às funções naturais do corpo tais como a sensibilização, amor, relação sexual, e companhia, ou você está se referindo totalmente a alguma outra coisa?
RA: O questionador pode perceber seu complexo do corpo neste momento. Ele está experimentando sensações. A maioria destas sensações ou neste caso, quase todas elas, são transientes e sem importância. Entretanto, o corpo é a criatura da mente. Certas sensações têm importância devido à carga ou poder que é sentido pela mente quando na experiência desta sensação.
Por exemplo, nesta ligação espaço/tempo, uma sensação está carregando uma carga poderosa e pode ser examinada. Esta é a sensação do que você chama de distorção na direção do desconforto devido a posição de câimbra do complexo do corpo durante este trabalho. Ao balancear, você iria então explorar esta sensação. Por que esta sensação é poderosa? Porque ela foi escolhida a fim de que a entidade possa se oferecer em serviço a outrem na energização deste contato.
Cada sensação que deixa um gostinho de significado sobre a mente, que deixa o gosto dentro da memória, deve ser examinada. Estas são as sensações das quais nós falamos.

nota: a expressão Self refere-se ao Eu (pessoa), que nem sempre foi traduzido nos livros.

Partilhar no Facebook

One Commnet on “A Lei do Uno ~ sessão 64 ~ ciclos de 18 dias

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.