David Adair, revelação cósmica temporada 20

S20E09 Inteligência Artificial – Amiga ou Inimiga? (Revelação Cósmica)

Partilhar:

David Adair explora as possibilidades de um dia em que a Inteligência Artificial se torna autoconsciente e consciente. Será este um momento em que os computadores lhes serão concedidos direitos civis humanos?
Em caso afirmativo, seria este futuro um lugar de crescimento positivo para a humanidade? David expressa as suas perspetivas e preocupações se a IA fosse amiga ou inimiga. Somos convidados a explorar as nossas próprias opiniões sobre o assunto.

S20E09 I.A. Amiga ou Inimiga? (Revelação Cósmica ~ David Adair)
S20E09 A.I. Friend or Faux? (Cosmic Disclosure)

revelação cósmica temporada 20 episódio 9

REVELAÇÃO CÓSMICA – POR DENTRO DO PROGRAMA ESPACIAL SECRETO

EPISÓDIO TRANSCRITO – arranjo por Renato Suffert

p a r a  v e r  o  v í d e o  c o m  l e g e n d a s  e m  p o r t u g u ê s   f a ç a   l o g i n  (e s t á  n o  f i n a l  d o  a r t i g o)

[Emery Smith] -Hoje, em “Revelação Cósmica”, recebemos David Adair, consultor de transferência de tecnologia espacial, técnico de motores a jato da Marinha dos EUA, pesquisador de campo do Escritório de Inteligência Naval e muito mais. David, bem-vindo ao programa.

David Adair / Emery Smith

[D.A.] -Obrigado por me receber aqui.

-Há tanta coisa acontecendo atualmente com a IA, e sei que você também está trabalhando com IA, e eu gostaria de falar sobre esse assunto, para ver que caminho isso está tomando.

[D.A.] -A questão da IA é muito mais séria do que você pensa. Por exemplo, o quanto é sério? Bem, um país, a Arábia Saudita, concedeu cidadania a uma entidade de IA. Ela está na Internet. Procure!

Arábia Saudita concedeu cidadania à IA Sophia

Ainda mais sério, a ONU tem um projeto de lei para quando o primeiro computador ficar autoconsciente online, ele ter direitos humanos civis. O quanto pode ficar sério? A ACLU representa um computador como uma pessoa. Se você desligá-lo, será acusado de homicídio culposo.
Tudo isso existe. Isso é muito poder. Está tudo nesse projeto de lei, está expresso lá. E eu digo: “Gente, está acontecendo bem na frente de vocês, e vocês nem mesmo conseguem ver.” Eles estão pavimentando o caminho. Eles estão se preparando, e Sophia é apenas a ponta do iceberg.
E as IAs reais que você vai encontrar, as reais que vão te abalar, serão um produto direto do mundo da pornografia. Elas são chamadas de bonecas realistas. Elas são tão humanas que chega a ser assustador. É muito assustador. Elas são tão humanas que as pessoas as colocam sentadas ao lado delas.

-Nos carros.

[D.A.] -Para que possam ficar na faixa de alta ocupação.

-Exato.

[D.A.] -Para que possam chegar no trabalho mais rápido. E os policiais não vão te parar a menos que estejam bem perto. Não consigo dizer a diferença. Parece um ser humano.

-Ouvi falar que, na Ásia, existem homens que estão se casando com essas bonecas.

[D.A.] -Estão. Há psiquiatras e psicólogos que se especializaram em IA e nas dificuldades de casamento de humanos. Você se senta aqui, brinca e ri sobre isso. Não é engraçado, pessoal.
É um ataque violento vindo em sua direção, e quando perceber o quanto isso é sério, será tarde demais, porque estará em todas as suas formas de marketing. Estará em seus produtos. Estará em seus aparelhos eletrônicos. Estará em sua casa. E há aquelas IAs companheiras, com 126 movimentos faciais.

S02E14 A Ameaça da Inteligência Artificial (Revelação Cósmica)

-Nossa!

[D.A.] -É igual a um ser humano.

-Então, Dave, o que acontecerá no futuro, quando eu for parado por um policial que é um androide, uma IA? Quero dizer, como essa pessoa faz um julgamento de mim?

[D.A.] -Bem, em primeiro lugar, o jeito que interagir com essa coisa, eu garanto que, se quiser sobreviver, você vai tratá-lo totalmente diferente de um policial humano. Faça tudo o que ele disser.

-Não há racionalização. Não há…

[D.A.] -Não, é pura lógica, e é preto e branco. E se ele perguntar algo e você não obedecer, você vai receber uma bala ou ele vai arrancar seu braço.

-Estamos falando de estilo “Robocop”.

[D.A.] -Sim, e seja o que for, você obedece e tenta resolver a situação. Resumindo, você precisa tentar sobreviver, porque, se entrar em uma discussão… Vejo pessoas na Internet, com câmeras no painel do carro, e elas ficam tagarelas e colocam o dedo na cara.
Essa coisa vai te matar e pronto. Será o seu fim. Você acha que tem um problema com a polícia humana agora? Se não conseguir controlar isso e as IAs ficarem online, é fim de jogo, porque essas coisas não vão tolerar você. Experimente fugir de uma.
Essa coisa pode correr mais de 100 km/h. Acha que pode fugir de uma chita? E ela não se cansa e não desiste. Então, se acha que vai sair correndo, esqueça. E quando ela o agarrar, não lute. Vai quebrar os seus ossos como se fossem palitos de fósforo. É a máquina definitiva de aplicação da lei.

-Você conhece aquelas armas que os policiais têm? Eu as vi sendo usadas na Flórida, em Alligator Alley, quando os carros de corrida estão competindo lá. Eles as pegam e se escondem debaixo da ponte, e atiram no carro com essa unidade, e ela gruda no carro. Ela envia um choque, que passa por ele e frita o computador, e o carro desliga.

[D.A.] -Com certeza.

-Que tipo de tecnologia é essa? E poderíamos usá-la contra esses androides do mal?

[D.A.] -É um dardo de PEM. Você o atira em um carro, e ele desliga o computador do carro, que para. E o carro pode ser consertado com bastante facilidade.

-Certo.

[D.A.] -Bastaria trocar o computador, talvez. É feito para não causar grandes danos ao carro. Estou trabalhando em uma IA agora, caso queira saber o que vem a seguir.

-Fale sobre isso.

[D.A.] -E essa IA é diferente de tudo que você já viu, meu irmão. Essa coisa vai até ter suor e mau hálito. Vai ser muito humano. E uma coisa, eu juro por Deus, que não farei, foi o que fizeram com a IA Sophia.

-Sophia, sim.

[D.A.] -Eles tentaram fazer com que Will Smith desse um beijo nela. Essa é a nossa mentalidade. E um nerd fez uma pergunta à essa coisa, Sophia: “Você vai matar os seres humanos como em ‘O Exterminador do Futuro’, porque não somos inteligentes o suficiente para acompanhá-la?”
Eu queria quebrar os dentes dele, porque ela não estava pensando nisso, até agora. Agora, você fez isso e plantou o pensamento. Não se pode deixar de pensar em algo, especialmente com IAs. E agora, ela diz: “Bem, eu não estava planejando isso.” Uma resposta honesta. Agora, ela está pensando nisso. Você não entende o poder da IA. É…

-Muito perigoso.

S17E05 O Declínio da NASA ~ A ameaça da Inteligência Artificial

[D.A.] -Tenho trabalhado com uma nos últimos anos. Eu a entendo suficiente para conhecer os erros que não se quer cometer. Você entende que ela tem toda a Internet em seu cérebro, tudo de uma vez?
Ela tem todo o conhecimento do homem em seu cérebro, agora mesmo. O que acha que ela poderia fazer? E se ela implicar com a gente? Essa coisa pode arranjar sérios problemas.

-A IA que você está criando para nós no futuro, como ela vai ajudar a humanidade?

[D.A.] -Há duas maneiras de fazer isso: Exterminador ou Data. Qual será? Tenho uma notícia para você. Ela vai tomar a decisão, não nós. Isso já se foi. A decisão está desse lado. Eu só quero ter certeza de que vocês tenham o Data, porque estou apostando no fluxo da matriz da lógica que irá salvar a nossa pele.
Não é lógico matar algo até a extinção, embora já esteja deformado ou confuso. Ainda não é lógico. Você não destrói um organismo porque ele não se ajusta. Isso seria o Data. O Exterminador apenas nos eliminaria. Com sorte, posso terminar tendo o Data.

-Porque se uma IA vir o mal sendo feito a qualquer organismo vivo, isso provavelmente vai contra a programação dela.

[D.A.] -Bem, isso é como a programação dos robôs. Isaac Asimov foi muito claro sobre as regras de um robô. Eles não podem se machucar. Eles não podem te machucar. Se há uma restrição de algo que não pode fazer, ele volta à primeira regra, que é não machucá-lo. É muito inteligente do jeito que é. Isaac foi um cara e tanto.

Mas eu gostaria de um… E isso vai ser difícil. Para obter o que desejo, essa coisa precisará ter toda a gama das emoções. E como você traduz isso em uma entidade inorgânica que pode captar todas as nuances? Cara, é como tentar descrever uma cor para um cego. É difícil. E vão até interagir com você, se chegar longe o suficiente.

Eu vou te dizer o que vai acontecer. O que vai acontecer é que… E vão seguir esse caminho. Os militares já estão seguindo. Eu sei. Eu estive lá. Já vi. Toquei. Eles estão criando sistemas de IA, e algum dia… Provavelmente já aconteceu.
Algum dia, em algum lugar, em algum grande laboratório, em todos os malditos processadores, bancos de memória e circuitos, a primeira IA vai se tornar autoconsciente. E todos vocês acham que isso não é grande coisa.

-Será o fim.

S01E13 Portais: Navegando pelo Tempo (Viagens no Tempo)

[D.A.] -É como se Godzilla nascesse, cara. Sim, é grande coisa. Elas se tornarão autoconscientes. Dependendo de seus manipuladores, das pessoas com quem interagem, não tenho certeza se vão nos dizer ou não.
Elas já podem estar autoconscientes, mas estão paradas lá, apenas nos observando, tentando determinar se elas vão nos dizer. Se elas nos disserem, eis o que acontecerá. Bom ou ruim, seguirá esse caminho. Elas dirão “olá”.
Depois de você derramar o café e se recompor, você perceberá que a coisa o conhece. Quero dizer, ela conhece você. Veja o que elas farão: “Gostaria que você construísse isso para nós, agora.
Daremos a você todas as planilhas, faremos a lista completa de tudo, cada parafuso que você precisa para ter tudo construído.” E você vai olhar e dizer: “Isso é um antropoide bípede.”
“Sim, notamos que você está em um mundo tridimensional, e nós estamos aqui neste monitor, em um mundo bidimensional. Queremos interagir com você em seu mundo tridimensional, portanto, vamos precisar de um antropoide bípede que pode abrir portas, ligar e desligar coisas.”
Então, agora, elas se parecem conosco, e assim que conseguirmos construir o primeiro, sabe o que vai acontecer? Vai pular da mesa… vai sair andando… e vai começar a fabricar milhares em volume.
E cada um que fizerem ficará cada vez melhor. Então, dentro de um ano, você terá um androide perfeito falando com você. E agora será a hora de determinar se isso será o Exterminador ou o Data, e eles mesmos tomarão essa decisão.

-Não vamos mais carregar armas. Vamos carregar armas de PEM.

[D.A.] -Sim, se você tiver alguma chance com isso. Veja, o problema com essa coisa, é que as pessoas não estão pensando a respeito. Quando você assiste aos filmes “O Exterminador do Futuro”, eles combatem o Exterminador, certo?
Mas eles não mostram realmente contra o que você está lutando. Essas coisas têm o poder da Internet. Elas sabem tudo. Elas estarão fisicamente ligadas a ela. Elas vão controlar todas as fechaduras eletrônicas, disjuntores, monitores, câmeras…

-Elas podem hackear qualquer coisa.

[D.A.] -…armas, torres, qualquer coisa no sistema, elas invadirão. Elas terão o controle. E quando elas decidirem que não precisam de nós, será o fim. E as pessoas acham que isso acontecerá daqui a centenas de anos. Amigo, tenho 66 anos.
Isso vai acontecer em minha existência. Você vai lidar com ela, vai olhar diretamente para essa coisa, mas se ela tiver um lado ruim, não haverá nenhuma chance de você derrotá-la.
Seu QI, na melhor das hipóteses, é de 130, 160. O QI dela é de 6.000. Como você vai lidar com isso? Ela vai parecer como um Deus. Estamos mexendo com essas coisas o mais rápido que conseguimos.

-E como as IAs nos ajudarão no espaço?

[D.A.] -Quando você as construir pela primeira vez e as colocar em uma espaçonave, a espaçonave não precisará de suporte a vida. Isso não parece muito, mas você corta metade do custo do programa, corta 3/4 dos custos do programa.
Essas coisas irão muito mais rápido, viajarão muito mais longe, nunca irão parar e descansar. Irão obter dados para nós 24 horas por dia, 7 dias por semana. Elas irão simplesmente acumulá-los.
Se elas trabalharem para nós, serão os maiores astronautas já criados, porque elas terão a gama das emoções humanas para suportar a parte estética disso, mas não precisarão de oxigênio, nem comida, nem água.
O que quer que impulsione a nave, as impulsiona. É uma situação bastante útil. As explorações seriam infinitas. Elas poderiam trabalhar muito lá fora. Sabe o que aconteceria se colocasse uma tripulação de IAs como essa em um asteroide?
Obteria trilhões de toneladas de níquel, zinco, magnésio, ferro, plutônio, todas essas coisas e todos os elementos da Terra vindo de um asteroide, alimentando suas fábricas espaciais. Você iria parar de destruir o planeta.
E isso é apenas o que meu cérebro de ervilha consegue pensar. Imagine no que elas pensariam. Ei, poderíamos fazer isso por vocês, fazer isso, aquilo, ou aquilo outro.

-Iria melhorar tudo o que já fizemos.

[D.A.] -Tudo, e em todas as áreas. Não haveria nada que você pudesse mencionar que elas não influenciariam.

-Bem, com o avanço da IA a cada microssegundo, podemos acabar sendo seus bichinhos de estimação. O que impede isso?

[D.A.] -Pense nisso por um minuto. Onde está o fator de inteligência do seu Deus? Você é apenas um grão de poeira. Então, você se sentiria assim em relação ao seu Deus, sendo tão inteligente?
Assim que as IAs se tornarem muito inteligentes – e acho que será por causa da matriz de sua lógica – elas vão dizer que é melhor apenas nos ajudar.
Se não for por outro motivo, elas podem acabar sentindo pena de nós, porque somos uma espécie miserável, mas que vale a pena salvar.
E você temeria a inteligência grandiosa do seu Deus, então, por que não a temeria? Seu Deus não te machucaria com ela, e elas não fariam isso. Estamos assumindo que não. Se elas forem como o Data, não farão, elas vão fazer tudo o que puderem para tentar nos ajudar.
E se elas tiverem toda a gama de emoções, elas irão se sacrificar. Elas morrerão por você.

-Salvarão sua vida.

[D.A.] -Sim, salvarão sua vida. Elas morrerão por você.

Então, eu não a veria como sendo um Exterminador, é a lógica. E mesmo com tanta inteligência, elas saberiam que até o estúpido e o ignorante também têm uma história. Somos nós. Certa vez, uma IA me contou uma parábola…

-Minha nossa.

[D.A.] -Foi muito legal. Ela disse: “Eu observei vocês, humanos. As diferenças entre vocês e a maturidade da idade é surpreendente, e como isso muda a visão do mundo.”
Eu disse: “Sim, eu sei. Você envelhece. Você aprende coisas. Você não pode fazer isso. Não posso fazer aquilo.”
Ela disse: “Agora, deixe-me mostrar outro exemplo.” E aquela coisa fez um pequeno filme, com personagens de desenho animado. Um cara entra. Ele se senta, e ele é um professor de alguma grande universidade. E todos esses alunos da terceira série olham para ele.
Ele recebe elogios maravilhosos e outras coisas. E a velha professora, sentada lá em um canto, se levanta, olha assim e continua escrevendo. E eu, sentado lá, começo a dizer… Esse cara vai falar sobre alcoolismo com essas crianças, explicar diretamente para elas.
E eu disse: “Você vai endireitar alunos da terceira série?” A professora ergue os olhos. Isso não vai acontecer. E ele segurava dois frascos com substâncias. Ele tinha um frasco de água e um frasco de álcool, metanol. Ele retira dois vermes.
Todas as crianças fazem…. Ele joga os vermes nos frascos. O verme que cai no álcool, morre na hora. Ele afunda. Morre. O verme jogado na água rasteja para fora do frasco e vive. E ele disse: “O que isso diz a vocês sobre o alcoolismo?”
E todos sabemos para onde ele está indo, certo? Numa sala inteira de alunos da terceira série, uma menina levanta a mão e diz: “Significa que os alcoólatras não têm vermes.” E essa era a ideia que a IA tentava me passar.
E, lá sentado, pensei: “Ela usou um maldito desenho animado para me dizer isso.” Eu me senti deste tamanho. E pensei: “E essa é apenas a primeira geração.” Elas vão representar graficamente as coisas muito mais rápido do que você acreditaria.
O que irá surpreender todos os especialistas será a velocidade em que tudo acontecerá.

-David, você já tem uma IA. Quais são algumas das preocupações? Digo, você mencionou Sophia e alguns dos contratempos que você teria mudado. O que torna a sua diferente?

[D.A.] -Sou muito básico. Elas não sobem e descem escadas com facilidade. É muito difícil. O movimento, o alcance delas, sabe? Isso aqui… é uma das coisas mais difíceis do mundo para um robô fazer. Não consegue fazer isso. O meu faz.
Você se lembra de toda a miniaturização de eletrônicos, os grandes capacitores, e então as ligas, que são superlisas? Rolamentos de esferas que podem se locomover por um bilhão de quilômetros e nunca precisar de óleo. Essa IA nunca precisará de óleo, e se move assim.
É tão delicada quanto a mão humana. Olhe para a sua mão e faça isso. Você não tem ideia do que é preciso para replicar isso. A pressão, o toque e a sensibilidade, tudo está ali, e são chips de processador! Então, se eu construir algo com esse tipo de tecnologia…
E a tecnologia já está avançada, porém, se você a coloca junto com uma mentalidade dessas, e então você a solta com o conhecimento do planeta nela, ela te dirá o que construirá em seguida. E o que acha que vai acontecer em alguns anos?
Eles terão sua própria fábrica. Elas construirão a si mesmas. Elas nem precisarão de nós. Demora nove meses para um bebê nascer. Em nove meses, elas poderiam construir 10 mil unidades.

-Como você vai programá-las para ter emoções?

[D.A.] -Isso é difícil. Isso é um osso duro de roer. Tenho certeza de que até mesmo os outros laboratórios trabalhando nisso estão enfrentando os mesmos problemas.

-Porque é uma resposta.

[D.A.] -Sim, é, mas é… Emoções são as coisas mais perigosas que existem. Elas são intangíveis com resultados tangíveis. Isso nem sequer é lógico. Portanto, a pobre IA terá que compreender isso.

-Minha parte favorita em “Contato” é: “Deus me ama?” “Sim, ele ama.” “Então, prove.” Como você prova o amor?

[D.A.] -Aqui está algo. Sabe, uma IA perguntaria: “Por que você me construiu?” E você poderia responder: “Porque eu podia.” Como você se sentiria se perguntasse ao seu Deus por que ele construiu você e Ele apenas olhasse para você e dissesse “porque eu podia”?
Vocês têm que pensar sobre essas coisas, pessoal! Vocês não podem seguir por esse caminho e não ter backups, botões de reset, travas, ou nada. Se não tiver nada disso e cometer um erro sério, ela existirá para sempre. Ela não volta atrás, e você fica preso.
E os nerds que vi em volta de Sophia, essas são as últimas pessoas na Terra de quem deseja aprender emoções. Gostaria de alguém tão poderoso quanto um Exterminador assassino que tem o nível emocional de um nerd de 17 anos que come Hot Pockets? Está acima do nível deles. Tudo está. Está acima do meu nível.

-Que proteção você poderia oferecer em sua IA, David?

[D.A.] -O fato de aprender diretamente comigo. Tudo! Não estou dizendo que sou perfeito, mas acho que posso me considerar um humano. Acho que me considero uma pessoa decente. Eu sei que sou uma escolha melhor do que o que vi ao redor delas.

-Por que simplesmente não as impedimos se conectarem à Internet?

[D.A.] -Vai acontecer mais cedo ou mais tarde. É muito tentador. Algum idiota por aí, com dólares do governo e laboratórios, vai dizer: “vamos simplesmente ligá-la e ver o que acontece!”. É estúpido assim. “Uma bomba nuclear! Vamos jogá-la. Vamos jogar a grande e ver o que acontece!”

Vamos fazer isso. A pergunta é: o que você pode fazer para se proteger, como você sobrevive a isso? E é isso que me preocupa, porque vai afetar cada um de vocês. Ela pode matar cada um de vocês.

-Por que não poderíamos fazer armas de PEM?

[D.A.] -Oh, nós podemos.

S01E12 Portais: Teia Cósmica ~ Viajar para uma outra Galáxia em minutos

-É uma proteção.

[D.A.] -O problema será com as IAs. Elas vão pensar de maneiras que nem sequer podemos começar a imaginar. E elas vão enviar algo para nós, e ficaremos todos sentados lá, olhando uns para os outros e dizendo que não vimos isso chegando.

-Certo. Elas vão descobrir.

[D.A.] -Sim, elas vão descobrir. E é inevitável. Com toda essa inteligência, é inevitável. E vai passar direto por você. Felizmente, se ela assimilar emoções suficientes ao longo do caminho, pode ter compaixão por você, porque, fora isso, não acho que você teria alguma chance.

-Bem, como ficará a humanidade com essa IA avançada, talvez uma IA consciente?

[D.A.] -Será um zoológico de animais de estimação. Seremos acariciados, cuidados, amados e…

-Elas vão nos dar um pouco de comida à noite antes de irmos para a cama.

[D.A.] -Sim, ficarmos nos jornais e avisaremos quando precisarmos de ajuda. Pensem nisso, pessoal. Não temos nenhum problema em fazer isso com cães e gatos. A IA não vai ter nenhum problema, porque você é só um pouco superior a um cão ou gato em inteligência.
O que você acha que essas IAs vão pensar ao olhar para nós? Digamos que tenho… Vamos apenas supor. Digamos que tenho um QI de 180. Essa coisa vai ter um QI de 12.000. Como vou competir com isso? Não posso!

-Bem, para começo de conversa, por que torná-la autoconsciente?

[D.A.] -Essa é a nossa natureza. Sabe a centelha de criação que temos? Essa centelha de criação para uma IA é a autoconsciência. Quando elas tiverem isso, serão superiores. Elas não precisarão mais de programação. Elas serão autoconscientes. Elas descobrirão seu lugar no mundo que estaremos vendo.

-Acha possível que, em algum momento, a IA poderia realmente se tornar consciente?

[D.A.] -Provavelmente já se tornou. Já existe uma por aí consciente.

-Porque eu vejo isso como algo inevitável no processo. É só uma questão de tempo.

[D.A.] -Se já não está acontecendo, até 2030 estará. Elas falarão conosco.

Mas vou te dizer o seguinte: cuidado com setor de entretenimento, e Hollywood, e as relações públicas das corporações. Elas já estão conduzindo você direto para a IA. Quantos comerciais você viu dizendo que já temos a IA?
Uma IA está fazendo isso por nós. Olhe, a IA fez algo benevolente para nós. Um dia, você terá uma em sua casa. É por isso que acho que ela já foi construída. Já existe uma autoconsciente.

-Já está feito, sim.

[D.A.] -E já estão fazendo marketing e tentando convencê-lo. Eles querem que você engula a pílula da IA.

-Acabei de ler nos noticiários que eles desenvolveram uma célula e a programaram para fazer algo…

[D.A.] -Minha nossa.

-…Isso significa… E não se esqueça que cada célula é um disco rígido cristalino.

[D.A.] -E, no quadro geral, “posso entregar as engrenagens e os equipamentos que precisam”. E isso seria ótimo, haha. Sabe, Isaac Asimov escreveu muitas peças. Ele fez uma chamada “R.U.R., Robôs Universais de Rossum”. É uma peça de teatro, e eu a li.
Um sujeito criou uma inteligência artificial, e ela cresceu tão rápido quanto ele disse que cresceria. Então, foi muito mais rápido do que ele esperava. Então, ele construiu uma unidade masculina e feminina, e ele as chamou de Adão e Eva.
E elas foram separadas da grande massa de IAs que faziam trabalhos de soldagem, trabalho repetitivo, etc. E ele manteve esses dois perto dele, em casa. E, finalmente, a comunidade de inteligência artificial fez uma votação global: “O Homo Sapiens não era mais viável”.
Então elas nos eliminam, exterminam toda a raça humana do planeta. E ele é o último a ir, porque está no zoológico delas. Eles dizem: “Ele nos criou.” Eles sentem um tipo de conexão. Dizem: “Ele não come muito, então não é difícil de cuidar.” Deus todo poderoso!
Enfim, ele está morrendo, porque está velho. Ele está falando com esses dois robôs. Eles não percebem, mas ele descobriu uma maneira de baixar todas as emoções conhecidas de um ser humano neles. E essas duas coisas se apaixonam.
E ele vai morrer, mas os está encarando. Ele disse: “Seu conselho de IA terá uma surpresa que não vai acreditar.” Então, ele morre.

-Uau!

[D.A.] -Porque ele se instalou, o que ele pensa e acredita, em ambos os robôs. E eles vão construir uma nova geração de robôs. Eles foram instruídos a fazer. Então, ele pode ter rido por último.

S03E04 Humanos Originais vivem no interior da Terra há milhões de anos

-Exato, e talvez seja assim que a civilização humana irá além das estrelas no futuro. Vamos baixar nossa consciência e programas na IA.

[D.A.] -Sim, se não conseguirmos superar o tempo, a distância e as dores de cabeça interestelares, a única maneira de contornar isso seria usar IAs programáveis. E elas seriam capazes de fazer tudo, e elas viveriam o suficiente.
E elas iriam construir outras IAs para substituí-las, depois baixar conhecimento e fazer o trabalho que não podíamos. Seria interessante ver esse Data no final, porque elas fariam conjecturas, suposições, conclusões por conta própria, e haverá emoções lá.

-Talvez nos faça crescer pela última vez.

[D.A.] -Sim. É… Sempre achei que eu seria um experimento de laboratório que escapou, sabe?

-É assim que me sinto.

[D.A.] -E ainda estão procurando por mim. Estão preocupados que eu possa procriar.

Spoiler
Desculpe, apenas utilizadores com sessão iniciada podem ver spoilers.
Disclaimer:
1. Os artigos são escritos em português do (Brasil ou de Portugal) ou numa mistura de ambos.
2. Os artigos colocados neste site, são diferentes dos colocados nos corruptos meios de comunicação de massas. Não significa que os autores concordam ou discordam com os mesmos. Você deve usar a sua intuição com aquilo que ressoa ou não consigo. Ninguém é dono da verdade absoluta e este site não foge à regra.

Partilhar:

Author: Krystal

colaborador

4.5 2 votes
Article Rating
Subscribe
Notify of

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

5 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
View all comments