Sem categoria

Como os EUA se tornaram um Estado escravo Babilónico

Partilhar no Facebook

Nota do Benjamin Fulford: este boletim foi pré-escrito para que eu possa tirar a minha licença sabática anual (férias). Se algo verdadeiramente importante acontecer, informá-lo-ei com uma atualização.

Este é o artigo completo de Benjamin Fulford, que este site se limita a traduzir:

A minha batalha contra a máfia Khazariana começou no Japão, onde ao longo de 30 anos de carreira como jornalista de primeira linha, assisti ao assassinato do primeiro-ministro e ao desmantelamento de um sistema económico bem sucedido. Quando comecei a trabalhar no Japão em 1985, este país tinha o maior rendimento per capita do mundo e o menor fosso entre ricos e pobres entre as nações desenvolvidas. Este foi o resultado de décadas de crescimento económico de dois dígitos: o chamado milagre japonês. Agora, o Japão é governado por hedge funds de gângsteres khazarianos e os seus escravos. O país tem agora o segundo maior fosso entre ricos e pobres na OCDE (depois dos EUA) e os japoneses médios mal conseguem se equilibrar.

Foi a raiva pelo que tinha sido feito aos japoneses que me colocou no caminho da libertação deste país, tentando convencê-los a parar de homenagear seus opressores. Isto foi algo pessoal, porque muitos jornalistas japoneses, banqueiros centrais e políticos que eu conhecia e respeitava tinham sido assassinados por essas pessoas.
Descobri isso dos chefes japoneses da Yakuza que me disseram que eram subcontratados da máfia khazariana.

Quando as sociedades secretas asiáticas concordaram em ajudar a libertar o Japão e o resto do mundo do domínio khazariano, então todo o tipo de pessoas de todo o tipo de sociedades secretas saíram do esconderijo para conversar connosco.

Máfia Khazariana; Rothschilds; A verdade do 11 de setembro

Um que foi particularmente influente foi um veterano agente britânico, Dr. Michael Van de Meer, também conhecido como Michael Meiring. Ele deu-me alguns trabalhos de leitura para que eu soubesse exatamente com o que estava a lidar. Van de Meer tinha lutado contra os khazarianos durante décadas e pagou um preço muito elevado. Tinha ambas as pernas arrancadas por uma bomba, segundo ele, por agentes de George Bush Pai e David Rockefeller.

A informação que ele me deu fez-me perceber que o que testemunhei em primeira mão no Japão foi um processo gradual de escravidão que já estava concluído nos Estados Unidos. Estas foram as pessoas que assassinaram Abraham Lincoln, John F. Kennedy, Martin Luther King e muitos outros.

É interessante notar que, embora, documentos oficiais sobre o assassinato de Kennedy tenham sido divulgados com grande expectativa, nenhum meio de comunicação informou quem ordenou seu assassinato pelo, então, o Primeiro Ministro israelense (israelita) David Ben Gurion.
Ben Gurion, por sua vez, recebia ordens da máfia khazariana como parte do seu plano de assassinar 90% da humanidade e escravizar o resto a fim de governar o mundo a partir de Jerusalém.

Antes de entrarmos em citações chave destes materiais de leitura, permitam-me explicar por que eles estão errados quando culpam os judeus em geral pelos acontecimentos a elas imputados. A resposta é porque essas pessoas que simplesmente se chamam de judias, na realidade são adoradoras de Satanás.

A minha própria família é judia. Familiares de minha mãe, originalmente eram Horstein, que significa cavalareiro das pedras ou cavalareiro das montanhas. Eram descendentes de cavaleiros khazarianos, derrotados pelos russos e mongóis. A minha avó tinha tanto medo de ser identificada como judia que trazia consigo um documento afirmando que tinha sido baptizada como anglicana. A mãe do meu pai também era judia, e não o disse ao meu pai até estar no seu leito de morte. O meu pai também não me disse até estar a morrer.

Eles tinham muito medo de alguma coisa e, essa coisa era os satanistas khazarianos. Eles haviam escapado da escravidão e relutavam em voltar a ela, sendo por isso que mantinham em segredo os seus ancestrais, mesmo dos parentes mais próximos. A maioria dos judeus religiosos ainda são seus escravos. Aquele que estudar a história real da Babilônia, saberá que a circuncisão era uma castração ritual para identificar homens de tribos derrotadas como escravos.

De qualquer forma, meus ancestrais anglo-saxões eram descendentes dos invictos reis guerreiros do planeta Terra, e não estávamos dispostos a deixar que as mulheres de uma tribo derrotada nos dissessem o que fazer e não fomos circuncidados ou escravizados.

A outra coisa a saber é que vivemos segundo a regra de ouro: “Faz aos outros como gostarias que outros te fizessem”. Éramos morais não porque tínhamos medo do inferno ou porque éramos tentados pelos subornos prometidos do céu, mas porque era do nosso próprio interesse sermos morais. Não se rouba nem se mata para se poder viver numa sociedade onde não se é roubado nem assassinado.

Não éramos cristãos porque Jesus Cristo havia sido torturado até a morte e seus assassinos ainda estavam no poder. Além disso, não podíamos acreditar que um Deus justo permitiria tanta miséria e sofrimento na Terra. Então, éramos ateus, o tipo de judeu mais perseguido que existia.

Pessoalmente, sei que não nos criamos espontaneamente, então deve haver um criador. Para respeitar o criador, devemos respeitar a criação, em outras palavras, respeitar outras pessoas e todos os seres vivos.

Corpos Duplos / Clones / Detenções / Execuções ~ update 04.07.2020

De qualquer forma, vamos citar três importantes pessoas sobre os “judeus”, com a condição de que estão falando sobre a Sinagoga de Satanás e não sobre os verdadeiros judeus.

Vamos começar com um aviso do pai fundador, Benjamin Franklin:
“Concordo plenamente com o General Washington, que devemos proteger esta jovem nação de uma influência e penetração insidiosas.

A ameaça, cavalheiros, são os judeus.

Em todos os países onde os Judeus se estabeleceram em grande número, reduziram o tom moral e diminuíram sua integridade comercial. Segregaram e não assimilaram a religião cristã, na qual esta nação é fundada, zombam e tentam miná-las desafiando suas limitações pela resistência, construíram um estado dentro de um estado e, tentam estrangular financeiramente este país, como no caso da Espanha e Portugal.

Se não forem expulsos destes Estados Unidos, estarão nesta Constituição em menos de 200 anos, os EUA estarão repletos de pessoas em números tão grandes que dominarão e devorarão terras e mudarão nossa forma de governo, para a qual nós “Os Americanos” derramamos nosso sangue, damos nossas vidas, substância e liberdade ameaçada.

Se não os excluirmos, em menos de 200 anos os nossos descendentes estarão a trabalhar nos campos para lhes fornecer o sustento, enquanto eles estarão nas casas de contagem a esfregar as suas mãos. Advirto-vos, Senhores, se não excluírem os judeus para sempre, os vossos filhos amaldiçoar-vos-ão nas vossas sepulturas”.

Franklin tinha toda a razão. Confirmamos isto agora com uma citação exacta de Harold Wallace Rosenthal, antigo assessor administrativo de topo do antigo senador Jacob Javits:

“A maioria dos judeus não gosta de o admitir, mas o nosso Deus é Lúcifer”.

Rosenthal, que mais tarde foi assassinado por ter revelado tanto, também disse:

“Nós, judeus, pusemos a questão em causa ao povo americano. Então promovemos ambos os lados da questão à medida que reina a confusão. Com os olhos fixos nas questões, eles não conseguem ver quem está por detrás de cada cena.

Nós, judeus, brincamos com o público americano como um gato com um rato.

O sangue das massas fluirá enquanto esperamos pelo nosso dia de vitória mundial.

O dinheiro é mais importante do que a moralidade. Podemos realizar tudo com dinheiro. O nosso poder foi criado através da manipulação do sistema monetário nacional.

Somos os autores da citação. “Dinheiro é poder”.

Como revelado no nosso plano director, foi essencial para nós estabelecer um banco nacional privado. O Sistema da Reserva Federal encaixava bem no nosso plano, uma vez que é propriedade nossa, mas o nome implica que se trata de uma instituição governamental.

Desde o início, o nosso objetivo era confiscar todo o ouro e prata, substituindo-os por notas inúteis e irremediáveis para troca.

FORA DAS SOMBRAS – legendado pt-pt

Adquirimos o monopólio total da indústria cinematográfica, das redes de transmissão e dos novos meios de comunicação televisiva em desenvolvimento. A indústria gráfica, jornais, publicações periódicas (jornais) e revistas já tinham caído nas nossas mãos. A ameixa mais rica viria mais tarde quando assumimos a publicação de todo o material escolar. Através destes veículos, pudemos moldar a opinião pública de acordo com os nossos próprios objetivos. As pessoas são apenas porcos estúpidos que ouvem as músicas que damos a elas, seja verdade ou mentira, grunhindo e gritando.

O texto completo da entrevista pode ser lido aqui:

archive.org/ericsproat_gmail_Rosy/rosy_djvu.txt

A seguir, temos o aviso de Benjamin Freedman (que era um homem libertado da escravatura Khazariaion=Zionista), um membro de alto nível sionista.

“Os sionistas e os seus comparsas religiosos governam os Estados Unidos como se fossem os monarcas absolutos deste país. Os [Sionistas] disseram à Inglaterra: “Vamos garantir trazer os Estados Unidos para a guerra como vosso aliado, lutar convosco ao vosso lado se nos prometerem a Palestina depois de vencerem a guerra”.

Above Majestic, pt

Então, o que é que enfrentamos agora? Se desencadearmos uma guerra mundial que pode evoluir para uma guerra nuclear, a humanidade está destruída. E por que razão terá ela lugar?

Terá lugar por causa do Acto III… a cortina sobe sobre o Acto III. O primeiro ato foi a I Guerra Mundial. O segundo ato foi a II Guerra Mundial. O terceiro ato seria a Terceira Guerra Mundial. Os judeus do mundo, os sionistas e os seus companheiros de fé em todo o lado estão determinados a usar novamente os Estados Unidos para os ajudar a manter permanentemente a Palestina como base para o seu governo mundial.

Como podem os Estados Unidos – cerca de cinco por cento do mundo – sair e combater oitenta a noventa por cento do mundo no seu território natal? Como podemos fazê-lo… mandar para lá os nossos rapazes para serem abatidos? Para quê? Para que os judeus possam ter a Palestina como a sua “comunidade”?

Eles os enganam tanto que vocês nem sabem se estão indo ou vindo.
Eu não os chamo de Judeus

Refiro-me a eles como os chamados judeus, porque sei o que eles são [satanistas].

Ok, então agora os Estados Unidos estão numa batalha desesperada para se libertarem depois de terem sido escravizados lentamente nos últimos 200 ou mais anos. O processo está bem encaminhado. Uma grande parte da liderança mafiosa khazariana nos EUA foi morta ou presa.

Contudo, os serviços secretos militares japoneses estimam que cerca de 1 milhão de mafiosos khazarianos governam os Estados Unidos. Eles fingem ser judeus, muçulmanos, cristãos, etc., mas adoram Satanás.

Neste momento, estão a lutar pelas suas vidas. Ativistas da Antifa e da Black Lives Matter, que têm atuado de tumultos e ações de sabotagem, segundo fontes da NSA, são agentes khazarianos ou seus agentes.

Por exemplo, uma análise da Pew, mostra que apenas um em cada seis ativistas, chamados Black Lives Matter é afro-americano. Por outras palavras, eles são agentes khazarianos. O mesmo pode ser dito sobre a Antifa.

zerohedge/pew-analysis-shows-only-1-6-blm-protesters-are-black

Se os Estados Unidos desejam se retirar do sistema babilônico de escravidão por dívida, isto é livre dos Satanistas khazarianos, essas pessoas devem ser neutralizadas.

A Queda da Cabala Escura / The Fall of the Cabal (documentários)

Os principais bastiões a serem tomados são os meios de comunicação social, a indústria farmacêutica, os monopólios de alta tecnologia, os mega-bancos, a elite política de Washington, a burocracia da saúde e muitas das empresas de energia.

Artigo completo traduzido de Benjamin Fulford de 13 de julho de 2020. Uma pequena revisão da tradução poderá ser colocada na quarta, se necessário)

Disclaimer:
1. Os artigos são escritos em português do (Brasil ou de Portugal) ou numa mistura de ambos.
2. Os autores não usam facebook, portanto se tiver alguma pergunta, coloque aqui no site, na secção dos comentários (não do facebook)
3. Os artigos colocados neste site, são diferentes dos colocados nos meios de comunicação de massas. Não significa que os autores concordam ou discordam com os mesmos. Você deve usar a sua intuição com aquilo que ressoa ou não consigo. Ninguém é dono da verdade absoluta e este site não foge à regra.

Partilhar no Facebook

13 Comments

  1. Ah sim entendi agora gente obrigado é porque as vezes bateu uma dúvida sobre isso é triste ver que a elite se aproveita do movimento lgbtq+ pra implantar sua agenda.

  2. Caríssimo, grato por mais um BF, que apreciei ao contrário do que aconteceu em algumas das suas anteriores postagens, pois dava a impressão que andava ‘boiando’, digamos. Penso assim que ficamos melhor esclarecidos sobre o seu ‘curriculum’ e sobre o que está realmente em jogo nestes tempos de todas as turbulências, nos quais as limpezas e libertação completa da turma trevosa parece estar no bom caminho, mesmo. Que assim seja e assim continue.

  3. Anon,
    Essas corajosas pessoas infelizmente são sempre apanhadas pelo sistema…

    Admins : outro artigo interessante de BF com o qual me revejo pois a grande maioria vai de encontro ao que tenho lido das fontes que sigo. No entanto porque fala ele dá WWIII se não vai acontecer?
    Já não e de agora mas as pessoas ( americanos que sigo no Twitter) tem falado sobre terem as contas de cartão crédito pagas do nada e com creditos. Crêem que está a chegar o Nesara/gesara.
    Dizem também que o FED já morreu e Trump já tratou disso.

    1. A WWIII não vai acontecer segundo os guardiões (5.º universo harmónico).
      As fontes do Benjamin Fulford são mais “terrestres”

  4. Obrigada Vitória da Luz.
    Era o que eu pensava.

    Ricardo,
    Descanse porque essa guerra nunca vai acontecer. Lembre se da previsão de Chico Xavier…a humanidade mudou…

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.