revelação cósmica temporada 10

S10E03 Anshar e os Gigantes de Cabeça Vermelha

Partilhar no Facebook

Um breve resumo do episódio:

Este episódio vem na sequência dos 2 anteriores. Neste episódio Corey Goode passa 3 dias com os Anshar, os seres de 4ª densidade que habitam o interior da Terra. Fala da Aree que agora chama-a por este nome (antes chamava-a Kaaree). Fala também da irmã de Aree. Fala dos anciões dos Anshar que são mais altos (60cm) e que “voam”…

Fala novamente dos gigantes (a sua história completa) que estão vivos e estão debaixo da Terra num santuário. À superfície não existe nenhum gigante. Estes gigantes ruivos são criações genéticas. Recorde-se que os mesmos estão isolados e que estão em sofrimento e não aceitam ajuda dos Anshar enquanto não tiverem acesso aos seus criadores que são os Pré-Adamitas…

S10E03 Anshar e os Gigantes de Cabeça Vermelha (Revelação Cósmica)
S10E03 Anshar and the Red-Headed Giants (Cosmic Disclosure)

Assista ao episódio clicando no link abaixo, usando o browser chrome:
https://drive.google.com/file/d/1Afm5UV5bYZyq00d8g_Qs9WH4zzQuAG_J/view?usp=sharing

Se der erro, use o browser chrome em modo anónimo (teclando Ctrl + Shift + n) no PC e se necessário, antes tem de fazer logout do seu gmail. Se ainda não conseguir, aceda a partir de outro PC. Alerta-se que os episódios têm sido retirados da internet, portanto se detetar que o episódio foi denunciado, faça um comentário (não no facebook), para indicarmos outro link.

Episódio com legendas em português do Brasil (para quem não deseja assistir ao vídeo):

revelação cósmica temporada 10 episódio 3

REVELAÇÃO CÓSMICA – POR DENTRO DO PROGRAMA ESPACIAL SECRETO COM COREY GOODE E DAVID WILCOCK

Os Anshar e os Gigantes Ruivos

Bem-vindos ao
”Revelação Cósmica”.

Sou David Wilcock.

Estou aqui com Corey Goode.

No último episódio, falamos sobre
uma reunião muito interessante

com a Super Federação.

Você achou que fosse
voltar para casa.

-Sim.
-Mas não foi o que aconteceu.

Não.

Logo depois da reunião,

eu estava no saguão da
base da Super Federação.

Então, fui levado por
uma esfera azul.

Achei que fosse voltar para casa.

Em vez disso, fui parar naquela área
coberta por um domo no templo dos Anshar,

no mesmo lugar onde eu havia
aparecido mais de um ano atrás,

quando fui apresentando aos Anshar.

Eu apareci lá.

Estava lotado.

Havia pessoas na fila para
entrar em uma abertura

que levava até a cerimônia
de purificação.

Imediatamente, vi a Aree e sua
irmã vindo na minha direção

com um grande sorriso no rosto.

Corey, você a está
chamando de Aree agora

e também mencionou a irmã dela.

Poderia esclarecer
por que mudou o nome

e quem é essa irmã dela?

Ele me pediu que a chamasse de Aree

desde o começo.

Eu continuei usando o nome
completo dela, Ka’Aree.

Ka porque ela é da casa
de Ka, aparentemente,

ela e a irmã dela.

Só fiz isso para poder distinguir

quem estava dizendo a verdade dentre
os que alegam estar em contato

com os Anshar.

Vale ressaltar que,
na Lei do Uno,

eles mencionam o nome
“Ka” especificamente

em referência ao corpo
espiritual que todos nós temos.

É uma correlação interessante
com a Lei do Uno.

-Sim.
-Quem é a irmã dela?

-Pode falar um pouco sobre ela?
-Sim.

A irmã dela é muito parecida
com ela em vários sentidos.

Prefiro não revelar o
nome dela por enquanto.

Ela está em contato com
várias pessoas da superfície.

Que tipo de contato a irmã dela
tem, mais especificamente?

Ela é uma das pessoas que se sentam

nas cadeiras em formato
de ovo que já descrevi,

que fazem a ligação entre a
consciência coletiva deles e a nossa.

Eles nos abordam em sonhos.

Também aprendi um pouco
a usar essas cadeiras

durante a minha visita.
Elas também servem

como forma de entretenimento
para eles, mas eles nos observam

e nos dão orientações remotamente
a partir dessas cadeiras.

Normalmente, quando coisas estranhas
aparecem na mente de alguém,

nós chamamos isso de
esquizofrenia ou algo do tipo.

Como distinguir entre
essas orientações deles

e uma doença mental profunda,

como “ouvir vozes”?

Eles geralmente não falam com
as pessoas por meio de vozes.

Vou descrever o que fazem…

Quando você está em
uma dessas cadeiras,

você pode usá-la para
visitar qualquer grupo

ou uma pessoa que esteja sozinha

e ficar no mesmo cômodo.

Você fica sobre os
ombros e a cabeça dela,

observando a cena,

quase como as pessoas
imaginam que os anjos fazem.

Eles ficam lá e
observam as conversas

ou observam o trabalho da pessoa.

Se acharem que podem guiá-la,

ou que podem alterar
a linha do tempo

ajudando aqui e ali,

eles também podem transferir

um download para as pessoas,
que é como um pacote

de informações comprimidas.

Então, elas são descomprimidas, e as
pessoas começam a ter várias ideias.

Chamamos isso de “downloads”.

E parecem ser ideias originais?

As pessoas não percebem
de onde vieram?

-Exatamente.
-Certo.

Então, você viu a Aree e sua irmã.

O que aconteceu em seguida?

Você disse que estavam
sorrindo. Por quê?

Por causa da reunião da
qual eu havia participado.

Certo.

Elas estavam muito animadas.

O que aconteceu em seguida?

Imediatamente, elas me guiaram até o
corredor que leva a uma caverna enorme,

onde ficava a cidade dos Anshar.

Não sei se você se lembra, mas a
cidade foi removida de alguma forma

-e colocada em uma anomalia temporal.
-Certo.

Um dos ônibus espaciais dos
Anshar estava aguardando.

Alguns dos Anshar
estavam entrando nele,

alguns já estavam dentro.

Quantas pessoas estavam na nave?

-Mais de 15.
-Certo.

Estava cheia.

Nós decolamos e entramos direto

na anomalia temporal.

O que você vê quando
entra nessa anomalia?

Eu não vi nada.

É como se alguém ligasse um
ímã gigante na minha cabeça

e a minha consciência
ficasse assim…

Eu meio que desmaio
e caio para o lado,

mas volto ao normal
assim que entramos.

É um tipo de barreira

que afeta a minha consciência.

Dá para ver todas as cidades espalhadas
em toda a extensão da esfera.

Os telhados do prédios ficam
voltados para o centro da esfera.

Que esfera?

É uma esfera de
energia? Uma caverna?

É uma bolha energética esférica.

Certo.

No lado de dentro da esfera,
ficam todas as cidades

que foram agrupadas.

Certo.

Nós descemos na área onde
fica a cidade dos Anshar

e nos aproximamos de alguns dos
prédios em formato de domo.

Pousamos sobre um deles.

É tipo um heliporto, mas maior.

Fica sobre o prédio,
apoiado em estacas.

Descemos da nave

e andamos na direção de
uma parte do telhado

onde havia uma entrada.

Havia dois orifícios ovais no solo,

afundados na parede,
descendo como tubos.

As pessoas começaram a aproximar-se
e ficar em pé sobre esses tubos,

descendo logo em seguida.

Depois de um tempo,
chegou a minha vez.

Achei que fosse tipo um
escorregador. Você entra e desce,

mas eu fiquei em pé lá
e havia uma barreira

que se moveu um pouco
quando eu subi lá.

Quando olhei para baixo, vi o
Anshar que havia descido antes

olhando para mim.

Vi esta parte do rosto
e da testa dele,

antes que sumisse.

Então, eu desci.

Era como um elevador.

Você ficou com medo ao
pisar nesse buraco?

Sim. Achei estranho.

Como já disse,

meu cérebro estava achando
que eu fosse cair.

O que aconteceu quando
você passou pelo tubo

e chegou lá embaixo?

Lá embaixo, quando saímos,

havia uma área enorme
dentro do domo

onde os Anshar estavam
andando em várias direções.

Eles estavam vestindo
roupas coloridas

que obviamente
haviam sido tecidas.

Não eram as roupas super tecnológicas
que eu havia visto antes.

Passamos por um grupo de pessoas,

todas ocupadas, indo
em direções diferentes

para fazer alguma coisa.

Dava para ver quem estava
partindo e quem estava chegando,

mas era como atravessar uma parede.

Parecia que as pessoas estavam
atravessando a parede.

Nós a atravessamos. Havia
uma energia meio pegajosa,

meio grudenta, quando
a atravessamos.

Do outro lado, havia uma
área cheia de pessoas

andando em várias direções e
voando como o Super-homem.

Sério?

Os anciões, as pessoas que
são muito mais velhas,

voam com a tecnologias deles
que lhes permite voar

como o Super-homem.

As outras pessoas estavam
andando normalmente.

É uma tecnologia ou
é tipo telecinesia?

É tipo um poder
psíquico que eles têm?

É uma tecnologia.

Sério?

Deve ter sido impressionante,

eu imagino.

Sim, porque as pessoas desciam
e subiam como o Super-homem.

Por que você acha que só os
anciões podem fazer algo assim?

Os anciões têm uma aparência
diferente dos outros Anshar.

Já me disseram que é comum que
os seres de quarta densidade

e de outros tipos,
quando envelhecem,

fiquem mais altos e magros. Parece
que é isso que acontece com eles.

Eles crescem mais de 60 cm

e ficam muito, muito
magros e frágeis.

A pele deles fica mais
branca e eles têm rugas

ao redor dos lábios e dos olhos.

Eu gostaria de ressaltar
algo muito bizarro.

Recebi uma ligação do Pete Peterson,
durante a qual ele começou a me falar

sobre os nórdicos que ele havia conhecido
durante o tempo de serviço dele.

Ele disse a mesma coisa, que eles
passam por três fases de crescimento.

Na terceira, eles ficam
mais altos e magros.

Outra coisa que notei é que
eles usam proteção ocular.

Os olhos deles ficam
muito sensíveis.

Nós fomos até um prédio que
pertencia ao grupo familiar da Aree

e os descendentes do
grupo familiar dela.

Todos estavam juntos
nesse prédio enorme.

Fui levado até a área onde o
grupo familiar dela vive.

Eles me mostraram um quarto pequeno

que havia sido arrumado para mim.

Eu ficaria ali por um tempo.

Ela me levou até a cama que
havia sido criada para mim,

eles não usam camas.

Espere um pouco.

Por que eles não usam camas?

O que fazem em vez de dormir?

Eles têm uma espécie de ciclo
que dura uns 45 a 50 minutos

em intervalos regulares de dias.

Eles não têm um ciclo de sono.

Eles não precisam se
deitar durante esse ciclo?

-Eles se sentam nas cadeiras.
-Certo.

A primeira coisa que vi na cama

foram três camisas,
três calças cáqui

e objetos de uso pessoal
espalhados sobre a cama.

As roupas pareciam as que eram
vendidas na JCPenney nos anos 80.

Eram camisas azuis de gola polo

e calças cáqui sem cinto. Também
havia cuecas e desodorante.

Quando vi tudo isso,

percebi que ficaria ali mais
tempo que já havia ficado.

Acabei passando por dois
ciclos de sono completos

durante o tempo que fiquei lá,

ou seja, devo ter ficado
lá uns três dias.

O quarto era do tamanho
de um dormitório pequeno

ou mais espaçoso?

Como era o quarto?

Não, era bem pequeno.

Devia ter 2,4 x 1,8 m,

mas não passei muito
tempo lá dentro.

Você precisaria comer algo.

Que comida eles lhe deram?

A comida era toda
vegetariana, é claro,

vários legumes crus e bolos
doces muito interessantes

feitos de legumes que
eram muito bons.

Você diria que foi a melhor comida

que você já comeu na vida?

Sinceramente, achei sem gosto.

-Sério?
-Sim.

Não havia nenhum tempero.

Eles só comiam legumes crus,

mas não comem muito nem
com muita frequência.

Você acha que comeu a
mesma coisa que eles,

ou eles tiveram que
modificar para você?

Não, eu comia junto com eles.

O local das refeições era parecido
com um dos nossos refeitórios?

Sim, era um refeitório.

-Sério?
-Sim.

Eles tinham uma área comunal
grande, onde o teto era mais alto.

Tinha uma altura
de dois andares.

Além dessa área, também havia
outras áreas particulares

onde eles podiam ter
uma espécie de quarto,

mas não passavam muito
tempo dentro dele.

Então, como você tem que
comer mais que eles,

eles o levavam ao refeitório

e não comiam ou eles
sempre comiam com você?

Só comi três vezes.

-Sério?
-Sim.

Você já notou a diferença
desde que virei vegetariano.

Eu faço uma, talvez duas
refeições pequenas por dia.

A comida era muito
nutritiva, é claro,

eu me sentia energizado
imediatamente

logo depois de comer.

A comida era energizada?

Sim, mas o gosto era
de legumes normais.

Você deve ter se perguntado
em algum momento,

quando eles o levaram
a esse quarto

e lhe deram essas roupas
estranhas e antigas,

imagino que você deve ter se
virado e perguntado a eles:

“Achei que estivesse indo para
casa. O que está acontecendo?

Por que tenho que pernoitar aqui?

O que querem? O que
está acontecendo?”

A Aree disse-me que
aquilo era um presente,

que eu poderia passar um tempo
com o grupo familiar dela

e que eu poderia me
preparar para acompanhá-los

até a base que fica perto de Saturno
para a reunião do Conselho de Saturno,

como é conhecido.

Passei muito tempo com eles.

Pediram que eu não tocasse em
ninguém, que mantivesse distância.

É a mesma coisa que o Pete
Peterson disse. Interessante.

Quando cheguei lá, eles
mantiveram uma certa distância

e não foram muito amigáveis,

mas eles viram a Aree.
Ela me pegou pelo braço.

Ela tocou em mim,
pegou-me pelo braço

e levou-me até o meu quarto.

Isso teve um impacto
nas pessoas.

Elas começaram a se
aproximar, fazendo perguntas

e falando comigo.

Elas queriam saber do
mundo da superfície.

Vou perguntar algo que pode
esclarecer quaisquer mal-entendidos

para o nosso público.

As pessoas podem pensar que esses
seres são interdimensionais

e que, portanto, eles apareceriam
como fantasmas para nós.

Então, se você for até lá, você
teria que ser como um fantasma.

Eles não são seres de uma
dimensão superior ou diferente.

Somos nós do futuro.

Eles voltaram no tempo para
preservar a linha do tempo deles.

São de carne e osso, como nós.

Depois do primeiro dia, as
crianças e as outras pessoas

começaram a aproximar-se e
passar um tempo comigo,

ao ponto de eu poder encostar
nelas, mas não fiz isso.

Então, houve uma espécie
de divisão de águas.

As pessoas abriram caminho.

Olhei para o outro lado da sala
e vi que o Gonzales estava lá.

Ele parecia exausto.

Parecia abatido.

Ele me viu e veio na minha
direção. Quando nos encontramos,

ele se jogou em uma das cadeiras.

Eu me sentei em uma das cadeiras

e a guiei mentalmente até ele
como eles me ensinaram a fazer.

Perguntei a ele o que
ele estava fazendo lá.

“O que está acontecendo?”

Você pode guiar a cadeira com o
pensamento e levá-la a áreas diferentes?

É fácil.

O que aconteceu quando você foi
até a cadeira do Gonzales?

Não sei se você se lembra, mas
o Gonzales passou muito tempo

com os Anshar.

Ele ficou na cidade deles

por uns tempos.

Certo.

Como parte do trabalho que
ele estava fazendo lá,

ele estava trabalhando com
uma raça de gigantes ruivos

que tinham seis dedos.

Ele teve alguns avanços com eles,

mas foi expulso pelos Anshar
por questões de comportamento.

Temos vários registros de
esqueletos de gigantes

encontrados no mundo todo.

Esses gigantes ruivos têm
alguma relação com isso?

-Sim.
-De que forma?

-Deixe-me contar o que aconteceu.
-Certo.

O Gonzales disse que
faz quase um ano,

talvez mais, que ele está
trabalhando com os gigantes ruivos.

Ele está tentando fazer
com que eles aceitem

algumas tecnologias
de cura dos maias.

Porém, eles estão recusando
qualquer tipo de ajuda dos maias,

achando que isso seria uma
espécie de vantagem para eles

poder dizer que a Aliança do
Programa Espacial Secreto

e os maias conseguiram
resgatar gigantes ruivos

de vários lugares do planeta

e levá-los a esse santuário.

Eles não querem a cura

até que libertem a
família real deles,

que está sendo mantida
pela Cabala em uma base.

Certo.

Isso levanta várias perguntas.

Sim, e não faz nenhum sentido
fazer uma exigência dessas.

Eu achava que os gigantes
ruivos não existissem mais,

que não houvesse mais
nenhum na superfície.

Não há nenhum na
superfície da Terra agora.

Por que estamos falando
deles como se existissem?

-Porque existem.
-Certo.

Eles já chegaram a controlar boa parte
das Américas do Norte e Central.

Esses seres são criações genéticas

dessa raça pré-adamita
que vivia na Antártida.

Eles criaram esses gigantes
para controlar os humanos,

a população de escravos
humanos deles.

Depois que o cataclismo
ocorreu e os pré-adamitas

foram eliminados da face da Terra,

ou pelo menos era o que pensávamos,
esses gigantes tiveram que se virar.

Durante esse período,
eles comiam humanos.

Eles causavam muitos problemas.

Depois de vários anos
após esse cataclismo,

quando os humanos
começaram a se organizar,

eles começaram a sair

para caçar e matar
esses gigantes.

Então, os gigantes tiveram
que ir para o subsolo,

entrando nas profundezas da Terra,

nesses ecossistemas no solo

que já relatamos ou discutimos

no ”Revelação Cósmica”.

Então, estamos falando de
tribos indígenas americanas

perseguindo esses gigantes ruivos,

pessoas na Europa e na Ásia
indo atrás dos gigantes,

e eles se esconderam no subsolo?

Em cavernas com ecossistemas.

A saúde deles sofreu,

pois não tinham os nutrientes
certos, a luz do Sol.

Eles comiam o que havia lá,

e isso afetou a saúde
deles de forma negativa.

Eles começaram a emagrecer.

Eles caçavam uma
espécie de humanoides

que vivia no interior da Terra
até causar sua extinção,

pois começaram a
gostar do sabor deles,

e também destruíram vários outros
seres que viviam lá embaixo.

Eles são parecidos
conosco, porém maiores,

ou o formato do rosto ou da
cabeça deles é estranho?

Eles têm a testa grande,
maxilares grandes e grossos,

fileiras duplas de dentes.

Eles não seriam vistos só
como humanos muito altos.

Mesmo que fossem do nosso tamanho,
eles seriam muito diferentes?

-Exato.
-Interessante.

Eles vivem nessas
áreas subterrâneas.

Eles eliminaram outras populações
subterrâneas de humanoides,

como você disse.

Exato.

O que aconteceu com eles

foi que uma espécie
de casta real deles

ajudou-os a recomporem-se,
como dizem.

Eles estavam perdidos quando
se refugiaram no subsolo.

Então, encontraram áreas capazes
de suportar uma pequena população.

Eles controlavam o
tamanho da população.

Parte da casta real e da casta
religiosa desses gigantes

entrou em câmaras de estase
e começou a hibernar.

Gostaria de saber uma coisa…
Quando analisamos os registros

da civilização deles nas Américas,

encontramos os Construtores
de Montículos,

que fizeram vários montes de
terra em formato de pirâmide.

Quando escavaram os montes,
encontraram esqueletos gigantes.

Os esqueletos gigantes e os
montes são a mesma coisa.

Parece que eles queriam
construir pirâmides. Por quê?

Foram esses gigantes que
supostamente comandaram os humanos

ou que controlaram os humanos

durante a construção das
infraestruturas e cidades

dos pré-adamitas.

Estou só especulando, mas
pode ser que esses gigantes

tenham sido os
chefes nessas obras,

certificando-se de que os escravos
humanos estavam fazendo seu trabalho.

Nos montes que foram escavados,
nunca vimos nenhum livro escrito.

Você acha que eram analfabetos?

Será que o dilúvio foi tão ruim, que
eles perderam boa parte de sua língua?

-Perderam tudo.
-Sério?

Sim. Ficamos todos
no mesmo barco.

Perdemos tudo.

Como eles sabiam dessas
cavernas subterrâneas,

sendo analfabetos?

Eles foram forçados a achá-las.

Forçados a entrar, explorar
e encontrar essas áreas.

Certo.

No fim, eles juntaram

a população de
gigantes e disseram:

“Temos estas áreas que
sustentarão este número;

então, temos que
manter este número.

Vamos entrar em estase.

Assim, seremos tão fortes e
poderosos quanto somos agora.

Quando acordarmos na época das
grandes mudanças energéticas,

seremos mais úteis.”

Porém, havia 130 desses seres

espalhados por várias
câmaras de estase.

A Cabala conseguiu localizar

a maioria dessas câmaras de
estase, despertou os gigantes

e levou-os para prisões
ou para dentro de bases.

Você havia dito que,

se alguém tentasse acessar essas câmaras
de estase, essa pessoa ficaria presa

e não conseguiria passar,

pois havia um campo
gravitacional.

Como a Cabala conseguiu
despertá-los?

Achei que ninguém
pudesse entrar.

Não dá para entrar, mas há
formas de mudar a harmonia

-para desligar e controlar a tecnologia.
-Sério? Interessante.

Eles acharam um bom número delas,
tanto quebradas quanto funcionando,

sabem como funcionam.

Entendem a mecânica.

Esses santuários… Os gigantes
sobreviveram fisicamente,

mas estavam muito
transtornados mentalmente.

Surpreendentemente, ele disse
que tinha empatia por eles

e conseguiu avançar um pouco

antes de passar por
sua transformação,

pois eles estavam tão perturbados
e traumatizados psicologicamente,

que não dava para
argumentar com eles.

Ele me contou isto quando
estava na cadeira.

Ele me disse que, depois de
passar por essa transformação

em relação a como ele era antes,
eles não se relacionam mais com ele.

Vamos ver se entendi.

Eles estavam hibernando.

Eles achavam que fossem acordar

e reinar sobre as pessoas. Você disse
que eram 130. Porém, eles acordaram

e agora são prisioneiros.

Imagino que seja um
grande choque para eles.

Sim.

Para eles, esses dois pontos
no tempo foram juntados

ou eles sentem que ficaram
hibernando por muito tempo?

Para os que estavam em estase, é
como se tivessem dormido e acordado.

Então, essa perda repentina de
poder deixou-os muito abalados.

Esses são os que
estavam em estase.

Os que viveram de
geração a geração

nesses ecossistemas
dentro da Terra

são os mais traumatizados.

O Gonzales disse que não dava
para relacionar-se com eles.

Ele oferecia ajuda e tecnologias
de cura, mas eles rejeitavam.

“Primeiro, traga as nossas famílias reais
e outros que estão em prisões da Cabala.

Só então aceitaremos a sua cura.”

Isso não faz nenhum sentido,
mas eles estão perturbados.

As pessoas que estão vivendo
dentro da Terra esse tempo todo

sabem como é a nossa
civilização na superfície

ou estão tão isolados, que não
fazem a menor ideia de quem somos

quando aparecemos para capturá-los?

A maioria ficou isolada,

mas alguns deles vinham à
superfície de vez em quando

em missões de reconhecimento,
encontrando-se com militares humanos.

Então, eles tinham uma ideia do
quão fora de controle estavam.

Eles tinham algum
sistema de comunicação

que lhes permitisse falar
com grupos diferentes

em outras áreas?

Disseram-me que eles usavam

uma tecnologia antiga no subsolo
que lhes permitia comunicar-se

com algumas pessoas.

O Gonzales estava muito frustrado.

Ele parecia meio esperançoso

quando me disse que esses gigantes não
estavam mais se relacionando com ele

após sua transformação.

Ele olhou para mim e disse:
“Gostaria de ir lá?”

Eu disse: “Esse não é o meu
trabalho. É o seu trabalho.”

-Ir até os gigantes?
-Exato.

Ele disse:

“Não seria o seu primeiro encontro
com alguém que quer comê-lo”.

Onde fica isso? Você obteve
informações específicas

sobre a localização
desses seres no subsolo?

Sim, fica na região dos Anshar.

Aliás, o Gonzales descobriu
que eles existiam

porque os Anshar estavam
mantendo tudo em sigilo,

entrando em uma caverna
com uma parede sólida

que eles atravessavam.
Depois de semanas,

ele descobriu uma forma de
escapar e achou um buraco

através do qual ele viu o
que estava acontecendo.

Ele viu os Anshar encontrando-se
com gigantes ruivos

que estavam gemendo e
chorando. Foi horrível.

Acho que foi logo depois disso

que ele foi informado e começou
a encontrar-se com eles

antes de ser expulso pelos Anshar.

Estamos quase no fim
deste episódio,

mas eu só queria saber onde
você acha que esses gigantes

se encaixam no quadro
geral da ascensão

e da nossa transformação
em seres como os Anshar.

Por que você acha que estão
lhe mostrando essas coisas?

Acho que isso está
acontecendo porque,

embora eles tenham sido
criados e feito coisas ruins,

estamos conectados carmicamente.

Assim como os Aviários Azuis

querem passar para a próxima
oitava, mas não conseguem

devido aos nossos laços
cármicos com eles,

é a mesma coisa com
esses outros seres.

Todos nos movemos juntos
ou ninguém se move.

Você e o Gonzales devem ter concluído
essa conversa sobre os gigantes.

O que aconteceu depois?

A Aree e sua irmã passaram um
tempo comigo e com o Gonzales.

Alguns dos Anshar à nossa volta

estavam mantendo uma
distância maior do Gonzales

que de mim nesse momento.

Então, a irmã da Aree disse:

“Está na hora de prepararmo-nos para
a reunião com os novos guardiões”.

Todos ficaram muito animados.

Então, concluímos a conversa.

Alguns dos anciões
convidaram-me a voltar

e ficar lá por mais tempo,
daqui a alguns meses.

Como eles se dirigiam a você?

Eles me chamavam de Hanush.

-Sério?
-Sim.

Certo.

Todo mundo reuniu-se
na área comunal

para a despedida.
Nós nos despedimos,

seguimos pelo mesmo caminho
de volta à nave dos Anshar,

no topo do domo,

e saímos voando da anomalia.

Algo mais aconteceu antes
de você voltar para casa?

Sim. Eu não voltei para casa.

Ainda não.

O ônibus espacial dos Anshar pousou

e nós voltamos ao templo
deles. Novamente,

havia ainda mais filas de pessoas
entrando no sistema de túneis

que leva à sala de purificação
que já descrevi antes.

A Aree e sua irmã andaram comigo e
com o Gonzales até o início da fila.

Nós passamos por todo mundo,
fomos até lá na frente

e fizemos a cerimônia
de purificação.

Eu dobrei as minhas roupas

e quase as coloquei perto
das roupas do Gonzales,

em um pedestal em formato de
meia-lua ou semicírculo nessa sala,

na sala de purificação,

mas a Aree estava carregando uma bolsa
no ombro, uma bolsa marrom-claro.

Ela a abriu e a estendeu para mim,

indicando que eu deveria colocar
as minhas roupas na bolsa.

Olhei à minha volta e vi representantes
de todos os sete grupos da Terra Interior

que havia conhecido na
minha primeira visita.

Eles estavam com os mesmos
amuletos da outra vez?

Sim, estavam com os amuletos
e de túnica branca.

Interessante.

Chegamos ao fim deste episódio.

Obrigado, Corey.

São informações fascinantes.

Obrigado por assistirem.

Este é o ”Revelação Cósmica”.

Sou David Wilcock e estou
aqui com Corey Goode.

REVELAÇÃO CÓSMICA

POR DENTRO DO PROGRAMA ESPACIAL SECRETO
COM COREY GOODE E DAVID WILCOCK

PRONTO PARA CONTAR A VERDADE?

Os e-mails são criptografados e
não podem ser compartilhados.

Corey Goode temporada 10 episódio 3
Disclaimer:
1. Os artigos são escritos em português do (Brasil ou de Portugal) ou numa mistura de ambos.
2. Os autores não usam facebook, portanto se tiver alguma pergunta, coloque aqui no site, na secção dos comentários (não do facebook)
3. Os artigos colocados neste site, são diferentes dos colocados nos meios de comunicação de massas. Não significa que os autores concordam ou discordam com os mesmos. Você deve usar a sua intuição com aquilo que ressoa ou não consigo. Ninguém é dono da verdade absoluta e este site não foge à regra.

Partilhar no Facebook

1 Comment

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.