revelação cósmica temporada 18

S18E02 Armas do Programa Espacial Secreto (Revelação Cósmica)

Partilhar no Facebook

S18E02 Armas do Programa Espacial Secreto (Revelação Cósmica ~ Randy Cramer)
S18E02 Weapons of the SSP (Cosmic Disclosure)

Assista ao episódio clicando no link abaixo, usando o browser chrome:
https://drive.google.com/file/d/1LpmzxoFpet1ygdyWOjkKR5i1CpCqnGn_/view?usp=sharing

Se der erro, use o browser chrome em modo anónimo (teclando Ctrl + Shift + n) no PC e se necessário, antes tem de fazer logout do seu gmail. Se ainda não conseguir, aceda a partir de outro PC. Alerta-se que os episódios têm sido retirados da internet, portanto se detetar que o episódio foi denunciado, faça um comentário (não no facebook), para indicarmos outro link.

Peço que se alguém desejar contribuar para ajudar a legendagem dos episódios do Canal Gaia (este site oevento.pt não pede donativos, portanto os valores serão para quem legenda) que o faça via paypal, sendo que o mail para a transferência é este: [email protected] (doe o que puder: na doação após introduzir o mail escolha a opção “doar a um amigo”).

O 3.º episódio da 18.ª temporada arrecadou 0 reais (5/8/2020) (sempre que doar coloque neste artigo um comentário com o valor).
(este parágrafo continuará a ser exibido até este episódio atingir o valor de 60 reais ou 15 euros). (se desejar pode ainda ajudar fazendo uma transferência bancária: envie mail e ser-lhe-á dada a conta bancária, do Brasil).

Quando atingir o valor, será pedida a tradução do 3.º episódio ao legendador. (se exceder o valor, passará para o episódio seguinte).
Atenção: o dinheiro destina-se exclusivamente ao legendador (o site não pede donativos e muitas vezes é quem paga as traduções, quando não há apoio). Esta forma, foi a maneira de reduzir o esforço do site.

Episódio com legendas em português do Brasil (para quem não deseja assistir ao vídeo):

revelação cósmica temporada 18 episódio 2

REVELAÇÃO CÓSMICA – POR DENTRO DO PROGRAMA ESPACIAL SECRETO

Armas do Programa Espacial Secreto

Hoje, em “Revelação Cósmica”, vamos falar sobre armas do PES, com Randy Cramer. Randy, seja bem-vindo. Pelo que você viu de outros planetas e civilizações extraterrestres, eles são mais ou menos pacíficos do que somos aqui na Terra?

Existe uma variação. Há espécies que são melhores em agressão, melhores em guerra do que outras.
Quero dizer, agressão é uma característica genética, e há espécies que têm níveis mais altos de agressão, espécies que têm níveis mais baixos de agressão, espécies que evoluíram seus níveis de agressão. Há tantas possibilidades quanto puder imaginar.
Descobrimos que existem muitas espécies que ficam felizes em pegar uma arma e lutar, e há muitas espécies que simplesmente não são tão boas nisso. Elas preferem que alguém faça isso por elas, ou levam uma surra, porque não são boas nisso.

Bem, mesmo que sejam civilizações pacíficas, o quanto é importante que suas sociedades tenham armas?

Exatamente. Para alguns deles, isso não é tão importante até que algo aconteça e, de repente, precisam disso. Elas não são expansionistas. Elas não estão tentando colonizar por toda parte, entrar em território hostil.
Elas se preocupam mesmo com a segurança planetária. Então, principalmente, suas forças de segurança mantêm a paz, mas não serão capazes de suportar uma invasão ou qualquer tipo de ação militar hostil. Elas simplesmente não são treinadas ou equipadas para isso.

Como soldado, fale-nos sobre algumas das armas que usou.

A minha favorita é a railgun (canhão eletromagnético), porque é a mais precisa a longas distâncias.
Para quem já disparou uma arma normal, imagine um rifle que não dá coice, permanece reto e dispara projéteis estáveis, sem coice, sem trepidação, direto do barril… um, dois, três, um após o outro.
Elas são incrivelmente precisas. Elas não esquentam como um projétil de propulsão química. São minhas armas favoritas. Elas têm o melhor, mais longo e certeiro tiro a distância.

Eu tenho um pouco de experiência com elas, e elas são eletromagnéticas.

Correto.

Talvez você possa nos explicar como ela funciona com o projétil e como a carga funciona.

Claro.

Então, se o cano tem esse comprimento, há uma série de eletroímãs instalados ao longo do cano. Ficam todos desativados. E o projétil metálico e magnético fica aqui. Então, o primeiro eletroímã é ativado para criar um campo magnético que se agarra ao projétil.
Em seguida, o ímã na frente dele é ativado ao mesmo tempo que o ímã atrás dele é desativado. E isso tudo acontece em cerca de um nanosegundo, daqui até aqui.
Muito rápido, à medida que cada ímã seguinte é ativado, aquele atrás dele desativa, o projétil é levado pelo cano e é disparado na ponta. Mas isso acontece em um nanosegundo.
Ele é impulsionado muito rápido pelo cano e sem uma explosão. Há menos calor e nenhum coice. Eles são fragmentos.

S09E11 Túneis de Nazca e Super Traje Tecnológico (Emery Smith)

Como elas são? São espingardas e pistolas? Como elas são?

Para ser sincero, parece um rifle normal. É um pouco mais sofisticado, mas tem a estrutura principal, um corpo com uma empunhadura de pistola, algo que segura na mão, com uma coronha e um barril.
Algumas delas têm uma empunhadura de pistola aqui. Isso se o rifle não estiver preso ao seu traje. Em um dos exotrajes mais avançados, ele fica montado no braço direito, então, tudo o que você precisa fazer é apontar.

Como mira com ela, então? É como usamos nossos rifles hoje?

Na verdade, ela tem um sistema guiado por laser que aparece no visor do capacete. Então, pode atirar com muita precisão, porque o capacete está dizendo exatamente onde o laser da arma está apontando.
Em alguns casos, naquelas com um corpo completo, há uma mira que pode usar, mas não é necessário. Se quiser ver algo que está muito longe, para ter um tiro aproximado, usa-se a mira.
Mas qualquer coisa a menos de 100 metros, pode simplesmente puxar a arma do quadril e o visor no capacete mostrará exatamente onde vai acertar. É isso.

E quanta munição uma railgun de mão tem?

Normalmente, há uma caixa de munição… o que chamamos de “pente”, mesmo que não seja isso, que geralmente tem cerca de 100 projéteis.

De que são feitos os projéteis?

É uma liga metálica mais dura que o urânio. Então, em vez de usar um projétil com sabot para perfurar… seja lá do que for feito, alguma liga muito resistente que perfura a maioria das armaduras.

Atualmente, nossos militares têm canhões como esses, correto?

Sim. A Marinha tem colocado railguns em navios há alguns anos. Há alguns anos, lançaram o primeiro contratorpedeiro com railguns nele.
E li que começaram a colocar armas de energia direcionada que podem abater aviões e mísseis no céu. Os navios da Marinha agora estão sendo equipados com canhões eletromagnéticos e armas de energia direcionada.

Fale mais sobre os rifles de plasma que você mencionou no passado.

O rifle de plasma carrega uma bola de plasma super aquecida, contida por um campo eletromagnético, que a transporta pelo cano e a dispara na ponta, que, segundo me disseram, viaja a vários milhares de metros por segundo.
O alcance depende da sustentabilidade do campo eletromagnético. A poucas centenas de metros, o campo eletromagnético se dissipa, e isso faz com que a bola de plasma se dissipe.
Mas qualquer coisa dentro dos primeiros metros vai ser atingida com uma bola quente de plasma de 3 mil graus, que queimará e derreterá praticamente qualquer coisa.

Nas missões em que esteve, quando escolhia um rifle de plasma em vez de uma railgun?

Geralmente não seria a minha escolha. Seria uma questão de saber se sentiam que a railgun seria a arma mais eficaz para combate próximo, em ambiente fechados, ou se precisaríamos do alcance estendido da railgun, ou se seria algo que não passaria de algumas centenas de metros.
É decidido com base em critérios que não usamos em campo. Portanto, é decidido pelos membros da inteligência e oficiais comandantes muito antes de sermos colocados em campo, e eles nos dizem qual vamos levar.

Que sistemas defensivos você teria contra essas armas se seu oponente as tivesse?

Existe uma proteção pessoal que pode defleti-las. É basicamente um escudo eletromagnético. Assim como o polo norte de dois ímãs, ela fará que a bola de plasma por contenção magnética seja defletida quando atingir o escudo. Faz a mesma coisa com um projétil de metal, na verdade.

E que dispositivo em você permite emitir isso? Presumo que seja um campo toroidal eletromagnético ao seu redor que bloqueia tudo.

Sim, é um gerador de escudo que geralmente fica na mochila. A mochila fica na parte de trás do traje, onde o sistema de energia fica contido, onde o sistema de circulação fica contido, e quaisquer outros sistemas não locais no traje ficam todos na mochila.

Parece haver muitos dispositivos eletrônicos nesses trajes dos quais fala. Existe algum risco de radiação ou pulso eletromagnético que pode danificar suas células e seu DNA?

Eles têm uma ótima proteção contra radiação, então a radiação teria que ser muito, muito alta. Mas, sim, pulso eletromagnético é um risco nesse ponto.
E não seria a primeira ou a última vez que alguém, usando um exotraje, teria que pular para fora dele porque não estava mais operacional. Nos trajes maiores, que chamamos de “pai urso”, apertamos um botão, ele se abre, e pulamos direto nele.

Durante o intervalo, falamos sobre os exotrajes, e gostaria de falar um pouco mais sobre eles. Eu gostaria de falar, primeiro, como eles são? Como você entra neles? E qual é a fonte de energia deles? Isso também fica mochila?

Sim, com certeza. Não estou totalmente certo de qual é o sistema de energia. mas sei que, com o tempo, eu os vi mudar muito de tamanho. Nas primeiras décadas no início da minha carreira, a fonte de energia era do tamanho de uma caixa de sapatos.
No final da minha carreira, as fontes de energia eram quase do tamanho de um maço de cigarros.

E qual é tipo de fonte de energia? De onde tiram a energia?

Geralmente ponto zero ou uma bomba de elétrons de algum tipo. Portanto, há algo que pode extrair joules continuamente, basicamente para sempre, até o sistema ser danificado. Mas elas são pequenas, então você não pode construir uma bomba com elas.

Através da experiência em suas missões, já houve um momento em que suas armas falharam contra um oponente?

É incrivelmente raro. A taxa de falha do equipamento é inferior a 1%, e há pouquíssimas situações em que encontraríamos…
Por causa das informações sólidas sobre o que vamos enfrentar, não entramos em uma situação com um equipamento que sentimos que não vai funcionar bem.
Temos algumas variações no tipo de equipamento que podemos usar para estarmos prontos para missões e circunstâncias defensivas diferentes.
Então, se acharmos que o pulso eletromagnético é uma opção, nossa provável opção defensiva, não vamos usar certos exotrajes. Podemos usar algo diferente.

Alguma dessas armas foi ineficaz durante um combate, quando ela não disparava?

Houve algumas vezes nos combates contra os reptoides nativos de Marte.
E soubemos depois que eles usavam habilidades psiônicas, por isso, muitas vezes não conseguíamos acertá-los de longe, ou as armas não funcionavam de longe, e teríamos que nos aproximar cada vez mais, porque eles queriam um combate de perto.
As taxas operacionais à distância eram muito inconsistentes. E porque eram inconsistentes, não pensávamos que fosse falha mecânica ou aquele 1% de defeito de fabricação. Achávamos que era outra coisa. Mas demorou algum tempo até descobrirmos que eram habilidades psiônicas.

Uma vez, você mencionou os escorpiões, criaturas gigantes. Quais armas e proteção usaram contra elas?

Railgun, armadura corporal, escudo pessoal. Foi isso. Como eu disse, foi bastante eficaz, mas fomos esmagados pelo número deles. Se houvesse menos deles, acho que poderíamos ter lidado com eles, mas quando está em menor número de 20 para 1, começa a ficar difícil.

As railguns têm uma configuração automática? Que tipo de configurações as armas têm?

A arma em si… Tem tiro único, impulso triplo, totalmente automática… Há essas opções. Há também uma diferença no projétil.
Havia munição de explosão aérea, basicamente um projétil composto de muitos pedacinhos, mantidos juntos por um campo eletromagnético, e quando sai do cano, eles se separam, e muitos projéteis são disparados na ponta.

Como uma bomba de fragmentação.

Sim, basicamente como uma pequena bomba de fragmentação na ponta de uma bala. É muito mais poderoso que uma espingarda. Uma explosão aérea que ocorre 1 metro na frente de alguém danificará completamente a parte superior do corpo.

Como nos aviões e helicópteros, que liberam uma nuvem de chaff para desorientação, existe armas e munições que servem para desorientar as habilidades psiônicas dos extraterrestres?

Não tínhamos nenhuma. Não tínhamos armas específicas para esse fim.

Havia drones e emissores de frequência que as equipes de inteligência usavam às vezes, mas não estou muito familiarizado com isso.

Havia armas extraterrestres muito mais avançadas do que a tecnologia dessas armas?

Certa vez, uma espécie estava usando uma arma que… Não sei como explicar… Se eu apontasse a arma para você e disparasse, tiraria toda a água do seu corpo e a moveria para outro tempo.
É uma arma temporal
que tira a água do seu corpo e a move para outra parte no tempo. Então, tudo o que resta são as moléculas secas, e você fica instantaneamente desidratado e vira pó.

Instantaneamente, você se torna apenas alguns gramas de pó.

S01E03 Na Lua, há bases de extraterrestres cobertas por um escudo holográfico que nos impede de vê-las

Sim.

É uma arma interdimensional, não é?

É uma arma temporal.

Arma temporal. O que isso significa?

Significa que usa mecânica temporal para operar. Como eu disse, transporta as moléculas de água no seu corpo para outro lugar no tempo. Para mim, sempre penso no outro efeito disso.
Em algum lugar, alguém está parado lá, e, de repente, sua água está em algum lugar, e então cai no chão. “O que foi isso?” “Eu não sei.” Então, em algum lugar, sua água acaba onde seu corpo não está, e seu corpo vira pó, e sua água não tem um corpo.

Eu trabalhava em alguns projetos em Nova York, nos quais utilizavam tecnologia para remover apenas toxinas e câncer do corpo. E um dos efeitos colaterais era que as pessoas perdiam peso nessas unidades Teslatron.
E os cientistas não sabiam, mesmo que funcionasse, para onde essa substância estava indo. E eu sempre pensava: “Alguém em Arturis, de repente, teve um quilo de gordura batendo no rosto ou algo assim.”
E eles dizendo: “Certo, temos que dar um jeito naqueles caras da Terra.” Só porque jogou uma bola de boliche através de um campo de energia você não sabe onde vai parar. Isso é um pouco desrespeitoso.

Recebe uma ligação mais tarde, dizendo: “Ei, parem com isso.”

Sabe se temos armas temporais atualmente?

Pelo que entendo, estamos fazendo testes com elas. Eu nunca usei uma no campo de batalha, mas com certeza estamos fazendo testes com elas.

E quanto aos moduladores de frequência dos quais falou?

São moduladores de frequência, então, eles modulam frequências, o que os torna uma ferramenta bastante universal, dependendo se precisa interromper e/ou tentar proteger. Se estiver tentando proteger algo com uma modulação de campo, pode funcionar para isso.
Se estiver tentando interromper outra frequência de energia, seja psiônica, eletrônica, eletromagnética, tecnológica, existem maneiras que pode usar um modulador de frequência para fazer com que os motores de combustão interna não funcionem.
Pode enviar uma frequência que faça com que os motores elétricos não funcionem. Pode usar a modulação de frequência para aquecer peças mecânicas em uma arma para que ela não funcione.
Portanto, existem muitos usos diferentes para a modulação de frequência, mais do que pude listar, para ser sincero com você.

Como as armas que os humanos usavam no PES se comparavam com as dos ETs?

Eu diria que, neste momento, fazemos coisas melhores do que a maioria dos demais. Enquanto existem armas por aí que superam em muito as nossas, existem muitas ferramentas e armas por aí que não se comparam às coisas que fabricamos.

Alguma delas era completamente diferente de tudo o que você viu aqui?

Sim. Havia uma espécie que tinha algo que parecia uma varinha mágica. Mal conseguia vê-la. Uma barrinha de metal, assim. E tinha, aparentemente, três configurações. E poderia fazer tanto… Era basicamente um modulador de frequência.
E ele poderia modular apenas o magnésio no seu corpo, ou o potássio no seu corpo, ou o iodo.
Por os receptores de magnésio no seu sistema nervoso central serem os receptores do relaxamento, isso poderia derrubar alguém; o ressonador de sódio pode causar uma dor absurda, porque ativa todos os receptores do seu sistema nervoso central.
E, aparentemente, a frequência de iodo faz com que sua hemoglobina comece a estourar, e os vasos sanguíneos se rompem.

Ocorre uma hemodiálise interna.

Sim, basicamente, você explode por dentro. Até onde eu sei, não temos nada assim.

Certo, mas um ser humano pode usá-la ou apenas o ET?

A arma está sintonizada ao DNA dele. Então, se você pegar uma e não tiver o DNA certo para combinar com a arma, você não pode usá-la. Então eu não poderia pegar uma dessas armas e usá-la.
Mas se desenvolvêssemos uma, poderíamos. E não sei se as estamos usando ou desenvolvendo neste momento.

Alguma das armas que você utilizou veio de engenharia reversa de extraterrestres?

Praticamente todos elas, tanto quanto eu entendo. A base de toda a nossa tecnologia vem da tecnologia de outra pessoa, originalmente. E, claro, adicionamos nosso potencial criativo a elas e as modificamos de maneiras que pensamos serem específicas para nós.
Praticamente todas as tecnologias que temos neste momento, provavelmente nos foram dadas por outra pessoa antes, ou pelo menos algum componente foi dado a nós por outra pessoa antes que pudéssemos desenvolvê-la nós mesmos.

Sim, concordo que a maioria das tecnologias que temos no planeta… Não somos tão inteligentes assim.

A maioria.

Sim, a maioria. Falamos sobre essas armas legais, falamos sobre a utilização de rifles de plasma e railguns, mas e as armas de combate corpo a corpo? Você já viu facas ou espadas especiais?

Sim. Certamente fomos treinados em todas as armas corpo a corpo, todas as armas brancas. Costumávamos usar algo chamado ferramenta de uso pessoal, ou o taco, basicamente um cabo muito pesado com uma lâmina nele, como uma lâmina de guilhotina invertida, feita de alguma liga.
Pode acertar alguém na cabeça, como um machado, ou cortar partes do corpo, e tem um espinho na empunhadura e um espinho atrás, bem na ponta. É muito cruel.

Parece muito brutal.

É muito brutal. Na mão de um exotraje, com o sistema hidráulico extra em seus músculos, você pode cortar membros, e é brutal. Faz muitos ruídos de trituração.

E as armas de propulsão química?

Existem espécies que ainda as usam. Normalmente, não as usamos mais porque elas são menos eficazes do que todas as outras ferramentas que temos. Mas encontramos espécies que ainda estão usando armas de propulsão química.

Vamos falar sobre as armas que você encontrou que não são humanas.

Provavelmente uma das armas mais interessantes e comuns é o que consideramos uma pistola de plasma de baixa potência, ou arma de plasma, que é como uma arma de raio. Ela dispara um feixe de plasma, que é como um raio, basicamente, bem da ponta dela.
Ela é bastante comum. Existem muitas espécies que as usam. Acontece que elas são muito fáceis de fazer e têm uma taxa de falha muito baixa.

Como acha que os ETs sabem como nossos corpos reagirão às armas que eles fazem? Por exemplo, vamos falar dos gases, vírus e bactérias.

Claro, e provavelmente é da mesma maneira que nós, quando as testamos em entidades biológicas.
Então, se queremos projetar um vírus ou bactéria, ou substância gasosa específica para uma certa forma biológica extraterrestre, ou se tivermos algum conhecimento geral sobre formas biológicas gerais e achamos uma espécie biológica que corresponde a um dos modelos, então podemos começar a partir daí em vez de começar da estaca zero.
Mas temos a capacidade de projetar essas ferramentas para combates em massa. E quando achamos que temos que usar armas de extinção em massa, usar armas de destruição em massa, nós as usaremos.
E isso é preferível mais que tudo, porque o uso dessas ferramentas muitas vezes causa mais danos e mais mortes do que se deseja. E existem grupos intergalácticos que podem investigar crimes de guerra.
E sabemos que, se nos segurarmos um pouco e não causarmos o dano máximo que poderíamos causar… porque somos muito bons nisso… teremos menos probabilidade de, mais tarde, se envolver com processos legais para responder a algum tipo de tribunal intergaláctico sobre crimes de guerra ou algo assim, desde que nos comportemos de acordo com certas regras aceitáveis de envolvimento.

Por que essas armas não são ajustadas para não danificarmos edifícios ou matar seres inocentes? Parece que deveríamos ter esse tipo de tecnologia.

Bem, às vezes fazemos isso. Às vezes, isso é uma opção, mas às vezes não. Como eu disse, proteção de instalações e edifícios dificulta o uso de armas a partir de naves.
Temos contratorpedeiros que podem disparar enormes feixes de partículas a partir do espaço, mísseis e torpedos enormes a partir do espaço, bombas quânticas e outras coisas. Temos essas habilidades. Só que elas nem sempre são uma opção, nem são sempre preferíveis.
São coisas que provavelmente deveríamos usar, mas só as usamos quando são realmente necessárias. Preferimos enviar um pequeno grupo de pessoas para fazer algo de forma muito eficiente do que fazer algo que mata muita gente.

É baseado na missão.

S13E10 Eles dominam a levitação, sabem como mover uma rocha gigante

Basicamente. Cada missão é diferente. Bem, e entendemos isso, como uma espécie guerreira, porque nós somos. Nossos líderes militares aceitaram que, entre a comunidade intergaláctica, somos uma espécie guerreira.
Nós gostamos de conflitos e gostamos de lutar mais do que algumas outras espécies, e somos melhores nisso do que algumas outras espécies. Então, todos sabem e aceitam que passaremos o tempo fazendo isso, porque somos bons nisso.
Mas também vemos na comunidade intergaláctica que espécies guerreiras podem acabar com reputações diferentes, dependendo de como elas lidam com seus assuntos. E vendo outras espécies, não queremos ter uma má reputação.
Então, acreditamos que as respostas medidas deixam mais claro que não somos bárbaros quando nos envolvemos em conflitos militares, que não estamos apenas batendo nas cabeças das pessoas e matando tantas pessoas quanto possível, como bandidos e bárbaros, que estamos sendo estratégicos, cirúrgicos e precisos sempre que possível.

Eles sabem que somos da Terra? Eles sabem que você é da Terra?

Às vezes. Às vezes, não. Isso depende.
Se você é outra espécie em outro planeta, e soldados em exotrajes usando camuflagem ativa, então eles são praticamente invisíveis, e você não pode vê-los e não sabe qual é a tecnologia, e não tem certeza de onde eles são, isso é tão misterioso quanto qualquer coisa.
Pode levar algum tempo para descobrir quem era e o que aconteceu. Mas se eles não têm nenhuma experiência anterior, ou não ouviram os rumores, então podem não saber quem é a princípio.

Como a camuflagem funciona?

Bem, existem algumas metodologias diferentes. A tecnologia mais antiga usa basicamente um projetor que projeta uma imagem do que está atrás de você. Usa muitas mini-câmeras, em 360 graus no traje, com muitos mini-projetores.
Essas pequenas câmeras e telas projetadas são muito, muito pequenas. E estão todas interligados de modo que, basicamente, quando alguém está olhando para você, está vendo o que está atrás de você, mas não de uma maneira perfeita.
Mas muito bom. Nós pensamos nisso como… Eu não sei. Provavelmente existe uma franquia que não posso usar o nome.

Certo.

Mas todos vimos o tipo de invisibilidade imperfeita. Essa seria a camuflagem ativa mais antiga. Temos algumas coisas novas que, se eu estivesse usando isso, eu poderia andar pela sala com pessoas ao redor, e elas nem saberiam que eu estava na sala. Elas nem conseguiriam me ver.

Então você está dobrando fótons e luz ao seu redor.

Sim, com certeza.

Surpreendente.

Sim, projeta diferentes campos de luz para que o que alguém está vendo não é o que está lá.

Certo. E quando você está no sistema solar deles, cumprindo esses contratos, e sua nave é descoberta? Sua nave já foi atacada por outra nave?

Você quer dizer as duas no espaço?

Sim.

Sim, com certeza. Temos grandes áreas de embarque. Sim, isso pode acontecer. Pode ficar muito complicado. Pode realmente acontecer.

Outras naves atiravam com armas na sua nave?

Sim, com certeza. Sim.

E como isso não danifica o casco da nave?

Bem, não disse que não. Controle de dano é sempre o mesmo. Quando abre buracos no casco, você os conserta mais tarde. Há certos sistemas que podem acionar automaticamente para proteger contra perda de pressão e gases. E precisa contornar e reparar completamente mais tarde, mas isso acontece.

Existe alguma nave com escudos defensivos que bloqueiem alguém de teletransportar, ou bloqueiem um míssil chegando?

Sim, com certeza. O importante a se entender sobre essa tecnologia é que, até agora, não chegamos a uma defesa ou um ataque definitivo. Existem níveis. Podemos ter uma defesa aqui. Então, qualquer coisa que esteja atacando aqui abaixo não vai passar por isso.
Mas se algo pode ser considerado aqui, bem, então isso passou a defesa, e precisa que sua defesa suba até aqui.
Há esse processo constante pelo qual passamos, que toda vez que nos deparamos com algo que é mais forte do que aquilo criado antes, então nos adaptamos e criamos uma melhor blindagem, uma melhor tecnologia de defesa contra essa coisa.
Portanto, estamos em constante processo de atualização.

Eles têm armas especiais para batalhas na nave que não danificam a nave?

Bem… quero dizer…

Danifica apenas matéria orgânica, como um ser humano ou outro ser?

Espadas de plasma. Não posso usar outra terminologia por causa dos direitos autorais, mas, basicamente, a espada é uma tocha de plasma. Ela corta muito bem o tecido orgânico. E se estiver na temperatura certa, então fará apenas pequenos danos ao atingir o casco.

E se você a soltasse e atingisse sua perna? Existe algum dispositivo de segurança que o impede de se machucar?

Não. Você pode cortar os próprios membros com elas. Já aconteceu.

S09E12 Os Perigos de Ser um Denunciante do SPP (Revelação Cósmica)

E quando isso acontece, o que vocês fazem? Vocês levam a pessoa para o centro médico e a coloca dentro de uma impressora 3D?

Usamos principalmente regeneradores holográficos. Coloca-se a pessoa na holobed, e ela regenera a perna, constrói uma nova perna. Isso acontece. Já aconteceu comigo.

Existem paliativos para as armas às quais você foi exposto? Existe algo para curá-lo se sofrer uma lesão por causa delas?

Não no traje. Temos torniquetes a bordo. E uma tocha de plasma cauteriza a própria ferida. Isso é bastante útil. Mas não há nada no traje que repare algo decepado com uma tocha de plasma aquecida. Será adeus ao tecido. E precisará regenerá-lo, criar algo novo.

Se usamos uma arma de plasma um no outro, existe algo para regenerar a ferida?

Com certeza. Podemos consertar qualquer coisa. Temos a tecnologia que pode, literalmente, consertar qualquer coisa, qualquer nível de dano, qualquer porcentagem de dano ao tecido corporal em qualquer lugar.

São as camas holográficas que está falando?

Sim. Pelo menos é a coisa mais rápida e eficiente que eu já usei.

Quando a humanidade verá essas camas?

Bem, é uma boa pergunta. Tenho um engenheiro-chefe e um diretor financeiro. E montamos uma pequena startup para obter o financiamento e iniciar o processo, fazer a pesquisa e o desenvolvimento, construir os componentes, replicar a tecnologia terrestre no mundo civil.
Achamos que, do ponto de partida até o protótipo, leva de três a cinco anos. Ouvi uma conversa de outras pessoas falando que algumas dessas tecnologias, ou tecnologias semelhantes, serão lançadas no próximo ano. Não acho que vá acontecer.
Mas pensaríamos que, com o financiamento que teremos, algo em que trabalhamos há anos, e meu diretor financeiro me passou muita confiança que teremos nosso financiamento em algum momento deste ano, para que possamos iniciar o processo em breve.
Então, eu gostaria de pensar em um protótipo em três a cinco anos. Gostaria de pensar em um produto comercial dentro de 10 anos. Essas são estimativas conservadoras.
Como Buckminster Fuller disse: se quiser mudar alguma coisa… vou apenas citá-lo… se quiser mudar o mundo, se quer fazer algo melhor, você não diz apenas que fará de certa forma, você cria uma opção melhor, você cria um método melhor, você cria uma ferramenta melhor e espera o resto do mundo se adaptar e aceitar.
Porque se você criar algo mais econômico e que funcione melhor do que qualquer outra tecnologia que possui, bem, o mercado acabará querendo isso.
Então, se você perdesse o braço, seria mais barato para mim colocá-lo em uma cama holográfica e refazer seu braço do que projetar uma prótese para você. Seria mais barato.
Então, quando demonstrar que tem algo melhor, que é mais econômico e mais eficiente, as pessoas acabarão por mudar. Não estamos dizendo que não haverá uma luta difícil. Mas achamos que, no final, a ferramenta ganha, porque é melhor do que as outras ferramentas que temos.

Eu concordo totalmente. E, é claro, experimentei isso com muitos dos meus dispositivos que eu inventei e foram evitados por anos.

Certo.

Mas quando viram que funcionou e o custo-benefício era bom… Acho que você está em uma ótima trajetória com isso.

Obrigado.

Você vê a humanidade e nossos aliados buscando a paz? Ou estão se preparando para uma espécie de guerra perpétua?

Bem, posso lhe dizer qual é o objetivo dos militares neste momento.
Os militares entendem que, sem conflito, eles não têm propósito, o que tem sido parte do problema nos últimos 100 anos, e nós tendo que manter as coisas funcionando, os conflitos, porque se não fizermos isso, eles vão apenas deixar de existir e desaparecer, e não é isso o que queremos.

S16E08 Telepatia Extraterrestre

E há dinheiro a ser ganho.

E há dinheiro a ser ganho. Mas também estamos vendo os benefícios a longo prazo de ter uma defesa forte, e para se ter uma defesa forte, as coisas precisam continuar. Mas o que gostaríamos de ver é conflito militar no planeta Terra chegar a zero. Nós gostaríamos disso.
Gostaríamos de ver que os seres humanos no planeta Terra não mais lutam, matam, usam armas de destruição em massa uns contra os outros para resolver conflitos. Gostaríamos de levar toda a nossa tecnologia militar e concentrá-la lá fora.
Achamos que se vamos concentrá-la fora do nosso próprio planeta, então não temos que viver assim aqui. Podemos tirar essa necessidade perpétua da função planetária, e podemos levá-la para fora.
Porque, sejamos honestos, agora que estamos na comunidade intergaláctica, a possibilidade de ameaças militares é quase ilimitado.
A possibilidade de ameaças militares que são mais fortes e mais capazes do que aquilo podemos fazer atualmente são quase ilimitadas, conforme avançamos cada vez mais longe.
Portanto, a necessidade de continuar a desenvolver uma forte força militar no espaço será necessária para os próximos 10 mil anos. É assim que as coisas são. Algumas pessoas querem chamar isso de “guerra perpétua”. Eu não. Eu chamo isso de “necessidade perpétua”.

Você se sente mais pessimista ou otimista sobre para onde a humanidade está indo?

Ambos. Acho que estamos indo de encontro a algumas coisas que vão piorar antes de melhorarem. Mas acho que o caminho para a melhoria está bem planejado.
Portanto, não são surpresas que vêm por aí. Não questionaremos o que fazer. São coisas que sabemos que estão chegando, inevitavelmente. A conta está vencendo.

É apenas uma questão de tempo.

Sim, a conta está vencendo para algumas coisas. E sabemos que haverá algumas mudanças por conta disso, e pensamos que haverá alguns momentos de conflitos nacionais e internacionais, que vão aumentar antes de melhorar.
Mas também estamos seguindo uma trajetória em que no próximo… Vou dar um palpite. Eu direi que, na próxima década, o objetivo é superar tudo isso e pararmos de brigar entre nós.
Estou com os dedos cruzados para que realmente seja assim. Mas acho que vai ficar um pouco pior antes. Mas acho que temos um plano e uma trajetória para fazer tudo funcionar, para que haja arco-íris, sol e cachorrinhos para todos.

Randy, você acredita em ETs benevolentes lá fora que podem realmente nos afetar espiritualmente?

Sim. Tenho certeza absoluta. Se eu apenas seguir os relatos que ouvimos, há muitas centenas de espécies que parecem estar diretamente envolvidas na evolução espiritual dos seres humanos da Terra e de outras espécies, e essa é a única coisa que eles fazem.

Onde eles estão?

A maioria deles está operando fora de fase ou em lugares multidimensionais e interdimensionais, porque é mais seguro para eles trabalharem dessa maneira. O que realmente querem fazer é trabalhar pessoa por pessoa.
São as espécies que preferem identificar uma pessoa ou um grupo de pessoas e trabalhar com elas uma a uma, em vez de, digamos, fazer comunicação ou educação em massa.
Então, ao não se envolverem necessariamente conosco de uma maneira física, biológica, eles podem realizar essa tarefa com muito mais facilidade sem assustar as pessoas, ou pôr em perigo a si mesmos ou a outros por estarem fisicamente presentes conosco.
A maioria deles parece operar dessa maneira.

Então, esses ETs benevolentes não precisam de armas.

Eles evoluíram a um ponto em que a capacidade de se defender são tamanhas que não o fazem.
Existem espécies que evoluíram a tal ponto que, se uma frota de 10 mil naves de batalha fosse ao planeta delas, elas apenas mudariam o planeta de fase para que essas naves não conseguissem afetá-los.
Existem algumas defesas bastante avançadas que, quando se atinge esse nível, você não preciso mais de um exército, porque não está combatendo força contra força, números contra números. Você tem a capacidade de dizer que fará isso para que não toquem no planeta, e ponto final.

É apenas entrar e sair de diferentes dimensões e realidades, um planeta inteiro?

Sim, todo o planeta.

Você já viu essa mudança de fase de um sistema de defesa que protege um planeta inteiro? E isso é algo que vamos ter?

Eu nunca vi um planeta inteiro fazer isso. Eu ouvi sobre isso e li os relatórios. Eu vi uma estação espacial fazer isso. Eu vi uma estação espacial inteira mudar de fase para que não fosse atacada.

Você está falando de uma estação espacial lunar ou de uma pequena estação espacial?

Uma grande estação espacial flutuando no espaço. Seria o equivalente ou maior que Manhattan, ou algo assim, muito grande.

Explique para o público, qual a ciência por trás disso?

As moléculas do seu corpo têm uma frequência quântica que determina em que dimensão ou frequência está, em que tempo e espaço você vive. Então, se houver um campo que pode alterar a frequência de cada molécula em um objeto, você pode mudar esse objeto para qualquer outra fase.
E é um tipo de modulação muito bem ajustado. Você pode sintonizar em uma frequência codificada e outra pessoa saber que você está fora de fase, mas não conseguir descobrir qual é a frequência exata, então não poder interagir fisicamente.
Isso se torna um processo do inimigo tentar descobrir qual é a frequência exata. E há espécies que têm sistemas tão avançados que podem mudar essa frequência muito rapidamente.
E se há uma espécie com a tecnologia que pode mudar essa assinatura quântica, não sei, a cada meio segundo, isso torna quase impossível descobrir qual é a frequência.

Às vezes explico para meus alunos que é como um aparelho de TV, e no canal 1, você está aqui, e no canal 2, você está em outro lugar.

Exato.

No entanto, existe uma espécie por aí que pode me rastrear no canal 2?

Sim, existe. Mas essas espécies tendem a ser mais avançadas e não militaristas. Portanto, há muitas coisas que não nos incomodamos em querer nos defender neste momento, porque, quem as têm, não vai nos atacar com elas. Então, ainda não estamos preocupados com essas coisas.

E o que você acha do universo? Este universo e esta dimensão, como uma frequência, também podem mudar?

Pelo que me disseram e até onde eu entendo a física, em teoria, sim. Não sei se foi feito ou se há alguém com capacidade de fazer isso.
Mas da mesma forma que Nikola Tesla teorizou, se você aplicasse uma vibração ao planeta, poderia desfazer todo o planeta; se tivesse uma alavanca grande o bastante, poderia mover todo o planeta; são todas teorias que poderiam estar corretas.
Em teoria, poderiam estar corretas, mas não conheço ninguém que as comprovou.

Randy, muito obrigado por sua participação no programa. Foram informações fascinantes.

Obrigado por me receber.

Sou Emery Smith, e este é o “Revelação Cósmica”. Até a próxima.

REVELAÇÃO CÓSMICA – POR DENTRO DO PROGRAMA ESPACIAL SECRETO

Disclaimer:
1. Os artigos são escritos em português do (Brasil ou de Portugal) ou numa mistura de ambos.
2. Os autores não usam facebook, portanto se tiver alguma pergunta, coloque aqui no site, na secção dos comentários (não do facebook)
3. Os artigos colocados neste site, são diferentes dos colocados nos meios de comunicação de massas. Não significa que os autores concordam ou discordam com os mesmos. Você deve usar a sua intuição com aquilo que ressoa ou não consigo. Ninguém é dono da verdade absoluta e este site não foge à regra.

Partilhar no Facebook

9 Comments

  1. Eles estão atacando massivamente a ozonioterapia no Brasil e demais terapias naturais, após o prefeito da cidade de Itajaí noticiar essa terapia como uma prática no tratamento da Covid. O tratamento com ozônio é altamente eficaz e comprovado mundialmente. Se puderem fazer alguma matéria sobre isso, pois os poderes obscuros vão fazer de tudo para desmoralizar essa terapia tão nobre, antiga e sem efeitos colaterais. Abçs

  2. Olá a todos!
    Venho acompanhando o Sr. Randy Cramer e cheguei a seguinte conclusão:
    O Sr. Randy Cramer é, ou foi, um super soldado do Programa Espacial Secreto (CABALA).
    Esse Sr. só fala de coisas militares e de matar extraterrestres, guerras espaciais, tecnologias de matanças…
    Como nesse vídeo, ele fala que os militares são primordiais para os seres humanos pois, segundo o Sr. Randy Cramer, nós vamos ainda precisar dos militares por milhares de anos.
    Me pergunto: Não estamos nesse conflito com os extraterrestres exatamente por causa dos militares?
    Outra coisa que me desagrada muito, é o Sr. Emery Smith, do qual gostava tanto, não faz perguntas referentes a espiritualidade dos seres humanos. Ele só quer saber de tecnologia.
    Acho a Tecnologia importante, mas sem evolução espiritual de nada adianta .
    Precisamos urgentemente evoluir espiritualmente antes que a tecnologia nos torne uma espécie militarizada.

  3. Essas camas holográficas, que irão ser apresentadas à humanidade, curam qualquer doença, como o cancro ou aids, por exemplo?

  4. São as med beds. Foi o que mais me interessou desde o inicio. Pode ver se no filme elysium algo parecido. Achei impressionante ter visto esse filme por acaso na altura que li sobre isto.
    Haja tempo para salvar as pessoas que precisam. Que venha o quanto antes … Abraços a todos

  5. Caríssimo, venho saudar a continuação da RC que tem estado um tanto secundarizada e atrasada, visto já estar terminando uma nova temporada. Dentro da especialidade da sua função aprecio imenso a maneira detalhada e precisa como este Capitão Híbrido se expressa e se explica. Aguardemos os restantes 6 episódios deste especialista que, creio, ter sido o único que teve honras de aparecer por aqui duas vezes e que venham o mais rápido possível.
    E quanto a essas tecnologias que nos irão ajudar a erradicar todas as doenças nesses novos tempos a minha posição é que não estou à espera de nenhuma pois procuro experenciar no meu dia-a-dia o que de concreto há já disponível e acessível para prevenção, protecção e fortalecimento da situação física, emocional e espiritual, pois já ando ’embrenhado’ nestes assuntos desde os anos 90 e já na altura se esperava acontecesse algo do que agora se denomina como ‘Evento’, basta atentar no conteúdo do livro ‘A Escada de Cristal’ por aqui já debatido e ‘Guia Prático para a Ascensão’, só para citar dois.
    Quanto ao filme que a caríssima Ana cita, ‘Elysium’, ele foca-se, de facto, na utilização desse dispositivo tipo ‘med bed’, que até já existem, embora, tal como no filme, apenas para os beneficiados do costume (nesta série de entrevistas da RC muito se falou nessas tecnologias de ponta, inclusive por este Capitão bem como por Emery Smith, que se especializou em desenvolvê-las). Eu vi-o aquando da sua estreia por aqui em 2014 mas como já não me lembro dos pormenores, tenciono revê-lo breve pois o tenho no meu acervo.
    Saudações Luminosas para todos e até…
    2014 e já não me lembro muito bem, mas como o tenho no meu acervo, tenciono revê-lo breve.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.