A Lei do Uno - livro 2

A LEI DO UNO ~ sessão 40 ~ densidade ~ cancro (câncer) ~ alimentação

Partilhar no Facebook

40.1 QUESTIONADOR: Eu pensei em fazer uma declaração e deixar você corrigi-la. Eu estou tentando criar um simples modelo da porção do universo na qual nós nos encontramos. Começando com o Logos, ou sub-Logos, nosso sol, nós temos luz branca emanando dele. Esta é composta por frequências que variam do vermelho ao violeta. Eu presumo que esta luz branca, então, contém as experiências ao longo de todas as densidades e, na medida em que nós vamos em direção à oitava densidade, nós vamos para um buraco negro que emerge no outro lado como outro Logos ou sol e inicia outro octavo de experiência. Você poderia comentar sobre esta parte da minha declaração?
RA: Eu sou Ra. Nós podemos comentar sobre esta declaração até um certo ponto. O conceito da luz branca do sub-Logos sendo prismaticamente separada e mais tarde, no capítulo final, sendo absorvida novamente, é basicamente correto. Entretanto, existem subtilezas envolvidas que são mais que semânticas.
A luz branca que emana e forma o sub-Logos articulado tem seu início no que pode ser metafisicamente visto como escuridão. A luz vem a esta escuridão e a transfigura, fazendo o caos se organizar e se tornar reflexivo ou radiante. Assim, as dimensões vêm à existência.
Contrariamente, a escuridão do buraco negro, metafisicamente falando, é uma concentração de luz branca sendo sistematicamente absorvida mais uma vez ao Uno Criador. Finalmente, esta absorção ao Uno Criador continua até que todas as infinidades das criações tenham alcançado massa espiritual suficiente a fim de que todas formem mais uma vez o grande sol central, se você assim puder imaginá-lo, da infinidade inteligente aguardando potencialização pelo livre arbítrio. Assim, a transição do octavo é um processo que pode ser visto entrando numa inexistência de tempo de natureza inimaginável. Tentar medi-la com suas medidas de tempo seria inútil.
Portanto, o conceito de movimento através do buraco negro do poço máximo de gravidade espiritual e chegando imediatamente ao próximo octavo perde o subconceito ou corolário da porção deste processo, que é interminável.

40.2 QUESTIONADOR: Nossos astrónomos têm percebido que a luz de galáxias espirais é aproximadamente sete vezes menor do que ela deveria ser, a partir de seus cálculos do que suas massas deveriam ser. Eu estava apenas imaginando se isto se deve ao aumento da massa espiritual nas galáxias no que chamamos de estrelas anãs brancas? RA: Isto está basicamente correto e é uma porção do caminho ou processo do ciclo da criação.

40.3 QUESTIONADOR: Eu também estava imaginando se a primeira densidade corresponde de alguma maneira à cor vermelha, a segunda à cor laranja, a terceira à cor amarela e assim por diante através das densidades correspondentes às cores, talvez numa forma que as vibrações básicas que formam o fóton, que forma o núcleo de todas as partículas atómicas, teriam um relacionamento com aquela cor da densidade e, e que aquela vibração aumentaria para segunda, terceira e quarta densidades, correspondendo ao aumento na vibração das cores. Isto está correto de alguma forma?
RA: Isto está mais correto do que você declarou. Primeiramente, você está correto em postular um quantum, se você desejar, como a natureza de cada densidade e mais correto em supor que estes quanta podem ser vistos em natureza vibratória correspondendo à cor, como você entende essa palavra. Entretanto, é também verdade, como você suspeitou, mas não perguntou, que cada densidade é de complexo de características metafísicas de seu raio. Assim, na primeira densidade, o raio vermelho é a fundação para tudo que está por vir. Na segunda densidade, o raio laranja é aquele de movimento e crescimento do indivíduo, este raio se esforçando na direção do raio amarelo das manifestações de auto-consciência de natureza social tanto quanto individual; terceira densidade sendo o equivalente, e assim por diante, cada densidade sendo primariamente so eu raio mais as interações do raio seguinte a puxando para frente em evolução e, até uma certa extensão, colorindo ou sombreando a cor principal daquela densidade.

40.4 QUESTIONADOR: Então os centros de energia do corpo para um indivíduo seriam, supondo que o indivíduo evolui numa linha reta, a partir da primeira até a oitava densidade, cada um desses centros de energia, centros ou chacras seria ativado à plenitude se tudo trabalhasse como deveria? Cada um seria ativado à plenitude e maior intensidade ao final da experiência em cada densidade?
RA: Falando hipoteticamente, isto está correto. Entretanto, o ser plenamente ativado é raro. Muita ênfase é dada às harmonias e equilíbrios de indivíduos. É necessária para graduação, através das densidades, que os centros de energia primários estejam funcionando de forma a se comunicarem com a infinidade inteligente e apreciarem e se deleitarem nesta luz, em toda a sua pureza. Entretanto, ativar plenamente cada centro de energia é domínio de poucos, pois cada centro tem uma velocidade variável de rotação ou atividade. A observação importante a ser feita, uma vez que todos os centros necessários são ativados a um nível mínimo necessário, é a harmonia e equilíbrio entre esses centros de energia.

40.5 QUESTIONADOR: Tomando como exemplo a transição entre a segunda e a terceira densidade, quando esta transição ocorre, a frequência de vibração que forma o fóton (o núcleo de todas as partículas da densidade), esta frequência aumenta a partir de uma frequência correspondente à segunda densidade ou laranja, a cor laranja, a frequência que nós medimos para a cor laranja, à frequência que nós medimos para a cor amarela? Onde eu quero chegar é, todas as vibrações que formam a densidade, vibrações básicas do fóton, aumentam de forma quântica ao longo de um período relativamente curto de tempo? RA: Isto está correto. Então você vê, dentro de cada densidade, a evolução gradual dos níveis vibratórios.

40.6 QUESTIONADOR: A frequência – isto é um chute. A frequência da segunda para a terceira aumenta da frequência do meio do laranja ou frequência média do laranja para a frequência do meio do amarelo ou frequência média do amarelo?
RA: Esta questão é indeterminada. Nós tentaremos ser úteis. Entretanto, a frequência, que é a base de cada densidade, é o que pode ser chamado de uma cor verdadeira. Este termo é impossível de ser definido, dado o seu sistema de sensibilidades e medidas científicas, pois cor tem características vibratórias tanto em espaço/tempo, quanto em tempo/espaço. A cor verdadeira é então sobreposta e tingida pelo arco-íris dos vários níveis vibratórios de dentro daquela densidade e as vibrações de atração da próxima densidade de cor verdadeira.

40.7 QUESTIONADOR: Qual duração teve o tempo de transição neste planeta entre a segunda e a terceira densidade? Uma geração e meia eu acredito. Isto está correto? RA: Isto está correto, o tempo medido em seus anos sendo aproximadamente um mil e trezentos e cinquenta [1.350].

40.8 QUESTIONADOR: Então, qual será o tempo de transição neste planeta da terceira para quarta densidade?
RA: Isto é difícil de estimar devido às anomalias incomuns desta transição. Existem, nesta ligação espaço/tempo, seres encarnados que começaram trabalho de quarta densidade. Entretanto, o clima de consciência planetária de terceira densidade está retardando o processo. Nesta ligação em particular, os vórtices de possibilidade/probabilidade indicam algo entre 100 e 700 de seus anos como período de transição. Isto pode não ser preciso devido à volatilidade das suas pessoas neste espaço/tempo.

40.9 QUESTIONADOR: A vibração do básico, do fóton, de todas nossas partículas, já aumentou em frequência? RA: Isto está correto. É essa influência que começou a causar pensamentos a se tornarem coisas. Como um exemplo, você pode observar os pensamentos de raiva se tornando aquelas células do complexo de corpo físico saindo de controlo para se tornarem o que vocês chamam de cancro (câncer).

40.10 QUESTIONADOR: O que, supondo que nós somos, a nossa vibração – eu presumo que esta vibração começou a aumentar entre vinte e trinta anos atrás. Isto está correto?
RA: Os primeiros percursores disto ocorreram há aproximadamente quarenta e cinco de seus anos, as energias vibrando mais intensamente através do período de quarenta anos precedendo o movimento final de matéria vibratória, digamos, através do salto quântico, como você o chamaria.

40.11 QUESTIONADOR: Começando, então, quarenta e cinco anos atrás e levando em consideração o aumento inteiro em vibração que nós experimentaremos nesta mudança de densidade, aproximadamente qual percentual do caminho através deste aumento de vibração nós estamos agora? RA: A natureza vibratória de seu ambiente é cor verdadeira verde. Isto está, nesse momento, fortemente sobreposto com a cor laranja da consciência planetária. Entretanto, a natureza dos quanta é tal que o movimento sobre as fronteiras é aquele de discreta disposição de nível vibratório.

40.12 QUESTIONADOR: Você mencionou que pensamentos de raiva agora estão causando cancro (câncer). Você poderia expandir sobre este mecanismo como ele age como um catalisador ou seu propósito completo? RA: A quarta densidade é uma de informação revelada. Selfs não estão escondidos de selfs ou outros-selfs. Os desequilíbrios ou distorções, que são de natureza destrutiva, mostram, portanto, de formas mais óbvias, o veículo do complexo de mente/corpo/espírito assim agindo como um recurso de ensino para revelação do self. Estas doenças, tal como cancro (câncer), são correspondentemente muito susceptíveis a auto-cura, uma vez que o mecanismo da influência destrutiva fora compreendido pelo indivíduo.

40.13 QUESTIONADOR: Então você está dizendo que o cancro (câncer) é bem fácil de ser curado mentalmente e é uma boa ferramenta de ensino, porque é bem facilmente curado mentalmente e uma vez que a entidade perdoa o outro-self de quem ele está com raiva, o cancro (câncer) desaparecerá. Isto está correto?
RA: Isto está parcialmente correto. A outra porção da cura tem a ver com o perdão do self e um respeito pelo self grandemente acentuado. Isto pode, convenientemente, ser expresso através do cuidado com relação a questões de dieta. Isto é bem frequentemente parte do processo de cura e perdão. Sua premissa básica está correta.

40.14 QUESTIONADOR: Em questões de dieta, quais seriam as comidas que alguém deveria incluir e quais seriam as comidas que alguém deveria excluir, em geral, para um melhor cuidado com o complexo do corpo?
RA: Primeiramente, nós sublinhamos e enfatizamos que esta informação não deve ser entendida literalmente, mas como uma conexão ou cutucada psicológica para o corpo e a mente e espírito. Assim, é o cuidado e respeito pelo self que é a verdadeira coisa de importância. Nesta luz, nós podemos iterar as informações básicas dadas para dieta deste instrumento. Os vegetais, as frutas, os grãos, e à extensão necessária ao metabolismo individual, os produtos animais. Estas são aquelas substâncias mostrando respeito pelo self. Em adição, apesar disto não ter sido mencionado, pois este instrumento não está em necessidade de purificação, aquelas entidades em necessidade de expurgar o self de uma forma-pensamento ou complexo emocional venenoso, fazem bem em cuidar de seguir um programa de jejum cuidadoso, até que a forma-pensamento destrutiva tenha sido expurgada analogamente com os subprodutos do livramento do veículo físico de materiais excessivos. Novamente, você vê o valor, não para o complexo do corpo, mas usado como uma ligação para a mente e espírito. Assim, o self revela o self ao self.

40.15 QUESTIONADOR: Um conceito muito importante. O facto de que a vibração básica que nós experimentamos agora ser cor verdadeira verde, ou de quarta densidade, justifica o facto de que existem muitos efeitos mentais sobre objetos materiais que são agora observáveis pela primeira vez de forma massiva, como o entortar de metais pela mente?
RA: Isto não está apenas correto, mas nós sugerimos que você leve esse conceito adiante e entenda o grande número de entidades com as assim chamadas doenças mentais, ocorrendo devido aos efeitos deste raio cor verdadeira verde sobre as configurações mentais daqueles despreparados mentalmente para olhar para o self pela primeira vez.

40.16 QUESTIONADOR: Com relação ao que você acabou de falar, então as pessoas encarnando aqui por precedência de vibração, que encarnam para o caminho do serviço a si, são aquelas que têm extrema dificuldade mentalmente com esta vibração do raio verde? RA: Isto está incorreto. Em vez disso, são os números que se distraíram e falharam ao se prepararem para esta transição, que são de alguma forma susceptíveis à sua influência, que podem ser afetados.

18 de março de 1981
nota: a expressão Self refere-se ao Eu (pessoa), que nem sempre foi traduzido nos livros.

A Lei do Uno – os 5 livros e o resumo

Partilhar no Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.