Notícias, tribunal

Juiz Rui Fonseca e Castro, quer a constituição portuguesa respeitada

Partilhar no Facebook

NOTÍCIAS VEICULADAS SOBRE MIM por Dr. Juiz Rui da Fonseca e Castro na primeira pessoa, 24-03-2021.
Relativamente às notícias que têm sido veiculadas sobre mim, devo, em primeiro lugar, agradecer toda a publicidade gratuita que tem sido feita. Ao menos que para isso sirvam os milhões que os meios de comunicação social recebem do Governo. Muito obrigado.
Em segundo lugar, não valendo a pena perder tempo a corrigir tudo o que é dito e escrito, cabe repetir que já não integro os “Juristas pela Verdade”. Sou juiz de direito, encontrando-me colocado no Juízo Local de Competência Genérica de Odemira, tendo saído dos “Juristas pela Verdade” antes de tomar posse.
Em terceiro, no âmbito da fórmula “dividir para reinar”, tem constituído metodologia recorrente da propaganda oficial veicular que eu instigo as pessoas contra as forças de segurança, o que é falso.
Juiz Rui Fonseca e Castro

Na verdade, eu tenho apelado aos agentes e militares das forças de segurança para observarem, no cumprimento das suas funções, o juramento que fizeram de “proteger e servir” a Constituição e, por consequência, a população, de que eles, aliás, fazem parte.

Acresce que, quando ainda fazia parte dos “Juristas pela Verdade”, manifestei expressamente o meu apoio aos militares e agentes das forças de segurança, inclusivamente no caso da instauração de processos disciplinares em virtude do exercício do direito de objecção de consciência para o não cumprimento de ordens atentatórias de direitos, liberdades e garantias constitucionalmente inscritos.

Finalmente, há que abordar a forma como a comunicação social se refere ao “Caderno de Minutas”, mais precisamente afirmando que servem para que as pessoas não precisem de usar máscara. Só por má-fé ou ignorância tal afirmação pode ser feita, sobretudo por jornalistas, que supostamente estão obrigados a veicular factos com um mínimo de rigor.
O “Caderno de Minutas” foi uma forma que encontrei para ajudar as pessoas a fazer valer os seus direitos perante o ataque violento e sistemático que o Estado tem feito aos nossos mais elementares direitos fundamentais. Os temas abordados não se circunscrevem às máscaras, sendo outrossim muito mais vastos.
Como referi, o objectivo foi – e ainda é – o de ajudar as pessoas a lutar pelos seus direitos e, por consequência, a quebrar a barreira do medo que divide a população e, por consequência, permite ao Estado humilhá-la da forma mais baixa e vil possível.
Estamos em guerra, sendo o inimigo um Estado que prossegue interesses estrangeiros, nem que para isso tenha que destruir o pouco que ainda restava da Nação.

Dr. Juiz Rui da Fonseca e Castro

Reportagem da televisão TVI sobre Rui Fonseca e Castro (23/03/2021):

 

ou

https://rumble.com/vf03mx-juiz-rui-fonseca-e-castro.html

Comentário oevento

O Dr. Rui da Fonseca e Castro era e é uma das vozes contra esta ditadura que vivemos em Portugal. Exerceu a atividade de advogado até há bem pouco tempo. Neste momento, voltou a desempenhar a função de Juiz a partir do dia 1 de março de 2021.

Facultou um caderno de minutas para as pessoas (serve de apoio também para advogados) se protegerem de multas, que vai na 8.ª versão. Fica aqui a última versão das minutas:

https://drive.google.com/file/d/1xF466vQ633-sJLhMpFYrchVMcL9Il9Wx/view

Notícias na comunicação social

Têm havido notícias na comunicação social sobre Rui da Fonseca e Castro:

https://www.jn.pt/justica/juiz-anti-confinamento-sob-escrutinio-do-conselho-superior-da-magistratura-13487399.html

jornal Sol 14-03-2021 – Rui da Fonseca e Castro

https://sol.sapo.pt/artigo/727934/o-juiz-que-nao-gosta-do-estado-de-emerg-ncia

Cá em Portugal, há atualmente outros juízes que se começam também a exprimir contra esta ditadura em que vivemos como a Juíza Florbela Sebastião e Silva em que exprime solidariedade com o Juiz Rui da Fonseca e Castro.

Não se compreende é a passividade do tribunal constitucional, bem como vários outros órgãos que permitem que o poder político continue a suspender a Constituição Portuguesa há mais de um ano e nada digam.

Até ao momento temos 2 decisões judiciais favoráveis:

Tribunal de Lisboa arrasa eficácia dos testes PCR e quarentena forçada

e

Tribunal de Lisboa considera ilegal medida de isolamento e quarentena

A finalizar, recorde-se que há um processo colocado no supremo tribunal de Lisboa contra todas estas medidas. Prevê-se uma primeira decisão para maio:

Ação Popular entra no Supremo Tribunal contra as medidas da Pandemia

FIM

Disclaimer:
1. Os artigos são escritos em português do (Brasil ou de Portugal) ou numa mistura de ambos.
2. Os artigos colocados neste site, são diferentes dos colocados nos corruptos meios de comunicação de massas. Não significa que os autores concordam ou discordam com os mesmos. Você deve usar a sua intuição com aquilo que ressoa ou não consigo. Ninguém é dono da verdade absoluta e este site não foge à regra.

Partilhar no Facebook

Author: Krystal

colaborador

5 2 votes
Article Rating
Subscribe
Notify of

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

7 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
View all comments