revelação cósmica temporada 03

S03E06 Interior da Terra: A Biblioteca (Revelação Cósmica)

Partilhar no Facebook

S03E06 Interior da Terra: A Biblioteca (Revelação Cósmica ~ Corey Goode)
S03E06 Inner Earth: The Library (Cosmic Disclosure)

Assista ao episódio clicando no link abaixo, usando o browser chrome:
https://drive.google.com/open?id=1EmI5swZZTS4bsuw-DfrXo8xxCFtG0xyd
link 2:
https://drive.google.com/open?id=1ikjEAE4iEjQbx7YcE2BhJ6S71NzyJhZR

Se der erro, use o browser chrome em modo anónimo (teclando Ctrl + Shift + n) no PC e se necessário, antes tem de fazer logout do seu gmail. Se ainda não conseguir, aceda a partir de outro PC. Alerta-se que os episódios têm sido retirados da internet, portanto se detetar que o episódio foi denunciado, faça um comentário (não no facebook) para indicarmos outro link.

episódio legendado para português do Brasil (para quem não deseja assistir ao vídeo):

REVELAÇÕES CÓSMICAS – POR DENTRO DO PROGRAMA ESPACIAL SECRETO
COM COREY GOODE E DAVID WILCOCK

Estão prontos? Esse é o ”Revelações Cósmicas”. Sou seu apresentador, David Wilcock. Estou aqui com Corey Goode. E pela primeira vez na história desse programa vou receber informações que estou morrendo de curiosidade para saber de você, em tempo real, na frente das câmeras coisas que são muito importantes para a vida de nós dois. Você foi colocado nisso e estou nessa jornada com você. Mas, até agora, não tenho lembrança consciente de ter nenhuma experiência fora do planeta, ou no planeta embora eu talvez tenha tido. Se isso está acontecendo, removeram minha memória. Não estou me lembrando de nada. Então, há alguma coisa acontecendo aqui. Essas pessoas estão conectadas a nós muito intimamente. E essa informação eventualmente vai preencher o buraco e levar a uma reunião de família se eles conseguirem superar a ideia de que somos sangue misturado e inferiores. Mas, a outra coisa que queria destacar é eles estão agindo como se não fôssemos dar esse salto tão repentino. Mas, se você ler A Lei do Uno, que eu validei cientificamente ela diz claramente que os ciclos de 25 mil anos da terceira densidade… Há três deles. Estamos no fim dos três. Que houve uma enorme elevação repentina de quantum da condição humana no fim daquele ciclo. Eles chamam de salto quantum. Então, a ideia de que vai levar gerações para nós crescermos não é necessariamente verdadeira. Corey Goode: Todo mundo tem seus próprios sistemas de crenças. E isso é uma das coisas que precisamos entender… para essa parte da conversa. Porque muito dessa informação será… difícil para o sistema de crença de muitas pessoas. E tirei um tempo… Tirei um tempo para escrever um artigo sobre manter sua bolha de realidade
permeável. Apenas porque depois daquela reunião… Porque meu cérebro tem estado tão assoberbado com toda essa informação. E é… As pessoas precisam se sentar, apertar seus cintos de segurança e abrir um pouco a cabeça. Tudo o que você tem certeza que sabe esteja pronto para abrir a cabeça para outras possibilidades.

Algumas pessoas vão acreditar no que está dizendo. Outras pessoas vão continuar pensando no que quer que elas pensem ser verdade, então… Não precisa ficar muito preocupado. Mas sei que tem nos preparado para isso. Vai confundir as pessoas. Então, estou muito interessado. Não vamos brincar com o amuleto. Corey Goode: Vamos nessa.

Vamos entrar naquela biblioteca. O que aconteceu? Gonzales está furioso. Ele não consegue acreditar… Corey Goode: Ele está perdendo.

-…que escolheram você… -e ele não pode ir. Corey Goode: Bem, e… Acho que a coisa da biblioteca só aconteceu porque a sacerdotisa e eu nos conectamos, e começamos a conversar. E as coisas foram por esse caminho. Não acho que eles disseram: vamos escolher Corey e mande Gonzales embora.

S03E01 Interior da Terra tem formato de um favo de mel

Então, o que acontece com Gonzales? Como ele acaba indo embora? Corey Goode: Nós saímos juntos.

Você ouve o leão, ou seja lá o que for, rugindo. Corey Goode: Sim. Saímos e depois passamos por outras… áreas de corredores. Saímos em outra sala em forma de cúpula… que parece uma sala de portal. Nós quatro estamos lá parados. Eles começam a dar batidas nos amuletos. Um feixe de luz. E agora somos apenas a sacerdotisa e eu. E agora estamos em um ambiente completamente diferente que é todo de pedra polida branca e lindo.

Tipo mármore branco? Corey Goode: Tipo mármore branco.

A pedra era de mármore? Corey Goode: Sim.

Legal. Corey Goode: Era lindo.

Qual o tamanho? Corey Goode: E era uma única peça. Não era uma sala enorme. Era mais ou menos do mesmo tamanho da sala menor do portal. E olhei para cima e vi… uma barra de ouro saindo do teto… com uma mão e uma bola de cristal dentro dela.

Havia outras coisas dessas? Ou era um elemento único na sala? Corey Goode: Havia outras coisas parecidas em outra parte da biblioteca.

Certo. E é uma mão em tamanho natural? Corey Goode: Não, era menor.
Menor? Corey Goode: Sim.
Certo. Corey Goode: E um globo menor, mão menor.

Humanos vivem há 18 milhões de anos no interior da Terra

O que estava sentindo nesse momento? Estava animado? Nervoso? Corey Goode: Estava animado porque sabia que estávamos prestes a falar… do que havíamos começado a falar inicialmente… que era sobre os extraterrestres antigos… os programas genéticos… o “significado da vida” que estávamos começando a debater. Os sistemas de crença deles, sobre qual estava curioso.

Certo. Corey Goode: Então, todo o complexo da biblioteca era feito desse mármore branco.

Você fala em biblioteca, você está vendo prateleiras de livros? Corey Goode: Vemos, em determinado momento.

Certo. Corey Goode: Mas quando entramos há uma grande área inabitada… daquele mesmo tipo de assentos, e alguns deles estão reclinados.

A coisa em forma de ovo onde se sentou quando se comunicou com ela? Certo.

E eles são antigravidade, certo? Corey Goode: Isso. E havia três andares… na biblioteca. Havia a biblioteca em si, que tinha… prateleiras por onde passamos… e havia pergaminhos em uma… prateleira inclinada. Eles estavam arrumados lá. Ao continuarmos, havia tabuletas… que estavam sobre diferentes tipos de pedras. E algumas delas pareciam ser tabuletas moldadas… pareciam ter sido moldadas de um tipo de material composto… que não era pedra. E ao avançarmos, eles começavam a se parecer mais com livros. Alguns eram encadernados em couro, outros em cânhamo… ou alguma coisa parecida.

Se você vai ao Louvre e vê a Mona Lisa e coisas assim… eles estarão atrás de vidros. Havia alguma proteção em volta desses rolos e tabuletas? Corey Goode: Não, a menos que fosse energético. Parecia que dava para tocar. Parecia que estávamos andando através de uma cápsula do tempo. Estava mudando. E então começamos a chegar à uma área onde os livros pareciam ser dos anos de 1500, 1600, até… Chegamos a uma área que parecia que os livros foram comprados na Internet. Eles tinham números ISBN…

Sério? Corey Goode: Sim, estavam em uma prateleira.

UPS? FedEx? Corey Goode: Não sei como…

Quem entrega lá? Corey Goode: Não sei.

Talvez os drones, certo? O drone da Amazon. Corey Goode: Certo. E perguntei a ela: “Todos os seus livros são no formato físico?” E ela disse: “Não, temos determinados
livros no formato físico que são de temas que achamos intrigantes.” Ela disse: “A maioria deles são em um formato onde podemos pegar, ler e olhar para eles.”

E imagino que eles não estejam muito interessados em artes manuais subaquáticas e livros de culinária. Corey Goode: Certo.

Em que tipo de coisas eles estão interessados? Corey Goode: Ela me parou em um lugar que tinha um monte de livros sobre extraterrestres antigos.

Você viu algum livro que reconhecesse da superfície? Corey Goode: Sim.

Pode dar exemplos. Corey Goode: Sim. Os livros de Zecharia Sitchin.

Sério? Corey Goode: E alguns livros de alguns autores… Não consigo me lembrar dos nomes. Erich von Doniken…

Von Daniken? Certo. Corey Goode: Alguns outros. E havia muitos livros em Alemão e Francês… Outros idiomas nos temas que havia lá.

Se eles podem ter livros, isso também significaria que eles podem ler qualquer coisa que esteja na Internet. Corey Goode: Sim. Eles têm acesso completo e seguem a Internet de perto.

Muito interessante. Isso é uma loucura. Mas se eles conseguiram transportar você para uma sala usando um portal eles potencialmente conseguiriam transportar esses livros de um armazém, certo? Eles não precisam que eles sejam entregues na caverna. Corey Goode: Certo. Eu não estava prestando atenção à logística como exatamente eles conseguiram os livros. Muito rapidamente começamos a falar sobre a cultura Suméria antiga a antiga língua pré-Acádia Suméria que o povo dela falava. E ela trouxe um… Ela voltou com um livro que era um dicionário Sumério antigo. Ela disse: “Temos um muito parecido. O nosso é um dicionário. Um dicionário Sumério completo que tem duas línguas diferentes…” Acho que Acadiano e Sumério, não lembro exatamente… Que é um dicionário para cada palavra antiga Suméria e seu significado. Os escreventes nos dizem em suas próprias palavras. O livro deles…

Isso é parecido com a Pedra de Roseta, que foi o que permitiu as pessoas a decifrar as línguas antigas. Porque eram as mesmas palavras em três línguas diferentes. Corey Goode: Certo. E tivemos isso, supostamente, na superfície… por sei lá quanto tempo, que nossos estudiosos usam. Mas o livro dela tinha três línguas. O dicionário tinha três línguas. Incluindo a língua dela, a pré… língua.

Ela traz esse dicionário. Era um livro muito grande? Corey Goode: Era um livro muito grande. Ela mostrou para mim. E olhei para ele, para alguns dos símbolos, a escrita. Não folheamos porque eu não entendia nada mesmo. E ela começou a me contar uma história que me deixou um pouco desconfortável no começo sobre a história dos Anunnaki a Suméria antiga, e a narrativa atual que muitos na Ufologia e que acreditam em extraterrestres antigos se inscrevem. E ela continuou a falar sobre… toda a informação, e apontou para os livros do Zecharia Sitchin. Ela disse que toda a informação naqueles livros… são muito forçadas. Ela disse: “Você não pode pegar aqueles livros e não pode ir às tabuletas Sumérias antigas e aos textos e traduzir e entender o que aqueles livros dizem. E ela me perguntou, ela disse: “Sabe o que Anunnaki significa?” E eu disse: “Disseram-me e li… que é um termo abrangente que significa ‘extraterrestre’. Pode significar qualquer grupo que venha do céu.” E ela disse: “A raiz da palavra significa ‘semente real’.” E eu disse: “Certo, não posso discutir com isso. Não posso…” Como você argumenta ou discute isso? Pensei, tudo bem, vou apenas escutar. E ela continuou
a descrever que havia uma sociedade secreta que havia criado essa narrativa, de forma muito inteligente para fazer uma religião elitista… Para pegar uma religião elitista da superfície e colocá-la na comunidade esotérica.

Isso é impressionante, sinto que tenho que acrescentar uma coisa aqui. Quando fui para a faculdade eu tinha um amigo, que acabou dividindo o apartamento comigo depois de eu me formar. Vamos chamá-lo de Antônio. Esse não é o nome verdadeiro dele. Ele era da Espanha. Essa é uma coisa que nunca disse antes, certo? Ele era amigo pessoal do Zecharia Sitchin. Ele me disse que falou pessoalmente com Zecharia… e Zecharia disse a ele que recebeu ordens do que escrever nos livros, dos “Illuminati”. Nada daquilo foi baseado em pesquisa. Foi tudo forçado. Nunca contei isso antes, e fiquei impressionado por ela estar dizendo a você as mesmas coisas. Muito interessante.

Corey Goode: Ela disse que o escritor teve três pessoas que estavam dando a ele a narrativa para escrever. E que essas três pessoas deram a ele a narrativa que ele escreveu que era uma infiltração muito inteligente desses Illuminati na comunidade esotérica de Ufologia para tornar a religião deles nossa, ou religião deles. Isso abriu muitas perguntas para mim. Porque, eu… Antes… Isso nunca teria sido concebível para mim antes. Porque eu havia visto muita informação nos glass pads que me levaram a acreditar que as traduções dos textos Sumérios antigos não eram precisas. Mas fiquei longe disso porque muitas pessoas fizeram disso uma religião.

E na Convenção Conscious Life, alguns anos atrás, antes de ele morrer acabei em um elevador com Zecharia Sitchin e ele estava morrendo de medo de estar no mesmo elevador que eu. Ele não queria admitir que sabia quem eu era mas era óbvio que ele sabia. Ele estava altamente desconfortável. Não queria me olhar nos olhos. Na verdade, ele virou seu corpo na direção da parede do elevador, porque ele não queria estar ali. Acabamos em uma sincronia estranha, só nós dois nesse elevador, subindo sete andares. As pessoas veem Zechariah Sitchin. É inquestionável. É como se fosse sagrado. Corey Goode: Sim. Ele é como um profeta.

As tabuletas de pedra. Corey Goode: Sim.

Aqui está. Corey Goode: Mas, eu estava muito… Eu estava considerando a fonte. Tive uma conexão com ela. Ao mesmo tempo, não estava sentindo, empatia intuitiva, nenhuma mentira. Pulando mais para frente, após semanas, comecei a estudar na Internet procurando em sites Sumérios antigos por ciência tradicional procurando, tentando verificar o que ela disse. E fiquei chocado.

Você está olhando para palavras nos livros de Sitchin. O que ele diz que elas significam e depois olhando para as traduções online do Sumério. Corey Goode: E, na verdade,
histórias que não existem. Elas não existem.

Se isso é verdade, então significa que fomos enganados… se combinarmos o que Antônio disse, é o Cabal… os sindicatos secretos do governo da Terra. Igual à peça de William Shakespeare… onde eles estão vazando escândalos reais… daquela era na Realeza Britânica, nessas peças. E Shakespeare era analfabeto. Ele assinava seu nome com um X. Provavelmente foi Francis Bacon e um monte de outros caras. Corey Goode: Certo.

O filho ilegítimo da Rainha Elizabeth. Isso é a mesma coisa se repetindo. Sitchin é apenas a figura para uma equipe de escritores. Corey Goode: Isso foi apenas um jeito de começar uma conversa enorme com ela que me deixou impressionado.

S03E04 Humanos Originais vivem no interior da Terra há milhões de anos

Isso ainda é só o começo? Corey Goode: Só o começo. Porque entramos… Entramos naquele dilema de quem veio primeiro, o ovo ou a galinha. Porque perguntei a ela, eu disse: “Nós falamos. Você falou sobre como há centenas de milhares de anos um grupo entrou no nosso sistema solar e começou a mexer com nossa genética. E seu povo os chamou de grupo agricultor genético. Então, isso não bate com o que esses textos estão falando? Como vocês podem ser os primeiros humanos no planeta? Quem os criou Quem, geneticamente desenvolveu vocês? Vocês foram trazidos para cá de outro planeta?” E isso abriu todo um novo horizonte. E ela disse: “Isso não faz você começar a questionar quem criou o criador do criador do criador?” Em algum momento tem que haver um tipo de ser original que não foi criado geneticamente. E como eles começaram a existir? Então, estou aqui sentando e minha mente… Meu cérebro fez: Entende?

Certo, mas algumas coisas básicas. Sitchin está dizendo que Anunnaki eram extraterrestres. Vieram para a Terra para minerar ouro e criaram o trabalhador primitivo chamado Adamu, que se torna Adão, na Bíblia. Verdadeiro ou falso de acordo com ela? Corey Goode: De acordo com ela é falso. Toda aquela narrativa.

Toda a narrativa. Isso é uma grande mudança. Corey Goode: Sim, é uma mudança enorme que… Lá fora, não acredite na minha palavra. Há muita informação para pesquisar lá fora. Eu mesmo tive que ir fazer a pesquisa. Há um site, Sitchin is Wrong, que tem muita informação. A pessoa que tem o site definitivamente é tendenciosa em certas áreas. Mas, há muitas outras informações de acadêmicos tradicionais que são profissionais em Acadiano e Sumério que pesquisaram em todas essas tabuletas. E a informação, quando eu mesmo procurei eu tive que concluir… Tive que concluir que eles estavam corretos. Comecei a perguntar o que seu povo pensou primeiro antes de todos vocês se tornarem uma civilização avançada? Como todos vocês aconteceram? E ela disse: “Acreditamos que a Terra é sensível. É uma forma de vida sensível. O Sol é uma forma de vida sensível. E tudo no cosmos é uma forma de vida sensível. E que a Terra era uma forma de vida sensível, e cada um de nós somos uma expressão ou uma vida sensível que vem da Terra. E que nós iríamos viver e morrer e voltar a consciência da Terra. E isso era a raiz do nosso sistema de crença quando erámos uma civilização em desenvolvimento.” E foi interessante.

Sim, isso é legal. Corey Goode: E depois ela começou a falar sobre como o sistema solar e a galáxia são sensíveis. E eles são uma força de vida sensível e criativa.

O mesmo que diz a Lei do Uno. Corey Goode: Não li toda ela. Mas disse a ela que ouvi o termo “logos” ser usado. É um termo correto? E não tenho muita certeza da ramificação completa do significado da palavra “logos” mas a ouvi sendo usada similarmente ao que ela estava dizendo. E ela sorriu e disse: “É uma palavra como outra qualquer.”

S03E05 Anshar, os humanos que vivem no interior da Terra há 18 milhões de anos

E essa palavra está por todo lado em a Lei do Uno descrevendo que, inteligência do cosmos, inteligência do sol. Na verdade, eles dizem que o Criador Infinito a inteligência do universo, é o logos… que há um logos galáctico, que é a mente da galáxia que cria um currículo evolucionário para todas as civilizações na galáxia. Corey Goode: Certo, então isso acompanha o que ela diz. Para chegar ao ponto onde como a vida surge e como nem tudo é criado geneticamente por uma raça de engenharia genética que viaja pelo cosmos criando e semeando criaturas bípedes. Ela disse que cada sistema solar… Quero dizer, cada galáxia sensível e cada sistema solar sensível tem um modelo ressonante ou vibratório que origina a forma de vida que eles criarão. E que dependendo de onde o planeta esteja no sistema solar ele vai determinar que tipo de forma de vida sensível ele vai tentar criar. E que através dos muitos ciclos na Terra, a Terra e o Sol continuaram criando formas de vida bípedes sensíveis. E que houve muitos… e que alguns deles morreram em cataclismos. E muitos deles foram mortos por nós… a raça misturada, na superfície, que é tão agressiva. E aqueles que existem agora, existem em isolamento em regiões da Terra se escondendo de nós.

Acho que se você não vai ler a Lei do Uno que os Seres Esféricos vão apresentá-lo a pessoas que vão explicar para você. Corey Goode: Sim.

Porque está tudo lá. E você ainda não leu esses livros, mas é exatamente o que está dizendo. Há diferenças sutis. Eles não entram em detalhes sobre anteriores civilizações humanas na Terra. Mas a maior parte do que acabou de falar é o que a Lei do Uno ensina… que a forma humana é o logos. Que é a materialização do logos. Os logos de carne e osso, o mundo em carne e osso. Logos e mundo são a mesma coisa. Leia o livro de Gênesis. No começo, havia logos. E o logos era Deus, e o logos estava com Deus. E em a Lei do Uno, que parece estar sugerindo isso… o logos é a mente do cosmos e a mente da galáxia. E eles são um, mas eles também são distintos um do outro. É muito interessante. Corey Goode: Conversamos um pouco mais. Estávamos sentados à mesa, no canto de uma mesa. Eu e ela estávamos sentados, conversando. E depois disso, terminamos o resto da visita… terminamos o andar da biblioteca. Ela me levou ao segundo andar… onde as pessoas estavam alcançando com suas mentes as pessoas… na superfície e se comunicando uns com os outros em sessões de grupos. E abaixo disso havia o que eles chamavam de Centro de Registros.

Legal. Vamos voltar a essa coisa dos logos por um momento no pouco tempo que ainda temos. Quero destacar coisas que a Lei do Uno disse que são interessantes. Primeiro de tudo eles dizem que o Sol é indiscriminável da consciência da galáxia, que o Sol é o logos. Depois eles dizem que o planeta Terra é um sub logos. E depois eles dizem que nós, como seres humanos, somos sub, sub, logoi… significando que também somos… É igual ao princípio de um fractal… onde você consegue fazer um zoom… e você continua vendo a mesma imagem repetida ao aproximar mais e mais. Você dá um zoom, e continua vendo o mesmo padrão. E então, na Lei do Uno, eles explicam que o universo é assim… que é a mesma materialização da mesma mente cósmica… que fez tudo, e que nós somos essa mente. Que qualquer um de nós tem poder suficiente dentro de nós… para reconstruir o todo o universo. E eu acho que fomos altamente enfraquecidos. O grau ao qual estamos ligados ao cosmos foi ocultado de nós muito cuidadosamente. Essas pessoas disseram que havia alguma verdade nas tabuletas Sumérias? Eles eram mesmo os Anunnaki?

Corey Goode: Ela disse que as tabuletas Sumérias eram uma história muito precisa da época e deve ser levada literalmente. Ela disse que alguns dos escritos Sânscritos tinham algumas das informações mais interessantes sobre um pouco do que aconteceu acima da Terra e nas estrelas.

Isso seria como os Vedas Hindus, o Vendidad… o Maabárata? Corey Goode: Certo. Ela disse que parte daquela informação… tinha muito mais… Tivemos uma conversa sobre mitos antigos… e como as pessoas da superfície, como somos com nossos mitos… que criamos nossos mitos atuais. Temos nossos mitos antigos. E alguns deles são muito históricos.

E você vê imagens de Krishna e ele tem a pele azulada. E está dizendo que um dos grupos que viu lá embaixo… tinha a pele azulada. Então, aquelas guerras das quais lemos no Maabárata e no Vimanas… que diz no Maabárata que eles conseguem voar através da lateral da montanha, como você viu. Isso pode ser o mesmo povo em conflito na superfície. Corey Goode: E ela, o conselho, o grupo deles havia falado que eles tiverem um conflito aberto com essas raças ETs nos céus que toda a humanidade na Terra viu através de diferentes ciclos incluindo nosso considerado atual ciclo histórico da Terra.

E isso se dá entre deuses Gregos loiros, de olhos azuis no Monte Olimpo que aparentemente poderia erguer a superfície da Terra e desaparecer. Corey Goode: Certo.

Então voltaremos da próxima vez porque há mais disso para ser discutido. Vamos falar do resto da experiência dele com a visita incluindo, como estava dizendo, essa cena muito bizarra que você já fez alusão sobre pessoas sentadas em cadeiras e influenciando telepaticamente pessoas na superfície. O Centro de Registros, que nunca ouvi você descrever antes, então estou muito interessado. Estou ansioso. Tudo isso no próximo ”Revelações Cósmicas”. Sou seu apresentador, David Wilcock, e obrigado por assistir. Próximo episódio:

https://www.oevento.pt/2019/04/27/s0307-interior-da-terra-o-centro-de-registros-revelacao-cosmica/

Disclaimer:
1. Os artigos são escritos em português do (Brasil ou de Portugal) ou numa mistura de ambos.

2. Se segue a página do facebook, terá que escolher a opção ver primeiro, caso contrário dificilmente verá as publicações colocadas, devido à restrição a esta página.

3. O autor não usa facebook (raramente), portanto se tiver alguma pergunta, coloque aqui na página (os comentários colocados na página do facebook não serão respondidos: lembre-se, o facebook e youtube fazem parte da Matrix, portanto não passe os dias lá!)

4. Os artigos colocados neste site, são diferentes dos colocados nos meios de comunicação de massas. Não significa que o autor concorda ou discorda com os mesmos. Você deve usar a sua intuição com aquilo que ressoa ou não consigo. Ninguém é dono da verdade absoluta e este site não foge à regra.

Partilhar no Facebook

2 Comments on “S03E06 Interior da Terra: A Biblioteca (Revelação Cósmica)

  1. Nem sempre dá pra acreditar em tudo. Às vezes erramos ou possuímos informações diferentes. Isso também acontece com os informantes que vêm do PES.
    Numa divulgação de outro informante percebi que a tecnologia da qual relatava como sendo boa na verdade era algo completamente oposto. Isso porque a dita máquina para ajudar a população já estava nas mãos de alguns criminosos desde a década de 90 no Brasil. Isso não significa que ele esteja errado, é apenas uma constatação de uma vivência pessoal. Posso errar por muitas vezes, assim como qualquer outro informante, apenas devo ter o discernimento de compreender minha pequenez, aprender e corrigir esses erros.
    Gratidão por compartilhar.

  2. Gostaria de postar aqui uma mensagem do Espírito Bezerra de Menezes acerca do Nibiru para auxiliar a quantos estejam tentando formar a sua opinião acerca desse assunto:

    Mensagem de Bezerra de Menezes, extraída no Livro “Herdeiros do Novo Mundo” ditado pelo Espírito Lucius através da psicografia do médium André Luiz Ruiz, recebida em 30 de julho de 2009.

    – Filhos, agora vocês entenderão o porquê das lágrimas da Mãezinha querida. Se as providências da Misericórdia já estão sendo atendidas com o afastamento dos Espíritos mais endurecidos do ambiente terreno, não imaginem que a Lua seja o porto definitivo, o destino final de tais entidades. Trata-se de medida preparatória de adestramento pela dor cuja finalidade é aparar o que precisa ser transferido para o alvo final. Observem ao longe, aquele ponto bem à nossa frente.

    Apontou Bezerra na direção de peculiar corpo celeste que, de imensas dimensões, devorava distâncias na velocidade vertiginosa dos astros massivos, em obediência à órbitas desconhecidas dos mapas solares.

    – Não é prudente que nos acerquemos muito mais porquanto já daqui de onde estamos, recebemos o impacto desagradável de suas emanações primitivas, carregadas de um magnetismo inferior.

    Os dois companheiros de Bezerra estavam em mutismo insofreável.

    – Trata-se de mundo conhecido das lendas antigas como o portador da destruição, causador de traumas geológicos e mudanças bruscas na estrutura magnética e elétrica da terra, isso sem falar no caos civilizatório que, em todas as suas aproximações, sua influência provocou. Apesar disso, a sua aproximação é vista como um grande benefício para o aceleramento das mudanças. Ainda que nesta distância da órbita terrena, suas magistrais dimensões e a grandeza de seu campo magnético-psíquico já se fazem sentir ao longo de sua trajetória, chegando aos homens bem antes de sua massa se faça visível aos olhares aterrados. Sua presença energética desperta nos que lhe são afins as emoções grotescas, as práticas mais vis pelos vícios que alimenta, das baixezas morais que estimula porque, primitivo, como disse, tal orbe emite esses sinais que se conectam com os que se lhe assemelhem em vibrações e desejos, alimentando-os com seu psiquismo, fortalecendo-os nos desejos e nas práticas inferiores. Precedendo-lhe a influência magnética e gravitacional que se avoluma, observa, há décadas, a piora dos padrões emocionais do planeta, o avolumar das crises sociais, dos crimes hediondos, das leviandades nos costumes, agora acrescidos das modificações climáticas, da surpreendente e inesperada variação do magnetismo planetário com modificação da posição dos pólos da Terra. Fenômenos inusitados confundem a mente dos homens de ciência, cheios de teorias e cegos para a verdade.

    Várias instituições científicas estão informadas da aproximação desse corpo massivo, mas, por prudência ou por receio de se ridicularizarem, não se dispuseram ainda a reconhecer a emergência que se abate sobre toda a humanidade, preferindo adotar condutas contemporizadas ou, até mesmo, procurando preparar as pessoas empregando recursos subliminares como filmes, reportagens, documentários de desastres, tratando do assunto de maneira ficcional. Gradualmente, porém, a influência gravitacional desse corpo planetário vai apertar seus laços sobre os demais planetas do sistema solar, demarcando a sua trajetória com as naturais conseqüências de sua presença intrusa e gigantesca, aproximando-se do nosso Sol. Este é o corpo celeste que, como um ímã poderoso, separará a limalha de ferro pelo poder que já exerce, e exercerá, ainda mais, sobre tudo o que se sintonize com a sua vibração. Homens e Espíritos no mesmo padrão serão por ele reclamados como um patrimônio que lhe pertence, liberando a Terra para novas etapas de crescimento e evolução. Talvez venha a ser confundido por muitos com um cometa, com um astro que se chocará com nosso planeta, com um mensageiro do mal pelo medo e aflição que provocará. Outros se valerão dele para atormentar seus irmãos de humanidade, tentando arrancar-lhes os últimos bens materiais que possuam. Mal intencionados se valerão de tal presença no Céu para apregoar o fim do mundo, levando o caos aos mais ingênuos e despreparados. Marcada por eventos cataclísmicos datados de milênios, a humanidade sentirá a aproximação do novo ajuste de contas e cada qual saberá dizer se, no fundo de si mesmo, fez o que deveria ter feito para modificação de suas vibrações. Por fim, a aproximação maior provocará as alterações geológicas, climáticas e energéticas que promoverão a depuração das almas. Para ele serão levadas aquelas que já se encontram estagiando na superfície do satélite lunar. Batizado desde a antiguidade com diferentes nomes, tais como Nibiru, Marduk, Hercólubus, pela ciência chamado de planeta X, também apelidado de Astro Higienizador ou Chupão pelos espiritualistas de diversas vertentes, este é o Mundo Novo, mundo em formação dotado de uma humanidade primitiva que precisa de irmãos mais capacitados, treinados no aprendizado terreno que a ajudará, acelerando a sua evolução. E enquanto fazem isso, desbastam as próprias arestas ao conviver com as asperezas de um planeta primitivo e rústico que lhes fornecerá as oportunidades para lições novas de disciplina e transformação.

    É por isso que Maria chorava como viram. Se o sofrimento da Lua é apenas expansão da maldade dos que nela foram congregados, nenhum deles imagina o que os espera em um mundo novo como esse, sofrimento que compunge o sentimento dessas Almas Superiores, que tudo fizeram para adiar o trágico encontro dos maus com seus próprios destinos. É da lei que a sementeira é livre, mas a colheita é obrigatória.

    Os dois ouvintes estavam atônitos.

    Ao longe divisavam um grande corpo celeste avermelhado pelos gases que o envolviam, com um tamanho imenso para os padrões terrenos e que, como Bezerra afirmava, era dotado de uma atmosfera fluídica primitiva, que já se podia sentir mesmo estando a milhões de quilômetros de distância. Como haveria de ser árdua a vida naquele corpo celeste! – pensavam em silêncio.

    Interessado em maiores informações, Adelino perguntou:

    – Poderíamos visitar a superfície desse orbe?

    Sem perda de tempo, Bezerra respondeu:

    – Os cuidados que precisaríamos adotar na realização de tal empreendimento exigiriam um esforço e um tempo de que não dispomos neste momento, sobretudo porque não é interessante perturbar nossos irmãos de humanidade com descrições deprimentes e chocantes acerca das condições evolutivas embrionárias que marcam a superfície de tal orbe primitivo. É suficiente para os nossos objetivos que nos conduzem informarmos aos nossos irmãos de humanidade de que esta é a hora definidora de suas vidas. Que a aproveitem da melhor forma para que não acabem mudando de casa. Que não percam tempo na transformação decisiva de suas tendências mais profundas porque, pelo tamanho do planeta que estão observando, não faltará espaço para boa parte dos trinta bilhões de espíritos que, encarnados ou desencarnados, estagiam na Terra ou em seus níveis vibratórios. No entanto, poderíamos nos aproximar, assimilando as energias densas que visam à plasmagem perispiritual indispensável, caso nos interessasse um aprofundamento na apreciação de suas peculiaridades para a descrição futura.

    https://verdademundial.com.br/2016/04/psicografia-dr-bezerra-de-menezes-fala-sobre-o-corpo-massivo-que-se-aproxima-da-terra-o-planeta-x/

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.