Conceitos

Programas Espaciais Secretos

Partilhar no Facebook

Os Programas Espaciais Secretos que serão denominados no site como PES, foram denunciados nos últimos anos por vários informantes.

Há alguns episódios de Corey Goode onde se fala em pormenor do PES: T07E11

Os alicerces dos PES já haviam sido estabelecidos no século 19. Naquela época a Alemanha era o país com o melhor conhecimento técnico. No campo científico e industrial era florescente. Os Pleiadianos decidiram entrar em contacto com pessoas despertas e inspirá-los na construção de naves espaciais. Então existiram tentativas em construir essas naves, mas tecnicamente não era possível ainda. Os Pleiadianos contactaram (por canalização) os meios de comunicação para transmitir informações sobre a construção de naves.

No início do século 20, a tentativa foi bem-sucedida através de Maria Oršić de Zagreb. Ela recebeu as informações dos Pleiadianos e Aldebaranos que fazem parte do grupo pleiadiano. Maria Oršić deu então a informação ao professor Schuhman em Munique. Um protótipo foi construído em 1923 em Augsburg com esta informação. Este grupo técnico foi infiltrado por forças com uma opinião diferente, cuja história é conhecida. No início do período nazi eles desenvolveram-se rapidamente do ponto de vista técnico e todos aqueles que usaram para o mal essas tecnologias tiveram acesso a enormes recursos financeiros, humanos e materiais (fábricas).

Em 1942 já havia uma base lunar do nazi. Lá encontraram outros seres que lutaram contra eles – os draconianos. Os nazis acabaram por ser derrotados, e apenas poucos permaneceram na Lua. Quando a 2.ª Guerra Mundial terminou em 1945, existiam duas fações. A fação Kammler, mais secreta e que já tinha construído bases subterrâneas no planeta, escapou para a Argentina, de onde os nazis posteriormente se mudaram para a Antártida. O segundo grupo foi importado para os EUA através da “Operação Paperclip”, onde posteriormente assumiram o controlo. O representante mais conhecido foi Wernher von Braun, que foi o chefe da NASA durante um longo período de tempo. A NASA foi estabelecida como uma organização de fachada para administrar os PES secretamente. Quando a NASA começou em 1961 os voos espaciais, grandes naves já voavam ao redor, secretamente.

A fação Kammler já tinha estado na Lua nos anos de 1944/1945 via Antártida. Após a 2 ª Guerra Mundial, eles expandiram-se por todo o sistema solar. Eles conheceram os draconianos e fizeram um pacto sobre o primeiro PES, e têm estado a governar todo o sistema solar e mais além desde então. Esta cooperação durou por muito tempo. As afirmações de Corey Goode sobre isto são reais. Isso envolve a chamada “Frota Escura” lá em cima. Isto não é ficção científica, é real.

Através da outra fação milhares de nazis já tinham sido trazidos para os EUA – cientistas, técnicos, pessoas da área económica. Os programas espaciais oficiais eram controlados pela NASA sob a liderança de Wernher von Braun. De acordo com Cobra existiam diferentes tendências entre os empregados da NASA, sendo que uma dessas fações criou um programa espacial positivo. Os controladores, no entanto, tentaram suprimir tudo. A aterragem oficial na Lua por Neil Armstrong foi levada adiante através dos elementos mais positivos da NASA. Portanto, a aterragem oficial na Lua foi um sucesso visível e um esforço das forças da Luz na superfície da terra. Mas Wernher von Braun e os seus subordinados levaram a cabo vários atos de sabotagem que causaram incidentes e desastres.

Outro grande sucesso das pessoas positivas nesta área foi o envio das Voyager 1 & 2 para o sistema solar. Desde então essas sondas têm sondado todos os planetas do sistema solar, exceto Plutão. Em Janeiro de 1986 objetos que eram, obviamente, “artificiais”, foram fotografados nas Luas de Urano e essas fotos foram publicadas nos meios de comunicação de massas. Mais uma vez, não era o que os sabotadores queriam, o que levou à explosão do vaivém espacial Challenger dois dias depois, e que usurpou a atenção das massas repetidamente. As fotos e a sua importância caíram no esquecimento.

Mesmo quando se fala mal acerca da NASA, é importante frisar que existem pessoas muito boas e positivas que se esforçam.

As forças positivas dentro das forças armadas dos EUA

No início de 1950 já havia um grupo positivo na Marinha dos EUA. As forças controladoras suprimiram os dispositivos de antigravidade com todo o seu poder apesar de ter sido o principal motor de propulsão para a maioria dos objetos voadores desconhecidos a voar pela Terra. Este grupo positivo reconheceu que algo de errado tinha acontecido e criou uma força-tarefa com a qual eles secretamente construíram as suas próprias naves. Eles tinham conexões com as pessoas das empresas como a Macdonell Douglas, Boeing, etc., que normalmente construíam aviões.

A partir daí, eles produziram componentes pelo que, no início, os aviões e naves espaciais partilhavam componentes como era o caso dos assentos, por exemplo. Com estes componentes semelhantes eles construíram naves espaciais e levaram-nos para a órbita terrestre. Eles foram os fundadores do programa espacial secreto da “Ala Solar”. A “Ala Solar” cresceu e expandiu-se como uma infraestrutura de proteção contra alienígenas negativos. Posteriormente, ele tornou-se num programa oficial mas ficou demasiado grande e internacional.

Os draconianos infiltraram-se em empresas como a Lockheed e a Boeing com os seus próprios agentes para alterar o foco ao nível superior do programa. Posteriormente, eles iam precisar de muitos mais recursos humanos e, por outras palavras, soldados a quem foi dito serem necessários para assegurar a segurança da Terra. Com isso, os draconianos de facto criaram a narrativa da possibilidade de uma invasão.

O grupo tornou-se mais forte, mas as suas fontes de capital eram apenas os orçamentos ocultos e não oficiais.

A primeira fonte de financiamento foi todo o ouro que os nazis roubaram na Ásia durante a 2.ª guerra mundial. A construção das bases subterrâneas e das naves espaciais foi financiada com milhares e milhares de toneladas de ouro. Como eles se tornaram ainda mais poderosos, criaram os seus próprios programas espaciais secretos, conforme relatado corretamente por Corey Goode. Neste programa conhecido como conglomerado empresarial, vários empreendimentos comerciais foram criados como parte do programa da Ala Solar, como a mineração de asteróides, criar bases em Marte e usar o trabalho escravo em larga escala.

Neste contexto, Cobra mostrou imagens bem como representações artísticas que estão perto da realidade. Ele mostrou uma foto da NASA de uma nave da Ala Solar e uma foto que captou uma nave da Ala Solar no início do programa oficial de exploração da Lua. Oficialmente, as naves têm de voar camufladas mas nesta imagem… o piloto foi provavelmente um pouco preguiçoso e pressionou o botão (da camuflagem) tarde demais. Cobra mostrou uma outra foto que mostrava uma frota deliberadamente a voar sem camuflagem, a fim de ser filmada (e que também foi confirmado por Corey Goode) – na cratera Kepler, onde uma base da Ala Solar está ou estava localizada.

Agora sobre a segunda fonte de financiamento: coletivamente todos nós pagamos impostos, mas quanto é que tudo junto somará? Só os EUA captam receita fiscal suficiente para comprar dez milhões de casas por ano. Será que eles as construem? Não! Para onde é que todo o dinheiro vai? Ele foi para os PES e para construir bases subterrâneas. Cobra mostrou uma imagem da base de Pine Gap na Austrália, com vários andares subterrâneos.

O elevador desce vários quilómetros, que foram naturalmente caros de construir. Após o Movimento de Resistência limpar a base, a mesma foi encerrada. Cobra mostrou fotos… O que é extraído dos asteróides? Diamantes. Muitos dos asteróides estão cheios de enormes diamantes, tão grandes como a sala de conferências onde estamos e existe lá ouro que pode simplesmente ser apanhado.

Cobra mostrou outra foto tirada pela NASA que mostrou a mineração de asteróides, um edifício e o poço da mina.

Desde Março de 2016 as forças da Luz estão a limpar o sistema solar exterior, que é usada como base para a “Frota Escura”. A barreira quimera é uma enorme frota de naves espaciais com bombas strangelet. Esta frota impede as energias que vêm do centro da galáxia de entrarem no sistema solar. As forças da Luz estão agora removê-la.

As forças da luz estão a limpar tudo, camada por camada, pois esta foi construída em camadas ao longo dos últimos 25.000 anos. As forças da Luz estão agora a desconstruir essa enorme frota e as do cinturão de Kuiper já foram removidas! Todas essas naves estavam camufladas (e, portanto, invisíveis para os instrumentos físicos).

2016: Em que medida é que a Rússia está envolvida com o programa espacial secreto? C: A Rússia tem o seu próprio programa espacial (designado por Corey como do tipo UNO) que está ligado em cooperação positiva com muitos países e até mesmo com o comando Ashtar. As forças das trevas tentaram apropriar-se dele em 1954, mas os pleiadianos negociaram uma permissão para construir uma base em Bora que faz parte do programa galáctico.

2016: Qual é a sua opinião sobre o programa espacial europeu? C: Eles não estão infiltrados. Eles não são muito bem-sucedidos, mas tem boas intenções.

Acabamos de falar sobre as naves do PES. Como é que estas naves se camuflam? Todos os naves têm uma membrana taquiónica fina à superfície. Isso garante que todas as partículas que vêm do interior da nave chocam de fora contra a nave se tornam praticamente invisíveis – ou seja, para a visão, para todas as formas de tecnologia e de radar. Mesmo a assinatura energética da nave não pode ser detetada, por exemplo, por meio de técnicas de visualização remota e, portanto, a nave está lá e não está lá.

Ovnis sobre Washington em 1952

Partilhar no Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.