Forum

Por favor ou Registo para criar artigos e tópicos

Gostaria que pensamentos, ideias, vontades, sonhos. Enfim tudo o que nos une e paradoxalmente nos diferencia tivesse aqui um espaço por exemplo, partilhar, desabafar. Uma vez que tantas vezes buscamos nos outros porque não nós , sem julgamentos

12
Citação de Carla Mota em 1 Janeiro, 2021, 6:59

É,  saltito.  Há  filmes inesquecíveis,  como o trilogia das cores. BRANCO, AZUL, VERMELHO, dos anos 90. Eu nessa altura passava a vida no cinema king triplex, em Lisboa  onde conheci o César  Monteiro. Faço  isso para equilibrar os meus avanços  espirituais. Senão  o fisico não  aguenta, uma vez que praticamente  levito rs rs

Sabe outro ser que por cá  andou e já  voou, foi o Leonard Cohen, cujas músicas  têm  uma profundidade  inexplicável.  Há  uns 10 anos, sem razão  aparente, estava sempre a ouvir o hallelujah. Hoje entendo que era de "cima" que me ponham a  ouvir. E entendo finalmente as mensagens codificadas  naquela música.

Ora as coisas a que chamamos divagar, às  vezes têm  suas razões  e mais tarde percebemos que é nessa divagação  que nos encontramos . Namasté irmão

Caríssima, mais um lote de filmes, agora o trilógico colorido (rs) que curiosamente vi numa estada prolongada em Lisboa no defunto 'Quarteto'  num daqueles 'pacotes' de reposições que eram frequentes por lá. Mas foi no Porto aonde vivi desde a vinda de Angola, o centro aonde tudo acontecia e onde de novo me envolvi bastante. Se o acervo de filmes é enorme muito maior é o das revistas, fichas, posters, DVD's e toda a sorte de papelada dispersa que ainda conservo (tenho felizmente espaço para isso tudo, rs). Portanto caríssíma, falar de filmes inesquecíveis é para mim, coisa impossível. Não conheci o César (a não ser no écran, rs) e poucas vezes, que me lembre, fui a esse cinema apesar de que, quando lá ia, sempre fazia a ronda dependendo dos filmes em cartaz na altura, claro. Agora quando lá vou (o ano passado não contou e este, veremos) apenas me concentro nos UCI, ou no IMAX, pois não têm intervalos.

E quanto à sua lembrança de Coen (a Mãe era fã dele), o que realço (e saúdo) é ter sido só agora que a música veio à baila nestes nossos intercâmbios pois ela é outra das minhas paixões, a juntar ao cinema e livros. É que música é o que ouço praticamente todo o santo dia, quando estou em casa. Alterno o leitor mp3 em modo aleatório com o rádio que geralmente está na M80 (quando chega a hora das notícias, volto pró leitor ou desligo, rs). E, claro, sempre a acompanhar e a cantar pois a maioria já está mais do que decorada (rs). Portanto, também aqui não há como escolher, apenas referir que as músicas dos filmes tiveram prevalência durante um tempo. 

E pronto, continue a divagar desse jeito pois é assim que nos entrelaçamos naquele espaço da memória aonde a imaginação predomina.

Saudações Luminosas e até...

 

Nem me fale do nosso velhinho quarteto, estávamos na sala 1 e ouvíamos  a banda sonora da sala 2....que bom

"Muitas vezes os patos

Sentem uma grande necessidade  de emigrar

Isso não  significa  que um pato que emigra seja um pato mau

Mostra apenas que é  a sua natureza que o faz emigrar

Procurar águas  novas ou climas mais quentes

Sei lá,  são  patos"

Penso que o realizador  fernando eimbcke, resumiu tanto da nossa história.  Namaste querido irmão

Citação de Carla Mota em 2 Janeiro, 2021, 6:40

Nem me fale do nosso velhinho quarteto, estávamos na sala 1 e ouvíamos  a banda sonora da sala 2....que bom

"Muitas vezes os patos

Sentem uma grande necessidade  de emigrar

Isso não  significa  que um pato que emigra seja um pato mau

Mostra apenas que é  a sua natureza que o faz emigrar

Procurar águas  novas ou climas mais quentes

Sei lá,  são  patos"

Penso que o realizador  fernando eimbcke, resumiu tanto da nossa história.  Namaste querido irmão

Caríssima, o que acrescentaria é que os 'patos' agora nem tem para onde emigrar e se libertar pois seja lá para onde forem, uma 'agulha' terão de enfrentar... (rs)

E quem é esse Fernando? Será o brasileiro Meirelles? Assim de repente não estou conseguindo decifrar... (rs)

E quanto ao quarteto,não me lembro de ter dado conta disso, talvez porque na altura em que lá fui estivesse do outro lado algum filme do César Monteiro ou Manoel Oliveira, silenciosos por natureza... (rsrs)

Saudações e até...

Carla Mota reagiu a este artigo.
Carla Mota

Álvaro,  o Fernando Eimcke, que realizou o grande filme " temporada dos patos".

Ah ah. O César  da casa amarela fez algum barulho....depois é  que lhe deu para aquilo

Quanto ao Manuel de Oliveira, não  me digam que pertence ao comando estelar, se for como foi aqui, é  para lá  de 2900...lembro-me de ver filmes dele e de dormir e acordar na mesma cena.....só  os franceses com a mania dos bidês é  que ficavam maravilhados. Namaste irmão

Citação de Carla Mota em 3 Janeiro, 2021, 11:05

Álvaro,  o Fernando Eimcke, que realizou o grande filme " temporada dos patos".

Ah ah. O César  da casa amarela fez algum barulho....depois é  que lhe deu para aquilo

Quanto ao Manuel de Oliveira, não  me digam que pertence ao comando estelar, se for como foi aqui, é  para lá  de 2900...lembro-me de ver filmes dele e de dormir e acordar na mesma cena.....só  os franceses com a mania dos bidês é  que ficavam maravilhados. Namaste irmão

Caríssima, desta vez 'esqueceu-se do 'b' no meio desse nome que não me lembrava de todo. É que respondi na hora e nem sequer fui pesquisar na base de dados pois achei que seria erro de digitação. Lembre-se que tenho mais de 8000 e de nomes esquisitos ou até mesmo impronunciáveis, basta atentar na lista que deixei dos que estão a sair para concorrer aos óscares desde ano. E claro que constam por aqui tanto esse como o 'Club Sandwich' e o colectivo 'Berlin, I love you'. Não é um 'grande' filme (até no tamanho) mas uma 'anedota' muito bem engendrada.

E agora, caríssima, creio que é altura de se virar um pouco para a 'minha' selecção entre a qual se inclui já uma sua, pois acho que, dentro dessas escolhas que fiz questão em serem criteriosas e variadas (e assim continuará a ser), alguns merecerão, decerto uma palavrinha, ou não?

E essa dos 'bidés' que maravilhavam os franceses é bem apanhada, sim senhor. (rs)

Saudações e até...

Carla Mota e Anna reagiram a este artigo.
Carla MotaAnna

Sim senhor. É  altura sim. Namaste irmão

Citação de Carla Mota em 4 Janeiro, 202ões1, 6:50

Sim senhor. É  altura sim. Namaste irmão

E assim sendo..., que seja!

Saudações costumeiras e até...

Carla Mota e Anna reagiram a este artigo.
Carla MotaAnna

"Não tenho noção de escala, penso que atingem mais de dois metros. Mas não são só eles, há outros que tbm é por telepatia. Aliás muitos falam para nossa melhor compreensão. Tive como o Corey uma experiência com um draconiano, só que me senti como ele, profundamente incomodado e até mesmo violado no sentido espiritual, Os louva-a-deus são muito calmos, observadores e extremamente intuitivos. Mas eu tenho ou tinha uma voz interna porque já não fala, porque não precisa eu já não preciso das palavras. Que me acompanha. Tenho muita dificuldade de falar com a maioria dos humanos, não sei porquê, enquanto que há outros que acontece o paradoxo, parece que os conheço desde sempre e através do olhar e mesmo à distância sinto o seu estado de alma. Também parece que sinto os que não têm alma. Mas quem sou eu! Provavelmente sentimos todos, cada um à sua maneira. A pessoa que sinto uma ligação de alma total é a ANNA. Mas como Ricardo que é mais discreto mas tbm membro do site. E com tantos outros que por aqui andam, como um senhor chamado Álvaro. rs."

Caríssima, trouxe para aqui seu comentário lá do site para facilitar o entendimento. E o que me é dado acrescentar é que nenhum desses contactos se passam aqui neste plano, no físico, no face-a-face, nem sequer os do Corey, Randy, etc., que têm essa capacidade mas não aqui, E essa é a grande diferença em relação ao tal moço de que falei (tem neste momento 41 anos), que recebe esses seres aqui, quer dizer, lá nos seus espaços (que são ao que sei, enormes), com as suas naves ou sem elas e são visitas diárias e de várias origens da galáxia e fora dela, bem como viaja com eles para os seus planetas de origem (já conhece mais de 1000). Tem videos e imagens deles e inclusivamente criou um site com todo esse material (em altissima resolução) para quando tiver permissão deles de o pôr no ar. Esse tempo ainda não chegou mas cada vez se aproxima mais e quando chegar, pode crer que nenhum de nós estará aqui assim deste jeito em que ainda estamos, conectados. Nessa altura quem tiver condições de aguentar esse tremendo impacto, apenas por sua conta e risco, vai mesmo assim passar uns maus bocados, mas aguentará, o que não acontecerá, claro, com a maioria desta humanidade. Daí a pressa que este pessoal trevoso está a ter em arrebanhar o mais que possa desses coitados, enquanto têm a faca e o queijo na mão, pois bem estão cientes de que já têm garantida a guia de marcha para seus 'paraísos'... (rs).
E pronto, decerto ainda vos espevitei mais a curiosidade mas nada mais direi que o possa identificar apenas que é alguém de aparência bem normal e até banal, no sentido de que não se distingue de qualquer de nós., assim p'ró gorducho.

E termino com uma ressalva. Admiro-me de que não tenha(m) dado conta da entrevista que lancei para inaugurar um novo tema no tópico das Rel.... 'Testemunhos que importa preservar' É que essa moça (que já não é assim tanto) é uma das tais 'especiais' embora num outro campo e missão. E outros se seguirão...
Sem mais. Saudações Luminosas e até...

Krystal reagiu a este artigo.
Krystal

Escrevi uma data de coisas para si Álvaro.  Desaparecem todas. E agora tou tão  cansada que não  consigo repetir. Foi uma experiência  comigo feita com uma máquina  que nunca foi falada aqui. Mas não  consigo mesmo. Fiquei em branco. Dá  uma sonolência  e o cérebro  deixa de funcionar. Ai que gaita para isto. Obrigada por tudo o que nos trás.  Poça  tou mesmo sei lá

Citação de Carla Mota em 5 Janeiro, 2021, 12:21

Escrevi uma data de coisas para si Álvaro.  Desaparecem todas. E agora tou tão  cansada que não  consigo repetir. Foi uma experiência  comigo feita com uma máquina  que nunca foi falada aqui. Mas não  consigo mesmo. Fiquei em branco. Dá  uma sonolência  e o cérebro  deixa de funcionar. Ai que gaita para isto. Obrigada por tudo o que nos trás.  Poça  tou mesmo sei lá

Caríssima, relax and take your time. When you're ready, then... shoot again! (rs)

Carla Mota reagiu a este artigo.
Carla Mota

A Terra tá  mudando a frequência,  é  isso. Não  sou a única,  que se não  tiver numa egregora de ancoramento de unificação,  vai a correr para o hospital,  com sintomas que associa ao covid e pronto é  apanhado na armadilha  deles. Porque isto também  é  a Terra com picos que vão  acima vão  abaixo, o coração  tem horas que bate parece tambor, outras de grande ansiedade, outras de profunda tristeza, que é  cósmica,  assim como alegria. Na volta a limpeza não  é  só  aqui, mas num todo. Sei lá  não  sou a única  e o cérebro  racional de repente fica tudo em branco. E enquanto tudo isso acontece aparece a sincronização,  artigos, informações  aconselhadas a ver que vão  de encontro a este despegamento do ego, à  perda de vontade de consumir, só  o que for mesmo necessário.  Quando penso que tou maluca, aparece felizmente  outro maluco. Agora tou a ler material sobre a engenharia do consentimento  e a indústria  da Ascenção,  aconselhado pela áurea.  Bem o que fizeram com Tesla, foi igual ao que fizeram com Freud . Ambos morreram na miséria,  depois de vidas dedicadas ao bem da humanidade.  Isto é  preciso tanto cuidado, tanta artimanha que saímos  de uma para cair noutra!

Carlos_c reagiu a este artigo.
Carlos_c
Citação de Carla Mota em 9 Janeiro, 2021, 11:09

A Terra tá  mudando a frequência,  é  isso. Não  sou a única,  que se não  tiver numa egregora de ancoramento de unificação,  vai a correr para o hospital,  com sintomas que associa ao covid e pronto é  apanhado na armadilha  deles. Porque isto também  é  a Terra com picos que vão  acima vão  abaixo, o coração  tem horas que bate parece tambor, outras de grande ansiedade, outras de profunda tristeza, que é  cósmica,  assim como alegria. Na volta a limpeza não  é  só  aqui, mas num todo. Sei lá  não  sou a única  e o cérebro  racional de repente fica tudo em branco. E enquanto tudo isso acontece aparece a sincronização,  artigos, informações  aconselhadas a ver que vão  de encontro a este despegamento do ego, à  perda de vontade de consumir, só  o que for mesmo necessário.  Quando penso que tou maluca, aparece felizmente  outro maluco. Agora tou a ler material sobre a engenharia do consentimento  e a indústria  da Ascenção,  aconselhado pela áurea.  Bem o que fizeram com Tesla, foi igual ao que fizeram com Freud . Ambos morreram na miséria,  depois de vidas dedicadas ao bem da humanidade.  Isto é  preciso tanto cuidado, tanta artimanha que saímos  de uma para cair noutra!

Caríssima, fazendo jus a este seu tópico, a verdade é que fico sem saber a que responder, daí me cingir ao 'concreto' de se encontrar a ler sobre engenharia do consentimento e indústria da Ascensão. E o que me cabe aqui deixar exposto é que quanto a 'essa'  engenharia ela teve muito a ver com Freud e seus familiares (filha e sobrinho, sobretudo) e quanto à Ascenção, a verdade é que enquanto se continuar emaranhado nesta teia 'horizontal', não passará de mais um dos 'entreténs' com que a indústria do ego faz questão em manter a humanidade (ou parte dela) na ilusão de se estar 'elevando'.
E para bem frisar isso nada melhor do que este documentário em 4 partes, já como uns anos e que está por aí nos ytb's em várias versões, 'O Século do Ego' que aborda em pormenor o que foram esses anos de condicionamentos consentidos e até agradecidos. De facto, artimanhas que continuam a fazer efeito e nas quais se continua a cair, literalmente.

'O Século do Ego - Máquinas da Felicidade 1'  https://n7etd9.s.cld.pt

'O Século do Ego - Engenharia do Consentimento 2' https://v1vgxf.s.cld.pt

'O Século do Ego - Há um policial dentro de nossas cabeças... 3' https://ys6nnz.s.cld.pt 

'O Século do Ego - Oito pessoas bebericando vinho em Kettering 4' https://mk0xvs.s.cld.pt 

 Saudações Luminosas e até...

Carla Mota e LuisPina reagiram a este artigo.
Carla MotaLuisPina
12