revelação cósmica temporada 13

S13E15 Diversidade da Vida na Terra Interior (Revelação Cósmica)

Partilhar:

Chegamos hoje ao final da 13.ª temporada.

S13E15 Diversidade da Vida na Terra Interior (Revelação Cósmica ~ Emery Smith) S13E15 (Cosmic Disclosure)

Assista ao episódio clicando no link abaixo, usando o browser chrome (watch the episode by clicking on the link below, using the chrome browser): https://drive.google.com/open?id=1aESQRovBPQ-MSxFS6up9Cb4C3qe3dIEa

Se der erro, use o browser chrome em modo anónimo (teclando Ctrl + Shift + n) no PC e se necessário, antes tem de fazer logout do seu gmail. Se ainda não conseguir, aceda a partir de outro PC. Alerta-se que os episódios têm sido retirados da internet, portanto se detetar que o episódio foi denunciado, faça um comentário (não no facebook), para indicarmos outro link.

Episódio com legendas em português do Brasil (para quem não deseja assistir ao vídeo):

revelação cósmica temporada 13 episódio 15

REVELAÇÃO CÓSMICA – POR DENTRO DO PROGRAMA ESPACIAL SECRETO

Diversidade da Vida na Terra Interior

Júlio Verne escreveu certa vez uma história extraordinária chamada ”Viagem ao Centro da Terra”.

Explorava, claro, um encontro com plantas pré-históricas

dentro das vastas cavernas no interior do planeta.

Conosco, hoje, está Emery Smith,

que teve um encontro com flora exótica

em suas aventuras extraterrestres e intraterrestres.

Emery, bem-vindo ao programa.

Obrigado por me receber, George.

Deve ter sido uma aventura incrível para você, entrar na Terra Interior e depois testemunhar vegetação, plantas e animais que não se vê em nenhum outro lugar.

Sim, é incrível, especialmente todas as diferentes espécies de plantas que você normalmente não veria na superfície da Terra.

É um ecossistema totalmente novo lá embaixo.

Você vê diferentes tipos de minerais e sustâncias químicas que existem lá embaixo, que criam diferentes tipos de plantas, fungos e coisas assim.

Existem árvores, vegetação, grama e coisas assim?

Sim, há florestas inteiras lá embaixo, muitos tipos diferentes de plantas e cipós, até mesmo algas e coisas assim.

Nós sempre temos que ter muito cuidado, no entanto, com muitas dessas coisas.

Você não é um botânico.

Mas uma das suas missões foi tentar explorar os diferentes tipos de vegetação?

Sim, exatamente.

Eu fazia parte de uma equipe com cerca de 15 pessoas, e tínhamos passado por aventuras incríveis que também foram muito perigosas. Algumas das plantas eram carnívoras.

Como uma Vênus-papa-moscas, porém maior?

Muito maior.

Sério?

Sim.

Em vez de moscas, o que elas comem?

Bem, há animais lá embaixo. E eles devoram um ao outro também.

Você viu isso?

Sim. Uma das experiências mais incríveis que tive nessas missões foi essa planta. E tinha um centro muito bonito.

Qual era o tamanho da planta?

Parecia ter cerca de 4,5 metros de diâmetro.

4,5 metros?

Sim.

Parecia uma planta agave, com os espinhos.

Sim.

Sabe?

Elas são lindas. Tinha uma linda flor rosa ou roxa no meio, como uma flor de lótus. Mas o que não se sabe é que esses espinhos são, na verdade, tentáculos, como em um polvo, que podem se estender a 15 metros…

E agarra alguma coisa?

E agarra você.

Não!

Sim.

E uma das nossas botânicas chegou perto demais. E essas plantas estão espalhadas. Elas traçam um limite, como se dissessem ”este é o meu território”.

Caramba!

Então, uma das nossas botânicas estava lá parada. Então a planta avançou e agarrou as pernas dela, e a puxou para dentro

Ela a puxou?

Sim.

Vocês conseguiram puxá-la de volta?

Sim, conseguimos cortar o tentáculo imediatamente.

A planta era muito esperta, porque ela tinha sensores de movimento embutidos, não mecânicos, então os outros tentáculos começaram a atacar todos.

Minha nossa…

Então se transformou em um banho de sangue.

Alguém morreu por causa disso?

Ninguém morreu.

Eu não acho que…

O centro da planta tinha um tipo de líquido, então…

Como um líquido ácido?

Nós analisamos.

E, mais tarde, descobrimos o que era muito ácido.

Provavelmente levaria muito tempo para digerir.

Literalmente dissolveria você.

Exato.

Dissolveria tudo.

Foi um momento muito assustador.

E…

Minha nossa!

Foi aí que algumas das unidades caninas entraram, e nos ajudaram com a situação.

E não levávamos machadinhas conosco.

Levávamos facas bem pequenas, de 20 centímetros.

E os tentáculos dessas coisas eram como…

Como troncos de árvores.

Sim, com cerca de 30 cm de espessura.

E tinham terminações embutidas nas pontas.

Quanto mais compridos ficam.

Exato.

Mas eles podem chegar a 15 metros….

– Minha nossa! – …e agarrar você.

Aquela pobre mulher começou a gritar de desespero.

E todos os alarmes disparam em nossos trajes.

E sabíamos exatamente onde a pessoa estava.

E quando chegamos lá, já havia como uma píton em volta do corpo dela, enrolada quase até a cintura naquele momento.

Estava espremendo ela?

Sim, estava espremendo ela.

Havia prendido ela.

Ela nos disse que a tinha pego pelo tornozelo primeiro.

Então, imagine em pé lá…

E tropeçar nisso.

Você está lá trabalhando, recolhendo amostra de uma planta, e algo te agarra.

E te puxa.

E te puxa.

E agora você está indo na direção de uma planta monstruosa.

Ela foi sugada pela planta?

Ela se lembra disso?

Não, não, não.

Chegamos lá a tempo,

enquanto ela se enrolava e se retraía lentamente.

E essa foi outra coisa incrível.

Porque essas coisas tinham cerca de 2,5 metros de altura,

o caule.

Mas….

Mas com 4,5 metros de largura.

Mas pode se estender.

E é assim que se alimenta?

É assim que se alimenta.

Ela agarra animais.

Ela agarra animais, agarra o que passa.

E então os arrasta para dentro e os dissolvem lentamente

no centro dessa…

Como sabemos que não era um animal em vez de planta?

Bem, recolhemos muitas amostras dessa planta naquele dia.

Tiramos a coisa do chão e trouxemos conosco.

E mais tarde, ficamos a par das informações…

porque foi a primeira vez que nos deparamos com essa planta.

Ela não havia sido documentada em outras missões.

E quem poderia saber, passando ao lado?

Você provavelmente olharia e diria: ”Que planta linda.”

Então seria sugado.

E seria isso.

E graças a Deus que tínhamos o equipamento especial,

e todos foram muito profissionais

e reagiram rapidamente.

Havia plantas como essa em toda a Terra Interior?

Não, não, apenas nesse bolsão dentro da Terra.

Também havia plantas normais?

Havia muitas delas espalhadas.

Havia como um campo dessas coisas.

Desse tipo de planta.

Dessa planta específica nos limites da floresta.

Você sabe como é a terra nos salares,

com muitas rachaduras?

Essas plantas cresciam nesse tipo de ambiente.

E estão por todo o lugar.

Bem, elas ficam nos limites da floresta.

Mas se passasse pelo pequeno deserto…

Você seria atacado, certo?

Sim.

Elas avançam em você como loucas.

Exato.

Não haveria como você fugir.

Mas o que eu achei interessante foi que…

elas davam espaço suficiente uma para outra…

Cada uma tinha seu próprio espaço.

Exato.

Isso era bem fascinante.

Então as plantas não brigavam entre si.

Pois é.

Ou talvez uma cresceria, devoraria a outra

e se tornaria a planta alfa.

Claro.

Como se fosse…

Estudamos isso por bastante tempo.

Mas com certeza era uma planta.

Existem plantas assim na superfície da Terra?

Não, não que eu saiba.

Quer dizer, eu sei…

Eu já ouvi falar das pequenas Vênus-papa-moscas.

Como a Vênus-papa-moscas,

outra com os tentáculos pegajosos.

Outras além dessas…

Eu não sei de nada…

Eu nunca presenciei nada assim.

Isso é mais assustador do que olhar

criaturas na Terra Interior.

Minha nossa!

Meu Deus, uma planta como essa!

Em primeiro lugar, foi muito enganador,

por causa do tamanho.

Pode imaginar sua morte dentro dessa planta?

Lenta.

Lenta e horrenda.

Sim, como se queimasse dos seus pés até a cabeça,

dissolvendo lentamente.

Você viu mais alguma coisa assim lá embaixo?

Sim, vimos uma planta

com um tipo de animal dentro, sendo digerido.

Já tinha capturado um animal.

Ela já tinha capturado.

Meu Deus.

Que tipo de planta era?

Era a mesma planta,

só estava um pouco mais afastada.

Exatamente a mesma planta.

Sim.

Parecia um coelho gigante,

como se cruzasse um cervo com um coelho,

mas sem os chifres.

Mas já estava metade dissolvido.

E recolhemos amostras dessa planta

e a destruímos, também.

Enfim, essa foi uma das coisas mais horríveis

que eu já vi nessas missões.

Alguns cientistas, Emery,

disseram que as plantas têm a capacidade de raciocinar

na superfície.

Com certeza.

Houve estudos…

e é uma história incrível…

de um cara que colocou duas plantas em uma sala,

com eletrodos presos nas plantas.

Ele enviou um cara para a sala

para matar e destruir uma das plantas.

E ele fez isso.

Ele a retalhou, destruiu tudo.

E ele tinha colocado eletrodos na outra planta.

E os eletrodos subiam e desciam…

porque ela estava testemunhando a outra planta ser morta.

O cara saiu da sala.

Outro cara entrou e os eletrodos da planta

estavam constantes, sabe…

O outro cara voltou para a sala,

aquele que destroçou a planta,

e os eletrodos fizeram…

Isso mesmo.

Ela tinha a capacidade de raciocinar.

Você acha que essas plantas na Terra Interior…

Eu acho que todas…

…tem esse tipo de poder mental?

Com certeza.

Eu acredito muito nessa teoria.

Fizeram estudos até mesmo para o corte de grama, sabe?

Elas têm emoção, sabe.

Fizemos estudos sobre falar com as plantas e tratá-las bem.

E, sabe, eu falo com todas as minhas plantas.

O que são plantas psicoativas?

O que isso significa?

Na Terra Interior, é preciso ter muito cuidado,

especialmente se não tiver um capacete,

porque poderia haver uma folha.

Poderia haver um cipó.

Poderia haver algo que parece uma batata, sabe,

pendurada em algum lugar.

E você vai querer…

ou uma fruta.

Você acha que pode comer.

E pode pensar que pode colher.

E se não sabe o que é, é melhor ter cuidado.

Porque algumas delas são como granadas,

e vão explodir.

Com veneno?

Elas são venenosas?

Apenas chegando perto.

Como eu disse, elas têm sensibilidade.

Essas coisas têm pequenos pelos ciliares por toda parte.

E elas têm uma sensibilidade.

E elas podem captar seu campo eletromagnético.

E atacar você.

Exato.

Ela explodiria, liberaria um gás e seria o seu fim.

Nossa…

Então elas têm um gás venenoso.

Elas são venenosas para comer.

O quanto essas coisas são perigosas?

Elas estão por toda parte lá embaixo.

Bem, não, há coisas boas.

Há boas plantas medicinais.

Como você sabe?

Bem, estamos tentando compilar um banco de dados aos poucos.

E perdemos pessoas enquanto fazemos isso.

É uma aventura bastante extrema.

Não é apenas diversão e brincadeiras.

É algo muito sério.

Porque um passo errado, e então alguém é…

a missão é quase cancelada.

Eu concordaria.

Sabe, temos que ter muito cuidado com cada coisinha.

Mesmo uma folha de grama, que você não conhece,

pode ser um sumidouro.

Bem, vamos voltar às plantas psicoativas novamente.

O que são exatamente?

Bem, plantas psicoativas,

se você as respirasse ou as comesse,

elas fariam você alucinar.

Temos isso aqui na superfície.

Exato.

Bem, é a mesma coisa lá embaixo.

Existem diferentes tipos de fungos que estão lá embaixo.

Há cogumelos lá também,

assim como temos cogumelos aqui em cima.

É preciso ter cuidado com os quais você come.

Sim, e em quais você pisa.

É o mesmo tipo de situação lá embaixo.

São apenas espécies diferentes.

Muitas espécies diferentes.

Mas elas parecem mais extremas.

Elas são muito extremas.

Mas eles estudaram esses diferentes tipos de plantas

que têm capacidades psicoativas.

E é muito parecido com as coisas

que temos aqui na superfície.

Bem, a planta que estava puxando a botânica…

Sim.

Se ela tivesse uma faca e esfaqueasse o tentáculo,

a planta reagiria a ela, quase como se doesse,

e a soltaria?

Ou o que aconteceria?

Essa planta com certeza não faria isso,

porque nós a esfaqueávamos e…

Nada aconteceu.

Ela continuou nos atacando.

Então, com certeza venceria.

Então ela não recuou.

Continuou atacando vocês?

Sim, é isso o que ela faz.

Não tinha como essa planta consciente desistir,

porque é isso o que ela faz.

É como pular em um poço com jacarés.

E, sabe, você está pedindo por isso.

Sim.

Então, essa coisa não estava parando.

E ela não teve tempo suficiente para pegar sua faca.

Foi muito rápido.

E deixou marcas no chão onde ela estava tentando fugir.

Mas, felizmente, estávamos todos a uns 100 metros dela,

então fomos correndo.

E começamos a cortar os tentáculos dessa planta.

A aspirina vem da casca do salgueiro, na superfície.

É assim que obtêm a aspirina, do salgueiro.

Há coisas assim na Terra Interior?

Talvez haja uma cura para o câncer lá embaixo?

Com certeza.

Eu acho que muitos produtos farmacêuticos

surgiram da engenharia reversa

de amostras que vieram da Terra Interior.

Conhecemos muitas plantas assim lá embaixo.

Que não temos na superfície.

Que não temos na superfície,

que são excelentes para efeitos antimicrobianos.

E também descobriram plantas lá embaixo

que destroem tumores e câncer,

e fazem muitas coisas positivas.

Mas estão todas interligadas também,

o que é outra coisa interessante que tem sido feita,

interligar as plantas, como você disse,

com eletrodos e coisas estranhas assim,

e enviar sondas especiais de profundidade,

que perfuram o chão

e medem as frequências das plantas na área.

Emery, você disse em programas anteriores

que também havia uma presença extraterrestre

na Terra Interior, que fomos visitados,

que há naves lá.

Será que trouxeram seus próprios tipos de plantas e vegetação?

Claro.

Eu acredito que muitas dessas biosferas subterrâneas da Terra

foram semeadas pela vida extraterrestre.

Porque encontramos partes de dispositivos extraterrestres,

diferentes tipos de tabuletas e escritos.

Vimos entalhes nas paredes de pedra

que não foram feitos com uma faca,

mas talvez como um laser, ou algo assim.

Essas plantas carnívoras

poderiam ser plantas extraterrestres?

Sim, elas provavelmente foram colocadas em torno de uma área

que precisava ser protegida, eu estava pensando.

Se eu tivesse um castelo,

eu colocaria essas coisas em volta dele.

Que se dane os jacarés.

Sim, mas elas iriam atrás de você também um dia.

Bem, talvez não.

É preciso estar a 15 metros de distância de cada uma delas.

Talvez não.

Talvez se tivesse o DNA delas, elas não tocariam em você.

Elas poderiam raciocinar?

Elas raciocinam?

Bem, foi provado várias vezes nos laboratórios nos quais trabalhei,

que se você tem o mesmo DNA de um ET, planta ou animal

que é agressivo, ele não atacará você.

Você estudou essas plantas?

Você as dissecou e coisas assim?

Sim, eu fiz parte disso.

Você viu algo incomum?

O que você encontrou?

Bem, o mais incomum ficava dentro,

elas tinham veias e artérias.

Como nós?

Sim.

E havia leite.

Era uma substância leitosa, pura e branca.

E estava repleta de células, como as nossas células,

como os nossos glóbulos vermelhos.

Como as nossas células sanguíneas.

Mas eu não fiz parte da equipe que examinou

a substância leitosa.

Eu estava lá para extrai-la.

O que parece quase como sangue de uma planta.

Parecia.

Parecia que estava sangrando.

Essas coisas são comestíveis?

Sim, muitas plantas foram trazidas e…

através do conhecimento de extraterrestres…

e ao analisar a densidade de nutrientes…

Muitos testes são feitos em diferentes frutas

e coisas legais.

Mas você comeu algumas delas.

Eu comi algumas coisas.

Você já ficou doente?

Não, não.

Não.

Foi como um super alimento?

Bem, havia uma que chamavam de bocado.

E era ovoide, como uma pequena melancia

Tinha gosto de uma mistura de mirtilo com melancia.

O sabor é bom.

Sim, chamamos de bocado.

Bocado?

Sim, chamamos de bocado.

E parecia um enorme…

como se chama…

Tinha o tamanho de um ovo de avestruz.

Certo.

E é azul.

E tem gosto de melancia e mirtilos misturados.

E tem uma casca, como uma pele muito fina.

Sabor interessante.

E assim que você o abre,

há muita polpa,

com um ótimo cheiro, como uma rosa.

E tem um gosto bom.

Tem um gosto incrível.

Você já comeu uma planta da Terra Interior

que não tinha um gosto bom?

Não.

Não.

Nada.

Existem tipos de vegetais.

Existem tipos de frutas que você…

Há cerejeiras e coisas assim?

Sim, há árvores com frutas,

de diferentes tamanhos e tipos.

E, claro, há frutas venenosas.

Bem, isso é verdade.

Você tem que ter cuidado com o que come.

Conseguimos pegar algumas dessas plantas,

plantá-las na superfície e replicá-las?

Bem, eles têm uma enorme instalação subterrânea

onde apenas fazem isso.

E não…

Subterrânea.

Sim, em uma instalação militar.

Bem, não militar…

Você quer dizer como em um bunker subterrâneo?

Bem, não, estou falando em nossas instalações

onde eu trabalhei.

Certo.

Eles têm áreas enormes onde apenas cultivam coisas

da Terra Interior ou da Terra Média.

E têm isso até na cantina,

onde podem imprimir uma fruta extraterrestre,

ou uma fruta da Terra Interior.

Por que não a cultivam na superfície?

Eles têm medo de contaminação?

Bem, se olhar com atenção,

há muita hibridização acontecendo.

Eles começaram a misturar as coisas.

Agora vemos o broccolini.

Há muitas coisas diferentes.

Estão misturando brócolis com couve-flor.

Diferentes vegetais estão surgindo,

e eles estão combinando os genes,

e criando um novo tipo de semente,

como uma melancia sem sementes.

Como se faz isso?

Está bem?

Então, já temos a capacidade de cruzar vegetais e frutas.

E hibridação de frutas e legumes sempre foi feita.

E estão fazendo isso agora.

E acredito que talvez estejam juntando

algumas dessas coisas do subsolo

com os vegetais que vejo recentemente no mercado.

Você pode estar certo.

Você pode estar absolutamente certo.

E, também, pode haver razões farmacêuticas

por manter tudo isso em segredo.

Talvez existam curas para doenças incríveis

lá embaixo, Emery.

E a indústria farmacêutica não quer que saibamos disso.

Isso é possível?

Bem, quem nos paga para fazer isso?

Esses projetos compartimentados são pagos

pela indústria farmacêutica…

Sério?

…e são pagos por outras corporações.

Organizações e entidades.

As grandes corporações.

E elas querem os segredos.

Sim, é claro que elas querem os segredos.

E temos equipes especiais que vão lá.

Descobrimos mais tarde que o financiamento para isso

vem dessas gigantescas corporações megalíticas.

Além da fruta que você comeu,

que você disse que era muito boa,

você comeu mais alguma coisa, nozes, qualquer coisa assim?

Sim, havia uma coisa incrível parecida com uma noz.

Era uma semente.

Era uma noz grande.

Mas era tecida por dentro.

Havia uma trama intricada dentro.

E só pegava pedaços dela?

Sim, você poderia comer inteira.

Mas o interior é o melhor, com uma trama fina.

Parecia uma bela obra de arte.

Isso me lembrou de alguém entalhando algo

e depois pendurando como um ornamento.

E você só tira um pedaço?

Sim, você tira um pedaço e come.

Qual era o gosto?

Tinha gosto de pistache.

Sério?

Sim.

E outra coisa foi que, quando analisamos esse alimento

e aplicamos testes de densidade de nutrientes e outras coisas,

descobrimos que tinha mais nutrientes

do que um equivalente da superfície da Terra.

Entendi.

Tinha muito mais proteína e coisas assim.

Era um alimento extraterrestre.

E tinha um maior grau de biodisponibilidade

de qualquer que seja esse nutriente.

Então era 10 a 100 vezes mais nutritivo

em um pacote de menor densidade.

Isso é fascinante.

Então eu acho que há muitos benefícios médicos

dessas frutas, nozes e coisas assim para os humanos.

E tenho certeza que a indústria farmacêutica sabe disso.

Claro.

E eles provavelmente não querem isso divulgado,

porque isso nos deixará saudáveis demais.

Qual a possibilidade de que tenhamos sido contaminados

do espaço sideral…

na superfície, por exemplo,

com vegetação, sementes,

que, de alguma forma, eles explodiram aqui

em um meteoro ou algo assim?

É possível?

Bem, sim.

Quero dizer, é daí que eu acredito

que os cogumelos e fungos vieram.

Eu acredito que muitas plantas e coisas assim

caíram aqui do espaço sideral,

ou foram semeadas aqui a partir do espaço.

Boas ou ruins?

Ambas, boas e ruins.

A verdade é que, sim, isso com certeza aconteceu.

E, às vezes, quando recolhemos detritos espaciais

e os trazemos de volta,

eles passam por um processo especial.

De contaminação?

De descontaminação.

Mas não descontaminamos na verdade.

Não queremos matar nada que esteja nele.

Nós apenas lavamos.

Vocês querem isso.

E salvamos o que vem…

Vamos apenas dizer que salvamos o que desce pelo ralo.

E então examinamos sob um microscópio.

Então dizemos: Olhe essa nova célula.

O que é essa célula?

Qual é a estrutura de DNA dessa célula?

Isso é bom?

Isso é ruim?

De onde isso veio?

Estava no espaço, pelo amor de Deus.

Então vocês vêm estudando isso há muito tempo.

Sim.

Existem diretrizes estabelecidas

para vocês saberem exatamente o que fazer e o que não fazer?

Minha nossa, há tantas diretrizes e tantos protocolos.

É uma equipe organizada do tipo militar,

ou uma equipe organizada científica,

que precisa seguir protocolos especiais para segurança.

Porque você poderia trazer algo…

Poderia ser como no filme ”O Enigma de Andrômeda”.

Quando você volta, a primeira coisa que fazem

é nos colocar em uma grande câmera selada de pulverização,

como se vê nos filmes,

com as pessoas que foram contaminadas com radiação.

E então…

Pulverizam você.

E então temos que ficar sentados por oito horas

em outra câmara, onde nos monitoram.

Só para ter certeza de que você está limpo.

E então precisam escanear os corpos de cada um de nós,

antes mesmo de deixarmos a câmara,

para ter certeza de que não estamos…

de que não trouxemos nada para dentro.

E você?

Você já ficou muito doente?

Não, não.

Eu tive vertigem algumas vezes.

Mas, sabe, nada sério.

Qual diria que foi a vegetação mais espetacular

que você viu na Terra Interior?

Seria aquela planta carnívora?

Sim, isso foi muito…

Foi isso.

Foi isso.

Eu nunca vi algo tão inteligente.

E poderia captar seu campo eletromagnético.

Fazendo uma retrospectiva,

ela agiu como se tivesse um cérebro?

Estava consciente.

E era óbvio que sabia que você estava lá.

Bem, isso te diz algo.

Eu conversei com ela?

Não, eu não conversei.

Mas se pudesse falar, as histórias que contaria.

Provavelmente.

4,5 metros de largura?

Sim.

É enorme!

É metade desse estúdio.

Realmente.

E os ramos eram a coisa mais incrível.

Porque você nunca pensaria que poderiam se estender.

Eles se enrolavam?

Quero dizer… como eles…

Não, eles na verdade apenas se estendem.

É mais como um cone.

E apenas sai disso?

Sai direto disso.

E depois voltam também?

E tem pequenas protuberâncias nele.

E parece com pequenos…

Agarra você.

É como ter impressões digitais.

Elas são ventosas?

Não.

Não, não era assim.

Como eu disse, eram apenas protuberâncias para agarrar.

E algumas tinham um centro vermelho.

Era verde por fora, mas vermelho por dentro.

Então, se girasse essa coisa e olhasse em volta dela,

a cor mudava.

E sobre os outros gases que algumas dessas plantas emitiam?

Você disse que uma tinha um gás venenoso,

se chegasse perto demais, dispararia em você.

Que outras coisas havia lá assim?

Bem, havia muitas plantas que pareciam flores normais, digamos,

algumas que pareciam girassóis gigantes

que exalavam um certo odor.

E apenas o odor o deixaria inconsciente, se passasse…

Derrubaria você na hora?

Derrubaria você na hora.

Nossa!

Sim.

Mas não era carnívora.

Não o devoraria.

Não.

Eu acho que era auto…

Ela te derruba, então te devora.

Bem, não.

Não fazia isso.

Ela te derrubaria.

Mas eu acho que era um mecanismo de autodefesa,

criado para proteger sua área de sobrevivência.

E havia o cipó do qual eu falava com você.

Elas têm coisas nelas, sabe.

E se chegasse muito perto,

elas explodiriam e exalariam um gás horrível.

E você seria derrubado.

Caramba!

Então, percorrer qualquer lugar na selva, ou na floresta,

ou mesmo no deserto,

era muito perigoso.

Você poderia ver uma pequena folha de grama.

E se abaixar para cheirar.

E se abaixar.

E embaixo, há uma criatura de quase 10 metros.

Sim.

Sabe?

E há sensores especiais de movimento em nossos trajes

e que também estão nos cachorros,

então, se algo começar a se mover em algum lugar,

especialmente no chão,

essas coisas disparam e localizam imediatamente no nosso mapa.

Apenas para protegê-lo.

Para assim sabermos:

Pode haver algo subterrâneo por aqui.

Nós encontramos uma planta incrível.

Era tão linda.

E não pensamos que fosse uma planta,

porque parecia um cristal.

Como um cristal que veríamos aqui, certo?

Sim… bem, não, com galhos e folhas.

E quando olha para elas, são todos cristais.

Mas era uma planta?

Mas era uma planta.

Mas tinha um caule.

E não tinha flores ou qualquer coisa assim,

mas cristais com cores lindas.

Estava, literalmente, crescendo cristais.

Crescendo cristais, mas ainda tinha um caule,

e ainda tinha células vegetais.

Mas apenas o lado de fora da planta era de cristal.

Talvez a planta emanasse uma seiva.

Indagávamos o que poderia ser,

porque eu não fazia parte do projeto

quando a trouxeram para descobrir.

Mas era muito linda.

E descobrimos que não era venenosa.

Era um lindo arbusto.

Por que acha que as plantas da Terra Interior

são tão diferentes das plantas da superfície?

É uma ótima pergunta.

Porque tem a ver com o conteúdo mineral da Terra Interior.

É diferente.

Existem substâncias químicas diferentes lá.

Entendi.

Existem minerais diferentes.

Existem estruturas cristalinas diferentes

que estão no subsolo de lá, que ajudam com energia positiva

para mudar as plantas, fazer as plantas parecerem diferentes,

para fazê-las ter um sabor diferente, que as fazem crescer diferente.

Porque os cristais estão vivos.

Nós mesmos somos uma estrutura cristalina.

O que é nosso DNA em uma pequena escala?

Nós somos de cristal.

Então é legal ver todas essas coisas bacanas lá embaixo

e compreender que…

Nossa, eles têm um fertilizante muito bom

que espalham nesse lugar.

Sabe de algo proveniente da engenharia reversa dessas plantas?

Bem, a maioria dos produtos farmacêuticos é à base de plantas,

ou o que chamamos de feito de forma recombinante.

E isso significa pegar as plantas e,

como na antiga medicina chinesa,

amassá-las e misturá-las para se fazer chás

e ver se ajuda em algo.

Mas fizemos isso com essas plantas.

Fizemos isso com essas plantas,

ou partes da planta.

Muitos avanços não só ocorrem na indústria farmacêutica,

mas nos materiais de outras origens extraterrestres

e da Terra Interior.

Então, isso lhe diz que, talvez, os trajes que estamos vestindo

poderia ter algo a ver com o tecido de uma folha.

Kevlar.

Sim.

Talvez.

Talvez.

E como a folha à prova de balas que nós adquirimos,

descobrimos outro tipo incrível de folha

que era resistente aos raios UV.

É uma folha iridescente que a luz não consegue atravessar,

nem a luz mais brilhante do mundo.

Fazer óculos escuros a partir dessa coisa, não?

Bem, não daria para fazer,

porque não dá para ver através dela.

Era muito espessa.

Era muito espessa, tudo bem.

Surgiram com uma nova tinta agora.

É chamada de…

Eu só vou dizer que é super preta.

E quando se aplica essa tinta preta,

ou quando o sol brilha, ela absorve.

Você não consegue ver.

Muitas dessas tecnologias surgiram

a partir dos avanços de trazer essas plantas

para a superfície da Terra.

Mas algumas dessas tecnologias vieram dos ETs também, não?

Com certeza vieram.

As tecnologias feitas com plantas extraterrestres são diferentes?

Bem, eu acho que também são uma hibridização.

Sabe, plantas se misturam, ocorre interpolinização.

Então a resposta para isso é sim, sim e sim.

Porque elas vieram de algum lugar, da Terra Interior,

ou de outro planeta.

Foram alteradas geneticamente.

Alteradas geneticamente várias e várias vezes.

Então, é um processo contínuo das plantas vindas de toda parte.

Elas foram semeadas aqui,

assim como nós fomos semeados aqui.

Emery, como nos beneficiamos de todas essas plantas incríveis,

que vieram de tecnologia extraterrestre,

ou que faziam parte da Terra Interior?

Veja todos os novos produtos farmacêuticos sendo lançados.

Veja como estão investigando e aprovando plantas

que não foram aprovadas antes, como a maconha.

Todas essas coisas têm ligação com a Terra Interior

e um tipo de flora extraterrestre.

Já estão admitindo, no Oregon,

que vão começar a aprovar a psilocibina dos cogumelos.

Isso mesmo.

E isso é um fungo extraterrestre.

Então, estamos nos beneficiando delas,

porque todos agora estão tentando entrar nisso

e testar essas coisas do modo correto,

criando documentação,

obtendo pacientes, em vez de apenas dizer:

Bem, não podemos usar isso, não podemos usar aquilo.

Mas como sabemos que a tecnologia extraterrestre

e as plantas da Terra Interior

estão trabalhando para nos ajudar?

Você tem alguma informação privilegiada sobre isso?

Bem, eu só sei que os ETs semearam a Terra

com muitas plantas há muito tempo.

Para nos ajudar.

Para nos ajudar.

Isso foi comprovado em mais de 3.000 anos

de fitoterapia chinesa.

E é isso que tento mostrar a todos,

se livrar da indústria farmacêutica, que são só produtos químicos.

Porque, na verdade, eles só pegaram as mesmas plantas

que os chineses usavam no remédio para tosse,

então acrescentaram um monte de produtos químicos

para vendê-lo na prateleira da farmácia.

E não precisamos de nenhum material extra,

o que nos deixa apáticos.

Isso nos deixa ainda mais doentes.

Sabe, quando eu falei com os figurões da indústria farmacêutica,

certa vez eu disse:

Bem, o que vocês precisam fazer

é ter um farmacêutico em todas as farmácias.

Porque se você é tão consciente de que o corpo…

se ele tivesse uma escolha…

Você não tem escolha.

Você tem que tomar esse comprimido.

Porque é o único comprimido que você pode tomar.

Mas se pudesse escolher tomar esse comprimido

ou esse comprimido natural…

Escolha o natural.

…seu corpo e a planta dentro dele irá se comunicar com você,

e você escolherá o certo.

E eles vão fazer isso,

pois vão começar a cobrar 1% a mais.

Emery, obrigado por participar do ”Revelação Cósmica”.

Obrigado por me receber, George.

Sou George Noory.

E obrigado por assistir ”Revelação Cósmica”.

Fim da 13.ª temporada

REVELAÇÃO CÓSMICA – POR DENTRO DO PROGRAMA ESPACIAL SECRETO

Disclaimer: Os artigos são escritos em português do (Brasil ou de Portugal) ou numa mistura de ambos.
Este site publica artigos próprios e de outros informantes no qual se limita a publicá-los: isto quer dizer que pode não concordar com os mesmos. Você deve usar a sua intuição com aquilo que ressoa ou não consigo.

Partilhar:

0 0 votes
Article Rating
Subscribe
Notify of

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

5 Comentários
Most Voted
Newest Oldest
Inline Feedbacks
View all comments