revelação cósmica temporada 10

S10E02 Fim da Super Federação ~ Libertação Planetária

Partilhar no Facebook

S10E02 Fim da Super Federação (Revelação Cósmica ~ Corey Goode)
S10E02 End of the Super Federation (Cosmic Disclosure)

Assista ao episódio clicando no link abaixo, usando o browser chrome:
https://drive.google.com/file/d/1UsYgP0P4cXDMZcxKGZ3PAJIWYRv8-CH0/view?usp=sharing

Se der erro, use o browser chrome em modo anónimo (teclando Ctrl + Shift + n) no PC e se necessário, antes tem de fazer logout do seu gmail. Se ainda não conseguir, aceda a partir de outro PC. Alerta-se que os episódios têm sido retirados da internet, portanto se detetar que o episódio foi denunciado, faça um comentário (não no facebook), para indicarmos outro link.

Um breve resumo do episódio:

além deste episódio deverão ler as 2 mega atualizações de Corey Goode: 1ª parte aqui e 2ª parte aqui

Corey Goode volta ao programa e fala sobre as informações recebidas pelas Aves Azuis (“Blue Avians”) e os Seres de Cabeça Triangular (são os 2 guardiões) e a Super Federação. Este episódio é bastante importante porque nos dá muita informação atualizada, principalmente a partir do meio do episódio.

Fala da reunião na Federação e nos diferentes tipos de seres que se encontravam lá.

Fala dos seres aquáticos que estão presentes cá na Terra, que estudam o oceano e não nos suportam por estarmos a poluir o meia ambiente e neste caso os oceanos.

Há outras coisas nos oceanos que são muito importantes para outros povos de outros planetas. Já estão cá, antes de nós humanos estarmos cá.

Na reunião da Super Federação estavam então os vários seres que fazem experimentos genéticos cá na Terra e os Guardiões.

Corey Goode repetiu tudo que Tear-Eir (dos “Blue Avians”) afirmava e a mensagem principal era que Tear-Eir se separaria brevemente e que esses 22 programas genéticos chegariam ao fim; que a humanidade teria que superar muita coisa, mas que havia chegado o nosso momento, a nossa vez. Os 22 experimentos genéticos, têm mexido na nossa genética e na nossa espiritualidade há muitos milénios. Agora que já conseguimos viajar no espaço, começaremos a gerenciar a nossa própria genética e a nossa própria espiritualidade e que esses seres não poderiam mais nos gerenciar.

Muitos seres não ficaram contentes, mas outros sim. Tear-Eir afirmou ainda que a Super Federação seria restruturada e que a maioria teria que partir ou seriam removidos. Um pequeno grupo desses seres trabalharia em conjunto com representantes das nossas 52 estrelas locais, os nossos primos cósmicos. Todos eles formariam essa Super Federação. E nós teríamos assento permanente (até agora não tínhamos).

Fala dos Portais e como o nosso Sol se relaciona com a Teia Cósmica.

Na parte final, fala que os Dracos e os reptilianos não vão poder existir mais energeticamente no nosso espaço… mas sobre estes detalhes confiram o episódio que é bastante interessante conforme referido.

 

Episódio com legendas não formatadas em português do Brasil (para quem não deseja assistir ao vídeo):

revelação cósmica temporada 10 episódio 2

REVELAÇÃO CÓSMICA

POR DENTRO DO PROGRAMA ESPACIAL SECRETO
COM COREY GOODE E DAVID WILCOCK

Fim da Super Federação

Bem-vindos ao
”Revelação Cósmica”.

Sou David Wilcock.

De volta com sua fascinante
história interdimensional,

aqui está Corey Goode.

-Bem-vindo de volta.
-Obrigado.

No último episódio,

você relatou a experiência que
teve com um ser reptiliano

que você nunca havia visto,
sendo usado como um peão

nesse xadrez cósmico.

O que aconteceu depois dessa
experiência estranha?

Eu continuei me encontrando
com o Gonzales regularmente.

Os encontros tinham
um propósito médico,

mas, logo depois,
comecei a ter sonhos

nos quais eu estava de
volta em uma das esferas.

Ou eu sonhava que estávamos
conversando na minha sala de estar.

-Nós, quem?
-O Teir-Eir.

Certo.

O principal Aviário Azul com
quem me comunico é o Teir-Eir.

E ele estava me abordando
por meio de sonhos.

Vários deles…

No meio de um sonho normal,

ele acabava aparecendo
de repente.

Por exemplo, se eu estivesse
sonhando que estava no campo,

de repente, ele
apareceria nesse sonho

e tomaria conta do sonho.

Basicamente, ele estava
me preparando porque,

dentro de alguns dias,

eu seria levado a uma reunião
com a Super Federação,

onde o Teir-Eir estaria presente.

A minha função seria interpretar ou
transmitir uma mensagem para ele.

Logo depois,

eu seria levado ao Conselho de Saturno
para conhecer os dois novos Guardiões.

Nesse momento, você
fazia alguma ideia

do que isso significava,
os dois novos Guardiões?

Sim. Já faz três anos,
ou talvez mais,

o Teir-Eir disse-me
que, em algum momento,

os Aviários Azuis e os
seres do Triângulo Dourado

partiriam da nossa realidade.

E outro guardião que fazia parte
dessa Aliança dos Seres das Esferas

viria ajudar-nos a
partir desse momento.

Você já sentia que essa reunião

seria estressante para você?

Por que tanta
preparação nesse caso?

Quando você ouve que haverá
uma reunião desse tipo,

você sempre fica estressado
até ela acontecer,

pois eles nunca lhe dão muitas
informações de antemão.

Geralmente, você é jogado lá

e tem que lidar com isso.

Quando foi essa outra
grande reunião

para a qual você foi preparado?

Em 16 de dezembro de 2017,

quando acordei no meio da noite,

uma esfera azul
apareceu no meu quarto.

Esse é o tipo de aviso
que você recebe.

Eu havia separado umas
roupas um pouco melhores,

tipo as que eu visto no
”Revelação Cósmica”,

porque parecia ser uma
reunião importante,

e eu não queria aparecer de
cueca, como já aconteceu.

É mesmo.

Então, eu me levantei e me
vesti, e a esfera levou-me.

Conte-nos o que
aconteceu em seguida.

-A esfera foi buscá-lo.
-Sim.

Onde você foi parar?

Fui parar na Super
Federação, no saguão,

no lado de fora da
sala de reuniões,

perto das escadas que
levam à porta principal.

A parte inferior da escada é
rodeada de vasos de plantas.

Eu apareci perto de
onde ficam as plantas.

Não sabia onde estava.

Então, eu me escondi um pouco

atrás das plantas,

mas aí eu vi o Gonzales e
alguns maias perto de mim.

Mas você já havia sido
preparado em sonhos

para essa reunião
da Super Federação.

Foi aí que você percebeu que
esse seria o tal evento, certo?

Sim, mas quando você
diz “preparado”…

Eles só falam que
haverá uma reunião,

essa é a única
preparação, mais nada.

Certo.

Com quem você falou primeiro?
O que ocorreu depois?

O Gonzales viu que eu
estava lá, meio perdido.

Ele se afastou das duas
pessoas que estavam com ele

e veio diretamente até mim.

Ele me pegou pelos ombros,
deu uma chacoalhada e disse:

“Você está pronto?”

“Pronto para quê?

Não faço ideia do que
está acontecendo.”

Ele estava sorrindo,
estava muito animado.

Ele disse que aquilo era normal.

Aonde ele o levou?

O que aconteceu?

Nós subimos as escadas

e passamos pela porta
principal, a porta do meio.

A sala de reuniões
estava lotada.

Nunca havia visto
tanto seres lá.

Havia vários seres
extraterrestres

que têm uma aparência
completamente diferente

dos humanos,

mas havia vários outros
que pareciam humanos.

Isso significa que eles poderiam
andar despercebidos pelas ruas?

Quando Colombo visitou os Estados
Unidos pela primeira vez

e viu os povos indígenas,

eles nunca haviam visto
aquele tipo de humano.

-Certo.
-É a mesma coisa.

É só uma raça ou tipo
diferente de humano.

Certo.

A sala estava lotada.

Como estava o clima na sala?

Havia muita empolgação.

A sala não estava silenciosa.

Havia muita gente
movendo-se e murmurando.

Porém, quando ele estava me guiando

pela multidão através de um vão

até a cadeira que havia
sido reservada para nós…

Os assentos estavam organizados

em formato de ferradura,

com uma cadeira principal
um pouco elevada

e três cadeiras menores abaixo
dela, formando uma meia-lua.

Estávamos andando na direção dos
assentos reservados para nós.

Enquanto andávamos,
olhei para a esquerda

e vi cinco seres aquáticos
que nunca havia visto antes.

Havia uma espécie de
cilindro atmosférico

flutuando acima do solo, a
uns 30 ou 60 cm de altura,

e cheio de água.

Não havia nenhum vidro ou
aparelho conectado a ele.

Era só água no cilindro,
presa por um campo de força.

Os seres aquáticos
estavam dentro dele.

Esse ser dentro da água

parecia ter pés,

mas eram como pés de morsa.

Ou cauda de morsa.

Quando a cauda não
estava estendida,

ela parecia pés pendurados.

Para manter sua posição,

a cauda movia-se assim,
subindo e descendo.

O corpo era semelhante ao de uma
morsa até a parte do torso.

Na parte da cabeça,

os lábios eram similares aos de
um peixe-boi em ambos os lados,

muito grandes, com a boca
abrindo-se em uma curva,

um formato oval assim,
para sugar água.

A água era borrifada
através de dois tubos

que ficavam depois do pescoço,
onde ficariam as orelhas.

Isso o mantinha em cima ou embaixo.

Vamos falar sobre os olhos

e a aparência da cabeça.

A parte mais marcante era
uma espécie de balão

flutuando acima da cabeça.

Havia um cordão
conectando esse balão

bem onde ficaria o terceiro
olho. Era um balão muito grande

cheio de outro tipo de líquido.

Quando ele virava a cabeça,
o balão também virava.

Ele se movia assim quando
o ser mexia a cabeça.

Era óbvio que isso tinha algo a ver

com a forma de
comunicação desse ser,

talvez para mapear o ambiente.

Porém, o mais interessante
é que, quando ele…

Ele não se comunicou muito,
mas ele se expressou depois,

emitindo uns raios de luz
que se dissipavam na água.

Talvez fossem bioluminescentes?

De certa forma,

mas parecia que o que estava
acontecendo com ele mentalmente

estava causando isso.

O outro ser imediatamente
me deixou com medo.

Ele tinha dentes muito afiados.

O crânio tinha o mesmo formato
do crânio de um macaco Rhesus.

Nós os chamamos de
macacos marinhos depois,

mas na parte inferior
do corpo dele,

as costelas eram muito
finas, como as de uma cobra.

Elas desciam e se juntavam

em uma espécie de cauda longa,

como a de uma enguia.

É a comparação mais
próxima que posso fazer

com algo que exista aqui.

Você disse que se sentiu
desconfortável perto desse ser.

Poderia ser mais específico?

Senti muito pavor no
fundo do meu estômago.

Havia vários seres de
aparência estranha.

Não era preconceito.

Havia algo realmente estranho.

Aproximei-me do Gonzales.

Perguntei se ele também estava
com medo daquele ser aquático.

Ele parou e tirou do bolso do casaco
um dispositivo de vidro inteligente.

Ele pesquisou algo e me
entregou o dispositivo.

Eu o peguei para dar uma olhada.

Era um relatório da época da Guerra
da Coreia de um bombardeiro que,

no meio de uma missão de rotina,
teve uma falha mecânica

e acabou caindo no oceano,

mas o pouso foi bem-sucedido

e os tripulantes do avião,
que eram mais de uma dúzia,

conseguiram coletar suprimentos,
inflar os botes salva-vidas

e emitir um sinal de socorro.

Eles ficaram flutuando
nesses botes,

aguardando o resgate.

Em seguida, eles relataram
que começaram a separar-se.

Eles usaram os remos

para tentar levar…
Havia três botes.

Estavam tentando
juntar os três botes,

para aumentar suas chances
de sobrevivência.

Enquanto estavam fazendo isso,
viram uma figura humana

pulando para fora da água, pegando um
dos homens pelo colete salva-vidas

e levando-o para dentro da água.

Ele ficou se mexendo
na superfície,

tentando levá-lo para baixo,

mas não conseguia por
causa do colete.

Logo depois,

ouviram gritos vindo
do outro bote.

O bote do qual estou falando

é onde estavam o piloto
e o copiloto do avião

Quando eles viram outra figura
humana saltando, pegando uma pessoa

e levando-a para dentro da água,

eles acharam que estavam sendo
atacados por mergulhadores.

Eles sacaram suas armas.

Então, os seres começaram a saltar

na direção deles.

Eles começaram a atirar

e mataram três deles.

Foi esse mesmo ser que
me deixou com medo,

o que tem cauda de enguia.

Isso deve ter sido
muito chocante

para os soldados, é claro.

Foi um encontro com
algo que obviamente

era uma forma de vida inteligente,

mas não era um ser
humano normal.

Sim. Para eles, eram
monstros do mar.

Certo.

Então, eles ficaram na defensiva

até serem resgatados
algumas horas depois.

Dois dos seres mortos foram
puxados para dentro da água

pelos seus camaradas,
por assim dizer.

E eles pegaram o
outro pelos ombros

e o tiraram da água,

para poder mostrá-lo depois.

Quando foram resgatados
pela Marinha,

a Marinha confiscou esse ser.

O relatório final

dizia que os homens haviam delirado

depois de passar a noite em águas
frias e de ser atacados por tubarões.

Por que você acha que esses seres

seriam tão maus com os humanos,
sendo que nós vivemos aqui?

Eles são seres aquáticos.

Eles cresceram em um
ambiente aquático.

Interagir com eles
é muito estranho,

pois eles transmitem
pictogramas diferentes.

São referências
totalmente diferentes

por serem seres aquáticos.

Eles estão aqui para estudar
aspectos do oceano.

Além de não estarem nem aí
para nós e o que fazemos,

eles não nos toleram porque
nos veem poluindo o oceano

e vivendo fora de equilíbrio
com o meio ambiente.

Nós estamos afetando o programa
que eles estão realizando

dentro do oceano, um
programa genético.

Que programa é esse?

Consideram a Terra o lar
deles? Acham que são daqui?

Não, mas há tantas formas de
vida que se desenvolvem aqui.

Os 22 experimentos genéticos
incluem só os humanos.

Há outras coisas no oceano

que são muito importantes para
outros seres de outros planetas.

E esses seres aquáticos
não estão muito felizes

com a nossa forma
de tratar o oceano.

Já me disseram que a pior
coisa que você pode fazer

é entrar por acaso

em uma das áreas de
experimentação deles.

Se fizer isso, eles vão
atacar com força total.

Eles detestam os humanos.

Áreas de experimentação?

O que estão pesquisando?
Qual é o experimento?

Estão tentando criar vida aqui?

Estão criando algo no oceano?

Estão estudando e gerenciando o
desenvolvimento de vida aquática.

Além de aprenderem sobre outras
formas de vida aquáticas no universo,

eles também fazem
experimentos genéticos

e criam formas de
vida diferentes que,

em seguida, eles estudam para ver como
elas lidam com o nosso meio ambiente.

Algumas delas também
ganham certas habilidades.

Porém, elas também perdem algumas.

Elas não sobrevivem muito
bem no nosso ecossistema.

Por que os seres não tentariam

chegar a algum tipo
de acordo conosco?

Por que eles agiriam

de forma tão agressiva?

Eles estão aqui fazendo
experimentos nos oceanos

desde muito antes de sermos bípedes

e andarmos por aí.

Com certeza, eles prefeririam

que uma forma de vida aquática fosse a
forma de vida dominante neste planeta,

mas não é o caso.

São os mamíferos.

O experimento principal
aqui são os mamíferos.

Porém, os nossos oceanos
contêm tanta diversidade,

que não tem como não
aproveitar essa diversidade

e diversidade genética para criar
novos tipos de vida e aprender mais

sobre seu próprio tipo de vida.

Ambos esses seres tinham esse
campo de água em volta de si?

Sim.

-Certo. Era tipo um cilindro invisível?
-Sim.

Perguntei ao Gonzales.

Perguntei se todos nós

precisávamos daquele tipo
de assistência atmosférica.

Ele me disse que aquela base
era extremamente antiga,

além de ser extremamente
intuitiva e inteligente.

Ele disse que, assim
que você chega lá…

É uma coisa instantânea.

Quando você entra nessa nave,

não importa de onde você venha,

mesmo que não saibam como
é o seu meio ambiente,

aparece um campo à sua volta

que reproduz as condições
atmosféricas e barométricas

de que o seu corpo precisa.

É invisível.

Ninguém consegue ver.

Disseram-me que todo
ser que estava lá

estava recebendo algum tipo
de assistência atmosférica.

Obviamente, algo está
prestes a acontecer.

Você viu esses seres aquáticos.

Você mencionou que
você e o Gonzales

estavam na área em
formato de ferradura.

-Certo.
-Todo mundo estava na ferradura?

Ou o seu assento ficava
em um lugar de destaque?

-Não, era igual aos outros.
-Certo.

Havia três cadeiras vazias.

O Gonzales parou na
frente da cadeira.

Olhei para a cadeira e disse:

“Você vai se sentar na
cadeira hoje, ou serei eu?”

Quem se senta nessa
cadeira se comunica

com o resto do grupo,

é tipo um aparelho gigante
de telecomunicação.

Certo.

Quando perguntei isso, ele sorriu
e disse: “Não, será você”.

Ele apontou para o palco circular.

Imediatamente, a minha
garganta ficou entalada.

Todas as outras cadeiras
estavam viradas

para esse palco.

-Você ficou nervoso?
-Sim.

Não fazia ideia do que
estava acontecendo

nem do que eu deveria fazer.

Ele disse:

“Você só precisa subir no
palco e pensar consigo mesmo

que você está pronto”.

Ele fez uma piada.

“Não se preocupe.

Uma reunião com os Guardiões e
a Super Federação não pode ser

tão ruim assim.”

Você disse que a Super Federação
ficava fora do tempo,

mas esse evento parece ser
muito incomum, mesmo assim.

A base fica fora do tempo.

Esses seres não ficam
na base o tempo todo.

Eles retornam às suas
galáxias ou sistemas solares.

Mas não é comum conseguir falar
com os guardiões, certo?

Não.

Com que frequência
eles podem fazer isso?

Não sei se podem.

-Sério?
-Sim.

Porém, você está dizendo…

Em outro episódio
do nosso programa,

você disse que o cinturão de
asteroides era um planeta que explodiu

há meio milhão de anos.

Isso permitiu que esses
seres viessem aqui.

Derrubaram uma grade de proteção

e começaram a fazer
experimentos genéticos aqui.

Então, eles tiveram
meio milhão de anos

para fazer experimentos genéticos sem
nunca falar com esses Guardiões?

-Sim.
-Sério?

Sim. Não diretamente.

Então, é como…

O Gonzales havia transmitido a
eles uma mensagem dos Guardiões,

mas eles nunca haviam
visto os Guardiões.

Essa seria a primeira vez em meio
milhão de anos de experimentos

que eles poderiam se
comunicar diretamente.

Até onde eu saiba.

Como você sabia o que
fazer nesse momento?

Obviamente, quando
você chegou lá,

você não sabia de nada.

Eu fui lá e subi no palco.

Também fiz uma piada.

Eu disse: “Não teremos que usar
aquele uniforme roxo idiota

que me fizeram vestir
da última vez?”

Não sei por que fizeram isso.

Desta vez, não tivemos que
vestir nenhum uniforme especial.

Eu subi no palco.

Olhei à minha volta e vi que
todos os olhos estavam virados

na minha direção.

Eu estava muito nervoso.

Só queria que terminasse logo.

Fechei os meus olhos e punhos.

Mentalizei que estava pronto.

Esses seres sabem que não
estão no comando, certo?

Eles podem se apresentar
a nós como deuses,

pois eles fazem
experimentos genéticos

e aparecem para nós como
se fossem anjos ou deuses,

mas eles sabem que os
Guardiões estão acima deles

e têm um tipo de controle
que eles não têm, certo?

Sim, todos eles estão cientes

da hierarquia cósmica,

mas a maioria deles demonstrou
uma atitude do tipo:

“O que estou fazendo
é muito importante

e não pode ser interrompido”.

Entre os terráqueos que
estavam na reunião,

você viu alguém conhecido?

Sim.

Quando dei uma olhada, vi o
assento da delegação da Terra

onde me sentei da última vez.

Reconheci um membro
do Conselho dos 200

com quem eu já havia lidado. Ele
estava sentado lá de cara feia.

É alguém que a maioria das
pessoas da Terra reconheceria?

-Sim.
-Interessante.

-Ele não estava muito feliz com a reunião?
-Não.

O que aconteceu depois
que você subiu lá?

Assim como havia ocorrido na Lua,

o Teir-Eir e o ser do Triângulo Dourado
apareceram de repente atrás de mim.

Foi a mesma coisa.

Todos ficaram em silêncio.

Eu me virei e olhei
para o Teir-Eir.

Ele começou a mover a mão.

Ele me disse: “Repita
tudo que eu disser,

exatamente como eu disser”.

Isso inclui a mensagem verbal,
entonação e tudo mais?

Só a parte verbal.

-Não preciso mexer os braços como ele.
-Certo.

O que aconteceu depois
que ele disse isso?

Imediatamente, comecei a
falar. As informações eram…

Eu as ouvia na minha
cabeça e, em seguida,

com quase nenhum esforço da minha
parte, elas passavam pela minha boca

e saíam.

Você estava ciente do conteúdo?

De boa parte do conteúdo.

Uma parte passou direto.

Eu não entendi.

Porém, parte do conteúdo
foi bloqueada de mim

pela base posteriormente.

O Teir-Eir pediu que eu me dirigisse
a alguns dos seres por nome,

mas não consigo me
lembrar dos nomes.

E alguns dos seres…

Lembro-me de ver seus rostos lá,

mas quando tento me
lembrar deles agora,

é como já descrevi no passado.

É como se não tivessem rosto,
só pele esticada, sem rosto.

Interessante.

Qual é a essência da
mensagem que foi repassada,

com base no que você
consegue se lembrar

ou tem permissão para lembrar?

A essência da mensagem
é que o Teir-Eir

disse à Super Federação que
eles se separariam em breve,

que esses 22 programas
genéticos chegariam ao fim,

que a humanidade teria
que superar muita coisa,

mas que havia chegado o
nosso momento, a nossa vez.

Os 22 programas genéticos…

Eles vêm mexendo na nossa genética
e na nossa espiritualidade

há muitos milênios.

A mensagem que foi
transmitida a eles

é que a humanidade…

Agora que somos uma raça
capaz de viajar no espaço,

começaremos a gerenciar a
nossa própria genética

e a nossa própria
espiritualidade,

que esses seres não poderiam mais nos
gerenciar e que não teríamos mais

que responder a eles.

Qual foi a primeira
coisa que disseram?

Você se lembra da
primeira saudação?

A saudação sempre é:
“No amor e na luz

do Criador Infinito”,

mas eles disseram algo
diferente desta vez.

Eles disseram: “Em
serviço a todos.

Em serviço ao Um”.

Eles disseram isso no
fim, antes de partir.

Antes de falarmos da reação,

você pode nos contar um pouco

sobre como é essa ação interna
de telepatia para você?

Você fica neutro e sem emoções

ou sente algo?

-O que você…?
-O oposto.

Eu estava chorando.

Isso acontece muito quando
estou lidando com os…

Quando eles se comunicam comigo,

além das imagens e
palavras que eu recebo,

também recebo sons e odores.

Às vezes, as emoções
são tão intensas,

que você simplesmente
chora como um bebê.

As lágrimas fluem.

São emoções intensas.

Gostaria de saber se há
uma sensação de amor.

Você sente uma vibração amorosa?

Sim.

Havia uma sensação de amor, mas
também era algo mais pragmático.

Eles estavam lá para
discutir negócios.

Não estavam lá para dialogar.

Estavam lá para transmitir
informações e partir logo depois,

e realmente fizeram isso.

Estamos falando
sobre vários seres

que têm usado a Terra como
laboratório de genética,

como centro de pesquisa para
experimentos espirituais,

há meio milhão de anos.

Qual foi a reação
deles quando ouviram

que precisavam concluir
tudo e sair daqui?

A reação foi forte.

Alguns deles estavam meio que
gritando telepaticamente.

Não me peça para explicar.

Outros estavam vociferando,

com os punhos cerrados.

Então, a base tomou o controle.

As pessoas continuaram falando.

Elas moviam os lábios,
mas não acontecia nada.

Foi como se algo tivesse
tomado o controle.

Porém, alguns seres
que estavam lá

pareciam muito felizes
com a situação.

-Alguns dos seres da Super Federação?
-Sim.

O Teir-Eir pediu que
eu dissesse a eles

que a Super Federação
seria restruturada,

que a maioria deles

teriam que partir ou
seriam removidos.

Um grupo pequeno desses seres

trabalharia em conjunto
com representantes

das nossas 52 estrelas locais,
os nossos primos cósmicos.

Todos eles formariam
essa Super Federação.

E nós teríamos um
assento permanente.

Isso é extremamente importante.

Você já havia dito que não
podíamos ter um assento

na Super Federação.

Também não podíamos
governá-la diretamente.

Isso quer dizer

que essas pessoas
tomaram uma decisão

por conta própria, não por
causa de uma lei cósmica

que elas precisam seguir.

É como se estivessem decretando
isso. Você concorda?

Tudo isso faz parte da lei cósmica.

À medida que a energia muda
e os humanos começam a ter

mais controle sobre as
partes genética e espiritual

do experimento deles,

esses outros seres são
removidos da situação.

Isso já ocorreu em
vários sistemas solares.

Eles já foram removidos
várias vezes.

Eles ficaram com tanta raiva,

que o Teir-Eir disse: “Vocês
se lembram do Sistema Ponce?”

Não sei o que significa,

mas eles ficaram em silêncio
e mais calmos nesse momento.

Eu vi uma imagem na minha mente.

Vi membros da Super
Federação e dos Guardiões

em algum tipo de guerra,

mas não obtive nenhuma
outra informação.

Este episódio está quase no fim.

Podemos falar de algo que
tenha acontecido com você

e que ainda não abordamos?

Assim que a reunião acabou,

o nível de energia
da sala aumentou.

Todos ficaram muito animados
ou o contrário disso.

O Gonzales levou-me
para fora rapidamente.

Tirou-me de lá antes
que me cercassem.

Quando estava me guiando,
ele me virou e disse:

“Sabe o que isso significa?”

Olhei para ele e disse:

“Não teremos mais um monte de ETs
fingindo ser os nossos deuses?”

Ele olhou para mim e disse:

“Eles são os deuses
dos nossos mitos,

mas sim, isso significa que a
humanidade está no controle

de seu próprio futuro,
genética e espiritualmente.

Ele estava muito animado.

Ele me levou de volta ao mesmo
lugar em que fui deixado.

Fui buscado por uma esfera
azul e trazido de volta.

O que isso realmente
significa para a humanidade,

para o nosso futuro, com a Cabala
e tudo que eles têm feito?

Como isso se
manifestará no futuro

que todos nós veremos
aqui na Terra?

Basicamente, eles
disseram que fariam algo

para que os Dracos não pudessem
mais existir energeticamente

no nosso espaço.

Eles farão isso,

mas também faz parte
do processo natural

que ocorre no cosmos à
medida que a energia aumenta

nesta parte da galáxia, à medida
que giramos em volta dela.

Uma parte natural do
que está ocorrendo

com as energias que viajam

pela mesma teia cósmica, à
medida que a galáxia entra

em uma área mais energizada…

A teia cósmica é composta

por todas as estrelas
do nosso universo.

Certo.

Cada estrela também é conectada
por um filamento eletromagnético.

O sistema de portais funciona
através desses tubos.

É assim que os portais funcionam.
Eles vão de estrela a estrela.

À medida que outras estrelas
da nossa nuvem estelar local

passam por essa parte
energizada do espaço,

as estrelas são energizadas.

A energia entra pelos
polos norte e sul.

Parte dela sai dessa estrela.

E a energia residual volta

através dessa conexão
tubular da teia cósmica

até a nossa estrela.

Nossa estrela está
passando por algo similar.

Durante mil anos,

à medida que passamos
por essa órbita

e ela perde essa conexão elétrica,
existe uma energia que se acumula

no nosso Sistema Solar
que é incompatível

com os reptilianos.

É como se fosse veneno.

Já que eles não podem escapar
devido à barreira externa,

será que algum deles
conseguirá sobreviver?

Seria possível
sobreviver a isso?

Eles podem viajar pelo sistema
de portais estelares agora,

mas ele é altamente vigiado.

Eles sabem quantos
saltos você deu.

Eles sabem exatamente
onde você vai parar.

Acontece que, assim
como os Anshar criaram

aquela bolha de espaço-tempo dentro
da qual eles colocaram sua cidade,

a mesma coisa acontece com
vários desses reptilianos,

os Dracos e os insectoides.

Eles criam bolsões de espaço-tempo

e entram neles para aguardar
as mudanças energéticas.

Eles também ficam em bases

altamente protegidas
no fundo da Terra.

Então, eles tentarão
aguardar esses mil anos

e voltar em seguida para
controlar o mundo de novo.

O que os manterá
fracos e escondidos…

E a humanidade será responsável
por ir lá embaixo,

nas profundezas da Terras,
encontrar essas áreas

e remover os reptilianos de lá.

Em uma conversa com o Gonzales,

ele me disse que os super
portais são especiais.

Existe um portal perto
do nosso Sistema Solar.

A lei cósmica proíbe que
qualquer espécie seja banida

de usar um super portal.

Eles não podem proibir que os
reptilianos usem o super portal,

mas eles podem envenenar o
poço no nosso Sistema Solar,

de modo que eles não
possam mais entrar aqui.

Eles poderão passar
pelo super portal,

mas não poderão vir
aqui durante mil anos.

Quando o Gonzales disse isso,
eu fiz uma cara estranha.

Ele disse: “Meio
bíblico, não é?”

A Federação Galáctica está
envolvida de alguma forma

no envenenamento do
poço para os Dracos?

São os Guardiões que
gerenciam essas energias.

E eles ajudarão a
gerenciar essas energias,

mas não estão fazendo isso para
prender os Dracos de fora.

Eles estão fazendo isso como parte
natural do progresso cósmico.

Vale ressaltar, Corey,

que o material da Lei do Uno

fala bastante sobre a ascensão.

E eles usam o termo
metafórico “colheita”.

Como já descrevi em
“Wisdom Teachings”,

ele aparece bastante
no Novo Testamento.

Eles nos comparam a frutas.

A árvore inteira tem que
amadurecer, por assim dizer.

E eles dizem que esses
Guardiões aparecem

para garantir que as
frutas serão colhidas

sem manchas ou feridas.

Você acha que o que aconteceu
nessa reunião tem a ver

com garantir que não seremos afetados
durante o processo de ascensão?

Parece que, no passado,

quando a Super Federação
atingiu naturalmente

o ponto em que
teriam que partir,

eles se recusaram a partir.

Houve conflitos por causa disso.

Portanto, é uma parte
natural da lei cósmica

e do progresso cósmico que
esses seres sejam relembrados

que está na hora de partir para
o próximo experimento deles.

São notícias incríveis
e muito boas.

Corey, obrigado por
trazer-nos essa mensagem.

E obrigado por assistirem.

Este é o ”Revelação Cósmica”.
Sou David Wilcock,

e estou aqui com Corey Goode.

REVELAÇÃO CÓSMICA

POR DENTRO DO PROGRAMA ESPACIAL SECRETO
COM COREY GOODE E DAVID WILCOCK

PRONTO PARA CONTAR A VERDADE?

Disclaimer:
1. Os artigos são escritos em português do (Brasil ou de Portugal) ou numa mistura de ambos.
2. Os autores não usam facebook, portanto se tiver alguma pergunta, coloque aqui no site, na secção dos comentários (não do facebook)
3. Os artigos colocados neste site, são diferentes dos colocados nos meios de comunicação de massas. Não significa que os autores concordam ou discordam com os mesmos. Você deve usar a sua intuição com aquilo que ressoa ou não consigo. Ninguém é dono da verdade absoluta e este site não foge à regra.

Partilhar no Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.