A Lei do Uno - livro 2

A LEI DO UNO ~ sessão 47 ~ graduação densidades; corpo de cada raio; espírito preso à Terra

Partilhar no Facebook

47.2 QUESTIONADOR: De qual valor para a evolução ou experiência no Criador se conhecendo são os complexos de memória social positivos e negativos que se formam começando na quarta densidade e por que isto foi planejado pelo Logos?
RA: Eu sou Ra. Existem equívocos inerentes à sua questão. Entretanto, nós podemos responder o ponto principal dela.
O equívoco está na consideração de que complexos de memória social foram planejados pelo Logos ou sub-Logos. Isto está incorreto, já que a unidade do Criador existe dentro da menor porção de qualquer material criado pelo Amor, o que dizer de um ser autoconsciente.
Entretanto, a distorção do livre arbítrio faz com que o complexo de memória social surja como uma possibilidade num certo estágio de evolução da mente. O propósito, ou consideração que faz com que entidades formem tais complexos, destes complexos de memória social, é uma extensão bem simples da distorção básica na direção do Criador se conhecendo, pois quando um grupo de mentes/corpos/espíritos se torna capaz de formar um complexo de memória social, toda experiência de cada entidade está disponível ao todo do complexo. Assim, o Criador conhece mais de Sua criação em cada entidade participando desta comunhão de entidades.

47.3 QUESTIONADOR: Nós escolhemos os valores de – ou lhe foram dados os valores de melhor que 50% serviço a outrem para quarta densidade positiva e melhor que 95% serviço a si para complexos de memória social de quarta densidade negativa. Estes dois valores correspondem à mesma frequência, digamos, de vibração?
RA: Eu percebo que você tem dificuldade em expressar sua questão. Nós responderemos numa tentativa de esclarecer sua questão.
As frequências vibratórias não devem ser entendidas como as mesmas em orientações positivas e negativas. Elas devem ser entendidas como tendo o poder de aceitar e trabalhar com infinidade inteligente a um certo grau ou intensidade. Devido ao facto de que a cor primária, digamos, ou energia azul está faltando no sistema de poder negativamente orientado, as energias vibratórias verde/azul não são vistas nos planos ou padrões vibratórios das frequências de vibração da quarta e quinta negativas.
O positivo em contrapartida tem, digamos, o espectro completo de padrões vibratórios tempo/espaço de cor verdadeira e, assim, contém um plano ou padrão vibratório variante. Cada um deve ser capaz de realizar trabalho de quarta densidade. Este é o critério para colheita.

47.4 QUESTIONADOR: Você disse que o azul está faltando na quarta densidade negativa?
RA: Deixe-nos esclarecer mais. Como nós declaramos previamente, todos os seres têm o potencial para todas as frequências vibratórias possíveis. Assim, o potencial de ativação dos centros de energia verde e azul está, é claro, precisamente onde eles devem estar numa criação de Amor. Entretanto, a entidade negativamente polarizada alcançará colheita devido ao uso extremamente eficiente do vermelho e amarelo/laranja, movendo-se diretamente para o portal índigo trazendo, através deste canal da energia inteligente, os fluxos para dentro da infinidade inteligente.

47.5 QUESTIONADOR: Então na graduação da quarta densidade para a quinta há algo como os percentuais de polarização que você deu para a graduação da terceira densidade para a quarta?
RA: Existe, em seus modos de pensamento, respostas que nós podemos formular, as quais nós formularemos. Entretanto, o ponto importante é que as graduações de densidade a densidade de facto ocorrem. A polaridade positiva/negativa é algo que irá, no sexto nível, simplesmente se tornar história. Portanto, nós falamos num continuum de tempo ilusório quando nós discutimos estatísticas de colheita positiva versus negativa para a quinta. Um grande percentual de entidades de quarta densidade negativa continua no caminho negativo de experiência da quarta para a quinta densidade, pois sem sabedoria, a compaixão e desejo de auxiliar outro-self não é extremamente bem informada. Assim, apesar de se perder aproximadamente dois por cento, ao se mover do negativo para o positivo durante a experiência de quarta densidade, nós encontramos aproximadamente oito por cento das graduações em quinta densidade daqueles do negativo.

47.6 QUESTIONADOR: Bem, o que eu estava de facto perguntando era se 50% é requerido para graduação da terceira para a quarta no sentido positivo, 95% é requerido para graduação no sentido negativo, se isto deve se aproximar ainda mais de 100% em ambos os casos para graduação da quarta para a quinta? Uma entidade deve ser 99% polarizada para negativo e talvez 80% polarizada para graduação positiva da quarta para a quinta?
RA: Nós percebemos sua questão agora.
Fornecer isto em seus termos é enganoso, pois existem, digamos, auxílios visuais ou auxílios de treinamentos disponíveis em quarta densidade que automaticamente auxiliam a entidade em polarização, enquanto reduzem drasticamente o efeito rápido de catalisadores. Assim, a densidade acima da sua deve tomar mais espaço/tempo.
A porcentagem de serviço a outrem de entidades orientadas positivamente irá harmoniosamente se aproximar de 98% em intenção. As qualificações para quinta densidade, entretanto, envolvem entendimento. Isto então, se torna a qualificação primária para graduação da quarta para a quinta densidade. Para alcançar esta graduação, a entidade deve ser capaz de entender as ações, os movimentos e a dança. Não há percentual descritível que mede este entendimento. É uma medida de eficiência da percepção. Pode ser medida pela luz. A habilidade de amar, aceitar e usar uma certa intensidade de luz cria assim o requerimento para ambas colheitas positiva e negativa da quarta para a quinta.

47.7 QUESTIONADOR: Você poderia definir o que você quis dizer com uma “entidade cristalizada”?
RA: Nós usamos este termo, em particular, por que ele tem um significado razoavelmente preciso em sua linguagem. Quando uma estrutura cristalizada é formada em seu material físico, os elementos presentes em cada molécula são ligados de uma forma regularizada aos elementos de cada outra molécula. Assim, a estrutura é regular e quando cristalizada completa e perfeitamente, tem certas propriedades. Ela não estilhaçará ou quebrará; ela é muito forte sem esforço; e ela é radiante, desmembrando a luz em uma bela refração, dando prazer aos olhos de muitos.

47.8 QUESTIONADOR: Em nossa literatura esotérica, numerosos corpos são listados. Eu tenho aqui uma lista do corpo físico, etérico, emocional, astral e o mental. Você poderia me dizer se esta lista tem o número apropriado, e você pode me dizer os usos e propósitos e efeitos, etc., de cada um destes ou de quaisquer outros corpos que possam existir em nosso complexo mente/corpo/espírito?
RA: Responder sua questão completamente seria o trabalho de muitas sessões tais como esta, pois os relacionamentos dos vários corpos e os efeitos de cada corpo em várias situações é um estudo enorme. Entretanto, nós começaremos referenciando suas mentes de volta ao espectro das cores verdadeiras e o uso deste entendimento ao compreender as várias densidades de seu octavo.
Nós temos o número sete repetido do macrocosmo para o microcosmo em estrutura e experiência. Portanto, seria esperado que houvesse apenas sete corpos básicos os quais talvez nós seríamos mais lúcidos ao declará-los como corpo do raio vermelho, etc. Entretanto, nós estamos cientes de que você deseja corresponder estes corpos mencionados com os raios das cores. Isto será confuso, pois vários professores ofereceram seus entendimentos de ensino/aprendizado em vários termos. Assim, um pode nomear um corpo sutil uma coisa e outro encontrar um nome diferente.
O corpo do raio vermelho é seu corpo químico. Entretanto, não é o corpo que você tem como roupagem no físico. É o material não-construído do corpo, o corpo elemental sem forma. Este corpo material básico, sem forma, é importante para entender pois há curas que podem ser realizadas pelo simples entendimento dos elementos presentes no veículo físico.
O corpo do raio laranja é o complexo do corpo físico. Este complexo do corpo não é ainda o corpo que você habita, mas em vez disso, o corpo formado sem autoconsciência, o corpo no ventre antes do complexo espírito/mente entrar. Este corpo pode viver sem a habitação dos complexos da mente e espírito. Entretanto, raramente ele o faz.
O corpo do raio amarelo é seu veículo físico que você conhece neste momento e no qual você experimenta catálise. Este corpo tem as características da mente/corpo/espírito e é igual à ilusão física, como você a chamou.
O corpo do raio verde é aquele corpo que pode ser visto numa reunião mediúnica quando o que vocês chamam de ectoplasma é fabricado. Este é um corpo mais leve preenchido mais densamente com vida. Você pode chamar este o corpo astral seguindo alguns outros ensinamentos. Outros chamaram este mesmo corpo de corpo etéreo. Entretanto, isto não é correto no sentido de que o corpo etéreo é aquele corpo do portal por onde a energia inteligente é capaz de moldar o complexo mente/corpo/espírito.
O corpo de luz ou corpo do raio azul pode ser chamado de corpo devacânico. Existem muitos outros nomes para este corpo especialmente em seus assim chamados Sutras ou escrituras Indianas, pois existem aqueles entre estes povos que exploraram estas regiões e entendem os vários tipos de corpos devacânicos. Existem muitos, muitos tipos de corpos em cada densidade, bem como o seu próprio.
O corpo do raio índigo, que nós escolhemos chamar de corpo etéreo é, como nós dissemos, o corpo do portal. Nesta forma de corpo há substância e você pode apenas ver este corpo como aquele de luz, já que ele pode se moldar como desejar.
O corpo do raio violeta pode talvez ser entendido como o que você poderia chamar de corpo de Buddha ou aquele corpo que é completo.
Cada um destes corpos tem um efeito sobre seu complexo de mente/corpo/espírito no estado do ser da sua vida. Os inter-relacionamentos, como nós dissemos, são muitos e complexos.
Talvez uma sugestão que possa ser indicada seja esta: O corpo do raio índigo pode ser usado pelo curandeiro uma vez que o curandeiro se torne capaz de colocar sua consciência neste estado etéreo. O corpo do raio violeta ou de Buddha é de igual eficácia para o curandeiro, pois dentro dele está o sentido da completude que é extremamente próximo da unidade com tudo que existe. Estes corpos são partes de cada entidade e o uso apropriado deles e o entendimento deles são, apesar de muito avançado a partir da posição da colheita de terceira densidade, entretanto, úteis ao adepto.

47.9 QUESTIONADOR: Quais corpos nós temos imediatamente após a morte física deste corpo do raio amarelo que eu agora habito?
RA: Você tem todos os corpos em potenciação.

47.10 QUESTIONADOR: Então o corpo do raio amarelo em potenciação é usado para criar o arranjo químico que eu tenho como um corpo físico agora. Isto está correto?
RA: Eu sou Ra. Isto está incorreto apenas no sentido de que na sua encarnação presente o corpo do raio amarelo não está em potenciação mas em ativação, sendo aquele corpo que está manifestado.

47.11 QUESTIONADOR: Então após a morte física desta encarnação, nós ainda temos o corpo do raio amarelo em potenciação, mas então é, talvez, digamos no caso geral da nossa população planetária após a morte, eles teriam então normalmente o corpo do raio verde manifestado?
RA: Eu sou Ra. Não imediatamente. O primeiro corpo que se ativa na morte é o “produtor de formas” ou o corpo do raio índigo. Este corpo permanece – vocês o chamaram de “ka” – até que o etéreo tenha sido penetrado e o entendimento tenha sido alcançado pela totalidade da mente/corpo/espírito. Uma vez isto alcançado, se o corpo apropriado a ser ativado é o do raio verde, então isto ocorrerá.

47.12 QUESTIONADOR: Deixe-me fazer uma declaração e ver se estou correto. Após a morte, então, se uma entidade não está ciente, ela pode se tornar o que é chamado de espírito preso à Terra até que ela seja capaz de alcançar a percepção requerida para ativação de um dos corpos. E seria possível então ativar qualquer um dos corpos – poderia ser qualquer um, do vermelho ao violeta?
RA: Dados os estímulos apropriados, isto está correto.

47.13 QUESTIONADOR: Quais estímulos criariam o que nós chamamos de um espírito preso à Terra ou uma alma penada?
RA: O estímulo para isto é a faculdade da vontade. Se a vontade da mente/corpo/espírito de raio amarelo é aquela que é mais forte que o ímpeto progressivo da morte física na direção da realização daquilo que está por vir, isto é, se a vontade está concentrada o suficiente na experiência prévia, a casca do raio amarelo da entidade, apesar de não mais ativada, não pode ficar completamente desativada e, até que a vontade seja liberada, o complexo mente/corpo/espírito está preso. Isto ocorre com frequência, como vemos que você está ciente, no caso da morte súbita, bem como no caso da extrema preocupação com uma coisa ou um outro-self (pessoa).

47.14 QUESTIONADOR: Bem, então a ativação do raio laranja depois da morte ocorre muito frequentemente com este planeta?
RA: Eu sou Ra. Bem infrequentemente, devido ao facto de que esta manifestação particular é sem vontade. Ocasionalmente, um outro-self irá assim demandar a forma de alguém passando pela morte física que alguma semelhança do ser permanecerá. Isto é o raio laranja. Isto é raro, pois normalmente se uma entidade deseja outra o suficiente para chamá-la, a entidade terá o desejo correspondente de ser chamada. Assim, a manifestação seria a casca do raio amarelo.

47.15 QUESTIONADOR: O que a maior porcentagem da população da Terra, ao partirem do físico, ativa?
RA: O procedimento normal, dada uma passagem harmoniosa, a partir da manifestação do corpo do raio amarelo, é que o complexo da mente e do espírito descanse no corpo etéreo ou índigo até tal momento na medida em que a entidade inicia sua preparação para experiência num lugar encarnado que tenha uma manifestação formada pela energia etérea moldando-a em ativação e manifestação. Este corpo índigo, sendo energia inteligente, é capaz de oferecer à alma, como você nomearia, recém-morta uma perspectiva e um local a partir do qual ver a experiência mais recentemente manifestada.

18 de abril de 1981
nota: a expressão Self refere-se ao Eu (pessoa), que nem sempre foi traduzido nos livros.

A Lei do Uno – os 5 livros e o resumo

Partilhar no Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.