revelação cósmica temporada 17

S17E04 Porque Eles Estão Aqui ~ A Lua não é o que pensamos

Partilhar no Facebook

S17E04 Por Que Eles Estão Aqui (Revelação Cósmica ~ David Adair)
S17E04 Why They Are Here (Cosmic Disclosure)

Assista ao episódio clicando no link abaixo, usando o browser chrome:
https://drive.google.com/file/d/1y7kkmqae0KLXNEY5r1riUAM0G_l2ryW4/view?usp=sharing

Se der erro, use o browser chrome em modo anónimo (teclando Ctrl + Shift + n) no PC e se necessário, antes tem de fazer logout do seu gmail. Se ainda não conseguir, aceda a partir de outro PC. Alerta-se que os episódios têm sido retirados da internet, portanto se detetar que o episódio foi denunciado, faça um comentário (não no facebook), para indicarmos outro link.

Episódio com legendas em português do Brasil (para quem não deseja assistir ao vídeo):
revelação cósmica temporada 17 episódio 4

REVELAÇÃO CÓSMICA – POR DENTRO DO PROGRAMA ESPACIAL SECRETO

Por Que Eles Estão Aqui

Bem-vindo.

Meu nome é Emery Smith, este é o “Revelação Cósmica”, e, hoje, vamos falar sobre intervenções extraterrestres. David, obrigado por ter vindo.

É um prazer estar aqui.

Então, o que está acontecendo lá fora? Pode me dizer algo que tenha a ver com intervenções? Mas onde tudo começou? Qual foi sua primeira experiência, quando percebeu que havia uma intervenção acontecendo?

Acho que as intervenções que eles estão fazendo, a maior parte parece ser positiva, mas existem algumas negativas.

E o primeiro-sargento Dean? Conhece a experiência dele?

Sim, conheço. Bob Dean.

Sim.

Bob era um ótimo amigo. Durante anos, eu mantive as mensagens dele salvas. Até sua morte, eu conversava com ele uma vez por mês.

Qual foi a experiência de Bob com a nave?

Ele relutou em compartilhar mesmo um pouco disso. Acho que foi assim porque ele ainda era um bom soldado. Ele havia sido um bom soldado.
Ele estava muito curioso sobre o que aconteceu, e me fez muitas perguntas. E acho que algumas das intervenções dos alienígenas foram positivas. E pelo que entendi de Bob, existem várias raças lá fora, várias naves, vários planos.

Claro.

E não sei se estamos sendo monitorados ou protegidos. Eu suspeito que estamos, porque…

Ainda estamos aqui.

Sim, o fato de ainda estarmos aqui e não nos matamos é uma parte. Mas o fato de que algo pouse aqui e nos dizime, nos mate, as pessoas pensam: “Estamos muito longe, as distâncias são vastas, eles jamais chegariam aqui.”
“Você está de brincadeira?” Acho que há raças de piratas, piratas intergalácticos, terroristas, como quiser chamá-los, e simplesmente vão de planeta em planeta destruindo coisas. Bem, por que não fomos dizimados?
Sabe, nos destacamos muito. Somos um grande bola de gude azul e branca na escuridão do espaço. Minha nossa, temos que aparecer nos radares por toda parte. E pelo fato de ainda estarmos aqui, alguém está cuidando de nós. Estou certo disso, porque…

Sabe de algum pouso ou reunião acontecendo?

Não, não pessoalmente.

Não pessoalmente, é claro.

Mas ouvi histórias como todo mundo.

Alguma coisa recente?

Bem, sim, éramos para ter sumido em 23 de julho de 2012. Procure isso, leia a respeito. Isso não é apenas boato, que alguém inventou. É tudo real. Éramos para termos sumido naquele dia, pessoal. Todos teríamos morrido.
Todos nós, éramos para termos sumido. E as pessoas provavelmente estão se perguntando: “Do que ele está falando?” Em 23 de julho, não tínhamos um, nem dois, mas três EMCs vindo direto para a Terra,três delas em fila. A tempestade perfeita.

E o que é uma EMC?

É uma Ejeção de Massa Coronal. Pense nisso como quando você leva a mão à testa e limpa o suor, então sacode da mão. Tem gotículas de suor. Bem, gotas de suor como essas saem do sol conforme gira, mas as gotículas de suor são superdimensionadas.
As gotas têm o tamanho e a massa do Monte Everest, são bolas de plasma que vêm em direção à Terra. E elas geralmente viajam logo abaixo da velocidade da luz. Elas cobrirão 150 milhões de km em 14 horas, ou menos.
Bem, essas três EMCs vieram em nossa direção, e elas vieram de 150 milhões de km de distância, e nos atingiriam em cheio. E temos uma palavra que usamos na ciência quando não podemos explicar algo: fenômeno. Alguma coisa bateu nelas.

Alguma coisa.

Alguma coisa. Alguma coisa, não sei o que, e estou aberto a sugestões, porque é um fenômeno. Não sabemos. Mas essas coisas apenas se desviaram um pouco, mas foi o suficiente. Mas passaram muito perto, entre nós e a lua. Elas estavam a apenas 177.000 quilômetros.

Isso é muito próximo quando se fala sobre essas coisas.

Quando vêm de 150 milhões de quilômetros de distância e passam a apenas 177.000 quilômetros… algo esbarrou nessas coisas.

Você recebeu uma explicação, no entanto, recentemente. Pode falar sobre isso, de como evitamos essa catástrofe?

Em um painel em que estive recentemente sobre a Antártida, Linda Moulton Howe disse que tinha alguns denunciantes que disseram que havia uma nave enorme lá fora que desviou essas coisas. Eu não estava lá, então não sei. Mas me parece sensato.
Tudo o que sei é que algo fez com que essas coisas desviassem no último minuto. E o quanto isso foi sério Essa história não foi divulgada até dois anos após o evento. Aconteceu em 2012, e não foi até 2014 que a imprensa falou sobre isso.
Mas, se fizer as contas, isso é muito interessante. Se essas três EMCs atingissem em 23 de julho, seis meses depois, provavelmente, o último ser humano teria morrido no planeta, porque tudo teria acabado, o sol teria queimado.
E essa última pessoa teria morrido, provavelmente, em 21 de dezembro de 2012. Os maias estavam certos.
Deveríamos ter morrido. Algo interveio. Algo, eu não sei o que. Mas esse evento de EMC aconteceu. Não é conversa fiada. Aconteceu mesmo. Foi verificado pela NOAA, NASA e cerca de uma dúzia de outros países que viram e estavam mapeando. Foi um evento real.

Sabe se temos alguma tecnologia que poderia ter feito isso?

Não que eu saiba. E para mudarem de curso sem vermos nenhum clarão ou correntes físicas lá fora, não sei o que fez isso. Imagino que o Sr. Spock e a Enterprise interviram. Aconteceu algo que fez com que mudasse de curso.
Mas esse dia também é interessante, porque ficou bem tranquilo nos noticiários. Nada foi mencionado a respeito. E isso foi colossal.

Quem sabia sobre isso na seção compartimentada? Apenas a NOAA?

Não, todo o governo federal sabia. Estavam… Estavam fazendo uma festa em Mount Weatherby. Estavam levando as famílias. Depois, fechariam as portas e nos deixariam queimar. Nosso governo tem as pessoas mais desprezíveis que pode conhecer.
Eles nem iam nos contar sobre isso. Por quê? Porque não queriam que você entrasse em pânico e congestionasse as estradas, para impedi-los de chegar a Mount Weatherby.

Mount Weather Emergency Operations Center

Certo. Gostaria de falar sobre Mount Weatherby?

Mount Weatherby é uma enorme instalação subterrânea projetada para salvar o Congresso, o Senado e todos do Estado da União.

E onde fica localizado?

Acho que é na Virgínia.

S01E01 Há 22 programas genéticos a serem feitos nos humanos aqui da Terra

É na Virgínia, sim.

Sabe o quanto suporta, quantas famílias?

Pode conter todos do Estado da União.

Sim.

Todos. Congresso, Senado, Gabinete.

É a mais pura verdade.

A Suprema Corte e todas as suas famílias. E é uma instalação pronta, esperando por eles. Hora perfeita para uma festa quando se tem três EMCs. Deus, o flagrante disso é simplesmente inacreditável.

E por que os outros países e centros de observação, que olham as estrelas, não divulgaram essas informações?

É uma excelente pergunta.

Por isso que foi muito confuso para mim.

Certo. Deve haver algum tipo de bloqueio quando se trata de um ENE, Evento em Nível de Extinção, o que isso foi, e simplesmente não vão dizer nada ao mundo inteiro. Acho que é para que todos possam correr até seus bunkers.

Certo.

Isso é legal, não é?

Bem, graças a Deus pelo desvio e de onde veio.

Sim.

Há algo muito positivo a ser dito sobre Júpiter e Saturno. Eles são planetas jovianos. Significa que são planetas gasosos. Mas por causa da massa e do tamanho, eles têm um campo gravitacional intenso.
Quando o Shoemaker-Levy 9 chegou e atingiu Júpiter, abriu um buraco em Júpiter do tamanho da Terra. E todas essas coisas, todos esses cometas, todos estavam indo para a Terra.
Júpiter os puxou por causa de seu campo gravitacional. Se não fosse por Júpiter e Saturno, estaríamos mortos há muito tempo.
É ótimo ter gigantes gasosos no sistema solar, porque eles coletam muito lixo e detritos antes de chegarem a um planeta pequeno como o nosso. Mas as chances das três EMCs mudarem de curso, você me pegou nessa. Não tenho explicação.
E a explicação de qualquer de pessoa é boa, porque não sei explicar por que mudaram de curso. Deveríamos ter morrido. Todos deveríamos ter morrido naquele momento, mas não morremos.
Portanto, esse é um forte argumento para uma intervenção extraterrestre. Deve haver algo melhor para nós no futuro, ou eles não teriam se esforçado para salvar nossa pele assim.
Então, sim, acredito que tivemos uma intervenção. Pena que não sabemos quem é. Deveríamos enviar a eles um cartão de agradecimento.

Sim, alguma coisa.

Enviar flores, alguma coisa. Mas esse foi um momento e tanto. E não pense que isso valerá para os próximos 20 mil anos até termos outro evento. EMCs saem do sol o tempo todo.

O tempo todo.

E as chances de sermos atingidos são absolutas. Não é se, é quando.

É apenas uma questão de tempo.

Sim.

Qual é o lugar mais seguro
para se estar?

O interessante sobre as EMCs é que jamais prejudicaram nenhuma vida vegetal ou animal, mas afeta a eletrônica. Impacta qualquer coisa eletrônica. Na tempestade solar de setembro de 1869, quando houve uma EMC, o Evento Carrington, a única coisa que tínhamos era o que chamam de internet vitoriana: a telegrafia.

Evento Carrington

Isso afetou muito os fios telegráficos, e as linhas de transmissão pegaram fogo. Os fios pegaram fogo, caíram no chão.

Certo.

Eles só tiveram que apagar alguns incêndios, refazer algumas linhas de transmissão, e foi isso. Eles remendaram os fios. Agora, avance para hoje, saia e olhe para cima. Toda a rede elétrica está a 12 metros de altura, em postes telefônicos, apenas pedindo para ser atingida. E quando chegar, devemos nos preparar para aniquilação.

Você era muito amigo de Robert Dean, então, explique um pouco mais para mim alguns dos eventos incríveis que aconteceram com ele e que ele compartilhou com você.

Ele falou sobre algumas coisas que não se pode explicar. OVNIs que apareceram
e desativaram nossos ICBMs. E não apenas desativavam os ICBMs, eles os inutilizavam.

Ficavam inúteis.

Essa é uma mensagem clara de que eles podem desativar a qualquer momento nossos sistemas de defesa. Se eles fossem hostis, já estaríamos fritos. Seria nosso fim. A natureza não hostil deles é apenas para mostrar o poder que eles possuem e a futilidade dos nossos
sistemas de defesa. Achamos que temos todo esse poder nuclear, e que podemos ser muito maus, então eles chegam e desligam tudo. Além disso, pode ser um claro aviso de que não deveria mexer com esse tipo de coisa, porque…

Isso vai nos destruir.

Bem, somos como um bebê com uma pistola carregada. Somos estúpidos! E tenho certeza de que eles…
Se eu fosse uma raça alienígena, ficaria frustrado com a raça humana, porque fazemos coisas muito estúpidas, e simplesmente não aprendemos. Estou curioso para saber por que acham que somos tão especiais.

Porque acredito que eles já foram nós certa vez.

Vai ter que ser algo assim, algum tipo de conexão, porque eu disse uma vez, em um painel, que somos um monte de macacos que se transformaram em nazistas.

Sim, isso foi ótimo.

Não exatamente todos nós, mas, às vezes, sou mais cínico com a raça humana. Mas também concordo que vale a pena ser salva. E por pior que pareça, temos uma luta eterna com nós mesmos. Somos capazes de tanta beleza.

Coisas incríveis, bonitas e criativas.

Sim, música e arte. E veja o que podemos fazer na guerra.

Exato.

É difícil acreditar que o mesmo ser é capaz de fazer as duas coisas. Isso pode ser algo curioso que traz os alienígenas aqui. Mas voltando aos nossos sistemas de defesa nuclear. Eles estão sempre mostrando o quanto são vulneráveis e como é fácil desativá-los. Houve um episódio após o outro de relatos de OVNIs aparecendo nas imediações das bases dos silos, e o maquinário simplesmente desativava ou não funcionava.

Onde? Dê-me um exemplo de onde isso aconteceu.

Malmstrom tem uma famosa série de mísseis lá chamada Fileira de Mísseis, e toda essa fileira foi desativada. Estamos falando de 14, 15 ogivas.
E isso me deixaria apavorado, se eu fosse o general e acabasse de ver minhas maiores e melhores armas simplesmente se apagarem como um interruptor de luz.
E se lutasse contra algo assim Você não teria chance. Isso nos torna humildes. E acho que muitas intervenções alienígenas são idealizadas para tentar nos tornar humildes, porque somos muito arrogantes.

Sim, temos um grande ego.

Nossa… é demais…

Temos que ser os primeiros e ter as maiores armas.

Sim, as maiores e mais perversas, e nada pode nos deter. E podemos ir a qualquer lugar, fazemos o que queremos. E não funciona assim. Precisamos aprender.

E isso é outra coisa.

Não aprendemos.

Bem, acho que estão tentando permitir que aprendamos.

Mas não estamos entendendo.

Ficam por aqui.

Acho que essa é uma das intervenções extraterrestres.

Sim.

Humanos vivem há 18 milhões de anos no interior da Terra

Se pode salvar os idiotas por tempo suficiente, como uma criança, eles podem crescer e assumir mais responsabilidades por si mesmos. Gosto de pensar que há uma mudança acontecendo hoje.
Pode vê-la em nosso próprio país. Nunca estivemos tão separados como agora, e é como se a linha na areia estivesse mesmo sendo traçada. E você pode ver claramente os dois lados se formando.
E vai ser interessante ver o que acontece, porque não há espaço suficiente para os dois lados existirem ao mesmo tempo. Algo vai ter que dar. Não sei qual será o comprometimento.
Provavelmente é o que os alienígenas tentam idealizar, ou chegar a algum tipo de comprometimento. Mas, no momento, não parece bom para nós.

Nesse ritmo, estamos destruindo o planeta, nos destruindo, e ainda estamos fazendo bombas.

Pois é.

Então, nós meio que não aprendemos a lição, acho.

Não sei se você conhece a história de James Cameron no filme “O Abismo”. Ele tinha um sonho que não parava. Ele o tinha todas as noites, e isso o incomodava tanto que ele tentou obter ajuda psiquiátrica e…

Sim, só havia isso na cabeça dele.

Pois é. O sonho dele mostrava enormes maremotos que apareciam em todas as costas de todos os países do mundo, e eles subiam cerca de 5 km de altura até certo ponto e paravam.
Então, ele fez o filme “O Abismo”, que é exatamente sobre essa situação. Depois que ele fez o filme “O Abismo” e foi lançado, o sonho parou. Então, acho que isso foi uma intervenção.

Com certeza foi uma intervenção dos…

A mensagem foi clara. Parem de poluir os oceanos. Os alienígenas que viviam na Depressão Challenger se cansaram de nós. E poderiam facilmente nos dizimar quase por completo apenas fazendo maremotos.

Claro.

E foi interessante que Cameron teve esse sonho, e deu prosseguimento a ele. E ele continua na vida real. Ele foi o único a chegar na Depressão Challenger. Nem a Marinha conseguiu. Ele construiu uma nova batisfera capaz de descer até 14 mil metros. É loucura! Mas… Sim, uma das maiores intervenções que eu já vi foi Cameron tentando nos dizer algo sobre os oceanos.

A China teve alguma intervenção específica, que você pode mencionar diante das câmeras, que sabe que aconteceu lá recentemente? E qual é a opinião deles sobre todo esse contato?

Como país, eles estão avançando mais que nós. Eles já estão… Três décadas atrás, eu me dirigi ao simpósio científico da China, e eu dei a eles o layout mais detalhado de como minerar Hélio-3 da superfície da lua.
Bem, adivinhe onde eles estão agora? Eles estão na lua, minerando Hélio-3. Provavelmente há robôs lá em cima, e se eu pudesse dar uma olhada em um, provavelmente é o mesmo que eu projetei para eles. Mas pelo menos eles levaram isso a sério e fizeram algo a respeito.

E o quanto o Hélio-3 é importante para nós aqui na Terra e em todo lugar? Explique.

Acho que há uma frase que dizia: quem controlar o Hélio-3, controlará o mundo. Hélio-3 é um isótopo de hélio que foi modificado pelo calor do sol, e é distribuído através do sistema solar pelos ventos solares.
Mas temos o Cinturão de Van Allen, temos camadas de atmosfera, e recebemos muito pouco ou praticamente nenhum Hélio-3. No entanto, a lua, parada ao nosso lado, não tem atmosfera, e isso bateu na superfície dela muitas vezes, milhões de vezes.
As rochas estão saturadas com Hélio-3. E o que é importante sobre o Hélio-3? Se obter o suficiente dele e colocá-lo em um reator, a eficiência desse reator provavelmente irá quadruplicar, e você terá muito pouca ou nenhuma radiação.
Energia de fissão/fusão térmica muito limpa. Que sonho. Sim, linda. Então, poderia dizer que estamos indo nessa direção?

Acho que sim, porque estamos muito comprometidos com a indústria de fissão/fusão, e não deveríamos ter ido tão longe. Foi uma decisão tomada nos anos 50.

E quanto de H-3 precisamos para alimentar o planeta, digamos?

É aqui que fica bom. Poderia usar o design do veículo lunar que fiz, que é como uma escavadeira lunar, como uma máquina movedora da terra, e essa coisa poderia varrer uma área não maior do que um campo de futebol.
Mas se obteria Hélio-3 suficiente raspando o campo de futebol, que poderia suprir todas as necessidades energéticas de um país do tamanho da China por cerca de 10 anos, e isso é apenas uma pequena fração. E pense no dinheiro que você ganharia.

E continua se reabastecendo.

Sim.

S09E01 Detalhes sobre 60 tipos de seres extraterrestres

Apenas se você raspar, quanto tempo leva para eu voltar e raspar de novo ou cavar um buraco?

Se você voltar ao lugar onde começou, já estará abastecido, porque os ventos solares são constantes lá. E descobrimos isso décadas atrás, e ainda não avançamos.
E é quase como um esforço de consciência. Essa é uma excelente razão para voltar à lua. Mas não, a NASA não quer falar sobre isso.

Não.

Não se vê nenhum simpósio realizado pela NASA sobre Hélio-3. Não queremos esse tipo de energia aqui, porque então teríamos que…

Tem que voltar para a lua para obtê-lo.

Exato.

Há algo…

Bem, há muito dinheiro sendo feito com gás, carvão e petróleo, e isso eliminaria muito disso logo de cara.

Mudaria isso, mas esse é o caminho certo.

Certo.

Mas eu acho que… Falando de intervenções, acho que tivemos uma de verdade, e foi provavelmente com a Apollo 11. Você se lembra que disseram que viram seres na borda da cratera?

A cratera, sim.

“Não estamos sozinhos aqui em cima”, e todo aquele boato. Acho que o que aconteceu, por que não voltamos para a lua, acho que nos escorraçaram. E é muito simples. Pode procurar isso online.
Quantos detritos e lixo deixamos na lua? Mais de 180 mil quilos! 200 toneladas de lixo na lua! Nem tínhamos chegado lá, e estávamos jogando…

Nós já estávamos preparando as coisas.

Sim.

Jogando nosso lixo lá.

Há 96 sacos de fezes jogados lá. Os astronautas tiveram que ir a algum lugar. Não trariam isso de volta para casa. Eles jogaram tudo isso na lua. E se alguém morasse lá e olhasse para o telhado, e deixássemos cair 200 toneladas de porcaria, literalmente?

No seu quintal.

Por todo o telhado! E nós dizendo, pelas mensagens de rádio, que vamos nos mudar para a lua e ocupá-la.

Bem, precisamos, porque já jogamos muito lixo no topo do Monte Everest e nos oceanos daqui…

Sim, agora podemos jogar um pouco mais na lua.

Temos que encontrar outro lugar para o lixo. Então, acho que os alienígenas, provavelmente, chegaram em Neil e Buzz e disseram: “Vocês podem tirar algumas fotos, passear, pegar algumas pedras e depois saiam daqui.
E não voltem mais, seus nojentos. Vocês são um bando de porcos. Vejam o que fizeram com o lugar, já o sujaram todo.” Acho que fomos escorraçados porque jogamos lixo demais. Proponho voltarmos à lua.
A primeira coisa que fazemos é pegar as escavadeiras e tiramos o lixo. Voltamos e pegamos todas as 200 toneladas de porcaria, trazemos de volta para casa, entregamos à Sotheby’s e deixemos que leiloem. Isso pagaria pelo programa inteiro…

Feito.

…e faria uma fortuna ao mesmo tempo.

Limpariam essas coisas da noite para o dia.

As pessoas pagariam pela porcaria dos astronautas?

Sim, pagariam.

Elas comprariam qualquer coisa. Então, volte e veja se consegue fazer contato e dizer: “Lamentamos por invadir a sua propriedade sem mesmo perguntar.” Sabia que foi formada uma associação para garantir que os pousos lunares nunca sejam perturbados ou incomodados?

É uma associação nacional.

Não, eu não sabia disso.

Sim, procure na internet.

E eles querem garantir que preservem os locais. Alguém nessas organizações já pensou que a lua poderia pertencer a alguém? Já foi perguntar a eles? Agora, está criando um local de preservação permanente no telhado deles e nem perguntou?
Estou curioso sobre coisas que a NASA não quer ninguém olhando, o grande arco, o torreão, seja o que for, eles inventaram nomes. Não sei o que são essas coisas. Como os agroglifos, não sei o que são, mas sei que são reais.
Os agroglifos são reais, pessoal. Não foram Doug e Dave pisoteando a plantação com uma tábua e uma corda. É algo que está acontecendo. Talvez seja tão simples quanto adolescentes da raça alienígena, que roubaram o carro da família e desceram aqui para grafitar…

Grafite extraterrestre.

Algo assim, mas é real. Não é inventado. Não é feito por nós. São entidades inteligentes tentando se comunicar, mas não estamos entendendo. Mas é algo real. De volta à lua. A lua é real, está lá, mas não é o que pensamos que é.
E eu adoro quando os livros dizem que a lua faz parte da Terra. Bem, como é que houve uma diferença tão vasta de idade nas amostras de solo comparadas com a Terra? 500 mil anos?
Geologicamente, isso não é nada. Mas, se você colocar em tempo cronológico real, vivemos apenas 80 anos, meio milhão de anos é significativo. Aquela coisa não veio de nós. E se verificar nos registros dos astrofísicos, eles falarão sobre um tempo quando a lua apareceu.

Apareceu, como se tivesse chegado.

S01E03 Na Lua, há bases de extraterrestres cobertas por um escudo holográfico que nos impede de vê-las

Sim, e eles vão te dizer que chegou a 35.000 km da Terra e parou. E não é preciso ser um cientista de foguetes, ou um cientista de qualquer tipo, para saber que algo com tanta massa chegando não vai parar. Vai se aproximar lentamente.
Vai parecer horrível. Mas parou e começou a se afastar cerca de 4 cm por ano, e agora está a 384.000 km de distância. E o quanto esteve perto?
Se você saísse no seu quintal, quando ela apareceu, de horizonte a horizonte, esquerda e direita, em cima e embaixo, não veria nada além da lua. O que significa tudo isso? Eles não parecem querer falar sobre isso.

Eu chamo isso de uma gigantesca intervenção.

Exatamente. Eles chegaram e pararam. O que eles estavam fazendo? Eu não sei. Mas 35.000 km é um número interessante, porque 35.800 km é a posição geoestacionária exata em que colocamos nossos satélites.

Correto.

E essa coisa parou bem aí. Eles são muito precisos sobre isso. Disseram 35.000 km. Tem alguma coisa aí. Então, sim, acho que a lua tem muito mais mistérios.

O que significa para um cientista explicar isso?

Eu não sei, além de ser como forças universais em ação, e existindo leis universais. Era uma posição geoestacionária. Acho que foi o melhor ponto que a lua poderia alcançar. Nada disso faz sentido quando pensa mesmo a respeito. E a lua nem sequer gira. Está em uma posição fixa.

É estranho.

E a massa da lua comparada com a massa da Terra, a lua é grande demais para a Terra ter capturado.

Exato.

Foram intervenções de equilíbrio, porque deveríamos ter sido destruídos por nossa própria lua, e não fomos. Agora, a lua está muito longe, e não voltaremos a ela.
Ocorreram intervenções por toda linha do tempo histórica. Eu gostaria de saber quem faz isso. Eu realmente gostaria. Por que não fazem contato aberto, não faço ideia.

S14E02 A Lua é uma espaçonave. Foi construída em Júpiter há 38 milhões de anos

Talvez ainda não estejamos prontos.

Acho que não.

Vejo muita revelação ocorrendo em todo o planeta, exceto nos Estados Unidos da América.

Sim.

E há muitos arquivos que li de todos os países, mostrando intervenção em muitos deles.

Exatamente. Gostaria de saber se algum dia fazemos contato com quem estiver na lua, se eles assinaram acordos. Você não gostaria de saber os nomes nesse documento?

Acho que sim, mas também meio que os apunhalamos, não quem assinou o documento, mas, provavelmente, outros complexos militares-industriais que obtiveram essa tecnologia incrível.

Bem, se duvida disso, vá perguntar aos índios americanos. Fizemos 200 tratados e violamos cada um deles.

Aí está.

Não somos bons em tratados. Então, eu não ficaria surpreso se assinássemos um tratado com quer que seja e nós o violamos. E é daí que a revelação virá, da terceira entidade, as pessoas que não podemos controlar. Será um dia divertido quando isso acontecer.

Certo. Conte-me sobre as experiências de intervenção do general LeMay.

General Curtis Emerson LeMay

Eu trabalhava no Pitholem, e o Pitholem foi o maior foguete que eu construí.

Pitholem

Certo.

Estávamos em nossa operação, eu estava no laboratório, eu trabalhava, e havia pessoas indo e vindo o tempo todo. Um sujeito apareceu de uniforme. Normalmente, diríamos a eles para aparecer em roupas civis, mas ele estava todo enfeitado.
E não pude deixar de notar que as luzes refletiam em todas as medalhas e parafernálias dele. Mas ele estava conversando com LeMay sobre algo que tinha a ver com o SAC, Comando Aéreo Estratégico, e eu o ouvi dizer para LeMay:
“Não precisamos de um incidente como tivemos em Vandenberg”. E ele disse: “Perdemos uma ala inteira naquele dia, apenas parada no chão”.
Então, ele foi embora, e LeMay veio até mim, e essa foi a única vez que perguntei algo ao LeMay, porque me lembrei que ele havia detonado com o Senador Barry Goldwater. E era um senador poderoso, e eu era apenas uma criança de 17 anos.
Mas eu tinha que perguntar a ele: “Todos aqueles bombardeiros explodiram? Você os perdeu?” E ele disse que não. Ele disse… Ele olhou para mim e, por um momento, acho que ele… Já trabalhávamos juntos há quase dois anos.
E ele apenas disse: “Tive um incidente.” Eu disse: “Com o quê?” “OVNIs.” E nunca falávamos sobre OVNIs. Esse assunto era tabu.

Fora dos limites.

Sim, não falar nada a respeito. E eu disse: “Os OVNIs causaram problemas com os bombardeiros?” Ele disse: “Sim, dois deles sobrevoaram Vandenberg, e eu tinha 45 ogivas nucleares, e todas ficaram desativadas.”
Ele disse: “Você entende de ogivas? Os cíclotrons nem sequer funcionavam.” “Bem, eles atiraram ou explodiram alguém?” Não, apenas sobrevoaram, incidiram uma luz, e tudo se foi. Achamos isso muito perturbador.”
Eu disse: “Aposto que acharam.” Eu o encarei para fazer outra pergunta. Ele disse: “Sem mais perguntas.”

Mas ele se referiu a eles como OVNIs?

Sim, ele disse bolas de luz.

Bolas de luz.

Sim, foi assim que ele se referiu a eles. Eles entraram e saíram muito rápido. Não causou nenhum dano físico, mas ele disse: “Desativaram minha ala inteira.”
E ele disse que levou duas semanas até tornarem os mecanismos das ogivas operantes e prontas para serem recarregadas. Ele disse: “Saberia dizer o que poderia fazer algo assim?”
Eu disse: “General, essa é uma tecnologia muito além da nossa capacidade. Não temos a indústria para esse tipo de coisa.” Ele não foi além disso, e eu sabia que era melhor parar por ali. E era apenas isso.

Seria tudo o que obteria dele.

Sim, e então ele me entregou uma página com uma lista tão comprida quanto meu braço. “Aqui, você precisa fazer isso.”

Faça isso aqui.

Sim, e esse foi o fim da conversa, mas me fez pensar sobre certas coisas, porque ele manteve a boca fechada sobre tudo.

Acha que continuaremos a ter intervenção?

Acho que vamos ter intervenções até termos um encontro aberto.

Certo.

Principalmente porque precisamos de ajuda. Somos como alcoólatras descontrolados. Você precisa intervir para salvar a pobre alma, porque ela não vai se salvar sozinha. E acho que eles estão nos vigiando desde então.

Por quê?

Essa é outra boa pergunta.

Eu não tenho ideia do porquê.

Provavelmente apenas para garantir que não matemos mais da metade do planeta nem o destrua.

Bem, algo que eu sei é que outros mundos não gostariam de alguém como nós levando energia nuclear para o espaço, porque as armas nucleares no espaço preocupam outros planetas.
Porque somos uma criatura bélica, para começar. Consegue nos imaginar levando armas nucleares lá para cima? É um pensamento assustador para eles.

Sim, você não deveria levar armas nucleares para o espaço comunal de todas as comunidades…

Não nos damos
bem com os demais, queremos apenas explodir tudo.
Minha nossa… Bem, obrigado, Dave. Intervenções extraterrestres, aqui em “Revelação Cósmica”. Obrigado por vir ao programa novamente, Dave. É sempre um prazer. Até a próxima. Sou Emery Smith.

S17E05 O Declínio da NASA ~ A ameaça da Inteligência Artificial

REVELAÇÃO CÓSMICA – POR DENTRO DO PROGRAMA ESPACIAL SECRETO

Disclaimer:
1. Os artigos são escritos em português do (Brasil ou de Portugal) ou numa mistura de ambos.
2. Os autores não usam facebook, portanto se tiver alguma pergunta, coloque aqui no site, na secção dos comentários (não do facebook)
3. Os artigos colocados neste site, são diferentes dos colocados nos meios de comunicação de massas. Não significa que os autores concordam ou discordam com os mesmos. Você deve usar a sua intuição com aquilo que ressoa ou não consigo. Ninguém é dono da verdade absoluta e este site não foge à regra.

Partilhar no Facebook

6 Comments

  1. Muito bom mesmo. Eu sempre disse que qualquer satélite com uma fôrma ou designer e um jato de raio laser poderia fazer os agroglifos. Continuo pensando! Acho q foi Rutherford que fez uma experiência em uma lâmina de ouro e com um raio queimou um papel do outro lado do ouro através de um furinho! O Poder dos raios. A radioatividade matou Marie Curie. E, em 1890+- não entendiam isso!

  2. Caro Administrador, vi um vídeo de uma suposta evolução de naves na cidade de Aracajú – SE, Brasil e a demonstração foi vista por centenas de pessoas inclusive muitos policiais e depois algumas agências do governo disseram que eram satélites ou sinalizadores militares, etc, mas o vídeo fala por si mesmo. Dá uma olhada no link.
    https://www.youtube.com/watch?v=rzdT93TvBNA

  3. Boa noite. Reforço a solicitação do colega Rui Duarte quanto à quebra do link desse episódio S17E04.
    Abraço.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.