Notícias

MATRIX – Facebook, Instagram ~ mais amigos e vida virtuais, menos amigos reais e mais vida artificial, sedentária

Partilhar no Facebook

A tecnologia tornou-se o “ópio das massas”

Arcontes, ano 2002: Vamos introduzir no mercado, redes sociais, para continuar a manter a humanidade na ignorância. A religião, televisão e os videojogos podem vir a não ser suficientes no futuro. Grupo Quimera: Um telemóvel tátil com várias distrações. As redes sociais são essenciais, para que as pessoas não se comuniquem entre si. Vamos criar esta distração que conseguirá de volta, algumas pessoas que já estavam saindo da Matrix.

As pessoas quando acordarem de manhã, não estarão preocupadas se o Sol brilha ou com a atmosfera envolvente ou com o estado das outras pessoas. Estarão viciadas nas redes sociais. Irão várias vezes ao dia a essas redes sociais. Mesmo na hora de almoçar com os amigos ou familiares. Muitas quando se deslocarem a casa dos amigos, a primeira coisa que perguntarão, será a palavra-passe do wifi e os mais novos até levarão o computador portátil para os jogos eletrónicos.

Arcontes: e as pessoas serão assim tão ignorantes? Grupo Quimera: sim, claro. Os humanos apenas usam 10% do seu cérebro (a maiorira até usa menos, porque a exposição tecnológica põe as pessoas menos inteligentes). Não convém que os mesmos desenvolvam a sua glândula pineal ou os chacras superiores. Tal como no filme “Matrix”, eles vão lutar para se manterem nesse estado, para se manterem nesta prisão. Uma parte estará preocupada, se as suas publicações têm muitos “gostos” e principalmente ficarão deprimidas com o uso intensivo das redes sociais (esse é o grande objetivo).

arcontes: “gostos” como assim? Grupo Quimera: sim, vamos criar um botão “gosto” para o efeito. Estarão mais interessadas se os seus amigos virtuais fazem “gosto” noutros amigos e não nas suas publicações (esse terá que ser uma das suas preocupações diárias). Não iremos nunca criar o botão “não gosto” porque isso poderia criar que as pessoas abandonassem a rede (os humanos não lidam bem com as verdades). Convém que as pessoas se comportem como falsas: a maior falsidade será encontrada no facebook. Quando quiserem desgostar de algo, não o poderão fazer. Vamos obrigá-las a fazer desabafos ou então a mandar indiretas na rede social, para expor a sua vida pessoal. O objetivo é que usem a rede social para se exprimirem. Nunca o contacto físico (cara a cara, cada vez as pessoas menos comunicarão: não convém ver ou sentir as emoções das pessoas). Muitos serão heróis atrás de um teclado, quando no contacto físico nem abririam a boca.

oevento.pt/2018/11/02/a-maior-parte-da-humanidade-e-feliz-sendo-carneiros-bem-comportados-sendo-lhes-dito-o-que-fazer-e-como-agir/

Vamos depois criar páginas/grupos na rede social com frases bonitas para mais uma vez as pessoas partilharem, para pensarem que uma simples partilha já as torna melhores ou pensem que estão no bom caminho ou os outros pensem que elas afinal são melhores do que na realidade. Vamos também pôr pessoas e sobretudo crianças com doenças, para as pessoas sentirem pena e partilharem para pensarem que estão a fazer uma boa coisa, quando na verdade estão a baixar a sua energia.

Se reparar, há poucos “pensadores livres” nos dias de hoje, mas muitos milhares de “regurgitadores” pressionando esse botão de “partilhar” – e sem comentários – numa tentativa de simular uma impressão de pensamento criativo.

Friends group using smartphone against wall at university college backyard break – Young people addicted by mobile smart phone – Technology concept with always connected millennials – Filter image

Arcontes: mas nem todos irão nisso? grupo quimera: Os que não irão nisso, serão provavelmente chamados de anti-sociais e será uma pequena parte, porque mesmo os mais despertos, a maioria alinhará neste esquema. A rede social será usada para promover a agenda negativa, para as pessoas seguirem o de pior que há, para baixarem a sua energia, frequência, vibração. Para o sedentarismo, para a não mobilidade (mais obesos), portanto para que possam ficar doentes mais cedo.

Arcontes: mas ainda há aqueles que gostam de viajar, de ter um estilo de convivência, etc. grupo quimera: Sim, mas a maioria quando viajar ou for de férias, estará mais preocupada em tirar fotos para colocar na rede social do que outra coisa. Estará mais preocupada em criar uma imagem artificial perante os outros. A grande maioria dos humanos nos tempos livres permanece fechada dentro de casa nas redes sociais, playstation ou TV, portanto das poucas vezes que conseguir viajar ou tirar férias, a tendência será fazer tudo em função de projetar a sua vida (que é cada mais virtual) na rede.

Arcontes: então não haverá nada positivo na rede? quimera: sim, permite a comunicações de pessoas afastadas, mas essas mesmas pessoas afastadas quando tiverem juntas, o contacto preferencial será sempre o virtual. Algumas pessoas / páginas tentarão alertar o perigo da vida virtual, mas a maioria tem uma mentalidade tão baixa, que serão vistas como negativas. É como estar a aconselhar um toxicodependente (droga ou comprimidos), fumador ou uma pessoa que se alimenta praticamente de porcarias (a maioria dos humanos); passado algum tempo a pessoa não quer ser chamada à atenção e olha com repulsa esses avisos.

Arcontes, 2018: isto afinal resultou! A grande maioria já não liga muita à religião, mas facebook, instagram, youtube, internet negativa, jogos eletrónicos e TV negativa têm entretido as pessoas. Mesmo alguns trabalhadores da Luz, também se entretêm muitas horas nesta programação. Grupo quimera: sim, além destas redes sociais publicitarem a agenda negativa, ainda existem pessoas que não caem na Matrix. Brevemente teremos que lançar o último trunfo: A Inteligência Artificial.

A história acima foi editada, mas infelizmente verdadeira (documentos internos da CIA revelaram ainda antes do facebook existir, a introdução deste no mercado para distrair as massas). Para você que está viciado, tire pelo menos um dia por semana para si. Por exemplo, escolha o domingo para ir dar um passeio pela natureza (absorver as boas energias das árvores), esteja com os amigos reais (a maioria das pessoas só se encontram com vários amigos nos funerais!) e deixe o facebook, jogos eletrónicos offline pelo menos uma vez por semana (já tem os dias da semana para a vida virtual) ou então opte por estar menos tempo na rede. Agora ir 50 vezes por dia nos dias livres, isso é que não! Use com bom senso.

Artigos Relacionados:

oevento.pt/2018/11/02/a-maior-parte-da-humanidade-e-feliz-sendo-carneiros-bem-comportados-sendo-lhes-dito-o-que-fazer-e-como-agir/

oevento.pt/2017/05/06/o-que-e-o-evento/

oevento.pt/2018/04/07/o-que-nos-faz-subir-ou-descer-a-nossa-energia-frequencia-e-vibracao/

oevento.pt/2017/04/17/arcontes/

oevento.pt/2017/04/17/grupo-quimera/

O que fazer antes do Evento

Alimentação de Alta Vibração

FIM

Disclaimer:
1. Os artigos são escritos em português do (Brasil ou de Portugal) ou numa mistura de ambos.
2. Os autores não usam facebook, portanto se tiver alguma pergunta, coloque aqui no site, na secção dos comentários (não do facebook)
3. Os artigos colocados neste site, são diferentes dos colocados nos meios de comunicação de massas. Não significa que os autores concordam ou discordam com os mesmos. Você deve usar a sua intuição com aquilo que ressoa ou não consigo. Ninguém é dono da verdade absoluta e este site não foge à regra.

Partilhar no Facebook

4 Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.