Randy Cramer, revelação cósmica temporada 20

S20E11 Ameaças Galácticas ~ os Zetas ~ Insectóides (Revelação Cósmica)

Partilhar:

A galáxia tem mercenários, piratas, e sindicatos do crime, como na Terra, controlando certas regiões do espaço que são perigosas de atravessar.
Estes maus atores representam apenas 5% das populações da galáxia.
Randy Cramer diz-nos que 95% das civilizações em toda a nossa galáxia não representam qualquer ameaça para o nosso planeta e para o nosso modo de vida.
Mas ele afirma que temos de estar atentos aos restantes 5% que utilizam a sua tecnologia avançada para paralisar espécies, conduzir trabalho escravo e drenar planetas dos seus recursos.
Ele discute várias espécies e as suas agendas que conduzem a conflitos com os membros dos programas espaciais secretos da Terra.

S20E11 Ameaças Galácticas (Revelação Cósmica ~ Randy Cramer)
S20E11 Galactic Threats (Cosmic Disclosure)

revelação cósmica temporada 20 episódio 11

REVELAÇÃO CÓSMICA – POR DENTRO DO PROGRAMA ESPACIAL SECRETO

EPISÓDIO TRANSCRITO – arranjo por Renato Suffert

p a r a   v e r   o   v í d e o   c o m   l e g e n d a s   e m   p o r t u g u ê s   f a ç a   l o g i n  (e s t á   n o   f i n a l   d o   a r t i g o)

Hoje, em “Revelação Cósmica”, recebemos Randy Cramer. Randy compartilha conosco sua experiência no Programa Espacial Secreto chamado Força de Defesa da Terra. Randy, bem-vindo ao programa.

[Randy] -Obrigado por me receber. É bom estar aqui.

-Bem, lá fora, há o que você chama de maus atores. O que quer dizer com isso?

[Randy] -Bem, estatisticamente, descobrimos que, das espécies que encontramos, há uma separação que definimos como 95/5, o que significa que aproximadamente 95% deles estão mais interessados em relações comerciais e amigáveis, do que em serem hostis.
São esses 5% os que chamamos de maus atores, porque eles não estão necessariamente interessados em alguma forma de relação comercial sensata. Eles preferem roubar coisas, invadir coisas, pegar coisas, piratear coisas, ou conquistar coisas de uma forma que não é amigável.
Essa é a proporção de 95/5 de que falamos. E quando estamos falando de dezenas de milhares de espécies, 5% pode ser muito. 5% pode ser um número grande.

-Que tipo de seres? E por que eles são maus atores?

[Randy] -Bem, vamos começar com alguns dos clássicos. Algumas pessoas conhecem os draconianos e os zeta reticulianos.
Esses são maus atores que estão usando tecnologia avançada para alteração genética, para desestabilizar uma espécie, para torná-los complacentes ao trabalho escravo, para retirar recursos, usar como fonte de alimento, ou para hibridizar a genética entre…
Estamos falando dos zetas. Para que os zetas criem filhos híbridos para obter um pouco de sua alma evolutiva de volta, por assim dizer. É um assunto complicado, no qual não vou perder muito tempo.
Mas esses são os maus atores clássicos que, pelo que entendemos, não gostam necessariamente de jogar pelas regras. Não gostam necessariamente de obedecer às regras intergalácticas.
Mas há outros maus atores, além dos conquistadores planetários. Há os catadores, que são uma ameaça apenas porque aparecem, pegam ou roubam algo. Eles podem pegar muita coisa em um curto espaço de tempo e depois fugir com isso. Há os mercenários.

-O que são esses mercenários plasmídeos de que você fala?

[Randy] -Certo. Os mercenários plasmídeos vêm de uma espécie do sistema Hydra. Eles são plasmídeos, o que significa que se parecem com um líquido gelatinoso. Eles parecem ter luzes de néon coloridas dentro deles. E eles são metamorfos.

-Eu trabalhei com esses seres.

[Randy] -Sim. Eles são estranhos. E a capacidade de pegar essa massa e moldá-la em diferentes formas, diferentes texturas, os torna ideais para serem sorrateiros.
Então, eles aceitaram esse papel no universo, de que eles são muito bons em ser sorrateiros e fingirem ser outras coisas, o que os torna bons para serem mercenários, assassinos, e assim por diante, porque eles não se importam em fazer isso por lucro e por dinheiro.
E eles realmente não se importam com isso. Eu diria que, como espécie, falta-lhes um pouco do que consideramos ser atitudes morais e éticas. Não significa que eles são todos maus, perversos ou nefastos.
Significa apenas que eles não se importam com os padrões morais ou éticos das outras pessoas. E eles farão basicamente tudo o que servir aos seus interesses.

-Em que jurisdição eles se enquadram, então? Quem está nos protegendo desses mercenários?

[Randy] -Bem, por eles não serem uma grande força militar, ou uma grande força conquistadora planetária, eles estão sob a jurisdição da aplicação da lei local. Então, seja qual for o aparato policial e investigativo local, no canto da galáxia em que você estiver, eles estarão sob essa jurisdição.
No caso do nosso sistema, temos nosso próprio grupo investigativo e nosso próprio pessoal que aplica a lei e lida com isso, que investiga e faz detenções, e, em alguns casos, até mesmo os prende, se necessário.
Muitas vezes, os militares acabam sendo as pessoas que os apreendem ou capturam em primeiro lugar. Mas, geralmente, eles são entregues.

-Eles são como piratas espaciais? Eles estão espalhados por todos os lugares?

[Randy] -Bem, eles são mercenários. Nós meio que pensamos nos piratas como sendo de outra casta. Então, se eu fosse continuar a falar sobre outros maus atores, eu poderia ir de mercenários plasmídeos a piratas. E pirataria não era restrita ao século XVIII.
Há veículos comerciais transitando praticamente o tempo todo. Há lugares no espaço que são muito seguros e bem monitorados. E há lugares que são menos monitorados, menos policiados, o que facilita as atividades piratas.
Portanto, se os piratas souberem de uma rota comercial de algo que pode ser valioso para eles roubarem, então eles podem vir e roubar sua nave e você. E se forem uma variedade de piratas mais gentis, eles apenas pegam suas coisas.
Se forem de uma casta ruim de piratas, eles podem levar você e suas coisas, e vendê-lo ou mantê-lo como escravo, ou comê-lo, ou qualquer outra coisa para a qual você serviria.
Sendo assim, os piratas são classes diferentes de pessoas diferentes dentro de espécies diferentes. E essas não são facções militares organizadas.
Eles podem ser corsários de certas espécies, que têm acesso à tecnologia espacial, ou, em alguns casos, podem ser naves individuais que acumularam espécies variadas em suas tripulações, da mesma forma que piratas e corsários da Terra faziam.
Você contrata quem estiver pronto para ser um pirata, quem estiver pronto para se alistar e fazer o que for, roubar mercadorias e festejar mais tarde.

Então, piratas são piratas. Isso existe. É uma questão de crime e castigo, com certeza.

Draconianos – Dracos

-//-

-Talvez você possa confirmar algo para mim, porque não é uma informação que obtive diretamente. Foi uma informação que me foi dada por terceiros. Temos máfias aqui no planeta Terra. Políticos, a polícia pode ser paga para fazer certas coisas.
Disseram-me que existem tipos diferentes de máfias espaciais lá fora, que há um comércio que o permite entrar em certos sistemas, basicamente para pilhar e roubar. Isso realmente acontece lá fora?

[Randy] -Bem, se descermos na lista, falamos de mercenários, piratas e, então, sindicatos do crime. E, certamente, organizações de estilo mafioso também estão lá fora. E isso se resume a uma questão de policiamento.
E quando há áreas no espaço que são fortemente regulamentadas e policiadas, há menos atividade criminosa. Em áreas um pouco suspeitas, sindicatos de naves organizadas têm peito para dizerem:
“Esse é um lugar perigoso, com piratas espaciais. Acompanharemos sua carga até o destino. E só vai te custar isso. E se você não pagar, então nossos amigos, os piratas, vão roubar suas coisas e vamos pegá-las de qualquer maneira. Ou então cobraremos de você para ir buscar suas coisas e trazer de volta para você. E vamos te entregar uma parte dela por uma certa quantia. E os manteremos afastados.”
E quando há áreas que são menos regulamentadas e policiadas, então há sindicatos do crime que reconhecem que lucros enormes podem ser feitos com pirataria, proteção e todas as outras coisas. Contrabando. Existem sistemas que proíbem certos materiais comerciais, que proíbem certas substâncias químicas.

-E que outras espécies estão envolvidas nisso?

[Randy] -Quando se fala de piratas e sindicatos do crime, pode ser uma mistura muito interessante. Mas quando se fala desses grupos maiores de maus atores, há draconianos, zeta reticulianos, algumas espécies de insectoides carnívoros, hostis e agressivos.
Elas são raras, mas há espécies de insectoides muito hostis lá fora.

-//-

-Você mencionou os zetas. Como eles são?

Eu sei que existem muitas espécies. Mas qual é a função deles nessa miscelânea de opressão diabólica?

[Randy] -Os zetas tendem a trabalhar para outras espécies, mas também trabalham para eles ao mesmo tempo, enquanto trabalham para essas outras espécies. Então, eles vão trabalhar com outra espécie para gerenciar um sistema.
Mas eles farão outras coisas que desejam fazer, que irão beneficiar seus próprios interesses nesse sistema.
Existem as características gerais com as quais as pessoas estão familiarizadas, que é a cabeça grande, os grandes olhos redondos. Certa variação é vista no tipo de corpo.
O que as pessoas estão acostumadas a ver na representação artística ou na mídia é um zeta de corpo pequeno, com a cabeça grande. Isso é típico da casta dos cientistas, ou da casta dos pilotos. Mas a casta dos guerreiros que eles possuem são fisicamente muito maiores.
Eles podem ser muito mais altos. Eles podem ser um pouco mais robustos. E as cabeças deles podem ser bem maiores. A forma como identificamos as diferentes subcategorias de reticulianos é geralmente pela cor da pele. É uma espécie de distinção racial.

-Que tipo de cores?

[Randy] -Bem, as pessoas costumam se referir aos cinzas (greys), mas eles não são cinzas. Na verdade, são mais esbranquiçados. Portanto, internamente, nos referimos a eles como brancos. Acontece que também há um roxo escuro. Mas também há algumas cores castanhas.
Uma cor marrom acobreada. Tem uma cor marrom turva. E tem até uma cor verde, verde escuro de floresta. Portanto, existem algumas cores diferentes. E eles têm tamanhos diferentes, dependendo de qual é o seu trabalho na casta ou na subespécie específica.

Greys – diferentes tipos e o porquê da sua presença

-Essa espécie pode se misturar e reproduzir?

[Randy] -Eles podem, na maioria das vezes. Eles são tão geneticamente semelhantes que têm compatibilidade genética.
Uma das características dos reticulianos, no entanto, por terem feito seu próprio aprimoramento genético por tanto tempo, eles pararam de se reproduzir biologicamente. Então, a maioria deles, se resta alguma genitália, elas não são funcionais. Eles são impotentes.
Então, eu não sei quantos deles são fisicamente capazes de reprodução biológica, já que eles têm usado a reprodução biológica artificial no laboratório por tanto tempo. Acho que esse é um dos problemas que tentam solucionar.
E também querem fazer híbridos, para que possam recuperar parte das coisas que perderam. Mas eles são tecnicamente e geneticamente compatíveis.

-E quem está no comando dessa espécie, dizendo: “Certo, vamos criar alguns milhares de nós este ano”? Como eles aumentam seus números? E quem comanda isso, nessa espécie?

[Randy] -Eles operam com alguns sistemas autoritários diferentes. Eles têm uma hierarquia bastante rígida. E os seres que estão no topo estão no comando e ditam tudo o que está acontecendo abaixo deles.
E muito disso tem a ver com a maneira que eles são geneticamente modificados. Seus cérebros, o tamanho do crânio, lhes dão maior habilidade psiônica, maior capacidade intelectual, do que os ajudantes inferiores.
Portanto, existem escalões superiores dentro de cada organização, mas eles têm diferentes estruturas autoritárias. Portanto, eles não são exatamente os mesmos.
Mas, vamos apenas dizer que há pouquíssimos deles no topo, e muitos deles na base, e praticamente tudo o que acontece abaixo do topo da pirâmide é decidido pelo topo da pirâmide.

-Por quantos anos eles podem viver?

[Randy] -Milhares de anos, no meu entender. A expectativa da vida biológica deles fica entre 1.500 e 3.000 anos.

-Incrível.

[Randy] -E, obviamente, com regeneração celular artificial, eles podem manter a expectativa de vida por mais tempo. Mas, pelo que sei, a vida natural deles dura alguns milhares de anos.

-//-

-E quanto aos insectoides?

[Randy] -Deixe-me falar um pouco sobre os insetos aqui no planeta Terra, especialmente as espécies de formigas, porque existe uma correlação. As espécies de formigas no planeta Terra, na maioria, não são violentas, hostis, carnívoras ou agressivas.
Há espécies de formigas que agem, basicamente, como agricultores, que tiram cada planta dentro de um certo raio do formigueiro, exceto uma ou duas plantas, então as colhem, como fazendeiros. Há formigas que usam pequenos pulgões como um animal de pasto.
E elas os carregam para fora da colmeia. Elas os colocam nas folhas. E os pequenos pulgões comem as folhas. Então, eles extraem glucagon do pulgão e comem o glucagon. Basicamente, eles são usados como animais de pasto, como as vacas.
Há uma variedade grande e interessante de formas como as espécies de formigas agem na Terra. Mas existem as formigas condutoras. As formigas condutoras são incrivelmente hostis. Elas são carnívoras. Elas comem qualquer coisa.
Elas são conhecidas por derrubar cavalos amarrados, bebês sem supervisão. Qualquer coisa em que possam colocar suas pinças. E vão tirar um pedacinho de cada vez e devorá-los.
Então, quando falamos sobre espécies de insectoides na comunidade intergaláctica, há um padrão semelhante, ou seja, a maioria das espécies que encontramos pode ser defensiva.
Pode ser muito feroz de forma defensiva, se você estiver perto do território delas, as atacando, ou as ameaçando. Como muitas das espécies de formigas que temos aqui, elas sairão correndo do formigueiro, morderão você e dirão: “Ei, afaste-se de mim!”
Mas não há muitas espécies carnívoras hiperagressivas.

-Qual o tamanho desses seres?

[Randy] -A espécie que nos é mais familiar, a que estamos nos familiarizando no momento, provavelmente, eles têm entre 2,10 e 2,40 metros de altura. Eles são muito grandes.

-Bípede?

[Randy] -Eles andam com quatro membros e usam os dois braços superiores como dígitos manipulativos. Eles são muito grandes. Eles são muito assustadores. Mandíbulas grandes. Carnívoros. Eles podem arrancar a cabeça de uma pessoa. Comer pessoas. Desmembrar pessoas.
Usam humanos ou outros animais biológicos como fonte de alimento, ou outras espécies como fonte de alimento. Eu diria que são muito semelhantes às formigas condutoras, no sentido de que são implacáveis, agressivos e hostis.
E farão o melhor que puderem para consumir qualquer recurso fisiológico e biológico de que precisam, quando entram em um sistema que eles decidiram atacar.

– Eu ouvi muitas histórias e entrevistei muitas pessoas sobre o que aconteceu perto de Crestone, no Colorado, para onde enviaram os fuzileiros navais a fim de dispersarem gás em um grupo de seres formigas. E saiu terrivelmente errado.
E os fuzileiros navais tentaram colocar gás dentro da toca e depois saírem. E eles foram todos infectados. E tiveram que chamar helicópteros civis para resgatar essas pessoas. Foi uma operação secreta para expulsá-los e matá-los. Nas montanhas Sangre de Cristo, acho que se chamava.

[Randy] -Montanhas Sangre de Cristo.

-Obrigado. O que poderia me dizer? São os mesmos seres? Ou é uma raça diferente aqui na Terra?

[Randy] -Pelo que sei, essa era uma espécie insectoide visitante. Não era uma espécie insectoide terrestre. Eles estavam apresentando características hostis, e consideramos necessário expulsá-los daquele território particular.
Aquela também é uma área com bases militares subterrâneas em operação. Portanto, foi determinado que era uma espécie insectoide de fora. “Eles não estão cooperando.” “Eles não são amigáveis.” “Eles estão muito perto de instalações militares.” “Vamos tentar trazê-los para fora e nos livrar deles.”
E sim, aparentemente, pelo que entendi, correu muito mal.

– E as Grandes Dunas de Areia do Colorado fazem parte de… Elas foram formadas por alguma ação dos insectoides há milhares ou milhões de anos?

[Randy] -Eu acho que teve algo a ver com tunelamento e escavação. Se você já viu formigas escavando um túnel, elas pegam todos esses pequenos grãos de areia, os empurram para fora e fazem pequenos montes no chão enquanto escavavam.
Então, pelo que entendo, é provável que tenha sido pela escavação de túneis, com areia empurrada para fora.

-De uma antiga civilização de formigas.

[Randy] -Milhares de anos atrás. Pelo menos milhares de anos atrás.

-E é por isso que, talvez, eles tenham retornado ao Monte Blanca Peak.

[Randy] -Sabe, se havia uma colônia que foi esvaziada há muito tempo, ela se torna um espaço atraente para outra espécie de insectoide, ou outro grupo que se instala em colônias.
Da mesma forma, se formigas abandonassem uma colônia e decidissem se mudar para outro lugar e, de repente, deixassem esse sistema de túneis vazio, poderia ser atraente para outra espécie de formiga nas proximidades.
Poderiam dizer: “Vejam, há um sistema de túneis já escavado. Vamos usá-lo.” A mesma coisa pode acontecer nessa situação, em que há um sistema de túneis muito maior, que foi construído por uma espécie anterior de insectoides, que, então, foi desocupado por qualquer motivo.
Então, vem outra espécie de insectoide e diz: “Vejam, um sistema de túneis em perfeito estado, para onde podemos nos mudar. Não precisamos cavar. Não precisamos escavar.”

-Além de serem musculosos e fortes, eles têm habilidades psiônicas? Eles têm alguma outra habilidade especial? Controle mental ou algo assim?

[Randy] -Eles têm algumas habilidades psiônicas. Eu não diria que suas habilidades psiônicas ofensivas são fortes. Então, não é como se eles tivessem telecinesia e controle mental fortes, uma forte capacidade de manipular matéria e energia com as mentes.
Mas eles têm a capacidade de se comunicar, ler mentes, ler pessoas telepaticamente, ler psionicamente, se comunicar psionicamente. Então, eles têm uma habilidade psiônica rudimentar baseada em sua necessidade evolutiva.
Mas, por alguma razão, eu diria que não evoluíram para ter uma habilidade psiônica ofensiva, porque eles não seguiram esse caminho. Eles ainda parecem preferir números. Muitos soldados de ataque.

-Qual é a principal função e preocupação deles no universo? Qual é o propósito deles? Eles gostam de minerar? Eles gostam de cultivar? Eles gostam de habitar mundos e assumir o controle? Eles têm alguma agenda?

[Randy] -Pelo que entendo, os mundos que eles ocupam primariamente foram drenados de recursos minerais e hídricos. Eles são muito consumistas.
E eles não têm nenhum problema em fazer uma colônia aqui, fazer uma colônia ali, fazer outra colônia aqui, e ficarem muito densos ao ocuparem determinado espaço.
E a maneira com fizeram isso não é muito diferente da maneira que nós fizemos no planeta Terra, tendo cada vez mais pessoas ocupando um espaço mais denso. Consumimos mais. E assim, eles consomem mais minerais. Eles consomem mais água. Eles consomem mais alimento.
Eles estão interessados em ter uma frota espacial funcional complexa. Isso significa que eles precisam ter tecnologia industrial.
Isso significa que eles precisam converter minerais em materiais, materiais em veículos e tecnologia, o que requer uma quantidade enorme de recursos. Portanto, a inteligência da colônia está disposta a sacrificar qualquer parte de seu eu inferior para atingir seu objetivo.
Então, a maneira deles de serem opressores que viajam pelo espaço segue esse modelo. Eles estão dispostos a fazer enormes frotas espaciais que estão dispostos a sacrificar. E eles não se importam com quantas naves perderão. Eles não se importam com quantos soldados perderão.
Essa não é a questão. A questão é ter muito de tudo, jogar muitas coisas em um problema e sobrecarregar esse sistema com mais naves, mais corpos, sem qualquer cuidado ou consideração a quanto você perde.
E se essa for a sua atitude, então o seu modelo geral vai ser um em que vai precisar produzir e consumir mais minerais, fazer mais materiais para que você possa reabastecer os soldados e as naves que você está perdendo.
Para ser honesto, eles gostam de desperdiçar. E gostando tanto de desperdiçar, eles precisam de mais recursos.
Então, eles procuram principalmente por sistemas planetários que têm os minerais de que precisam, a fonte de alimento de que precisam, a água de que precisam, para que possam continuar a alimentar, dar água e fornecer minerais para as estruturas civilizadas densamente povoadas que possuem, cujo único objetivo é fazer mais naves, mais soldados e adquirir mais materiais.

S02E06 Nunca Estivemos Sozinhos ~ Bases na Lua dos Nazis e Dracos

-//-

-Você já encontrou uma espécie que não fosse baseada em carbono, ou bípede?

[Randy] -Certamente uma espécie que não é baseada em carbono. E certamente algumas que não são bípedes.
Mas muitas das espécies que encontramos, por razões interessantes que acho que ainda tentamos descobrir, têm o que algumas pessoas chamam de modelo em forma de estrela, dois braços, duas pernas, com a cabeça em cima. Isso é muito comum.
Mas tivemos contato com algumas outras espécies que têm mais apêndices. E não apenas espécies insectoides, mas espécies de mamíferos superiores que têm mais pernas ou mais braços, o que pode ser um pouco bizarro e estranho.
Mas isso acontece. E eu vi espécies baseadas em minerais, que são à base de silício. Então, elas são, em essência, feitos de um conteúdo mineral, que também tem um conteúdo aquoso.
Então, pense em um cristal que poderia segurar na mão, e que contém uma certa quantidade de umidade nele. É à base de minerais, é uma estrutura cristalina, mas…

-É maleável?

[Randy] -Mole. Sim. Bem assim. Então, penso em um cristal que seria mole, mas ainda feito de uma estrutura cristalina, porque tem fluido nele, de algum tipo. Algum tipo de fluido mineral ou conteúdo hidrostático nele.

-E são seres conscientes?

seres à base de silício (cristal)

[Randy] -Com certeza. Os que encontrei também eram bípedes. Então, eles têm dois braços, duas pernas e uma cabeça, mas eles são feitos completamente de silício, de uma estrutura mineral cristalina.

-De que tamanho eles são?

[Randy] -Os que eu vi, diria que têm mais ou menos o tamanho dos seres humanos. Têm entre 1,50 e 1,80 m. Quase do mesmo tamanho que nós.

-Eles têm olhos, ouvidos e boca?

[Randy] -Sim. Eles ingerem alimentos. Obviamente, não é o mesmo tipo de alimento que ingerimos. Eles ingerem outros conteúdos, principalmente minerais.
Mas o conteúdo mineral tem certo volume de água, ou minerais oleosos de algum tipo, que são as coisas que seus corpos consomem. Eles têm estruturas biológicas muito diferentes, tanto os órgãos internos com os processos. Mas também semelhantes, pelo que entendi.
E eles têm um cérebro biológico. Eles têm sistemas de bombeamento de fluidos biológicos. Mas em vez das estruturas celulares serem baseadas em carbono, elas são baseadas em silício.
São muito semelhantes à vida biológica baseada em carbono, mas também é realmente único o que está evoluindo dessa estrutura baseada em silício.

-//-

-Esses maus atores estão em conflito com os humanos?

[Randy] -Onde quer que os encontremos e eles não sintam que devam se comportar e cooperar, sim. Estamos em conflito com eles. Outras espécies estão em conflito com eles.

-E você lidou com isso em uma situação de combate, com alguns desses.

[Randy] -Alguns deles, sim. Com certeza. Com certeza.

-E quais você pode divulgar? Com que espécie você estava em conflito?

[Randy] -Eu certamente encontrei mercenários plasmídeos. Encontramos zeta reticulianos. Encontrei draconianos. Encontramos algumas outras espécies agressivas inferiores, que não são uma ameaça para nós, mas que tivemos que lidar como agressores a outros amigos nossos que ajudamos.

-Isso acontece hoje, Randy? Isso ainda está acontecendo?

[Randy] -Sim. Com certeza. Sim. Neste exato minuto.

-Randy, pode me dar um exemplo do que está acontecendo hoje?

[Randy] -Certo. Temos recebido algumas informações de que nos tornamos um alvo de interesse para esses insectoides agressivos. Achamos que há uma chance razoável de que possamos vê-los aqui em nosso sistema em breve.

-Vindo para a Terra, ou apenas marcando presença em nosso sistema?

[Randy] -Acredito, pelas informações que estamos recebendo, que os veríamos aterrissar no planeta Terra.

-E como isso será para nós no futuro?

[Randy] -Como uma invasão alienígena.

-Qual é a melhor forma de combater esses insectoides?

[Randy] -Provavelmente com alguma tecnologia que já estamos usando. Então, trajes de batalha operadas hidraulicamente, rifles de plasma, rifles de gauss.
Você quer algo que tenha maior poder de penetração, como um projétil, ou algo que tenha um maior ponto de derretimento, como uma bola de plasma, contra os exoesqueletos, que são muito resistentes, e nos quais a maioria das balas de chumbo rebate.

Já trabalhei com alguns desses insectoides antes nos projetos. E os exoesqueletos de alguns deles tinham cerca de 7 cm de espessura. E eram à prova de balas para nossas balas normais. E estavam usando munições de calor especiais.

-Você sabe sobre isso?

[Randy] -Sim. Sim. Com certeza, os exoesqueletos deles são grossos, e dissemos que “quase repelem balas”, ou que são “quase à prova de balas”, o que não significa que não possa usar munição de um rifle calibre 50 para atravessá-lo. Você pode, às vezes.
Mas para a maioria do que consideramos projéteis padrão que disparamos de rifles ou metralhadoras de calibre menor, metralhadoras de mão e rifles, você não obterá a penetração de que precisa.
Então, você precisa de uma liga diferente ou munição de fósforo, ou um rifle que esquenta a munição antes de disparar. Ou um rifle de plasma, para obter uma bola de plasma de milhares de graus, que derrete e atravessa.

-Eles têm algum plano que você pode compartilhar conosco? E eles já estão preparando algo no espaço para, talvez, impedi-los de entrar em nossa atmosfera?

[Randy] -Deixe-me contar um pouco de história militar básica:
Sempre que você tiver um nível de tecnologia militar, e você pode voltar até catapultas, bestas e armadura de metal, qualquer coisa que seja muito mais avançada, sempre que houver uma situação em que alguém tem certa tecnologia, ela é boa para a sua época.
Você faz o melhor que pode com ela. Mas nada é, normalmente, perfeito, impenetrável, imbatível. Então, qualquer tecnologia que tenhamos em operação agora, é boa. É realmente boa. Não significa que seja perfeita. Não significa que podemos evitar que qualquer ataque se aproxime.
Não significa que podemos prevenir todos eles. Não significa que podemos impedir todas as naves. Realmente vai depender de alguns números. Quantas naves vão trazer? Quantas naves temos? Quantas naves temos dedicadas a quaisquer outros projetos necessários aos quais as dedicamos?
Ou quantas naves dedicamos a outras operações militares, que seria problemático se as pegássemos? Teremos que lidar com o que temos. Então, vamos usar o melhor que temos. Vamos usar as melhores táticas que temos.
Vamos usar tudo o que aprendemos como uma espécie militar de navegação espacial que é defensiva e ofensiva, o que somos no momento. Mas, de maneira alguma devemos esperar perfeição disso, especialmente com uma espécie que tem experiência em ser hostil.

-Randy, que outra informação pode compartilhar conosco sobre essa invasão insectoide na Terra?

[Randy] -Bem, existem certos oficiais militares de alto escalão que podem não estar entusiasmados com a ideia de enfrentar uma força extraterrestre hostil no planeta Terra.
Existem também aqueles que entendem que se não tivermos um evento de revelação, vamos ter problemas maiores do que se tivermos um evento de revelação. Um dos problemas que podemos ter com isso é fazer as pessoas concordarem.
Então, se algum oficial militar sentisse uma possível invasão, essa poderia ser a oportunidade de que precisavam para forçar um evento de revelação.
Não muito diferente de Pearl Harbor, quando alguém talvez soubesse que algo se aproximava e eles meio que deixaram seguir em frente assim mesmo, porque sentiam que precisavam agir com uma agenda militar maior.

-Isso poderia dissolver seriamente a população humana rapidamente.

[Randy] -Ou nos reunir muito rapidamente.

-Eu vejo isso.

[Randy] -Sim. E se alguém olhar em volta o que está acontecendo no mundo, estamos na garganta um do outro. E pode ser o momento perfeito para nos unirmos e lutarmos contra uma força hostil de fora.

-Sabe sobre a força espacial secreta indo até lá e os afastando antes que cheguem aqui?

[Randy] -Eu acho que vai haver algo assim, com certeza. Mas muito disso, como eu disse, vai depender dos números. Quando realmente virmos uma frota de naves se aproximando, então podemos fazer alguns cálculos e decidir se desejamos enviar algo para encontrá-los.
Tentar desestabilizá-los antes que cheguem perto. Ou se vai apenas ficar aqui com a melhor defesa que tiver e aguardar o primeiro impacto, para só então lidar com isso.

S01E08 Liga Global Galáctica das Nações (Revelação Cósmica)

-Eles têm naves de combate?

[Randy] -Eles têm. Mas, principalmente, eles têm módulos de pouso. Então, eles terão naves grandes com naves menores. E nesses módulos de pouso haverá muitos soldados.
E os módulos de pouso descerão. E serão como insetos gigantes. Eles gostam de fazer coisas como os insetos gigantes, que é chegar ao solo e oprimir.

-Existem aliados extraterrestres dos humanos que poderiam vir e nos ajudar a combater esses insectoides?

[Randy] -Com certeza. A minúcia disso é o debate. Então, vamos apenas dizer que exista a possibilidade de… Vou simplificar os números. Digamos que temos 10 amigos que podem ajudar, que podem estar dispostos a vir em nosso auxílio.
Então, precisa fazer perguntas minuciosas, como: quantos soldados, naves e pessoal essa espécie pode nos emprestar?
Quantos podem emprestar com base em quaisquer outras interações que eles estão tendo em seu próprio espaço, ou em outras áreas onde estão dedicando pessoal e equipamento militar? Quanto eles podem nos dar? Quanto vai custar?
Não que tenha necessariamente um preço específico como: “Isso vai nos custar muito.” “Vocês têm que nos pagar muito.”
Pode ser mais como renegociar um contrato comercial e, então, ficaremos felizes em oferecer tantos transportadores, contratorpedeiros, milhares de pessoal para auxiliar no processo.
Portanto, há apenas uma discussão sobre o que é um acordo aceitável para eles, que podemos concordar e que podem estar dispostos a ajudar, que é o mesmo tipo de discussão que alguém teria conosco, se eles quisessem que fôssemos ajudá-los.
Seria como: “Bem, aqui está o que podemos emprestar. “Se, talvez, mudarmos o contrato comercial, podemos fazer isso.” “Emprestar por X quantidade de semanas, meses, anos, tanto pessoal.”
Então, como dizem, o diabo está nos detalhes. Então, temos amigos, mas haverá uma discussão sobre quem pode aparecer com quanto.

-O que você acha das civilizações extraterrestres, sobre as quais sabemos, que estão vivendo nos oceanos e no interior da Terra? Como elas vão responder a essa batalha na superfície?
Você acha que os reptilianos vão sair e ajudar? Você acha que os aquafarianos vão sair? Qual é a sua opinião sobre isso?

[Randy] -Isso vai depender de alguns fatores diferentes. Portanto, dependerá de quão boas são as negociações atuais com essas outras espécies terrestres. Mas também sabemos que algumas de suas atitudes, por muito tempo, têm sido que problemas da superfície ficam na superfície.
Por exemplo, se estão atacando grandes cidades no mundo da superfície, não é problema nosso. Se não estão indo para o subsolo, se não estão indo para o oceano, bem, eles não estão nos ameaçando pessoalmente.
Então, não temos certeza se queremos nos envolver e cutucar esse monstro no olho, e fazer com que comecem a nos atacar, se não estiverem nos atacando. Então, eles terão que se perguntar o que vale a pena para eles, ou se vale o risco se envolverem.
Ou se é uma opção viável nos dar alguma tecnologia, algumas naves, nos dar alguns soldados, nos dar alguma tecnologia que possamos usar. Ou se eles se envolveriam diretamente com o próprio aparato militar.
São todas perguntas interessantes para as quais eu não acho que temos respostas agora, mas vamos descobrir em breve.

-Eu estava a par de certa documentação que mostrava que havia comunicação com extraterrestres da Terra Interior, e outros extraterrestres no planeta.
E porque temos sido tão negligentes na superfície do planeta e nos oceanos, eles dizem: “Bem, se algo acontecesse, talvez isso ajude a limpar a superfície, porque esses humanos não estão respeitando Gaia.” A Mãe Terra. E estamos envenenando a terra.
Estamos envenenando embaixo da terra. Estamos envenenando a água. E eles usam essas coisas para sobreviver lá. Portanto, também pode haver um objetivo: deixe-os limpar para que não tenhamos que lidar com isso. E então, assumiremos mais tarde.

S03E05 Anshar, os humanos que vivem no interior da Terra há 18 milhões de anos

[Randy] -Eu sugeriria, com base nas informações que também ouvi, que temos, digamos, uma relação amigável positiva com essas pessoas. Mas você está correto.
Eles podem olhar para a situação e dizer: “Bem, sabe de uma coisa, se perderem 3 bilhões de pessoas e ainda não conseguirem resolver, talvez possamos ajudá-los nesse ponto. Mas quer saber? Achamos que vocês têm muitas pessoas.
E vocês estão gerando muito lixo e causando muita poluição, então, talvez vocês fiquem melhor sem algumas pessoas. Então, talvez não precisemos ajudar agora, porque tudo isso poderia ser benéfico para a saúde e bem-estar do planeta em geral.”
O que algumas pessoas podem pensar como uma atitude sem compaixão, mas é uma atitude para o bem maior.

-É para a sobrevivência.

[Randy] -Se o que está em jogo é a sobrevivência de todo o planeta e não apenas de um grupo ou espécie, então essa é uma maneira viável de se ver isso.

-Certo. Como disse Ronald Reagan, se tivéssemos uma ameaça alienígena, todas as nossas diferenças acabariam e trabalharíamos juntos.

[Randy] -Com certeza. Eu acho que a avaliação psicológica social das variáveis demográficas psicológicas sociais indicam que isso é muito provável, que, com a presença de uma ameaça hostil de fora, as pessoas se unirão e trabalharão juntas para um objetivo comum.

Spoiler
Desculpe, apenas utilizadores com sessão iniciada podem ver spoilers.
Disclaimer:
1. Os artigos são escritos em português do (Brasil ou de Portugal) ou numa mistura de ambos.
2. Os artigos colocados neste site, são diferentes dos colocados nos corruptos meios de comunicação de massas. Não significa que os autores concordam ou discordam com os mesmos. Você deve usar a sua intuição com aquilo que ressoa ou não consigo. Ninguém é dono da verdade absoluta e este site não foge à regra.

Partilhar:

Author: Krystal

colaborador

5 1 vote
Article Rating
Subscribe
Notify of

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

2 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
View all comments