revelação cósmica temporada 12

t12e14 Manipulação Extraterrestre da Ascensão Humana ~ Revelação Cósmica

Partilhar no Facebook

Jason Rice revela o que ele descobriu sobre as apostas que estão sendo feitas com o objetivo final da ascensão humana. A vida em nosso universo segue um caminho distinto de evolução e ascensão. Algumas espécies tropeçam nesse caminho, geralmente levando outras civilizações junto com elas. Outros seguem uma estrada menos tortuosa e se tornam essenciais, pois oferecem orientação subtil para civilizações prontas para tal crescimento. A humanidade parece estar presa num conflito enquanto a guerra se intensifica pela evolução da alma humana.

Porque é que os Dracos estão tão interessados nos humanos da Terra?

Revelação Cósmica Corey Goode temporada 12 episódio 14

pode assistir (vídeo) ao episódio clicando aqui (click here to watch the show)

Se der erro, usar o browser chrome em modo anónimo (teclando Ctrl + Shift +n) no PC. Alerta-se que os episódios têm sido retirados da internet, portanto se detetar que o episódio foi denunciado, faça um comentário para indicarmos outro link.

T12E14 Manipulação Extraterrestre da Ascensão Humana (Revelação Cósmica ~ Jason Rice)

S12E14 E.T. Guidance of Human Ascension (Cosmic Disclosure)

 

REVELAÇÕES CÓSMICAS

POR DENTRO DO
PROGRAMA ESPACIAL SECRETO

Manipulação Extraterrestre
da Ascensão Humana

Olá a todos!

Sou Jay Weidner.

Estamos conversando
com Jason Rice.

Olá, Jason! Obrigado
por sua presença.

Obrigado pelo convite, Jay.

Jason, você fez uma sessão
de regressão hipnótica recentemente

pela hipnoterapeuta
Georgina Cannon.

Nessa sessão de regressão,
você se lembrou

de estar em uma nave
chamada Heflem, certo?

Correto.

É uma memória muito importante,

pois ela vem de algo
que é um mistério para você.

Correto.

Durante o processo de hipnose,
lembro-me de ter havido

uma exposição a essas memórias.

A segmentação das minhas memórias
foi fechada,

e lembro-me de ver
o que parecia ser

uma porta aberta
que se fechava rapidamente.

Poder obter as informações
da Heflem,

que eu não me lembrava
até a hipnose,

foi fantástico porque a maioria
das minhas memórias

foram do segundo programa
de 20 anos.

Então, muitas memórias
que recuperei

do meu primeiro programa de 20 anos
são do treinamento inicial.

Brevemente,
como você não tem muitas memórias,

poderia descrever o interior
dessa nave?

Você disse que nunca viu
o exterior,

mas pode nos dar alguns detalhes
do interior de que você se lembre?

Parece o interior de um navio
da Marinha dos EUA,

é bem tumultuado.

Há vários tubos e canos no teto,

anteparos que são pintados,
neste caso,

nas cores verde-claro ou creme.

Elas têm portas com a roda
que gira e tranca a porta?

Não, as portas eram automáticas.

-Trancadas automaticamente.
-Sim.

-Então, era uma nave avançada.
-Correto.

Se você ficasse trancado
no lugar errado, na hora errada,

já era.

É importante lembrar
que William Tompkins,

o informante que faleceu recentemente,
ele dizia que eles usavam

uma tecnologia naval no começo
do Programa Espacial Secreto,

incluindo tecnologia de submarino,
que já eram vedados.

Eles podiam ir ao espaço
rapidamente.

Então, parece que você só estava
em uma versão avançadas das naves

-que existem.
-Correto.

Isso deve ter ocorrido
por volta de 1985, 1986.

-No início do Sentinela Solar.
-Sim.

Uma das primeiras edições
das naves do PES

-que eles lançaram.
-Exato.

Você se lembra da tripulação
que servia com você

ou das suas missões?

Não me lembro de nenhuma missão agora.

Acho que isso tem a ver
com a questão do Eu Superior,

determinando o que é apropriado
e quando.

As memórias que recuperei
do meu treinamento

antes de programa de 20 anos

envolvem muito treinamento
à base de trauma.

Tínhamos que passar
por todo tipo imaginável de morte

que pode acontecer
como parte do nosso treinamento.

Tenho uma boa indicação

de que a própria Maya disse
que não estava na hora ainda.

A tripulação que servia comigo
era composta por humanos.

Não me lembro de haver…

Pelo menos não ainda…

Alienígenas ou outras EBEs
com quem eu interagisse.

Não significa que não tenha ocorrido,
só não me lembrei ainda.

Certo.
Muito bem.

Vamos voltar ao Planeta Um,

onde você lutou contra criaturas
tipo lobisomem.

Descobrimos que você estava
envolvido em algo

que chamou de Darwinismo de Combate,
em que ambos os lados

estavam manipulando vocês
e o inimigo por motivos

-basicamente políticos.
-Sim.

E para mudar a cultura do planeta

de acordo com o modo
em que a cabala opera.

Correto.

Os dracos estavam criando
sua própria versão

da cabala que existe neste planeta
para fins próprios.

O envolvimento da cabala da Terra
neste e em outros planetas

ocorreu estritamente
do ponto de vista

de que eles forneceram soldados
e tropas terrestres.

Os alemães de Marte forneceram
as naves navais,

bem como os oficiais navais
e a tripulação.

Então, a cabala que foi
estabelecida

nesses planetas locais
são o que os dracos usam

em suas batalhas,
e imagina que estavam sendo estabelecidas

de forma muito similar
o que eles haviam feito

e conseguiram fazer aqui
em termos de estabelecer a divisão

e criar sociedades onde existe

uma sociedade dividida de elites
que acham que são melhores

que as outras e que têm direitos

que passam por cima de outras pessoas,
para que possam se aproveitar delas.

Interessante.

As elites permanecem dentro dos limites
contratuais e legais,

embora façam coisas
que são horríveis.

Ainda assim,
eles seguem a lei e a ordem.

São criminosos que seguem
um código de conduta.

Sim.

Até mesmo os ladrões têm seu próprio
código de conduta a ser seguido.

Acho que boa parte disso

tenha a ver com as diretrizes
que são traçadas para eles

com base no jogo dos dracos
e no que eles vão querer

e de que forma.

Para que eles tenham
seu poder e sua ilusão de controle,

eles precisam seguir
certas diretrizes,

e essas diretrizes
exigem que os subordinados deles,

não importa o quão horrível seja
e as coisas péssimas

que eles fazem,
eles têm que seguir essas diretrizes.

Você nos contou que os dracos
eram aliados nos alemães de Marte.

Os dracos também são aliados
da cabala,

mas os alemães de Marte e cabala
não são inimigos?

Sim e não.

De novo, quando chega a hora
em que eles precisa de algo…

A cabala precisava
de uma base na Lua.

Para assumir o contrato
dos alemães de Marte,

eles tinham que fornecer as duas divisões
de tropas terrestres.

Isso acaba colocando-os lado a lado
como aliados

até certo ponto,
embora venham lutando sem piedade

há mais de 50 a 60 anos
pela Terra.

Os alemães manipularam a cabala,
de certa forma.

-Sim.
-Muito espertos.

Muito espertos,
e isso vem acontecendo

desde que os alemães de Marte
se estabeleceram

na Antártida e se estabeleceram
com tecnologias melhores

e basicamente encurralaram a cabala

e disseram-lhes os termos
que tinham que aceitar.

Os alemães deixam que a cabala
saia por aí conquistando

esses mundos e estabelecendo
sua cultura?

Eles deixam
porque a estrutura de comando

está totalmente sob o comando
dos alemães de Marte.

Só o que eles fizeram nos EUA
no fim da Segunda Guerra.

Como parte do requisito
dessas duas divisões,

os 24 mil soldados,
nenhum deles tem patente acima

de major, ou seja, todo comandante
de batalhão seria um alemão de Marte.

Qualquer comandante de brigada,
qualquer um dos generais,

qualquer coronel,
toda a equipe de comando

e a estrutura da Marinha,
todos são alemães de Marte.

São eles que mandam.

Eles tomam todas as decisões
de comando.

O maior comando
que um humano da Terra pode ter

é o de um comandante
de companhia.

Então, podemos dizer

que os alemães estão conquistando
esses planetas?

Pode-se dizer que os alemães
estão conquistando

esses planetas para seus chefes.

Eles acabam tendo que sair
desses sistemas.

Quando saem,

eles têm que os deixar
com um certo autocontrole,

mas eles continuam controlando
essas cabalas locais.

Basicamente,
isso foi repetido no Vietnã.

Eles vão e dominam,

conquistam e vão embora.

Eles deixam quem ficar para trás
no lugar deles

como representantes dos dracos
sob o comando total

e sob o controle
dos contatos que eles exigem

para satisfazer os requisitos
para que nós

possamos ir ajudá-los.

Então, o grade plano dos dracos
é conquistar o universo ou algo assim?

Acho que eles gostariam disso
mais que qualquer outra coisa.

Eles não têm recursos
para fazer tudo de uma vez

e têm acordos e tratados galácticos

que eles têm que seguir
até que consigam ter

força mental suficiente
para sair disso.

Vou entrar em uma área
que você talvez não domine.

Se não souber,
basta dizer que não e continuar.

Claro.

Está claro para mim
que os dracos querem algo de nós,

que nós temos algo
que eles querem.

Eu queria saber se,
em todas as suas aventuras

e tudo mais,
você já descobriu o motivo

pelo qual os dracos estão tão interessados
em conquistas planetas

habitados por humanoides?

Para responder à sua pergunta,

o que os dracos querem
dos humanos?

Vamos falar disso
em outro episódio,

mas a resposta curta
é que existem

certos aspectos espirituais da humanidade
que os dracos cobiçam.

Vamos voltar a falar disso
em outro episódio.

Muito bem.
Vamos voltar ao Planeta Um.

Logo depois da primeira batalha.

Você tinha informações indubitáveis

de que estava combatendo uma criatura
feroz e perigosa,

e provavelmente precisasse
de mais armas melhores,

para poder derrotá-los nessa guerra.

De novo,
é o darwinismo de combate.

Você não sabe o que vai acontecer,

-que tipo de ajuda você obterá, certo?
-Exato. Correto.

Parte da estrutura de comando
dos alemães de Marte

e do treinamento nessas unidades

é que eles não aceitavam
treinadores

que não tivessem servido
em planetas ou zonas de combate.

Se você estava treinando,

era porque já havia sobrevivido
a pelo menos uma missão.

Além disso,
eles também exigiam que,

se você sobrevivesse,
você poderia lecionar.

Então, quando voltamos
depois desse primeiro contato,

à medida que começamos
a fazer perguntas,

eles já diziam que aquilo
não fazia parte do nosso cargo.

“Não façam essas perguntas.

Lide com o que surgir
usando o que você tem.

A sua missão aqui
é treinar essas pessoas

para defenderem seu planeta.”

Você não terá permissão

para usar tecnologias avançadas.

Você não terá as ferramentas

que ficam do outro lado

dessa cerca que facilitariam tudo
e salvariam mais vidas.

E isso porque vocês não queriam

que a população local descobrisse
as suas armas avançadas.

Eles nos disseram
que não queriam

perturbar ou atrapalhar
o progresso normal

introduzindo tecnologias avançadas.

-Essa é uma ideia muito boa.
-Sim.

Você pode destruiu uma população,
se ela avançar rápido demais.

-Não era o motivo real.
-Sim.

Não é o motivo real,
mas é um bom motivo.

-Claro.
-Muito bem.

Quando você voltou,
virou um professor?

Não, não.

Fiquei lá durante todos
os quatro anos de batalha.

De quantas batalhas você participou
no Planeta Um?

-Inúmeras?
-Inúmeras.

Durante…

Já se machucou feio?

47 meses.

Não nessa missão.

Eu me feria muito, vários cortes,
arranhões ou feridas profundas.

As terapias com aditivos nano

que nos davam
permitiam uma regeneração rápida.

Um corte de 20 a 22 cm
que eu sofri

no braço direito
na primeira experiência de combate

já estava começando a curar
no fim daquele dia.

-Cicatrizou?
-Não.

Quando você voltou
do programa de 20 anos,

-você não tinha nenhum…?
-Não.

As terapias com aditivos nano
cuidavam disso.

Já tive outras cicatrizes
que voltaram

e são misteriosas,
mas de onde vêm?

-Por que existem?
-Sério?

Algumas delas têm a ver
com o breve intervalo

-entre a lesão e o início da cura.
-Certo.

E você participou dessa guerra
por 47 meses?

Correto.

A guerra terminou no fim
dos 47 meses?

O fim da guerra…

Derrotamos a última unidade invasora.

Como nos 47 meses anteriores,

não sabíamos se surgiriam mais

desses seres
ou se algum outro ser

atravessaria o bloqueio naval.

Esperamos para ver se surgiria
mais alguém,

para ver se viriam mais.

No fim desses 47 meses,
a minha unidade

foi transferida para Callidus 3.

Então…

-Não tinha como saber.
-Não.

Não sei.

Acho que acabou,
pois eles não teriam

retirado a minha unidade
naquele momento

e nos transferido para outro planeta
para começarmos os preparativos

para a invasão
desse outro planeta.

Esse Planeta Número Um,
quando você chegou,

era semirrural…

Não havia cidades muito grandes,

e eles não deviam ser
muito desenvolvidas.

Deve ser um lugar legal.

-Era lindo.
-Sim.

E como foi no fim?

Mudou?

O que aconteceu com as pessoas?

Infelizmente, mudou muito
nesses quatro anos.

Quando chegamos,
a população local

tinha um certo nível
de tecnologia.

Como há mencionei antes,

eles conseguiram acessar
a rede elétrica do planeta deles

e conseguiram usar um pouco
da eletricidade

do próprio planeta
nas gerações de construção.

Eles também tinham baterias.

Tinham uma espécie de ferrovia
que ligava as cidades.

A maioria do trabalho
era braçal.

Eles não usavam muito
animais de tração.

Eles tinham um estilo de vida
muito simples,

de tipo escambo.

Quando chegou a hora
de partirmos,

havia grandes áreas
que ficaram devastadas.

Totalmente devastadas.

Só havia escombros.

Não havia nenhum continente
em todo o planeta

que não tivesse sido destruído
nos quatro anos de guerra.

Quando fui embora desse planeta,
as pessoas estavam muito diferentes.

Nunca mais foram as mesmas.

Nunca conseguiriam voltar

ao estilo de vida com escambo,
uma civilização que tinha

crenças politeístas.

Eram muito simples.

A maioria dos governos deles
eram organizados como clãs.

Era muito organizado,
e parecia que todos se davam bem.

Como disse, era só um lugar

que ainda tinha armas
que estavam em produção.

Acho que isso foi feito
porque havia planos

de invadir um dia.

Havia um motivo por trás disso
desde várias décadas antes.

Nos anos 30,
na Europa, Mussolini,

o ditador fascista, decidiu
que queria mudar a Itália

de um ambiente semirrural
para uma sociedade altamente urbana

e tecnologicamente avançada,
e usou poderes fascistas extremos

para conseguir isso,
matando várias pessoas

nesse processo,
sem falar que ajudaram a iniciar

a Segunda Guerra.

No fim da Segunda Guerra,

a Itália realmente
era um país moderno.

Então, o Mussolini realmente conseguiu

o que queria,
que era fazer isso.

Parece que a cabala utiliza
essa mesma tática.

A mesma coisa foi feita,
levando pessoas

de uma civilização agrária e agrícola

para as partes não desenvolvidas
no planeta.

Se eles não morressem
durante a guerra,

eram levados a uma cidade
e ajudados.

E o motivo, de certa forma,
seria que uma cultura semirrural

e agrária é mais autônoma.

Não precisa de ninguém.

Então, é melhor cortar…

Para controlar pessoas,
é melhor cortar isso, certo?

Exatamente.

Parte do processo
era integrá-los

e retirá-los dos campos.

Então, o ambiente ficou mais urbano

depois que vocês
bagunçaram tudo.

Sim.

Depois que bagunçamos tudo,

ficou mais urbanizado.

A mesma coisa ocorreu
em Callidus 3, no Planeta Dois,

e começou a acontecer
no Planeta Três.

De várias formas,
vocês não sabiam

o que estavam fazendo realmente.

Descobriram depois,

conversando com colegas
e comparando informações.

Porém, nesse momento, no Planeta Um,
você devia estar muito confuso

sobre o que estava fazendo,
e eles os mantinham confusos.

Muito jovens e idealistas.

Fomos lá para salvá-los.

Não sabíamos de nada.

Se essa informação fosse disseminada
entre as unidades,

teria ocorrido um grande transtorno.

Teria havido revoltas, motins,
simples assim.

Então, não nos contavam nada.

Quando fazíamos perguntas,

dizíamos que aquilo não cabia a nós.

Alguém já saiu da linha
nas suas unidades militares?

Claro.

Quais eram as punições?

-Seriam os alemães que…?
-Sim.

Eram os alemães de Marte

que aplicavam as punições.

Eles não podiam nos matar
diretamente.

Também havia protocolos que os impediam
de limpar as nossas memórias,

mas isso não quer dizer
que a cabala também não tinha

certos protocolos que permitiam
que unidades da Terra

apagassem certas memórias.

Então, caia na categoria

de a sua própria unidade
apagar memórias as suas memórias

ou tínhamos que seguir o Código de Justiça
Militar Uniforme nas punições.

Detenção no quartel
ou detenção na prisão,

ou um corte de salário…
Eles faziam várias coisas.

Também podia ser uma tarefa adicional
ou detalhes adicionais.

Como mencionei antes,
uma das punições que recebemos

por ajudar os civis locais
durante o ataque à Área 26

foi que não pudemos
receber reforços

durante a etapa de limpeza
depois desse ataque.

Os outros 60% do meu pelotão
que estavam lá,

todos tivemos que nos esforçar
e trabalhar mais ainda,

pois não vieram os substitutos
das pessoas

que morreram
ou nunca foram encontradas.

Isso foi uma punição.

“Vocês não receberão
novas pessoas

até irem ao próximo lugar,
já que estavam tão interessados em ajudar

esses malditos civis.”

O ataque foi com uma arma
de energia cinética.

-Correto.
-Você estava prestes a sair desse planeta

rumo ao Planeta Número Dois,
sobre o qual você nos contará

algumas outras histórias incríveis.

Porém, só para encerrar
o Planeta Um,

ele não era chamado de Planeta Um
por ninguém além de você,

para que possamos entender
onde você estava.

Sim, para que acompanhem
a história.

No Planeta Um, havia algum…

Além da batalha,
das pessoas legais

e das criaturas tipo lobisomem
ferozes…

Havia alguma flora ou fauna interessante

que tenha visto no planeta?
Poderia descrevê-las?

Com certeza.

Algo que percebi
muito rapidamente

era que a diversidade de vida
nesse planeta,

bem como nos próximos dois,
era muito similar ao que vemos

aqui na Terra.

Lembro-me de ficar
muito surpreso com isso.

Não pensei muito à época,

mas, analisando agora,
lembro-me de ver

que havia esses quase pinheiros.

Algumas árvores
eram como o carvalho.

Havia árvores perenes e coníferas.

Também havia os peixes
de água doce

que havíamos descoberto.

Era tudo muito similar

ao que eu havia visto aqui.

Havia muita vida, sem dúvida.

Não era um planeta estéril.

Não havia desertos.

Eu me lembro disso.

Havia grandes áreas
completamente inabitadas.

Havia regiões árticas.

Não havia muita vida
acima da linha de 60 graus

ou abaixo da linha de 60 graus,

mas o resto estava repleto de vida.

Ela só não era tão diversificada

quanto o que vemos
aqui na Terra.

A maioria dos animais
eram quadrúpedes?

Havia pássaros.

Havia animais quadrúpedes.

Nenhum dos animais
de que me lembro

tinha duas pernas,
ou seja, bípedes.

Você sabe por que a vida animal
não era tão diversa quanto aqui?

Suspeito que, como a Terra
é um caso especial,

uma placa de Petri especial
na qual existem vários

elementos competidores
que tentam atingir uma meta,

e essa meta é:
qual dos projetos de estimação deles

gerará vida com uma chance melhor
de ascensão?

A Terra é um lugar onde existem

vários interesses divergentes
em criar vida ou mudar,

modificar ou alterar a vida aqui
por meio da modificação do DNA,

ou novas formas de vida
são inseridas.

Podemos pensar em várias espécies

que não têm uma origem histórica.

De onde vieram?

Não há nada nos registros históricos.

Como elas surgiram?

Como estão progredindo?
De onde vêm?

É como se tivessem brotado.

Surgiram do nada.

A Terra é esse lugar especial que…

Realmente é…

E fizeram vários testes
e experimentos aqui

para ver que formas de vida,
seja aquática,

terrestre ou o que for,
surgiram muito tempo atrás.

Sabemos quem são as pessoas
ou criaturas que estão fazendo

esse experimento na Terra,
na população da Terra?

Sim.

Temos uma ideia de quem são
as diferentes raças

com base em algumas histórias
que eles nos contaram

e que nos ensinam
no treinamento.

Você disse que o objetivo final
do experimento

aqui na Terra era criar
uma criatura capaz de ascender?

Que tenha a maior chance de ascender.

E o que é ascensão?

Uma conexão espiritual mais elevada,

foi isso que nos explicaram.

Os dracos têm alma ou espírito?

Acho que já tiveram.

Porém,
quando se envolveram com a IA,

eles ficaram tão interessados
em tecnologias

do tipo máquina ou computador,
que essa é uma boa pergunta.

Ainda são majoritariamente máquinas?
Sim.

Eles ainda têm alma?

Não sei responder.

Você acha que os dracos
são máquinas agora.

Acho que estão tão infectados
e infestados de IA

e nanites,
que podemos perguntar:

eles ainda são um ser biológico,

ou isso é só uma aparência,
uma carapuça?

Você tem a vantagem
de ter os nanites em você,

mas a população local não tinha, acho.

Eles não estavam em desvantagem

lutando com vocês?

Sim, uma desvantagem enorme.

É por isso que tantos deles
morreram.

Eles não chegavam nem perto
de se levantar,

e eram menores que nós,
humanos da Terra.

Não, eles não tinham
muitas chances

em combates um a um
com esses lobisomens.

Podemos dizer que existem diversos

experimentos que provavelmente
estão sendo realizados na Terra?

Sim.

Sim, podemos dizer que existem

diversos experimentos
ocorrendo neste planeta.

E você diria que cada experimento
tem um objetivo diferente?

Sim.

Cada uma das raças
que fazem seus experimentos,

seja com um certo tipo de fungo

ou uma espécie de invertebrado específica,

ou seja com os humanos,
cada uma delas

tem seu próprio plano
e suas próprias metas,

bem como uma visão de como
seus projetos podem dar certo.

E um desses grupos de ETs
que fazem experimentos na Terra

está tentando desenvolver
uma criatura capaz de ascender,

-como você disse.
-Sim.

Eles nos explicaram que…

E acho que essa parte
não era uma campanha

de informações falsas…

O que eles querem fazer

é criar uma forma de vida
que tenha uma conexão espiritual

mais forte com o Criador.

Assim, eles querem acelerar
o processo de ascensão,

pois as formas de vida
que vemos aqui

são só uma das extremidades inferiores
do espetro de formas de vida,

por assim dizer.

Ver um ser progredir
para níveis mais altos

de existência, de consciência,
essa é a meta deles.

Eles querem poder ajudar com isso.

Os humanos enxergam isso
como se fosse uma interferência.

Sim, certamente estão interferindo.

Até que ponto interferiram?

Quanta interferência é necessária
para irmos dos primatas

ao homem moderno?

Então, os ETs que estão por trás
desse experimento específico

devem ser benevolentes.

Ótima pergunta, Jay.

Defina “benevolente”.

A nossa consciência
e o nosso entendimento atuais

entendem realmente
quais são as metas deles?

Quais são as metas deles?

Nem sabemos
quais são as metas deles.

Eles querem ajudar
com essa evolução espiritual

porque querem nos dominar?

Querem fazer isso
por pura bondade de coração?

Não sabemos ao certo.

E acho que não descobriremos

essas respostas
até que a humanidade

dê um passo no sentido de atingir
o próximo nível.

São benevolentes ou não?

Acho que vários deles são.

Com certeza.

A definição de benevolência

é o que estamos discutindo.

Cada pessoa tem uma definição diferente.

Outra pessoa pode ter
outra definição.

Fazer com que uma pessoa

fique mais resistente
a climas frios,

isso significa que são
benevolentes?

Fazer com que as pessoas
fiquem mais conectadas espiritualmente

ao Criador?

De que forma?

E há perdas.

Há compensações.

Se você aumentar uma coisa,
tem que ceder

em outra área.

Nesta temporada de
”Revelações Cósmicas”,

as pessoas compartilham
seu envolvimento secreto

com agências governamentais,
militares e programas espaciais secretos…

Quando um extraterrestre
se manifesta em 3D,

ele fica sujeito às leis
do nosso espaço tridimensional.

Não são à prova de bala.

Os insectoides levaram injeções

no transporte em que eu estava.

-E eles derrubaram o transporte?
-Sim.

-Com você dentro?
-Sim.

Ele caiu.

Acho que estavam fazendo híbridos
sob encomenda…

Realmente acho isso.

Estavam fazendo
híbridos personalizados.

REVELAÇÕES CÓSMICAS

POR DENTRO DO
PROGRAMA ESPACIAL SECRETO

PRONTO PARA CONTAR A VERDADE?

Os e-mails são criptografados
e não podem ser compartilhados.

Disclaimer:
1. Os artigos são escritos em português do (Brasil ou de Portugal) ou numa mistura de ambos.
2. Os artigos colocados neste site, são diferentes dos colocados nos corruptos meios de comunicação de massas. Não significa que os autores concordam ou discordam com os mesmos. Você deve usar a sua intuição com aquilo que ressoa ou não consigo. Ninguém é dono da verdade absoluta e este site não foge à regra.

Partilhar no Facebook

0 0 vote
Article Rating
Subscribe
Notify of

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

4 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
aughastya

Pena mesmo nãp ter em texto,?!

Erika

não estou conseguindo acessar esse video, já tentei de várias outras maneiras. Como faço para acessá-lo?