A Lei do Uno - livro 2

A LEI DO UNO ~ sessão 48 e 49 ~ energia dos pólos; lobo frontal; acupuntura; kundalini

Partilhar no Facebook

48.2 QUESTIONADOR: Eu tenho uma questão do instrumento que eu lerei. “Você sugeriu diversas vezes que transferências de energia sexual auxiliam a energia vital do instrumento e este contato. Parece que isto não é verdade para todas as pessoas; que o circuito sexual e o circuito espiritual não são os mesmos. Esse instrumento é uma anomalia, ou seria o efeito positivo da atividade sexual na energia espiritual normal para todos os seres de terceira densidade?”
RA: Eu sou Ra. Este instrumento, apesar de não anômalo, é de certa forma menos distorcido na direção da separação da mente, corpo, e espírito do que muitas de suas entidades de terceira densidade. As energias da transferência sexual iriam, se corressem através do complexo elétrico ou magnético espiritual não-desenvolvido, que você chama de circuito, de facto estourar aquele circuito em particular. Ao contrário, as energias plenamente espirituais correndo através do circuito do complexo do corpo também afetariam adversamente o circuito não-desenvolvido do complexo do corpo. Existem alguns, tais como este instrumento, que não escolheram, nesta encarnação em particular, em qualquer momento, expressar energia sexual através do circuito do corpo. Assim, a partir do início de tal experiência da entidade, o corpo e o espírito se expressam juntos em qualquer ação sexual. Portanto, transferir energia sexual, para este instrumento, é transferir espiritualmente tanto quanto fisicamente. O campo magnético deste instrumento, se esquadrinhado por um sensitivo, mostraria estas configurações incomuns. Isto não é único para
uma entidade, mas é comum para um número razoável de entidades que, tendo perdido o desejo por experiências sexuais de raio laranja e amarelo, fortaleceram o circuito combinado do espírito, mente e corpo para expressar a totalidade do estado do ser em cada ação. É por esta razão também que o intercurso e o companheirismo social é muito beneficial para este instrumento, ele sendo sensível às transferências de energia mais sutis.

48.3 QUESTIONADOR: Ra, como uma entidade individualizada, se estivesse encarnado na Terra agora com plena ciência e memória do que você sabe agora, qual seria seu objetivo neste momento na Terra, no que diz respeito às atividades?
RA: A questão sugere que aquilo que foi aprendido seja impraticável. Entretanto, se fôssemos ingénuos o suficiente para pensar que nossa presença física seria mais efetiva que aquele amor/luz que nós enviamos às suas pessoas e o tesouro deste contacto, nós faríamos como nós fizemos. Nós seríamos e nós nos ofereceríamos como professores/aprendizes.

48.4 QUESTIONADOR: Sabendo o que você sabe agora sobre nossa condição planetária e métodos de comunicação, etc., se você, você mesmo como um indivíduo, fosse submetido ao processo de encarnação aqui como um Andarilho e agora tivesse memória de uma forma suficiente para ter o objetivo que você acabou de declarar, quais mecanismos você buscaria para o processo de ensino/aprendizado em nosso estado presente de comunicação?
RA: Meu irmão, nós percebemos que você realizou certas conexões não declaradas. Nós reconhecemos estas e por esta razão, não podemos infringir sobre sua confusão.

48.5 QUESTIONADOR: Eu estava com medo disso. Meu discurso ontem foi presenciado por apenas alguns. Se isto tivesse ocorrido durante uma onda de avistamentos de Óvnis, como nós as chamamos, muitos mais teriam presenciado. Mas, já que as entidades de Orion causam estas ondas, primariamente, qual é a recompensa de Orion, digamos, para visibilidade no sentido de que eles de facto criam maiores chances e oportunidades para disseminação de informação tal como a minha neste momento?
RA: A suposição está incorreta. As ondas causam muito medo entre suas pessoas, muitos discursos, entendimentos com relação a tramas, acobertamentos, mutilações, matanças, e outras impressões negativas. Até aqueles relatórios supostamente positivos que ganham notabilidade pública falam de destruição. Você pode se entender como alguém que estará na minoria, devido aos entendimentos que você deseja compartilhar, se nós pudermos usar este termo errôneo.
Nós percebemos que há um ponto além, que nós podemos apresentar neste momento. A audiência trazida pela publicidade do tipo de Orion não é semeada por precedência de vibração a uma grande extensão. As audiências recebendo ensino/aprendizado sem estímulos de publicidade serão mais fortemente orientadas na direção da iluminação. Portanto, esqueça você da quantidade.

48.6 Um ponto muito importante. Você poderia me dizer como as polarizações positiva e negativa, em quarta e quinta densidades, são usadas para realizar trabalho na consciência?
RA: Há muito pouco trabalho na consciência, em quarta e quinta densidades, se comparado ao trabalho realizado em terceira densidade. O trabalho que é realizado na quarta positiva é aquele trabalho pelo qual o complexo de memória social positivo, tendo, através de lentos estágios, harmoniosamente se integrado, segue adiante para auxiliar aqueles menos orientados positivamente, que procuram seu auxílio. Assim, o serviço deles é o trabalho deles e, através desta dinâmica entre o self societário e o outro-self, que é o objeto de amor, maiores e maiores intensidades de entendimento ou compaixão são alcançadas. Esta intensidade continua até que a intensidade apropriada da luz possa ser bem-vinda. Esta é a colheita de quarta densidade.
Dentro da quarta densidade positiva existem menores quantidades de catálise de um complexo de distorção espiritual e mental. Isto ocorre durante o processo de harmonização à extensão da formação do complexo de memória social. Isto causa alguma pequena catálise e realização de trabalho, mas o grande trabalho da quarta densidade está no contacto entre o self societário e o outro-self menos polarizado.
Em quarta densidade negativa, muito trabalho é realizado durante a briga por posição que precede o período do complexo de memória social.
Existem oportunidades de se polarizar negativamente pelo controle de outros-selfs. Durante o período do complexo de memória social da quarta densidade negativa, a situação é a mesma. O trabalho acontece através da sociedade alcançando o outro-self menos polarizado, a fim de auxiliar na polarização negativa.
Em quinta densidade positiva e negativa, o conceito de trabalho realizado através de uma diferença de potencial não é particularmente útil, já que entidades de quinta densidade estão, novamente, se intensificando em vez de se potencializando.
No positivo, o complexo de quinta densidade usa professores/aprendizes de sexta densidade para estudar os entendimentos mais iluminados da unidade, assim se tornando mais e mais sábio. Complexos de memória social de quinta densidade com frequência escolherão dividir seus serviços a outrem de duas formas: primeiro, a radiação de luz para a criação; segundo, o envio de grupos para serem úteis como instrumentos de luz, tais como aqueles com os quais vocês estão familiarizados através de médiuns.
Na quinta densidade negativa, serviço a si se tornou tão extremamente intenso e o self se encolheu ou se compactou de tal forma, que os diálogos com os professores/aprendizes são usados exclusivamente a fim de intensificar a sabedoria. Existem muitos, muitos poucos Andarilhos de quinta densidade negativa, pois eles temem o esquecimento. Existem muitos, muitos poucos membros de Orion de quinta densidade, pois eles não percebem mais nenhuma virtude em outros-selfs.

48.7 QUESTIONADOR: Eu gostaria de tomar como exemplo uma entidade ao nascimento, que está razoavelmente alto na lista de precedência para polarização positiva e possivelmente colhível ao final deste ciclo e segue um ciclo completo de sua experiência, iniciando antes de sua encarnação – qual corpo é ativado, processo de se tornar encarnado, a ativação do corpo físico de terceira densidade, processo na medida em que o corpo se move através desta densidade e é trabalhado pela catálise, e então o processo da morte, e a ativação dos vários corpos a fim de que nós façamos um circuito completo de um ponto anterior à encarnação, através da encarnação e morte e de volta àquela posição, podemos dizer, de um ciclo de encarnação nesta densidade. Você poderia fazer isto para mim?
RA: Sua questão está muito distorcida, pois ela presume que as criações são iguais. Cada complexo mente/corpo/espírito tem seus próprios padrões de ativação e seus próprios ritmos de despertar. A coisa importante para colheita é o balanceamento harmonioso entre os vários centros de energia do complexo de mente/corpo/espírito. Isto deve ser notado como de importância relativa. Nós entendemos a essência de sua questão e formularemos uma resposta mais geral, dando ênfase à insignificância de tais generalizações arbitrárias.
A entidade, antes da encarnação, digamos, habita o local em tempo/espaço apropriado. O tipo de cor verdadeira desta localidade será dependente das necessidades da entidade. Aquelas entidades, por exemplo, que, sendo Andarilhas, têm o núcleo do complexo mente/corpo/espírito em cor verdadeira verde, azul ou índigo terão descansado nestes locais.
A entrada em encarnação requer o investimento ou ativação do raio índigo ou corpo etéreo, pois este é o produtor de formas. O complexo mente/corpo/espírito físico jovem ou pequeno tem os sete centros de energia potencializados antes do processo de nascimento. Existem também análogos em tempo/espaço destes centros de energia, correspondendo aos sete centros de energia, em cada uma das sete densidades de cores verdadeiras. Assim, no microcosmo existe toda a experiência que é preparada. É como se a criança contivesse o universo.
Os padrões de ativação de uma entidade de alta precedência irão indubitavelmente se mover com alguma rapidez para o nível do raio verde que é o trampolim para o azul primário. Existe sempre alguma dificuldade ao se penetrar a energia do azul primário, pois isto requer aquilo que suas pessoas possuem em grande escassez; ou seja, honestidade. Azul primário é o raio da livre comunicação com o self e com o outro-self. Tendo aceitado que uma entidade colhível ou quase colhível trabalhará a partir deste trampolim do raio verde, pode-se então postular que as experiências do restante da encarnação estarão focadas na ativação do raio azul primário da comunicação livremente cedida, do raio índigo, aquela da energia inteligente livremente compartilhada, e se possível, movendo-se através deste portal, a penetração da infinidade inteligente do raio violeta. Isto pode ser visto como sendo manifestado por um sentimento da natureza santificada ou consagrada das criações e atividades diárias.
Na morte do complexo do corpo, como vocês chamam esta transição, a entidade irá imediatamente, quando da percepção de seu estado, retornar ao corpo produtor de formas índigo e descansar ali até que a disposição futura apropriada seja feita.
Aqui, nós temos a anomalia da colheita. Na colheita, a entidade irá então transferir seu corpo índigo para manifestação em raio violeta, como visto na cor verdadeira amarela. Isto é para o propósito de medição da capacidade de colheita da entidade. Depois que esta atividade anômala tiver sido cuidadosamente concluída, a entidade se moverá para o corpo índigo novamente e será alocada no locus da cor verdadeira correta no espaço/tempo e no tempo/espaço em cujo momento as curas e aprendizados/ensinamentos necessários serão completados e mais necessidades da encarnação determinadas.
48.8 QUESTIONADOR: Quem nós devemos dizer que supervisiona a determinação de necessidades da encarnação futura e estabelece a lista de precedência, digamos, para a encarnação?
RA: Esta é uma questão com duas respostas.
Primeiramente, existem aqueles diretamente abaixo dos Guardiães que são responsáveis pelos padrões de encarnação daqueles encarnando automaticamente, ou seja, sem autopercepção consciente do processo da evolução espiritual. Você pode chamar estes seres de angélicos, se você preferir. Eles são, digamos, “locais” ou da sua esfera planetária.
A precedência de vibração deve ser comparada com a disposição de vários níveis de líquidos no mesmo vidro. Alguns subirão ao topo; outros afundarão até o fundo. Camadas e camadas de entidades se resultarão. Enquanto a colheita se aproxima, aqueles preenchidos com mais luz e amor irão naturalmente e sem supervisão, estar em fila, digamos, para a experiência da encarnação.
Quando a entidade se torna ciente, na totalidade de seu complexo mente/corpo/espírito, do mecanismo da evolução espiritual, ela própria organizará e disporá aquelas lições e entidades necessárias para o máximo crescimento e expressão de polaridade na experiência encarnatória, antes do processo de esquecimento ocorrer. A única desvantagem deste livre arbítrio total daquelas entidades seniores escolhendo o modo das experiências da encarnação, é que algumas entidades tentam aprender tanto durante uma experiência encarnatória que a intensidade da catálisedesarranja a entidade polarizada e a experiência, assim, não é maximamente útil como intencionado.

48.9 QUESTIONADOR: Uma analogia a isso seria um estudante entrando na faculdade e se inscrevendo em mais cursos do que ele poderia possivelmente assimilar a tempo. Isto está correto?
RA: Isto está correto.

48.10 QUESTIONADOR: Você poderia me dizer como os vários corpos, vermelho até o violeta, são ligados ao centro de energia, centros, vermelho até o violeta? Eles estão ligados de alguma forma?
RA: Como nós ressaltamos, cada uma das densidades de cores verdadeiras possui os sete centros de energia e cada entidade contém tudo isso em potenciação. A ativação, enquanto em raio amarelo, da infinidade inteligente do raio violeta, é um passaporte para o próximo octavo de experiência. Existem adeptos que penetraram muitos, muitos dos centros de energia e várias das cores verdadeiras. Isto deve ser feito com o máximo de cuidado enquanto no corpo físico, pois como nós denotamos quando falamos dos perigos da ligação do circuito vermelho/laranja/amarelo com o circuito da cor verdadeira azul, o potencial para desarranjo do complexo mente/corpo/espírito é alto. Entretanto, a entidade que penetra a infinidade inteligente é basicamente capaz de andar pelo universo a passos ilimitados.

49.2 QUESTIONADOR: Eu tenho primeiro uma questão aqui do Jim. Ele diz: “Durante os últimos nove anos eu tenho [tido] o que eu chamo de experiências dos lobos frontais no estado pré-consciente de sono, logo antes de acordar pela manhã. Eles são uma combinação de prazer e pressão que começa nos lobos frontais e se espalham em pulsos através de todo o cérebro e parece como um orgasmo em meu cérebro. Eu já tive mais de 200 destas experiências e, com frequência, elas são acompanhadas de visões e vozes que raramente fazem algum sentido para mim. Qual é a fonte destas experiências dos lobos frontais?”
RA: Eu sou Ra. Nós examinamos o questionador e encontramos alguma informação pertinente já disponível, que diz respeito à disposição fisiológica desta parte do cérebro em particular. As experiências descritas e experienciadas são aquelas destilações que podem ser experienciadas após uma concentração de esforço na abertura do complexo mental do portal, ou índigo, para que experiência de um raio sacramental, ou violeta, possa ocorrer. Estas experiências são o início daquilo que, na medida em que o corpo, a mente, e o espírito se tornam integrados no nível do portal, ou do índigo, pode então ceder não apenas à experiência de prazer, mas à compreensão da infinidade inteligente que a acompanha. Assim, o orgasmo do complexo do corpo e o orgasmo do complexo da mente se tornam integrados e podem, então, estabelecer o portal apropriado para a integração do complexo espiritual e seu uso como veículo de transporte para o sacramento da presença plenamente experienciada do Uno Infinito Criador. Assim, há muito pelo que o questionador ainda pode ansiosamente esperar.

49.3 QUESTIONADOR: [para Jim] Você tem algum complemento àquela questão? [para Jim] Ok. [para Ra] Eu estava pensando; em uma sessão anterior, você mencionou os tons dos ouvidos esquerdo e direito, se o cérebro esquerdo e o direito estão de alguma forma relacionados às polaridades do serviço a si e do serviço a outrem. Você poderia comentar sobre isso?
RA: Eu sou Ra. Nós podemos comentar sobre isso.

49.4 QUESTIONADOR: Bem, por favor… você poderia prosseguir e comentar sobre isso?
RA: Os lobos do cérebro de seu complexo físico são iguais em seu uso da energia elétrica fraca. A entidade dominada pela intuição e impulso é igual à entidade governada pela análise racional quando polaridade é considerada. Os lobos podem, ambos, ser usados para o serviço a si ou serviço a outrem. Pode parecer que a mente racional e analítica pode ter mais possibilidade de perseguir a orientação negativa com sucesso devido ao facto de que, em nosso entendimento, muita ordem é, em sua essência, negativa. Entretanto, esta mesma habilidade de estruturar conceitos abstratos e de analisar dados experimentais podem ser a chave para a rápida polarização positiva. Pode ser dito que aqueles cujas capacidades analíticas são predominantes têm, de certa forma, mais com o que trabalhar na polarização.
A função da intuição é informar a inteligência. Em sua ilusão, a predominância descontrolada da intuição tenderá a manter uma entidade aparte das grandes polarizações, devido às excentricidades da percepção intuitiva. Como vocês podem ver, estes dois tipos de estrutura cerebral precisam estar balanceados a fim de que a soma líquida da catálise experiencial seja polarização e iluminação, pois sem a aceitação pela mente racional do valor da faculdade intuitiva, os aspectos criativos, que auxiliam na iluminação, serão suprimidos.
Há uma correspondência entre o direito e o esquerdo e o positivo e o negativo. A rede de energia que envolve seus corpos contém polarizações complexas, de certa forma. A área esquerda da cabeça e dos ombros é mais geralmente vista como sendo de polarização negativa, enquanto a direita é de polarização positiva, magneticamente falando. Esta é a causa do significado do tom para você.

49.5 QUESTIONADOR: Você poderia expandir sobre as polarizações magnéticas positiva e negativa em geral e como isso se aplica aos, digamos, indivíduos e planetas, etc.? Eu acho que existe uma correlação aqui, mas não tenho certeza.
RA: Está correto que há uma correlação entre o campo de energia de uma entidade de sua natureza e corpos planetários, pois todo material é construído por meios da tensão dinâmica do campo magnético. As linhas de força, em ambos os casos, podem ser vistas como sendo bem como as espirais entrelaçadas do cabelo trançado. Assim, o positivo e o negativo se enrolam e se entrelaçam formando relacionamentos geométricos nos campos de energia de ambas pessoas, como você chamaria um complexo mente/corpo/espírito, e planetas.
O pólo negativo é o pólo sul ou pólo de baixo. O pólo norte, ou de cima, é positivo. O cruzamento destas energias espiralantes formam os centros de energia primário, secundário e terciário. Você está familiarizado com os centros de energia primários do complexo do corpo físico, mental e espiritual. Pontos secundários do cruzamento da orientação dos centros positivo e negativo giram em torno de muitos de seus centros. O centro do raio amarelo pode ser visto como tendo centros de energia secundários no cotovelo, joelho e nos corpos sutis, em um sutil espaçamento do veículo físico, em pontos que descrevem diamantes em torno da área do umbigo envolvendo o corpo.
Pode-se examinar cada um dos centros de energia por tais centros secundários. Algumas de suas pessoas trabalham com estes centros de energia e vocês chamam isto de acupuntura. Entretanto, deve ser notado que há, muito frequentemente, anomalias na disposição dos centros de energia, de forma que a precisão científica desta prática é então questionada. Como a maioria das tentativas científicas em precisão, ela falha em levar em consideração as qualidades únicas de cada criação.
O conceito mais importante para se entender sobre o campo de energia é que o pólo de baixo, ou negativo, absorverá a energia universal do cosmos para si. A partir daí, ela se moverá para cima para se encontrar e interagir com a energia espiralante positiva se movendo para baixo, a partir do interior. A medida do nível de atividade de raio de uma entidade é o locus onde a energia de fora, do pólo sul, se encontra com a energia espiralante interior positiva.
Na medida em que uma entidade se torna mais polarizada, este locus se move para cima. Este fenómeno tem sido chamado pelas suas pessoas de Kundalini. Entretanto, ele pode ser melhor imaginado como sendo o lugar de encontro entre o, digamos, entendimento vibratório cósmico e o interior. Tentar elevar o locus deste encontro sem a percepção dos princípios metafísicos do magnetismo, dos quais isto depende, é convidar grande desbalanceamento.

49.6 QUESTIONADOR: Qual processo seria o processo recomendado para despertar corretamente, como eles dizem, o Kundalini e de qual valor isto seria?
RA: A metáfora da serpente espiralada sendo chamada para cima é vastamente apropriada para a consideração de suas pessoas. Isto é o que vocês estão tentando quando vocês buscam. Existem, como nós declaramos, grandes equívocos que dizem respeito a esta metáfora e à natureza da busca de seu objetivo. Nós devemos generalizar e pedir que você compreenda o facto de que isto, em efeito, torna bem menos útil aquilo que nós compartilhamos. Entretanto, como cada entidade é única, generalizações são nossa sina ao comunicarmos para suas possíveis edificações.
Nós temos dois tipos de energia. Nós estamos tentando, então, como entidades em qualquer cor verdadeira deste octavo, mover o local de encontro das naturezas interior e exterior mais e mais ao longo, ou mais para cima, através dos centros de energia. Os dois métodos de abordagem disto como métodos sensatos são, primeiro, o assentamento, dentro do próprio self, daquelas experiências que são atraídas à entidade através do pólo sul. Cada experiência deverá ser observada, experienciada, balanceada, aceita e assentada dentro do indivíduo. Na medida em que a entidade cresce em autoaceitação e percepção da catálise, a localidade do assentamento confortável destas experiências irá se elevar à entidade de nova cor verdadeira. A experiência, qualquer que seja, será assentada em raio vermelho e considerada conforme seu conteúdo sobrevivente e assim por diante.
Cada experiência será sequencialmente entendida pelo complexo mente/corpo/espírito crescente e buscador em termos de sobrevivência, então em termos de identidade pessoal, então em termos de relações sociais, então em termos de amor universal, então em termos de como a experiência pode gerar livre comunicação, então em termos de como a experiência pode ser ligada às energias universais e finalmente em termos da natureza sacramental de cada experiência.
Enquanto isso, o Criador reside no interior. No pólo norte, a coroa já está sobre a cabeça e a entidade é potencialmente um deus. Esta energia é trazida à existência pela aceitação humilde e confiante desta energia através da meditação e contemplação do self e do Criador.
Onde estas energias se encontram é onde a serpente terá alcançado sua altura. Quando esta energia desenrolada se aproxima do amor universal e do ser radiante, a entidade estará em um estado no qual a capacidade de colheita da entidade está próximo.

49.7 QUESTIONADOR: Você poderia recomendar uma técnica de meditação?
RA: Não.

49.8 QUESTIONADOR: Seria melhor, ou devo dizer, produziria mais resultados úteis na meditação deixar a mente, digamos, tão limpa quanto possível; deixá-la se esgotar, por assim dizer, ou seria melhor focar em meditação em algum objeto ou alguma coisa para concentração?
RA: Cada um dos dois tipos de meditação é útil para uma razão em particular. A meditação passiva, envolvendo a limpeza da mente, o esvaziamento do amontoado mental, que é característica da atividade do complexo mental entre suas pessoas, é eficaz para aqueles cujos objetivos são atingir um silêncio interior, como uma base a partir da qual escutar o Criador. Esta é uma ferramenta útil e eficaz e é de longe o tipo de meditação mais geralmente útil com relação à contemplação ou prece.
O tipo de meditação que pode ser chamado visualização não tem como objetivo aquilo que está contido na própria meditação. Visualização é a ferramenta do adepto. Aqueles que aprendem a manter imagens visuais em mente estão desenvolvendo um poder de concentração interior que pode transcender o tédio e o desconforto. Quando esta habilidade tiver se tornado cristalizada em um adepto, o adepto pode, então, realizar polarização em consciência, sem ação externa, que pode afetar a consciência planetária. Esta é a razão para existência do assim chamado Mago Branco. Apenas aqueles desejando buscar o aumento consciente da vibração planetária encontrarão na visualização um tipo de meditação particularmente satisfatório.
Contemplação ou a consideração em um estado meditativo de uma imagem ou texto inspirador é extremamente útil também entre suas pessoas, e a faculdade da vontade chamada oração é também de natureza potencialmente útil. Quer ela seja de facto uma atividade útil depende quase totalmente das intenções e objetos daquele que ora.

22 e 27 de abril de 1981
nota: a expressão Self refere-se ao Eu (pessoa), que nem sempre foi traduzido nos livros.

A Lei do Uno – os 5 livros e o resumo

Partilhar no Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.