Notícias

A Igreja Católica gastou 10,6 milhões de dólares para fazer lobby contra a legislação que beneficiaria as crianças vítimas de abuso sexual

Partilhar no Facebook

Nota introdutória: o papa mudou recentemente Mateus 6:13 de “Não nos deixeis cair em tentação” para “Não vamos cair em tentação”. Agora tudo faz sentido porque ele decidiu fazer aquela estranha mudança naquele momento. A verdade é que a igreja Católica apoia abertamente a pedofilia. De onde vieram estes 10 milhões de dólares? Estas pessoas estão a fazer coisas más enquanto usam a religião como disfarce. As pessoas perderão ainda mais fé por causa das suas más acções. A justiça está a chegar! Quando se der O Evento, tudo acabará!

vamos ao artigo desta semana que foi divulgada pela CBSNEWS (Estados Unidos) e pelos vistos a mídia tanto de Portugal bem como do Brasil, nada divulgou até ao momento e quando divulgam, é sempre com pouco destaque:

https://www.cbsnews.com/catholic-church-scandal-spent-10-million-child-sex-abuse-vicims/

Um novo relatório divulgado na terça-feira revela que, nos últimos oito anos, a Igreja Católica gastou 10,6 milhões de dólares no Nordeste dos Estados Unidos para combater a legislação que ajudaria as vítimas de abuso sexual contra o clero a buscar justiça.

O advogado Gerald Williams, sócio da Williams Cedar, um dos quatro escritórios de advocacia que encomendaram o relatório conjuntamente, diz: “representamos centenas de pessoas, que foram verdadeiramente vitimas do membros do clero na Igreja Católica. Ouvimos falar muito sobre o desejo da igreja de ser responsável e virar uma nova página. Mas quando nos voltamos para a forma em que mais podemos ajudar as pessoas e em que mais justiça podemos obter – os tribunais de justiça – a igreja tem estado a bloquear os seus esforços”. Isto é uma verdadeira frsutração!

Por exemplo, em Nova Iorque, a Igreja Católica gastou 3.000.000 de dólares fazendo lobby contra a Lei das Vítimas Infantis, que o governador Andrew Cuomo finalmente assinou em 14 de fevereiro de 2019. A lei dá aos sobreviventes mais tempo para procurarem justiça contra os seus agressores, aumentando a idade em que as vítimas podem processar de 23 para 55 anos.

Pedofilia ~ 1670 padres alemães abusaram de 3600 crianças entre 1946 e 2014

Da mesma forma, na Pensilvânia – onde em 2018 um grande júri relatou provas detalhadas de mais de 300 padres credivelmente acusados de abuso sexual de mais de 1.000 crianças – a Igreja Católica gastou 5.322.979 dólares em fazer lobbying para manter em vigor restrições ao estatuto de limitações em que as vítimas podem procurar acusações penais ou civis contra os seus agressores.

Investigação acusa 300 padres de pedofilia nos EUA, com mais de mil vítimas

O encaminhamento de uma fatia tão grande de dinheiro para o braço de pressão da Igreja, o Grupo de Política da Conferência Católica, com a intenção de combater as reformas que beneficiariam as vítimas de abusos sexuais, parece ser directamente contrário às recentes declarações que a Igreja fez publicamente, prometendo assumir a responsabilidade.

Em agosto de 2018, o próprio Papa Francisco disse: “A dor das vítimas e de suas famílias é também nossa dor, e por isso é urgente que reafirmemos mais uma vez nosso compromisso de garantir a proteção dos menores e dos adultos vulneráveis”.

Sobrevivendo ao Choque do Evento ~ Ruptura por Compressão

No entanto, de acordo com o relatório, “CHURCH INFLUENCING STATE: Como a Igreja Católica Gastou Milhões Contra Sobreviventes do Abuso do Clero”, a Igreja Católica não só continuou a investir no lobby contra os interesses das vítimas, como seus investimentos nesta área aumentaram ao longo dos anos.

A igreja está contra as vítimas de abuso sexual

“Eles fazem muitas declarações positivas, mas quando a Igreja literalmente coloca seu dinheiro onde está sua boca, está no lado da autoproteção e não da ajuda aos sobreviventes”, disse Williams à CBS News. “Acredito que a igreja tem um longo caminho a percorrer para mostrar que está ao lado dos sobreviventes. Acredito que estes dados indicam que não está com os sobreviventes, que na verdade está contra os sobreviventes.”

Os dados do relatório baseiam-se inteiramente em registos públicos nos estados individuais de Connecticut, Maine, Massachusetts, New Hampshire, New Jersey, New Jersey, New York, Pennsylvania e Rhode Island. E Williams acredita que é “provável” que pelo menos parte do dinheiro usado pela Igreja Católica para combater a extensão do estatuto de limitações para os sobreviventes tenha vindo das coletas dominicais dos fiéis.

“É difícil para nós saber apenas pelos números brutos, mas é provável”, diz ele. “Não podemos dizer ao certo de onde vem o dinheiro. Só podemos dizer que é muito dinheiro que poderia ser gasto para fins mais construtivos.”
Todas as emendas propostas detalhadas no relatório iriam beneficiar todas as vítimas de abuso sexual de crianças, não apenas as vítimas de abuso nas mãos da Igreja. E, no entanto, mais de 10 milhões de dólares do dinheiro da Igreja Católica foram agora para a luta contra o estatuto de extensão da limitação para essas vítimas, também.

QAnon revela conexão entre Vaticano, família Rothschild e os Reptilianos

“Espero, francamente, que os católicos que se depararem com esta reportagem retirem dela a mesma coisa que eu retiro dela, como uma pessoa nascida e criada católica”, disse Williams à CBS News. “Tive 16 anos de educação católica. O catolicismo ensina muitos valores importantes e nobres, mas a instituição tem realmente agido de forma a contradizer esses valores. Então, o que eu retiro disto são realmente duas emoções: tristeza e raiva. A tristeza é um pouco mais forte do que a raiva. Mas talvez se os próprios católicos se zangarem com isso, então talvez a própria instituição mude… Só tem que mudar. E isso tem de começar com os membros da igreja.”

No momento da publicação deste artigo, nem a Conferência dos Bispos Católicos dos Estados Unidos, nem a Arquidiocese de Nova York haviam respondido ao pedido de comentários da CBS News.

Fiona Barnett ~ Pedofilia; rituais com assassinato; projeto MKULTRA; adrenocromo

 

 

Partilhar no Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.