A Lei do Uno - livro 2

A LEI DO UNO – sessão 30 – origem; densidades

Partilhar no Facebook

30.1 Eu farei uma declaração e, então, deixarei você corrigi-la se eu tiver cometido algum erro. Esta é a declaração: A Criação é uma unidade ou entidade única. Se apenas uma única entidade existe, então o único conceito de serviço, é serviço a si. Se esta entidade única se subdivide, então o conceito de serviço de uma de suas partes a outra parte nasce. Deste conceito floresce a equabilidade do serviço a si ou a outrem. Parece que, como o Logos se subdividiu, suas partes escolhem cada orientação. Como entidades individualizadas emergem em espaço/tempo, então, eu presumiria que elas têm polaridade. Esta declaração está correta? RA: Esta declaração é bem percetiva e correta até a frase final, na qual nós notamos que as polaridades começam a ser exploradas apenas no ponto quando uma entidade de terceira densidade se torna ciente da possibilidade da escolha entre o conceito ou distorção de serviço a si ou serviço a outrem. Isto marca o fim do que você pode chamar de fase natural ou inocente da perceção consciente.
30.2 Você poderia definir mente, corpo e espírito separadamente? RA: Estes termos são todos termos descritivos simplistas que igualam a um complexo de focos de energia; o corpo, como você o chama, sendo o material da densidade que você experiencia num dado espaço/tempo ou tempo/espaço; este complexo de materiais estando disponível para distorções do que você chamaria de manifestação física. A mente é um complexo que reflete os fluxos de fora para dentro do espírito e os fluxos direcionados para cima do complexo do corpo. Ela contém o que você conhece como sentimentos, emoções e pensamentos intelectuais em suas complexidades mais conscientes. Movendo-nos mais abaixo na árvore da mente, nós vemos a intuição, que é da natureza da mente mais em contacto ou em sintonia com o complexo do estado do ser total. Movendo-nos abaixo, até as raízes da mente, nós encontramos a progressão da consciência, que gradualmente se transforma da memória pessoal para a memória racial, para os influxos cósmicos, e assim se torna um contato direto com aquele veículo de transporte, que nós chamamos de complexo do espírito.
Este complexo do espírito é o canal pelo qual os influxos de todos os vários influxos universais, planetários, e pessoais podem ser afunilados nas raízes da consciência e pelo qual a consciência pode ser afunilada para o portal da infinidade inteligente, através da energia inteligente balanceada do corpo e da mente.
Você verá, através desta série de declarações definitivas, que mente, corpo e espírito são inextricavelmente entrelaçados e não podem continuar um sem o outro. Assim, nós nos referenciamos ao complexo mente/corpo/espírito em vez de tentar lidar com eles separadamente, porque o trabalho, digamos, que você realiza durante suas experiências, é feito através da interação destes três componentes e não através de qualquer um deles.
30.3 No momento da nossa morte física, como nós a chamamos, nesta densidade em particular e nesta experiência encarnatória em particular, nós perdemos este corpo químico. Imediatamente após a perda deste corpo químico, nós mantemos um tipo diferente de corpo? Existe ainda um complexo mente/corpo/espírito naquele ponto? RA: Isto está correto. O complexo mente/corpo/espírito fica bem intacto; o complexo do corpo físico, que vocês agora associam com o termo corpo, sendo a manifestação de um complexo de corpo mais denso e informadamente mais inteligente e poderoso.
30.4 Existe alguma perda para a mente ou espírito após esta transição, que nós chamamos de morte, ou algum debilitamento de ambos devido à perda deste corpo químico que nós temos agora? RA: Em seus termos, existe uma grande perda do complexo da mente, devido ao facto de que muito da atividade de uma natureza mental da qual vocês estão cientes, durante a experiência deste continuum espaço/tempo, é bem como uma ilusão de superfície, como é o complexo do corpo químico.
Em outros termos, nada importante de alguma forma é perdido; o caráter ou, digamos, pura destilação de emoções e tendências ou distorções e sabedorias, se você desejar, se tornando óbvios pela primeira vez, digamos; estas emoções puras e sabedorias e tendências/distorções sendo, em sua maior parte, tanto ignoradas como subestimadas durante a experiência da vida física.
Em termos do espiritual, este canal é então muito aberto, devido à falta da necessidade da característica de esquecimento da terceira densidade.
30.5 Eu gostaria de saber como os complexos mente/corpo/espírito se originam. Como, indo tão no início quanto necessário, eles – eles se originam pelo espírito formando mente e mente formando corpo? Você pode-me dizer isto? RA: Nós pedimos que você considere que você está tentando rastrear a evolução. Esta evolução é, como nós descrevemos anteriormente, a consciência estando primeiro em primeira densidade, sem movimento, algo randômico. Quer você chame este complexo de mente ou corpo é um problema semântico. Nós chamamos de complexo mente/corpo reconhecendo sempre que, mesmo na iota mais simples deste complexo, existe, em sua totalidade, o Uno Infinito Criador; este complexo mente/corpo então, em segunda densidade, descobrindo o crescimento e se voltando em direção à luz, assim, acordando o que você poderia chamar de complexo do espírito, aquilo que intensifica a espiral para cima na direção do amor e luz do Infinito Criador.
A adição deste complexo do espírito, apesar de aparente em vez de real, ele tendo existido potencialmente desde o início do espaço/tempo, se aperfeiçoa pela graduação em terceira densidade. Quando o complexo mente/corpo/espírito se torna ciente da possibilidade do serviço a si ou a outrem, então o complexo mente/corpo/espírito é ativado.
30.6 Apenas como um ponto de passagem, eu estava pensando, em – neste planeta, durante a segunda densidade, eu acredito que houve habitação no mesmo tempo/espaço de entidades bípedes e o que nós chamamos de dinossauros. Isto está correto? RA: Isto está correto.
30.7 Estes dois tipos de entidades parecem ser incompatíveis, eu diria, uma com a outra. Eu não sei. Você pode-me dizer a razão por trás de ambos os tipos de entidades habitando o mesmo espaço/tempo? RA: Considere os trabalhos do livre-arbítrio enquanto aplicados na evolução. Existem caminhos que o complexo mente/corpo segue numa tentativa de sobreviver, de se reproduzir e de buscar, de sua maneira, aquilo que é inconscientemente sentido como o potencial para crescimento; estas duas arenas, ou caminhos de desenvolvimento, sendo duas entre muitas.
30.8 Um programa de notícias que eu vi, há duas semanas atrás, levantou esta questão do porquê dos dinossauros terem desaparecido de nosso planeta, digamos, de forma repentina. Eu sei que isto não tem importância, mas eu apenas imaginei qual era a razão. RA: Estas entidades não puderam alimentar seus complexos de corpos.
30.9 Agora, em segunda densidade, o conceito de reprodução bissexual primeiramente se origina. Isto está correto? RA: Isto está correto.
30.10 Você poderia-me dizer a filosofia por trás deste mecanismo de propagação do complexo do corpo? RA: A segunda densidade é uma na qual a fundação está sendo formada para trabalho de terceira densidade. Desta forma, pode ser visto que os mecanismos básicos de reprodução capitulam em um vasto potencial, em terceira densidade, para serviço a outrem e a si; isto sendo não apenas pelas funções de transferência de energia, mas também pelos vários serviços realizados devido ao contacto íntimo daqueles que são, digamos, magneticamente atraídos, um ao outro; estas entidades assim tendo as oportunidades para muitos tipos de serviço que estariam indisponíveis à entidade independente.
30.11 A razão básica era, a razão original para isto, então, era aumentar a oportunidade para experimentar o Uno Criador? Isto está correto? RA: Isto não está meramente correto, mas é a chave para aquilo que ocorre em todas as densidades.
30.12 O processo de reprodução bissexual ou a sua filosofia tem um papel no crescimento espiritual das entidades de segunda densidade? RA: Em casos isolados, isto ocorre e se deve a perceções eficientes de parte das entidades ou espécies. Para a esmagadora maioria, este não é o caso em segunda densidade, os potenciais espirituais sendo aqueles de terceira densidade.
30.13 Eu estava imaginando se o gato macho, Gandalf, se beneficiou deste mecanismo de alguma forma ou de outros mecanismos para aumentar o potencial espiritual ou entendimento. RA: Nós examinamos esta informação e a consideramos inofensiva. A entidade de segunda densidade, vibração sonora Gandalf, é um raro exemplar de sua espécie devido, primeiramente, à individualização anterior, em segundo lugar, devido à grande quantidade de investimento nesta experiência de vida em particular. Esta é a maior catálise do progresso desta entidade. É bem incomum, como nós dissemos. Entretanto, as experiências de reprodução bissexual que eram da natureza da entidade Gandalf foram, em pequena extensão, de benefício espiritual devido a um relacionamento incomum com outra entidade, esta também o que vocês chamam de gato. Esta entidade também sendo de uma orientação incomum de terceira densidade ou investimento de experiências de vidas anteriores. Assim, a formação do que poderia ser visto reconhecidamente como amor, de facto existia neste relacionamento.
30.14 Você poderia-me dar uma breve história dos princípios metafísicos do desenvolvimento de cada um dos nossos planetas em torno do sol e suas funções com relação à evolução dos seres? RA: Nós daremos uma descrição metafísica apenas daqueles planetas sobre os quais complexos mente/corpo/espírito individuais foram, são ou serão experimentados. Você pode entender as outras esferas como sendo partes do Logos.
Nós tomamos aquele conhecido como Vénus. Esta esfera planetária foi uma de evolução rápida. É nossa terra nativa e a rapidez do progresso com complexos mente/corpo/espírito sobre sua superfície foi devida à interação harmoniosa.
Sobre a entidade conhecida por vocês como Marte, esta entidade foi parada no meio da terceira densidade, assim sendo incapaz de continuar em progressão devido à falta de condições habitáveis sobre a sua superfície. Este planeta estará submetido à cura por alguns de seus milénios de espaço/tempo.
O planeta sobre o qual vocês habitam tem uma história metafísica bem conhecida por vocês e você pode perguntar sobre ela se você desejar. Entretanto, nós já falamos a um grande grau sobre esse assunto.
O planeta conhecido como Saturno tem uma grande afinidade pela inteligência infinita e, assim, tem sido habitado nos seus campos magnéticos de tempo/espaço por aqueles que desejam proteger o seu sistema.
A entidade planetária conhecida por vocês como Urano está lentamente se movendo através da primeira densidade e tem o potencial de se mover através de todas as densidades.
30.15 Eu estava imaginando se algum dos outros planetas teve uma evolução metafísica. Você declarou ontem que muito deste sistema galáctico maior habita espiritualmente como uma parte do Logos. Com isto, você quer dizer que, mais próximo ao centro deste sistema galáctico maior, que as estrelas lá não têm sistemas planetários? Isto está correto? RA: Isto está incorreto. O Logos se distribuiu através de seu sistema galáctico. Entretanto, o continua tempo/espaço de alguns de seus sistemas solares mais centrais está bem mais avançado.
30.16 Bem, então, você poderia dizer generalizadamente que, na medida em que você se aproxima do centro deste sistema galáctico maior, que existe uma densidade espiritual maior, eu usarei o termo, ou que esta qualidade espiritual geral é avançada naquela área? RA: A densidade ou massa espiritual daqueles mais próximos do centro de sua galáxia é conhecida. Entretanto, isto é devido simplesmente aos estados atemporais variados, durante os quais as esferas planetárias podem coalescer, este processo de começos de espaço/tempo ocorrendo mais cedo, digamos, na medida em que você se aproxima do centro da espiral galáctica.

24 de fevereiro de 1981
nota: a expressão Self refere-se ao Eu (pessoa), que nem sempre foi traduzido nos livros.

artigos relacionados:

sessão 31 – homossexual – razões para existência da homossexualidade
sessão 32 – raios – Andarilhos
sessão 33 – catálise
sessão 34 – carma – raios
sessão 35 ~ Franklin Delano Roosevelt ~ Adolf Hiter ~ Abraham Lincoln
resumo do livro “A lei do Uno” e os 5 livros em .pdf

Disclaimer:
1. Os artigos são escritos em português do (Brasil ou de Portugal) ou numa mistura de ambos.
2. Os autores não usam facebook, portanto se tiver alguma pergunta, coloque aqui no site, na secção dos comentários (não do facebook)
3. Os artigos colocados neste site, são diferentes dos colocados nos meios de comunicação de massas. Não significa que os autores concordam ou discordam com os mesmos. Você deve usar a sua intuição com aquilo que ressoa ou não consigo. Ninguém é dono da verdade absoluta e este site não foge à regra.

Partilhar no Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.