A Lei do Uno - livro 2

A LEI DO UNO ~ sessão 35 ~ Franklin Delano Roosevelt ~ Adolf Hiter ~ Abraham Lincoln

Partilhar no Facebook

35.1 QUESTIONADOR: Esta sessão, eu imaginei que possivelmente ao examinar o efeito nos raios de diferentes figuras bem conhecidas em nossa história, poderia ser útil ao entendimento de como a catálise da ilusão cria crescimento espiritual. Eu estava fazendo uma lista aqui e o primeiro que eu acho que nós acertaríamos em cheio com relação ao efeito de catálise do trabalho de vida individual seria aquele conhecido como Franklin Delano Roosevelt. Você poderia falar, por alto, sobre essa entidade?
RA: Deve ser notado que, ao discutirmos sobre aqueles que são bem conhecidos entre suas pessoas, existe a possibilidade de que a informação pode ser vista como sendo específica sobre uma entidade, quando, na verdade, o grande projeto de experiência é bem o mesmo para cada entidade. É com isto em mente que nós discutiríamos as forças experimentais que ofereceram catálise a um indivíduo.
Deve ser ainda notado que, no caso daquelas entidades recentemente encarnadas sobre seu plano, muitas distorções podem ter ocorrido com relação à desinformação e má interpretação dos pensamentos ou comportamentos de uma entidade.
Nós iremos agora prosseguir para falar dos, digamos, parâmetros básicos daquele conhecido como Franklin. Quando uma entidade vem à encarnação em terceira densidade, cada um de seus centros de energia é potencializado mas deve ser ativado pelo self através da experiência.
Aquele conhecido como Franklin se desenvolveu rapidamente através do vermelho, laranja, amarelo e verde e começou a trabalhar no centro de energia azul em uma tenra idade, como vocês diriam. Este crescimento rápido foi devido, primeiramente, às conquistas prévias na ativação destes raios; em segundo lugar, ao relativo conforto e entretenimento de sua existência inicial; em terceiro lugar, devido ao forte desejo da parte da entidade em progredir. Esta entidade se casou com uma entidade cujas vibrações de raio azul eram de uma força mais que igual à sua própria, assim adquirindo catálise para mais crescimento naquela área, que deveria persistir através da encarnação.
Esta entidade teve certa dificuldade com a atividade continuada do raio verde devido à excessiva energia que foi colocada nas atividades com relação a outros-selfs em distorção na direção de aquisição de poder. Isto teria seu preço sobre o veículo físico, como vocês o chamam. A limitação do não-movimento de uma porção do veículo físico abriu mais uma vez, para esta entidade, a oportunidade de concentração sobre os aspectos do poder, digamos, mais universais ou idealistas; ou seja, o uso não-abusivo do poder. Assim, ao início de uma ação belicosa, esta entidade havia perdido alguma polaridade positiva devido ao excessivo uso das energias de raio laranja e amarelo às custas das energias de raio verde e azul, então tendo recuperado a polaridade devido aos efeitos catalíticos de uma dolorosa limitação sobre o complexo físico.
Esta entidade não era de uma natureza belicosa, mas em vez disso, durante o conflito, continuou a vibrar em raio verde trabalhando com energias de raio azul. A entidade, que era aquela conhecida como professora do Franklin, também funcionou grandemente, durante este período, como ativadora do raio azul, não apenas para seu parceiro, mas também em uma expressão mais universal. Esta entidade se polarizou continuamente de uma maneira positiva no sentido universal, enquanto em um sentido menos universal, desenvolveu um padrão do que pode ser chamado carma; este carma tendo a ver com distorções de relacionamento desarmoniosas com o parceiro/professor.

35.2 QUESTIONADOR: Duas coisas eu gostaria de esclarecer. Então o professor de Franklin era sua esposa? Isto está correto? RA: Isto está correto.

35.3 QUESTIONADOR: Em segundo lugar, o próprio Franklin colocou a limitação de seu corpo físico sobre si mesmo?
RA: Isto está parcialmente correto. As diretrizes básicas para as lições e propósitos de encarnação foram cuidadosamente estabelecidas, antes da encarnação, pela totalidade do complexo mente/corpo/espírito. Se aquele conhecido como Franklin tivesse evitado o prazer excessivo pela anexação à competitividade que pode ser vista como sendo inerente aos processos de sua ocupação, esta entidade não teria tido a limitação.
Entretanto, o desejo de servir e de crescer era forte nesta programação e, quando as oportunidades começaram a cessar devido a estas distorções na direção do amor pelo poder, o fator limitante da entidade foi ativado.

35.4 QUESTIONADOR: Eu gostaria agora de perguntar pelo mesmo tipo de informação com relação a Adolf Hitler. Você já nos deu um pouco disto. Não é necessário recobrir o que você já deu, mas se você puder completar aquela informação, isto seria útil.
RA: Ao falar sobre aquele que vocês chamam Adolf, nós temos alguma dificuldade devido à intensa quantidade de confusão presente nos padrões de vida desta entidade como também a grande confusão que sempre está presente em qualquer discussão sobre esta entidade.
Aqui, nós vemos um exemplo de alguém que, ao tentar a ativação dos raios de energia mais altos enquanto faltava a chave do raio verde, se cancelou para fora de qualquer polarização, seja na direção positiva ou negativa. Esta entidade era basicamente negativa. Entretanto, sua confusão era tal que a personalidade se desintegrou, assim deixando o complexo mente/corpo/espírito não-colhível e em muita necessidade de cura.
Esta entidade seguiu o padrão da polarização negativa que sugere a elite e o escravizado, isto sendo visto pela entidade como de uma natureza útil à estrutura societária. Entretanto, ao se distanciar da polarização consciente no que você poderia chamar de um mundo de crepúsculo, onde sonhos tomaram o lugar de eventos em seu continuum espaço/tempo, esta entidade falhou em sua tentativa de servir ao Criador em um nível colhível ao longo do caminho do serviço a si. Assim, nós vemos a assim chamada insanidade que pode, com frequência, surgir quando uma entidade tenta se polarizar mais rapidamente que a experiência pode ser integrada.
Nós aconselhamos e sugerimos cuidado e paciência em comunicações anteriores e o faremos novamente, usando esta entidade como exemplo da abertura de polarização muito rápida, sem devida atenção ao complexo mente/corpo/espírito sintetizado e integrado. Conhecer a si mesmo é ter a fundação sobre chão firme.

35.5 QUESTIONADOR: Um importante exemplo, eu acredito. Eu estava pensando se algum daqueles que eram subordinados ao Adolf naquela época foram capazes de se polarizar em uma natureza colhível no caminho negativo?
RA: Eu sou Ra. Nós podemos falar apenas de duas entidades que podem ser colhíveis em um sentido negativo, outros ainda estando em encarnação física: um conhecido por vocês como Hermann; o outro conhecido, como ele prefere ser chamado, Himmler.

35.6 QUESTIONADOR: Anteriormente, nós discutimos Abraham Lincoln como um caso bem único. É possível para você nos dizer qual era a orientação e por que o ser de quarta densidade usou o corpo de Abraham e quando isto ocorreu com relação às atividades que estavam ocorrendo em nossa sociedade, naquele tempo?
RA: Eu sou Ra. Isto é possível.

35.7 QUESTIONADOR: Seria de valor para o leitor saber isto, em sua avaliação?
RA: Você deve moldar suas perguntas de acordo com seu discernimento.

35.8 QUESTIONADOR: Bem, neste caso eu gostaria de saber a motivação para este uso do corpo de Abraham Lincoln naquele tempo?
RA: Aquele conhecido como Abraham teve uma extrema dificuldade em muitas formas e, devido a sua dor física, mental e espiritual, estava desgastado da vida, mas sem a orientação para autodestruição. Em seu tempo, 1853, esta entidade foi contatada, em sono, por uma entidade de quarta densidade. Este ser estava preocupado com a luta entre as forças da luz e as forças da escuridão que tem sido travada em quarta densidade por muitos de seus anos.
Esta entidade aceitou a honra/dever de completar os padrões cármicos daquele conhecido como Abraham e aquele conhecido como Abraham descobriu que esta entidade tentaria aquelas coisas que aquele conhecido como Abraham desejava fazer, mas sentia que não poderia. Assim, a troca foi feita.
A entidade Abraham foi levada para um plano de suspensão até a cessação de seu veículo físico, bem como se nós de Ra acertássemos com este instrumento permanecer no veículo, sair do estado de transe e funcionar como este instrumento, deixando o complexo da mente e do espírito deste instrumento em seu estado suspenso.
As energias planetárias estavam neste momento no que parecia ser, para esta entidade, um ponto crítico, pois aquilo que vocês conhecem como liberdade ganhou em aceitação como uma possibilidade entre muitas pessoas. Esta entidade viu o trabalho feito por aqueles iniciando o democrático conceito de liberdade, como vocês o chamam, em perigo de ser abreviado ou abolido pela crescente crença e uso do princípio da escravidão de entidades. Este é um conceito negativo de uma natureza bem séria em seu destino. Esta entidade, portanto, seguiu adiante naquilo que ela viu como a batalha pela luz, pela cura de uma ruptura no conceito de liberdade.
Esta entidade não ganhou nem perdeu carma por estas atividades devido a sua indiferença para com qualquer resultado. Sua atitude durante todo o tempo foi uma de serviço a outrem, mais especificamente aos oprimidos ou escravizados. A polaridade do indivíduo foi de certa forma, mas não severamente, diminuída pelos sentimentos cumulativos e formas-pensamento que foram criados devido ao grande número de entidades deixando o plano físico devido ao trauma da batalha.

6 de março de 1981
nota: a expressão Self refere-se ao Eu (pessoa), que nem sempre foi traduzido nos livros.

artigos relacionados:

sessão 36 ~ Eu Superior ~ Heinrich Himmler ~ Sexta Densidade
sessão 37 ~ Eu Superior ~ Super Alma
sessão 38 ~ energia nuclear ~ quarta densidade negativa
sessão 39 ~ raios
sessão 40 ~ densidade ~ cancro (câncer) ~ alimentação
resumo do livro “A lei do Uno” e os 5 livros em .pdf

Partilhar no Facebook

One Commnet on “A LEI DO UNO ~ sessão 35 ~ Franklin Delano Roosevelt ~ Adolf Hiter ~ Abraham Lincoln

  1. Parabéns por divulgar trechos dos livros A lei do Uno.
    Os li um tempo atrás e é ótimo poder reler alguns trechos novamente.
    Continue publicando!
    Abraços

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.