revelação cósmica temporada 12

T12E27 Tecnologias da IDARF (Revelação Cósmica ~ Jason Rice)

Partilhar no Facebook

Durante o seu tempo no IDARF, Jason Rice teve acesso a tecnologia avançada, como a tecnologia médica, que incluía terapia de melhoramento de nanites e clonagem para substituir membros perdidos. Ele também detalha algumas das tecnologias utilizadas em veículos, como interfaces neurais para pilotos, sistemas de energia antimatéria e protecção do campo de forças. Parte desta tecnologia está a ser utilizada em grande escala.

Revelação Cósmica Corey Goode temporada 12 episódio 27

pode ver o episódio clicando no link abaixo:
https://drive.google.com/open?id=1f1hygTDT8GVcJb0CvyqCuxdw_9eV-3LJ

Se der erro, usar o browser chrome em modo anónimo (teclando Ctrl + Shift +n) no PC e se necessário, antes tem de fazer logout do seu gmail. Se ainda não conseguir, aceda a partir de outro PC. Alerta-se que os episódios têm sido retirados da internet, portanto se detetar que o episódio foi denunciado, faça um comentário para indicarmos outro link.

T12E27 Tecnologias da IDARF (Revelação Cósmica ~ Jason Rice)
S12E27 IDARF Tech (Cosmic Disclosure)

resumo do episódio:

REVELAÇÕES CÓSMICAS

POR DENTRO DO
PROGRAMA ESPACIAL SECRETO

Tecnologias da IDARF

Olá a todos!
Sou Jay Weidner.

Bem-vindos ao
”Revelações Cósmicas”.

Estamos com Jason Rice,
membro do Programa Espacial Secreto.

Olá, Jason!
Como vai?

Estou bem, Jay.
Obrigado pelo convite.

É um prazer.

Fale sobre os aparelhos
médicos estranhos

que você viu quando serviu

na IDARF, a Força Interplanetária
de Defesa e Reação.

Claro, Jay.

A primeira coisa
com a qual tive contato

em termos de tecnologias médicas

foi o scanner ativo
pelo qual tínhamos que passar

para entrar na ala médica
da base de Fort Indiantown Gap,

o local do nosso primeiro treinamento.

Parece que,
antes da minha chegada,

havia certas formas de vida
que estavam tentando

obter acesso à ala médica,

uma área altamente controlada
onde não queriam

que a tecnologia de nanites que havia lá
fosse hackeada

ou infectada por um vírus.

Uma das vezes que realmente

levou essa questão
à atenção deles

foi quando alguém,

sem que eles soubessem,
levou algo para a ala médica

e causou vários tipos
de problema

com todos os tratamentos com nanite
existentes

que eles tinham lá àquela época.

Para garantir que eles não
repetiriam

esses tipos de infecção,

criaram uma verificação de segurança
rigorosamente controlada

na entrada da ala médica.

E essa verificação de segurança

incluía uma sala trancada

onde todos que entravam e saíam
eram examinados.

É uma tecnologia de exame escalar

que permite uma observação ativa
do que está acontecendo

dentro do corpo,

mas também permite
que eles vejam

alguns dos diversos campos energéticos

gerados pelo corpo.

Esse foi um dos transportadores

com o qual conseguiram penetrar
o laboratório,

era um transportador energético.

Um grupo de ETs queria entrar
nesse laboratório? É isso?

Era uma inteligência alienígena
que estava tentando

obter acesso aos nanites
e conseguiu.

Eles perderam muitos.

-Para quê…?
-Controlar.

-Qual era o objetivo?
-Sequestrá-la.

Sequestrar?

Para que qualquer um que tivesse recebido,
ou fosse receber, o tratamento

com esses nanites infectados

ficasse suscetível a uma ativação
ou controle externo ou remoto,

ou basicamente um candidato manchuriano

com o qual obteriam acesso a áreas
às quais não tinham acesso.

Não seria mais fácil

esperar até que vocês saíssem
e hackeá-los eletronicamente?

Hackear os nanites?

Existem certos protocolos de segurança

quando os nanites são injetados.

Lembre-se de que o processo

das terapias de aprimoramento
com nanites

é um processo de cerca de 24h.

Isso acontece porque

eles têm que acessar
os cantos mais longínquos

de todo o seu corpo.

Às vezes, leva de 8 a 12 horas

até que atinja esses tecidos remotos.

Após ser injetado no corpo humano,

o soldado que foi injetado

conta com certas medidas de proteção.

E também há certas medidas
de proteção do comando

que estão disponíveis para evitar
que sejam hackeados.

Esse grupo de ETs queria entrar na sala

para alterar os nanites tecnicamente?

Tecnicamente,
para infetar os nanites

com sua própria assinatura energética
para poder controlar remotamente

certos aspectos
ou para poder controlar

o hospedeiro, a pessoa.

Suponho que esse grupo
tenha falhado.

Eles falharam.

Eles acabaram infectando
todos os armazéns

de terapias de aprimoramento com nanites
que havia lá.

Parte do processo de monitoramento

que eles seguem 24h por dia
na base inclui procurar

certas assinaturas.

Assim que determinaram
a presença daquela assinatura,

foram alertados para o que estava
acontecendo,

mesmo sem saber ao certo
o que estava acontecendo.

Esse aparelho de exame
via órgãos,

-fluxo sanguíneo e…?
-Sim.

É uma tecnologia incrível.

O cara que fica
na cabine de segurança

é um especialista, um soldado
sem formação médica,

mas a capacidade de usar
aquela tecnologia

para ver o fluxo sanguíneo de verdade,
o coração batendo,

tudo o que acontece
no seu sistema digestivo.

Você pode ajustar e sintonizar
com várias profundidades

ou pontos de foco no corpo,

podendo até ver disparos sinápticos
no cérebro.

Quando saí do outro lado,

após passar pelo exame,
eu fui até a janela para pegar

minhas ordens
e meus pertences.

Eu acabei notando que não era
um monitor normal.

Era uma parede toda.

Olhei para a parede e vi
que a minha imagem

ainda estava na tela.

Dava para ver tudo
da cabeça aos pés.

Parece que outro motivo
do quarto trancado

era poder fazer com que alguém
que estivesse carregando

um agente não autorizado
ou uma infecção

ficasse trancado na sala.

Essa sala de segurança específica

tinha gavetas para armas que ficavam
acessíveis na sala de controle.

Não dava para ver onde ficavam,
mas, se fossem disparadas,

as paredes sumiam
e a pessoa lá dentro,

se não fosse subjugada, tudo era escondido
para que você não visse

de onde estava vindo,
pois os que são infectados

e ficam psicóticos, o melhor lugar
para alguém assim

é uma sala trancada.

É para isso que serve.

No exame, podem encontrar
nanites infectados.

-Correto.
-Entendi.

Correto.

E há quanto tempo
você viu essa tecnologia?

Isso foi em 1997.

São portáteis, até certo ponto,

pois há scanners de mão
que fazem a mesma coisa.

Você pode se aproximar de alguém
com um scanner de mão e olhar para…

-Como o Bones, em “Star Trek”.
-Sim, como o Bones, em “Star Trek”.

Pode ver se há uma ruptura,

um cabelo ou uma fratura nesse ponto.

Isso seria muito útil
em batalhas.

É extremamente útil
para poder ver

e localizar com precisão
onde está o problema.

E não são só ossos e tecidos,

mas órgãos ou estilhaços,
e onde esses estilhaços

acabaram perfurando.

Há certos metais ou elementos

que não reagem aos nanites

e precisam ser removidos
por métodos cirúrgicos

mais convencionais
ou mais avançados.

Esses nanites têm algum efeito
na psicologia ou na mente humana?

Alguns efeitos adversos
dos nanites incluem…

Parte dos protocolos é que você pode
controlar a região adrenal, o suor,

o sono, nutrientes, água,
e pode fazer isso de tal forma

que os nanites podem usar
até todos os nutrientes disponíveis,

não sobrando nada para você
além de um colapso.

Assim, sabendo o equilíbrio
de quanto você pode usar,

quanto pode fazer,
quanto o seu corpo armazena…

Parte do treinamento envolvia

descobrir quais eram
esses limites.

As terapias adicionais
de aprimoramento com nanites,

não só nos olhos e ouvidos,
mas na glândula pineal,

podendo focar energia e atenção
em certas partes.

Algo que tínhamos que aprender

sobre nossas terapias
de aprimoramento com nanites

era que um dos processos de feedback

é que certos nanites podem ser ligados

para que vibrem.

É a melhor descrição.

E você, enquanto participante
do processo de aprendizagem,

pode identificar todas as partes
diferentes

do seu corpo que estão doentes,
lesionadas

ou que precisam de mais nutrientes.

Com um circuito de biofeedback

no qual os nanites, por exemplo,
na ponta do seu dedo vibram…

Por falta de uma expressão melhor…

Você pode identificar o que sente
nesse ponto, na ponta do dedo.

Isso precisa ser calibrado
em todo o corpo,

para que você possa identificar
os diferentes sistemas

que você precisa ligar ou desligar,
aumentar, acelerar.

Isso inclui a glândula pineal,

poder identificar como é
essa sensação e dizer:

“Eu preciso me concentrar e focar
não no meu joelho,

mas na glândula pineal.”

Isso permite um melhor desempenho

do órgão, glândula ou sistema
em particular

que você deseja aprimorar.

Isso tudo só aprimora o corpo existente.

Deve ser um programa de inteligência
artificial que controla os nanites.

É um certo tipo.

Não é uma inteligência artificial
autônoma,

pois ela depende do corpo,
da pessoa, do soldado,

para ser a inteligência artificial,
por assim dizer, o cérebro.

Existem sistemas autônomos

com os nanites que não requerem

a participação do soldado
ou do indivíduo,

mas, em sua maioria,
são operados por operadores.

É interessante que isso esteja
acontecendo aqui na Terra.

-Todos os…
-Sim.

E outra coisa que notei

foi que, ter um biofeedback
e poder se concentrar,

e a disciplina e foco para isso,

não precisamos de nanites

para alcançar essa habilidade.

Ouvimos falar de monges
que conseguem se sentar

a temperaturas congelantes
ao lado de uma montanha

a noite toda, conseguindo regular
sua temperatura corporal.

É a mesma coisa.

Você não precisa de terapias
de aprimoramento com nanites

para fazer isso.

É um atalho que reduz o tempo

que leva para conseguir dominar
essas habilidades,

mas todos temos a estrutura básica

para fazer isso nós mesmos.

Está dizendo que conseguia controlar
a temperatura do seu corpo?

Com a terapia de nanites, sim.

Você ficaria bem
em um clima congelante?

Com certeza.

Você também pode redistribuir
oxigênio pelo corpo,

pode segurar o fôlego
por períodos mais longos.

Pode resfriar seu corpo
mais rapidamente,

usando as terapias de nanite.

Pode regular ou alterar
seus padrões de sono,

alterando certos hormônios
no seu sistema,

eliminando a necessidade de dormir.

Você acaba tendo que ceder
depois de um tempo.

Ficar sem dormir certamente
é um dos problemas

a serem evitados, pois o corpo…

Muito predominante
em uma situação bélica.

Certo.

E havia…?

Você já viu algum tipo de programa
de clonagem na IDARF?

No fim do nosso treinamento,

disseram-nos que haviam notificado
nossas famílias

de que estávamos mortos,
para que continuássemos em frente

e para confundir nossa mente.

Você não tem escolha
a não ser continuar no rumo

que está seguindo.

Algumas famílias receberam

clones 100% idênticos
da cabeça aos pés,

só para que tivessem
um corpo para enterrar.

Havia um clone seu
caso fosse necessário?

Não, não era assim.

Eles tinham todas as medições

e informações analíticas
para fazer o que fosse necessário.

Tinham o nosso DNA no arquivo
caso precisassem de um clone.

Os únicos clones que vi

ou fiquei sabendo

foram quando fui instrutor
no 333° grupo do FIGUE,

no fim da minha carreira.

Em uma batalha,
os nanites podem ajudá-lo

até certo ponto,

mas, se você for atingido
por uma arma de grande calibre,

o que acontece nesse caso?

Qual é o procedimento?

Os nanites também podem fechar
a circulação sanguínea.

Assim, se um soldado perder o braço,

ele não sangra até morrer.

Isso é bom.

Eles fechariam os vasos capilares

para evitar a perda
de mais fluidos.

Podia levar de 10 a 30 segundos
para que fizesse efeito.

Esses eram recursos mais autônomos

de alguns dos nanites.

Se houvesse uma condição
em que um soldado

estivesse em uma emergência médica
extrema, os nanites…

Um dos protocolos é colocar o soldado
em um coma

para desacelerar todos os processos,

aumentando sua chance
de sobreviver,

evitando que a pessoa surte

por ter perdido vários membros
e estar sangrando muito.

Acho que você já disse
que podia trocar o braço.

Sim, e regenerá-lo.

Regenerá-lo por meio
de uma tecnologia avançada.

O processo pelo qual passei era…

Envolvia uma submersão
em uma substância parecida com gel.

E também envolvia, basicamente,
uma impressão em 3D de…

Eles tinham tudo no arquivo.

Eles conheciam tudo
até o último capilar do meu corpo,

podendo recriar tudo.

O desafio não era a criação
dos membros perdidos.

O desafio era reaprender a usá-los,

pois, embora as ligações
ainda estejam ativas

nos mesmos caminhos de antes,

uma transição precisa ocorrer.

Você tem que aprender
controle motor e…

-Aprender a controlar, sim.
-É difícil.

Sim.

Já ouvi falar disso.

Você está no campo.

-As pessoas morrem?
-Sim.

-Soldados morrem?
-Sim.

Algo tão traumático
que nada pode ser feito por eles?

Por exemplo, após o ataque na Área 26,

alguns soldados nunca foram achados.
Encontramos pedaços.

-Que ataque?
-Com a arma de energia cinética.

Certo.

O impacto do meteoro grande
no oceano adjacente de água doce.

Encontramos pedaços de vários soldados,

e havia outros que…

Nunca achamos nada deles.

Sim, alguns soldados morrem
durante o processo e…

Porém, acho que o objetivo
é fazer um soldado

-capaz de evitar a morte.
-Claro.

Evitar a morte e ter uma chance maior

de sobreviver em todo o espectro
de condições adversas,

clima frio, clima quente…

Vocês são acompanhados
por equipes médicas em campo?

A equipe médica fica entre nós
na forma de…

Todo soldado,
como parte do treinamento,

recebe um treinamento médico
bem abrangente.

Não me lembro do treinamento médico em si,

só sei que passei por ele,

para que todo soldado tivesse
a capacidade e um treinamento

equivalente ao de paramédico.

De novo, parte da nossa missão

era treinar e coordenar
as populações locais.

E também significava
que poderíamos ajudar

essas populações locais
com tratamentos médicos.

Você já mencionou algo chamado
de tecnologias de interface neural.

Pode explicar do que se trata?

Claro.

As tecnologias de interface neural
que usávamos

eram aumentadas por terapias
de aprimoramento com nanites.

Elas permitiam
que interagíssemos diretamente

com um computador ou software
que tinha essa conexão.

O que é isso?
Interface neural?

É o controle de um sistema de armas,

sistema de orientação,
sistema de voo,

um controle pela mente,
não por um aparelho controlador,

um volante ou algo físico.

E poder controlar
a interface de interação,

a interface humano-máquina
com a mente

em vez de algo físico.

-Eles devem ter essa tecnologia.
-Sim.

-Muito útil, não?
-É muito útil.

A tecnologia de interface neural

tinha diretrizes muito específicas
sobre o quê,

como e onde podia ser controlado,
não era o que convencionalmente

seria considerado como uma ligação
entre mente e máquina.

Era mais um tipo de interface,
por assim dizer,

para poder controlar várias coisas
ao mesmo tempo.

Por exemplo,
os pilotos encarregados das naves

podiam monitorar e
identificar ou rastrear

certas coisas para o oficial
de rastreamento,

bem como pilotar a nave
ao mesmo tempo,

monitorar e ficar de olho

em certos sistemas
dentro da nave,

podiam detectar

ventos cruzados
ou temperaturas

e fazer ajustes.

Poder remover as interfaces
que às vezes ficam desajeitadas

e permitir que uma pessoa tenha
uma interface neural direta

é algo que reduz muito
o tempo de reação,

além de aumentar a eficiência.

O piloto pode simplesmente dizer:
“Atirar arma traseira”,

e isso acontece?

Se for automatizado.

Com alguns sistemas de mira,
ele podia falar ou pelo menos

destacar certas coisas
para o atirador.

“Preste atenção aqui.”

“Vejo algo ocorrendo
naquele lado.”

E destacar.

Algo que vi recentemente

foi a DARPA lançando
interfaces neurais

para seus soldados.
Estão divulgando

essa tecnologia como uma novidade,
mas ela existe há muito tempo.

Só decidiram finalmente divulgar.

Se eles têm essa tecnologia
que você diz que têm…

Se alguém mexesse
com os que estão no poder,

eles não soltariam soldados

com toda essa tecnologia
aqui na Terra

para lidar com a situação?

As promessas que fazíamos
baseavam-se em manter

e seguir os padrões éticos e morais.

Ser usado contra uma população civil

não entra nessa categoria.

Você nunca lutou contra populações civis
na IDARF?

Ajudamos a controlar
alguns protestos,

mas isso não envolveu o uso
de tecnologias militares

para suprimir civis, não.

Porém, teoricamente,
um grupo de militares

aqui na Terra pode ter que enfrentar
esses supersoldados, certo?

Sim, pode.

Acha que isso acontece?

Não acho que aconteça
simplesmente porque,

primeiramente,
a principal vantagem para nós

é a supressão da tecnologia.

Demonstrar isso de forma grandiosa

seria uma grande abertura
para o processo de revelação.

Você já recebeu tecnologias avançadas
de extraterrestres?

Os extraterrestres que encontramos

na IDARF tinham um avanço tecnológico
muito específico.

Podemos comparar com o que havia na Terra
nos anos 1850,

no pico da Revolução Industrial.

Então, as tecnologias,
com algumas exceções,

com as quais nos deparamos
não estavam à frente das nossas.

Algumas coisas que vi
no Planeta Um,

por exemplo,
no qual as civilizações

usavam o diferencial de tensão
gerado no planeta

para criar eletricidade,

algo similar à Torre Wardenclyffe
que o Tesla usou,

na qual eles usavam

o potencial da Terra
e a diferença entre ele

e a atmosfera
para gerar eletricidade.

Nunca tendo visto
essa tecnologia

antes da missão do Planeta Um,
para mim,

era uma nova tecnologia.

Porém, já existia
desde a virada do século.

Estavam usando a tecnologia de Tesla
para gerar eletricidade?

Sim.

Usavam uma corrente CC
para iluminação

e algumas outras coisas.

Eles não tinham capacidade
de usá-la para algo além

de iluminação artificial.

Eles tinham uma torre?

Uma Torre Wardenclyffe
que começava a gerar

ou como funcionava?

-Ficava nos edifícios.
-É mesmo?

Nas residências, em todas elas.

Imagine uma grande barraca,
às vezes

de um andar, às vezes de três,
com um teto cônico

com um pináculo em cima.

Alguns pináculos tinham um sistema
de ventilação embutido,

para que as diferenças normais
de temperatura

e as variações térmicas
dentro de um prédio

fizessem com que o calor subisse
e o ar frio entrasse.

Usavam isso para refrigeração,
e o pináculo no teto

como parte da geração
de eletricidade.

Porém, essa tecnologia é do Tesla.

Não é extraterrestre.

Não, eram tecnologias
extraterrestres

dos ETs humanoides que vimos
no Planeta Um.

Eles aperfeiçoaram a tecnologia do Tesla
sozinhos?

Não a aperfeiçoaram.

Eles a descobriram
e começaram a usá-la.

Porém, de novo,
lembre-se de que as civilizações deles

não eram impulsionadas pela necessidade
de inventar e melhorar.

As civilizações resumiam-se
a descobrir algo que funcionasse,

e tudo bem se ficasse assim.
Eles…

-Um estado meio estável?
-Estável.

Sim, é uma ótima descrição.

Qual foi a tecnologia mais incrível
que você viu

na IDARF, além dos scanners e tudo mais?

Algumas das tecnologias mais incríveis

eram impressionantes. Acho que têm a ver
com as tecnologias de campo de força.

As naves que tínhamos
e usávamos.

Só o tamanho de algumas naves

que eram usadas no PES,
eram enormes.

-Que tamanho?
-800 metros.

-800 metros?
-Sim.

Bill Tompkins diz que projetou naves
de 800 a 1.600 metros.

Acha que esses são os projetos

que ele mencionou
ou são ainda mais avançados?

As naves com que estou familiarizado
têm formato de seta

e de charuto.

E existem diversas outras naves pequenas,
dependendo da missão.

Formato de seta quer dizer
que você pode voar

tanto na atmosfera
quando no espaço sideral?

Sim.

As propriedades físicas
nas bordas externas

também indicam
que elas podem ser usadas

dentro de uma atmosfera,
pois eram lisas

e foram projetadas para reduzir
a quantidade de atrito e resistência.

Elas funcionam dentro da água?

-Sim, é claro.
-Sim?

Sim.

Existem bases subaquáticas
aqui na Terra?

Pelo que eu saiba, sim.

Como essas naves gigantes
são alimentadas?

Qual é a fonte de alimentação?

As fontes de alimentação
que usávamos regularmente

eram de antimatéria
do tipo efeito Hall,

uma partícula ou partículas de antimatéria
eram colocadas em movimento

dentro de um sistema de contenção.

E a rotação delas em volta de um círculo
cria um campo.

Então, esse campo pode ser transferido
para um condutor.

E o condutor passa a gerar
eletricidade.

Esses sistemas de alimentação

podem ser miniaturizados

para o tamanho de um maço de cigarros
ou qualquer outro tamanho.

A arma Con PD era uma arma
de desestabilização de fase,

com sua própria alimentação,
pois consumia muito.

E esse sistema era do tamanho

de um freezer horizontal.

Era enorme.

Não é energia nuclear
nem nada do tipo?

As que eu vi não tinham
alimentação por energia nuclear.

Isso existe.

Porém, quando você não tem
que mexer com algo

que é mortal, podendo mexer

com algo que é mortal
de uma forma diferente

e não custa tanto para produzir…

E todos os subsistemas
e sistemas de segurança,

sistemas de refrigeração
e todas as outras coisas

necessárias para um gerador
de energia nuclear

de que você não precisa
se estiver usando…

Por exemplo, a antimatéria.

Então, eles não usam reatores de fusão
no Programa Espacial Secreto?

Um dos reatores na base de FIGUE

era de fusão à temperatura ambiente.

Parte da energia usada na base
era de leito de esferas.

Eles já atingiram a fusão,
mas nunca nos contaram.

Sim.

Eles querem consumir
os combustíveis fósseis do planeta.

Viu alguma outra tecnologia
usada atualmente na Terra,

tendo sido filtrada deles até nós?

-Há várias.
-Por exemplo?

Há várias delas.

As terapias genéticas
que vemos com frequência

são produtos de alguns dos programas.

Outra tecnologia…
Cada soldado tinha um kit médico.

Era um rolo de 7 cm de largura

por 3 metros de comprimento
de segunda pele, por assim dizer.

É enrolado em volta
de um borrifador

do tamanho de um frasco
de limpador de lentes.

Não é muito grande,

mas todo o kit é uma peça só,
você só corta

o pedaço de que precisa,
coloca-o na ferida,

para grudar nela,
e aplica o spray.

E a parte do spray
ativa os nanites

e as modificações genéticas
no curativo

para, em seguida, cobrir,
fechar e vedar

queimaduras, arranhões,
perfurações, feridas de bala.

E o processo de cura…

O material contém um DNA genérico.

Então, o que ele…

Como as terapias de aprimoramento
com nanites…

Ele vem originalmente
com uma sequência de DNA genérica.

Uma vez em contato
com o soldado,

ele usa o DNA do próprio soldado
para substituir a forma genérica,

de modo que a forma genérica
deixa de ser a linha de base,

não havendo nenhuma chance
de rejeição.

Depois de replicar essa sequência de DNA
do soldado,

ele fica igual a qualquer outra parte

da pele, do corpo ou de um tecido
do soldado.

Isso era muito útil
do ponto de vista de…

Você sofreu um corte ou arranhão,
ou levou um tiro,

e pode vedar, fechar a ferida,
e seguir a vida.

Esse tipo de tecnologia é aplicado
para segunda pele

no campo da medicina de hoje,
onde estão usando

uma derivação analógica
de uma segunda pele

e estão usando para cura,
para fins medicinais.

Isso é usado hoje?

Está começando a ser lançado.

-No começo.
-Estamos começando a ver.

E as tecnologias que você viu
que foram filtradas até nós?

Diria que há várias
que podem ser usadas aqui.

As tecnologias de propulsão
eletrogravitacional.

Gostaria de ter um veículo na garagem
capaz de fazer isso.

Ter acesso às tecnologias avançadas
que eles chamam de replicadores.

Quando você tem que armazenar
elementos-base em casa,

sem ter que sair e comprar
vários produtos, materiais ou componentes,

você só tem que armazenar
carbono, nitrogênio, oxigênio,

diferentes elementos-base,

só precisa se preocupar com isso.
E então…

O replicador, é claro,

é a máquina que faz alimentos e produtos…

Produtos e alimentos.

Sim, o próximo passo
da evolução humana

será um afastamento do processo
de manufatura centralizado

para um processo descentralizado,
no qual as pessoas

-poderão fabricar coisas em casa.
-Claro.

-Estamos quase lá. Impressoras 3D.
-Sim.

Jason, foi um prazer.

Informações muito interessantes.

Obrigado pelo convite, Jay.

Tudo pela revelação.

Espero que tenham gostado.

Sou Jay Weidner

e este é o
”Revelações Cósmicas”.

Nesta temporada de
”Revelações Cósmicas”,

as pessoas compartilham
seu envolvimento secreto

com agências governamentais,
militares e programas espaciais secretos…

Existe tanta coisa a nosso favor.
Não podemos desistir,

somos uma raça incrível.

Eles geralmente atacavam
em grupos de 25 a 50.

REVELAÇÕES CÓSMICAS

POR DENTRO DO
PROGRAMA ESPACIAL SECRETO

PRONTO PARA CONTAR A VERDADE?

Os e-mails são criptografados
e não podem ser compartilhados.

 

Disclaimer:
1. Os artigos são escritos em português do (Brasil ou de Portugal) ou numa mistura de ambos.
2. Os artigos colocados neste site, são diferentes dos colocados nos corruptos meios de comunicação de massas. Não significa que os autores concordam ou discordam com os mesmos. Você deve usar a sua intuição com aquilo que ressoa ou não consigo. Ninguém é dono da verdade absoluta e este site não foge à regra.

Partilhar no Facebook

0 0 vote
Article Rating
Subscribe
Notify of

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments