revelação cósmica temporada 13

S13E04 Avanços Modernos Provenientes da Tecnologia Extraterrestre

Partilhar:

Neste episódio, Emery Smith descobre que a pessoa (ser extraterrestre) que tinha a nave, criou a nave a partir do próprio DNA. E descobrimos mais tarde que estavam formando essas naves por frequência… Muitas naves, creio, são na verdade extraterrestres. Elas são os extraterrestres. Essas naves estão conscientes. Elas têm uma consciência própria (são o futuro de nós).
…Há médicos incríveis desenvolvendo proteínas anti-envelhecimento ou regenerativas que levarão pelo menos 20 anos para chegar ao público, o que é ridículo, pois são todas naturais…
…Quando autorizarem poderemos fazer energia de ponto zero, energia infinita e gratuita… (overunity)

S13E04 Avanços Modernos Provenientes da Tecnologia Extraterrestre (Revelação Cósmica ~ Emery Smith)
S13E04 Modern Advances from E.T.Tech (Cosmic Disclosure)

Assista ao episódio clicando no link abaixo, usando o browser chrome (watch the episode by clicking on the link below, using the chrome browser):
https://drive.google.com/open?id=17lB_lvLDEKxnTTUscUCSAPXbPbuLCQoF

Se der erro, use o browser chrome em modo anónimo (teclando Ctrl + Shift + n) no PC e se necessário, antes tem de fazer logout do seu gmail. Se ainda não conseguir, aceda a partir de outro PC. Alerta-se que os episódios têm sido retirados da internet, portanto se detetar que o episódio foi denunciado, faça um comentário para indicarmos outro link.

episódio legendado para português do Brasil (para quem não deseja assistir ao vídeo):

REVELAÇÃO CÓSMICA – POR DENTRO DO PROGRAMA ESPACIAL SECRETO. George Noory: Em “Revelação Cósmica”, ouvimos sobre todos os tipos de diferentes tecnologias extraterrestres do nosso amigo Emery Smith. Mas, hoje, ele vai conversar conosco sobre diferentes tipos de dispositivos extraterrestres. Emery, bem-vindo de volta.

Emery Smith: Obrigado por me receber, George Noory.

Quando eu ouço ”dispositivos extraterrestres”, penso em “Star Trek” e na varinha que o doutor tinha. Do que estamos falando aqui? Emery Smith: Bem, isso faz parte de um dispositivo de frequência que realmente chegou ao uso público civil. Chama-se energia cosmódica Scenar. E o que ele faz, como uma máquina Rife, é usar frequência para equilibrar as células e também comunicar com células para irem a uma área do corpo para consertar uma área, curar um osso e coisas assim. Então, isso é muito do material de engenharia reversa que foi descoberto muitos, muitos, muitos anos atrás e foi aperfeiçoado hoje e tornado público.

Que outros dispositivos você testemunhou? Emery Smith: Bem, o mais fascinante que foi descoberto, e que eu tenho fascínio, são os tipos de materiais que recuperamos desses locais. E esses materiais, mais tarde, acabaram sendo usados como fibra de carbono e coisas para fazer coletes à prova de bala.

Mas como você os recupera desses locais? Locais de queda? Emery Smith: Sim, de locais de queda. Fizemos parte de algumas equipes de recuperação por razões médicas. Mas também há outras coisas, claro, que existem nesses locais, como metais líquidos e diferentes tipos de substâncias e produtos químicos que simplesmente não temos aqui na Terra. E são todos usados também em tecnologia extraterrestre. Eles também têm ferramentas. As coisas simplesmente não flutuam no ar. Eles têm ferramentas especiais que são principalmente energéticas, e é isso que é interessante. Você pode ver algo que parece apenas como uma rocha ovoide que pode encontrar em uma caminhada, mas não é nada disso. Na verdade, é um dispositivo que emite uma energia que pode consertar sua nave, digamos. Eles também usam muitos cristais a bordo das naves.

Eu já ouvi sobre isso. Emery Smith: O que é muito interessante também. Então, essas coisas são pegas e fazem engenharia reversa em muitos, muitos, muitos tipos diferentes de coisas.

Eles são os mesmos tipos de cristais que temos atualmente neste planeta? Emery Smith: Eles são muito parecidos, mas parecem que foram criados em laboratório, porque eram muito brilhantes e tinham cortes muito diferentes, ao contrário do que vemos aqui. Claro, as cores eram extraordinárias, diferentes de quaisquer outros cristais que eu vi aqui na Terra. E alguns têm mais de 3 metros de comprimento, retangulares, e são como o piso das naves. E descem, como um triângulo invertido. É uma fonte de energia e é como um disco rígido. Então, é possível gravar neles, e podem alimentar as naves, como descobriram. E eles emitem diferentes tipos de frequências. E, de certa forma, está vivo em seu próprio espectro. Apenas os cristais têm muitos recursos, dependendo para o que usa o cristal, que tipo de luz brilha através dele, que tipo de laser está gravando informações nele. Os cristais têm a capacidade de ser armas. E os cristais também têm a capacidade de curar. E os ETs obviamente sabem sobre cristais, porque muito da tecnologia deles possuem cristais. Veja os nossos televisores, as primeiras TVs, veja os nossos rádios. Digo, eles têm um cristal de transistor.

Então, como sabemos disso? Emery Smith: Quando você ouve a palavra e frase ”tecnologias inteligentes”.

o que isso significa para você? Emery Smith: Bem, para mim é tecnologia auxiliada por consciência.

O que é isso? Emery Smith: Porque a maioria de todas as coisas deles, seja uma ferramenta, uma arma ou uma nave, tudo é auxiliado por consciência. Então, através da telepatia, pode ativar alguma coisa, ou através da impressão bio-idêntica da composição genética daquele extraterrestre, o objeto aciona.

Como se pudesse ligar seu carro com a consciência, se estivesse conectado da forma certa. Emery Smith: Exato ou captar a frequência energética do seu DNA, porque todos têm uma frequência diferente de DNA, como uma impressão digital. E o DNA energético de todos está agora gravado no planeta, basicamente. Então, identifica a única pessoa a quem a nave pertence, e somente a pessoa com a frequência registrada pode voar com a nave.

Quais outras tecnologias inteligentes eles têm? Emery Smith: Bem, como eu disse, algumas das mais impressionantes eram todas auxiliadas por consciência. E a razão pela qual eu fui levado a alguns desses projetos foi porque, quando eu trabalhava com algumas amostras de tecido, devo dizer, isso tinha relação com uma nave que eu nem sabia que eles tinham no mesmo, vamos dizer, setor onde eu trabalhava. E eles queriam que eu recolhesse amostras da nave. E nesse momento, eu não faço perguntas. Fui escoltado até um hangar enorme e lá estava a nave, e a nave parecia feita de carne. E a nave, obviamente, estava viva. Extraí amostras da nave e as comparei com a amostra de tecido que eu tinha, e era exatamente o mesmo DNA. Então, o que eu descubro é que a pessoa que tinha a nave, criou a nave a partir do próprio DNA. E descobrimos mais tarde que estavam formando essas naves por frequência. E isso significa que é sempre som antes da forma. Então você pode criar qualquer coisa no espaço usando frequência e a constituição genética do DNA. Então, essa foi uma das coisas mais impressionantes que testemunhei na minha vida. E também havia compartimentos na nave. E a nave tinha ferramentas em seu interior. Eu diria que pareciam ferramentas, de formas bem estranhas, mas de aspecto orgânico. Tudo sempre parecia um tipo de rocha ou pedra. Mas se aplicar uma impedância elétrica nela, utilizando o tecido, ela faria alguma coisa.

O que ela faria? Emery Smith: Bem, poderia emitir uma luz, poderia explodir. Não sabemos. Então, essas coisas foram levadas para um lugar muito seguro, selado a vácuo, blindado.

Então você não sabia para que equipamento era usado? Emery Smith: Não, mas testávamos em contêineres especiais antibomba, que podem protegê-lo caso explodisse ou fizesse algo que nos machucasse. E faziam medições com diferentes sensores nessa unidade, esse tipo especial. Parecia uma enorme câmara hiperbárica, uma coisa oval enorme, com pequenas escotilhas de vidro. E você usava braços robóticos do lado de fora e coisas para…

Como colocar as mãos nelas, assim? Emery Smith: Bem, não, você não coloca suas mãos dentro. Você opera de fora do contêiner. E é como o que fazem hoje com cirurgia, se já ouviu falar sobre…

Cirurgia robótica. Emery Smith: …cirurgia robótica. Pode ser um cirurgião.

Fazer uma incisão, suturar. Emery Smith: Exato. E você pode estar aqui nos Estados Unidos operando em alguém em Dubai.

Sim. É eletrônica. Emery Smith: Era desse jeito, mas fazíamos de forma protegida. E alguns desses dispositivos emitiam uma luz brilhante, mas não sabíamos o que era. Mas o interessante era que tudo tinha relação com fótons, era relacionado à luz. E essas naves, como muitos veem no ar, emitem luzes coloridas do arco-íris interessantes. E muitos desses instrumentos e coisas que estavam nessas naves fariam a mesma coisa quando ativadas com o DNA. Então essas coisas seriam dadas a diferentes compartimentos e estudadas durante muitos anos. E às vezes se não conseguíssemos descobrir, temos espiões em outros lugares, como o Vaticano, e outras áreas do planeta que fazem um trabalho semelhante.

Certo. Emery Smith: E quando sabemos que eles têm algo parecido com isso, fazemos uma troca, pois talvez já tenham descoberto. Então, seríamos mandados até lá para coletar outro espécime, ou ler os dados deles, o que já tinham sido treinados durante cinco ou dez anos, mesmo que tivesse acabado de entrar no nosso sistema. E isso era outra coisa incrível. Então, muitas dessas ferramentas que estavam lá eram na verdade chaves para certas coisas, para abrir certas coisas que descobriram. Algumas dessas coisas emitiam som quando as energizavam, o que era interessante. E havia pessoas especiais lá apenas para medir a luz e a frequência, cientistas. Isso é tudo que eles fazem. E eles comparam isso com outros bancos de dados de todo o planeta, o que era muito interessante. Mas eu nunca consegui pegar um dispositivo e utilizá-lo. Eu só consegui ver.

Bem, você é um especialista em tecidos, certo? Emery Smith: Sim.

Por que fizeram você se envolver com esses dispositivos? Emery Smith: Porque eu tinha que extrair tecido, geralmente de ambos. Os dispositivos não funcionarão a menos que o tecido da nave e o tecido da pessoa que tinha a nave estejam juntos. Então…

Sério? Emery Smith: Sim. E isso ativava essas coisas. E então descobrimos que a nave sozinha, quando pegamos um dos dispositivos, que sabíamos que eram inofensivos, mas não sabíamos o que faziam.

Certo. Emery Smith: Nós o tirávamos da nave e o levávamos para longe dela, e por usar o mesmo tecido, dentro de certa distância, ainda funcionava. Mas se fosse muito longe da nave, não seriam ativados. Então, havia um tipo de campo de energia que tentavam descobrir. O que é isso? Seria energia Bluetooth? É uma frequência? São fótons? Não víamos nada, mas, de alguma forma, a nave sabia que o equipamento agora estava longe, embora ainda estivesse operando geneticamente uma impedância elétrica através dele para as células ficarem ativas, que não funciona.

Em algum momento, Emery, esses dispositivos funcionavam por conta própria, ou começavam a fazer algo? Emery Smith: Com certeza. Alguns dispositivos começariam a curar a nave, caso a nave tivesse um corte nela. Então, imagine um monte de pedrinhas se juntando em uma área para tentar…

Emery Smith: Para consertar? Para consertar e funcionar por conta própria de forma não ameaçadora, com lindas luzes. Era um espetáculo incrível de luzes e frequência. E não fazíamos nada além de observar. Porque mesmo que a pessoa não esteja na nave, talvez essa seja a pessoa.

Poderia ser. Emery Smith: Entende o que digo?

Poderia ser. Emery Smith: E outro conceito sobre o qual não falo muito é que muitas naves, creio, são na verdade extraterrestres. Elas são os extraterrestres. Essas naves estão conscientes. Elas têm uma consciência própria. E quando sabe sobre a física do futuro das estruturas atômicas e como os átomos podem ser deslocados e rearranjados de muitas maneiras, como no teletransporte, quando fragmentam todo o seu corpo, e então o reestruturam em outro lugar. E isso já foi conquistado também. Bem, esses ETs que são milhões de anos mais avançados do que nós, obviamente podem fazer muito mais que isso. E as pessoas só pensam em um ET como uma entidade tridimensional. Mas eles não são, eles são corpos de luz que podem se manifestar em muitas coisas diferentes. E eu acredito que eles podem ser mesmo essas naves. Toda a nave age por conta própria sem uma pessoa visível ou ET dentro, e ela se conserta, desmaterializa e deixa a área, e ninguém sabe para onde foi ou o que fez, foi provavelmente uma das visões mais incríveis.

Bem diante dos seus olhos. Emery Smith: Puf… se foi. Apenas se desdobra em si, e uma pequena luz, e se foi.

Para onde foi? Emery Smith: Provavelmente pegou uma via interdimensional, provavelmente entrou em outra dimensão. E o interessante foi que isso aconteceu muitas vezes, descobri mais tarde, através dos projetos. Eu tive muita sorte de testemunhar algo assim. Então, para mim, isso é mais que… isso é uma extra-inteligência.

Que incrível. Emery Smith: E essa inteligência me fascina porque é isso que seremos um dia. E espero que cheguemos lá mais cedo do que tarde. E havia muitas pessoas nessas equipes. Não é como se eu fosse a única pessoa. Mas essa era a minha especialidade. Então, se vissem algo, talvez houvesse algo no chão ou no teto que parecia orgânico…

Era como se você investigasse a cena de um crime. Emery Smith: Isso mesmo. Era mais ou menos isso. É uma coisa forense. Entraríamos lá com os nossos trajes e usaríamos escadas e instrumentos comuns esterilizados para entender essas coisas. Pegávamos amostras, as guardávamos, as etiquetávamos e as levávamos de volta ao laboratório.

E o que acontecia? Emery Smith: E fazíamos testes.

Mas o que acontecia depois? Quem as confiscava? Emery Smith: O que eu acredito e cheguei à conclusão de que depois que descobrem o que são esses tecidos, que vibrações possuem, de que estruturas cristalinas o DNA é composto, eles utilizam essas coisas e as vendem para grandes empresas farmacêuticas e outras corporações, os dados. E eles farão versões sintéticas disso e transformarão em medicamentos, armas ou qualquer outra coisa. E é nisso que eu acredito.

Essas tecnologias são literalmente de outro mundo. Quando as veremos aplicadas para melhorar nossas vidas? Emery Smith: Bem, as vemos todos os dias. Quero dizer, todo dia tem algo lançado, como…

Mas não sabemos que a fonte é essa. Emery Smith: Certo. Não sabemos que a fonte é essa. Digo, acabaram de apresentar um material de diamante e grafeno que tem um milímetro de espessura e é à prova de balas. E eu falava recentemente sobre plantas que estávamos recuperando de lugares diferentes, de uma origem desconhecida, que eram finas e à prova de balas. E o engraçado é que criam novos nomes. Uma foi recentemente liberada ao público, e é um novo tecido incrível. É grafeno misturado com diamantes. E inventam um novo nome para essa nova substância, que já sei de onde a obtiveram.

Certo. Emery Smith: Então, quando você vê essas novas substâncias e esses novos materiais sendo divulgados, pode apostar seu último centavo de que com certeza isso passou por engenharia reversa ou veio de uma nave extraterrestre em que fizeram engenharia reversa.

Esse tipo de tecnologia nos foi dada ou nós a achamos? Emery Smith: Eu acredito, porque não tenho permissão de fazer muitas perguntas, mas à medida que você começa a se aprofundar, começa a ouvir um pouco mais dos superiores, e eles te informam algumas coisas. Eu acho que ETs derrubaram naves aqui intencionalmente para que as encontrássemos e nos ajudasse a evoluir um pouco mais rápido. Mas há muitas naves que, é claro, fomos nós que derrubamos. E há muitas naves no programa de recuperação espacial, como eu o chamo, que estão recolhendo lá em cima, porque há muitas coisas flutuando no espaço que eles trazem de volta, muitos instrumentos.

Em um episódio, eu falo sobre um dispositivo parecido com um arpão, com um braço ainda preso a ele.

t12e12 Recuperando Tecnologia Alienígena Antiga ~ Revelação Cósmica

Essas coisas são muito valiosas para as corporações aqui. E eles gostam de trazê-las de volta, eles gostam de testá-las, eles gostam de ver como o corpo interage com elas, o que responde à sua pergunta, é uma tecnologia auxiliada por consciência. Tem a ver com isso e também com a biologia daquela pessoa.

Você já viu um dispositivo e o usou para curar alguma coisa? Algo assim? Emery Smith: Sim. Na verdade, por estar perto de corpos extraterrestres e estar perto de naves extraterrestres, muitos cientistas que tinham câncer e outras doenças foram curados. Eu mesmo tinha uma doença séria.

Você tinha? Emery Smith: Em certa época. E depois de estar perto e trabalhar com uma nave, o câncer desse homem desapareceu completamente sem mais tumores. E a doença transmitida pelo sangue que eu tinha desapareceu imediatamente, que eu não sabia até que fiz um teste. Tinha a ver, obviamente, com a frequência que a nave emitia e que reorganizou os genes.

Suas moléculas. Emery Smith: As moléculas ou algo para remover esses cânceres e células iônicas negativas, e coisas assim.

Podemos reproduzir isso? Emery Smith: Foi exatamente o que fizemos. Reproduzimos esses sistemas, essas unidades Teslatron.

Certo. Emery Smith: Você se senta em uma sala, recebe doses dessa energia, e conseguimos curar o HIV em um mês.

Sentando nessa… Emery Smith: Sentando nessa…

O que é um Teslatron? Emery Smith: É uma unidade que Tesla desenvolveu… a bobina que Tesla criou há muito tempo. E havia um médico… Não vou dizer o nome dele, ele faleceu recentemente, mas muitos dos telespectadores sabem de quem estou falando… Ele criou esse dispositivo, e você se senta em uma sala e recebe doses da frequência emitida dessa unidade. E, de alguma forma, teletransporta as coisas negativas para fora do seu corpo.

Nossa… Emery Smith: E foi tomado recentemente por alguém que não quer que eu tenha mais acesso a isso, porque eu ia trazer isso a público. Mas acabei de receber um e-mail recentemente de alguém que diz haver outra, que devemos falar. Então, eu vou me envolver nisso, porque é algo de baixo custo para se ter disponível. Precisa de mais testes, claro.

Claro. Emery Smith: E está aqui. Então, tudo se resume a fazer as pessoas e os engenheiros, aqueles que possuem as patentes disso, e o governo dizer: ”Certo, você pode apresentar o dispositivo, mas não pode alegar que cura nada, não pode fazer isso.” Então foi assim que enganei o escritório de patentes. Muitas das minhas patentes foram recusadas porque eu dizia: ”Bem, eu concentrei células-tronco com isso e injetamos na medula espinhal de 100 pacientes.”

Eles foram todos curados. Emery Smith: ”Eles foram todos curados.” Não pode dizer isso.

Não. Emery Smith: Mas eu posso dizer: ”Bem, eu criei um dispositivo que concentra células sanguíneas, e cabe ao médico decidir como ele quer utilizá-lo.”

Claro, isso pode. Emery Smith: Sim, isso pode.

S13E02 Telepatia e Comunicação com ETs (Revelação Cósmica)

Por que não temos essa tecnologia neste instante para curar algumas dessas coisas que você disse que testou? Emery Smith: Bem, você sabe quanto tempo levou para as células-tronco chegarem ao público em geral para que pudéssemos usá-las nos EUA. No entanto, China, Inglaterra e Tailândia, todos já vêm usando essas tecnologias. Então, já existem muitas tecnologias para curas que outros países utilizam, mas é difícil chegar aqui através do sistema por causa de toda a política envolvida com a FDA, com as grandes empresas farmacêuticas. A FDA recebe 80% do seu dinheiro das grandes empresas farmacêuticas. Eles vão aprovar as coisas delas muito mais rápido. Claro, metade dos membros da FDA vieram das grandes empresas farmacêuticas. Há médicos incríveis desenvolvendo proteínas anti-envelhecimento ou regenerativas que levarão pelo menos 20 anos para chegar ao público, o que é ridículo, pois são todas naturais.

E já existem. Emery Smith: Já existem. Temos físicos e engenheiros incríveis quem criaram esses dispositivos incríveis que eu mencionei. Eles temem ir a público porque demonstra outra coisa. Então, eles vão se deparar com uma Lei de Segurança Nacional, que lhes dirão: ”Não podem construir isso porque essa tecnologia é propriedade dos EUA.”

Claro. Qual você acha que será o maior avanço tecnológico, que obtivemos da tecnologia extraterrestre, que se tornará público? Emery Smith: Vai ser, espero, no próximo ano ou no seguinte, vai ser o overunity.

E parece que virá de você. É possível? Emery Smith: Bem…

E o que isso vai fazer? O que eu faço.

O que isso vai fazer? Emery Smith: Vai mudar tudo, porque se puder demonstrar o overunity, o que já fizemos… E não está mais nas minhas mãos, a propósito. Tudo foi tirado de mim e está em um lugar seguro. É o que os ETs usam, e é por isso que não querem que as pessoas saibam que os ETs existem, porque então os cientistas dirão: como eles chegaram aqui? Bem, eles usaram energia de ponto zero. Então, quando prova essas coisas, que pode fazer energia infinitamente, então acaba sendo morto. É preciso ter muito cuidado em como você faz isso. Então você as incorpora e diz: ”Ei, por que não reduzimos o material nuclear e incorporamos isso?” E mesmo que ainda tenhamos que pagar, pelo menos vamos ter uma atmosfera mais limpa. E, eventualmente, como qualquer tecnologia, vai melhorar mais. E cada vez mais países levarão isso em consideração. E há certos países que já usam isso. Fazendo isso agora. Agora mesmo. Eles não contam aos civis.

De onde veio. Emery Smith: Exato. Porque ainda estão economizando dinheiro na compra do petróleo que precisam para operar suas fábricas, reduzindo o custo disso, porque usam metade energia livre, metade gás, carvão e petróleo.

Teremos uma nave extraterrestre que pousará em algum lugar, em silêncio, e nos dará uma tecnologia que vai mudar o planeta? Emery Smith: Bem, eles já deram. Isso é o que está acontecendo. Está sendo liberada aos poucos, pelo que sei. Estão compartilhando as tecnologias. É só que às vezes bagunçamos e damos as costas para eles, porque usamos as tecnologias, talvez, para as coisas erradas. Ou a usamos para a guerra, ou a escondemos e tentamos deixar apenas para certas organizações, indivíduos, corporações, política. E agora, como podemos confiar nesses caras? Faltamos com a palavra um milhão de vezes. Vamos então soltar aos poucos algumas coisas para eles, e eles serão espertos o suficiente para entender tudo isso. E há muitos dispositivos por aí que empregam o overunity, e muitos cientistas brilhantes que já fizeram isso. Mas, claro, não é algo que pode sair por aí dizendo que fez e doar.

Eu gostaria que pudéssemos. Emery Smith: Mas há pessoas por trás do projeto para quem entreguei tudo, e o mais importante é que não querem dinheiro nenhum. Foi o primeiro…

Isso é raro. Emery Smith: Foi o primeiro grupo investimento que apareceu.

Você acha que vamos poder usá-lo? Emery Smith: Sim, sim, com certeza vamos poder usá-lo. Vai sair, vai ser seguro. E eu acho que o governo vai honrar isso com as mãos abertas e os braços abertos.

Está feliz por ter tido um vislumbre dessa tecnologia? Emery Smith: Às vezes.

Ou é uma maldição? Emery Smith: Bem, tem sido uma maldição por um bom tempo. É muito difícil ir a público. Mas depois do apoio de todos também indo a público e todos os telespectadores mundo afora me dando respostas positivas, ajudando a me proteger, porque se eles me matarem agora, eu vou parecer um mártir.

Isso é verdade. Emery Smith: E você não quer que isso aconteça. Foi uma escolha enervante que eu tive que tomar, mas eu precisei na época, porque estava ficando tenso demais. E estou apenas tentando fazer algo de bom para a Terra e para todos. Não estou tentando acabar com o gás, carvão, petróleo e as grandes empresas farmacêuticas. Estou tentando unir todos para trabalharmos juntos e limparmos o planeta. Vocês ainda podem ganhar dinheiro conosco, mas há outras maneiras de se fazer as coisas, devemos apreciar este planeta e todos os seres do planeta, e nos unirmos como um grupo unido de pessoas conscientes, para assim podermos conversar com nossos irmãos e irmãs entre as estrelas, e é por isso que estou aqui. Eu realmente quero que isso aconteça.

Bom para você. Emery Smith: Porque merecemos isso. Todos passamos por muito. Estou falando do planeta. E precisamos de ajuda.

Emery, obrigado por sua presença no ”Revelação Cósmica”.

Para assistir a outras temporadas (to watch other seasons):

filme / documentário ABOVE MAGESTIC (ACIMA DE MAJESTOSO)
Quem é COREY GOODE?
1.ª TEMPORADA / 1st SEASON
2.ª TEMPORADA / 2nd SEASON
3.ª TEMPORADA / 3rd SEASON
4.ª TEMPORADA / 4th SEASON
5.ª TEMPORADA / 5th SEASON
6.ª TEMPORADA / 6th SEASON
7.ª TEMPORADA / 7th SEASON
8.ª TEMPORADA / 8th SEASON
9.ª TEMPORADA / 9th SEASON
10.ª TEMPORADA / 10th SEASON
11.ª TEMPORADA / 11th SEASON
12.ª TEMPORADA / 12th SEASON
13.ª TEMPORADA / 13th SEASON

No caso de ter dificuldades em abrir o episódio, deverá aceder no PC/Computador ou usar outro dispositivo ou então tentar mais tarde ou fazer o download. Há também limitações de visualização (100) e em alguns dispositivos não funciona sempre corretamente. Também se tiver o seu google drive aberto, poderá não permitir a visualização (terá de abrir noutro browser). Se ainda não conseguir, navegue de forma anónima: no google chrome (Windows) prima Ctrl + Shift + n. Alerta-se que os episódios têm sido retirados da internet, portanto se detetar que o episódio foi denunciado, faça um comentário para indicarmos outro link.

Disclaimer:
1. Os artigos são escritos em português do (Brasil ou de Portugal) ou numa mistura de ambos.
2. Os artigos colocados neste site, são diferentes dos colocados nos corruptos meios de comunicação de massas. Não significa que os autores concordam ou discordam com os mesmos. Você deve usar a sua intuição com aquilo que ressoa ou não consigo. Ninguém é dono da verdade absoluta e este site não foge à regra.

Partilhar:

0 0 votes
Article Rating
Subscribe
Notify of

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

11 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
View all comments