A Lei do Uno - livro 1

A LEI DO UNO – sessão 21 – terceira densidade

Partilhar:

21.2 Vocês usam seu vocabulário ou o vocabulário do instrumento para se comunicarem connosco? RA: Nós usamos o vocabulário da linguagem com a qual vocês são familiares. Este não é o vocabulário do instrumento. Entretanto, este complexo mente/corpo/espírito particular retém o uso de um número suficientemente grande de complexos de sons vibratórios, que a distinção é frequentemente sem qualquer importância.
21.5 Eu quero, na medida em que cobrimos esta parte inicial do ciclo de 75.000 anos, eu gostaria… eu gostaria de voltar um pouco mais atrás, bem mais atrás talvez, antes que os 75.000 ocorressem, e dar mais uma olhada na transferência de entidades de Maldek, para esclarecer este ponto. Eu gostaria de conferir o tempo que você nos deu, pois nós tivemos algumas distorções em números no início e tenho receio de que isto possa estar distorcido. Estas entidades de Maldek foram transferidas há quantos anos? RA: As entidades, das quais você fala, foram submetidas a várias transições, a primeira ocorrendo há 500.000 dos seus anos, aproximadamente, no seu passado, como vocês medem o tempo. Neste momento, as entidades foram transformadas em um nó. Isto continuou pelo que você chamaria de eras do seu tempo. Aqueles os ajudando eram repetidamente incapazes de alcançá-los. Num período de aproximadamente de 200.000 anos do seu passado, como vocês medem tempo, uma entidade da Confederação foi capaz de iniciar o relaxamento deste nó do qual ninguém escapou durante a aniquilação planetária. Estas entidades, então, foram transformadas novamente para dimensões interiores ou de tempo/espaço e passaram por um longo processo de cura. Quando isto foi concluído, estas entidades foram então capazes de determinar o movimento apropriado, digamos, a fim de estabelecer condições para alívio das consequências das suas ações. Num momento dos seus 46.000 anos no seu passado, como vocês medem o tempo, isto sendo aproximado, estas entidades escolheram encarnar na esfera planetária.
21.6 Então nenhuma encarnação ocorreu, antes deste ciclo mestre de 75.000 anos, de entidades de Maldek. Certo? RA: Isto está correto, no sentido de encarnação em tempo/espaço de terceira densidade.
21.7 Algumas destas entidades estavam, então, encarnadas em segunda densidade antes do ciclo de 75.000 anos? RA: Isto está incorreto. Estas entidades, em particular, estavam encarnadas em tempo/espaço de terceira densidade, ou seja, nos assim chamados planos interiores, sendo submetidas ao processo de cura e aproximando-se da percepção das suas ações.
21.8 Então, no início deste ciclo de 75.000 anos, nós sabemos que a quarentena foi armada. Eu presumo, então, que os Guardiões estavam cientes dos infringimentos sobre o livre-arbítrio que poderiam ocorrer se eles não armassem isto naquele tempo e, portanto, eles o fizeram. Isto está correto? RA: Isto está parcialmente incorreto. A incorreção é como segue: aquelas entidades, cuja experiência de terceira densidade, sobre o seu Planeta Vermelho, foi trazida a um fechamento prematuro, foram auxiliadas geneticamente ao serem transferidas para esta terceira densidade. Isto, apesar de feito com o desejo de ajudar, foi visto como infringimento sobre o livre-arbítrio. A quarentena de luz que consiste nos Guardiões, ou jardineiros como vocês podem chamá-los, que estava em efeito, assim foi intensificada.
21.9 Agora, quando o ciclo de 75.000 anos começou, a expetativa de vida era de aproximadamente novecentos anos, em média. Qual era o mecanismo de processo e programação de, digamos, reencarnação naquela época, e como o tempo entre encarnações no físico, de terceira densidade, se aplica ao crescimento do complexo de mente/corpo/espírito? RA: Esta questão é mais complexa que a maioria. Nós devemos começar. O padrão de encarnação do complexo mente/corpo/espírito iniciante em terceira densidade começa em escuridão, pois você pode pensar ou considerar a sua densidade como uma, como você poderia chamar, de adormecimento e esquecimento. Este é o único plano de esquecimento. É necessário à entidade de terceira densidade esquecer-se para que os mecanismos da confusão ou livre-arbítrio possam operar sobre o complexo de consciência recém-individualizado.
Assim, a entidade iniciante é uma em total inocência orientada na direção do comportamento animalístico, usando outros-selfs apenas como extensões do self para a preservação do todo-self. A entidade se torna, lentamente, ciente de que ela tem necessidades, digamos, que não são animalísticas; ou seja, que são inúteis para a sobrevivência. Estas necessidades incluem: a necessidade de companheirismo, a necessidade de dar risadas, a necessidade de beleza, a necessidade de conhecer o universo em torno dela. Estas são as necessidades iniciantes.
Na medida em que encarnações começam a se acumular, necessidades mais avançadas são descobertas: a necessidade de trocar, a necessidade de amar, a necessidade de ser amado, a necessidade de elevar comportamentos animalescos a uma perspetiva mais universal.
Durante a primeira porção dos ciclos de terceira densidade, as encarnações são automáticas e ocorrem rapidamente ao cessar do complexo de energia do veículo físico. Existe pouca necessidade de revisão ou de cura das experiências da encarnação. Na medida em que, o que você chamaria de centros de energia começam a ser ativados a uma extensão mais alta, mais do conteúdo da experiência durante encarnação trata das lições do amor. Assim, o tempo, como você pode entendê-lo, entre encarnações, é aumentado para dar atenção apropriada à revisão e à cura das experiências da encarnação anterior. Em algum ponto da terceira densidade, o centro de energia do raio verde se torna ativado e, naquele ponto, a encarnação deixa de ser automática.
21.10 Quando a encarnação deixa de ser automática, eu presumo que a entidade possa decidir quando ela precisa reencarnar para o benefício de seu próprio aprendizado. Ela também escolhe os seus pais? RA: Isto está correto.
21.11 Neste momento do nosso ciclo, próximo ao fim, qual percentagem de entidades, aproximadamente, encarnando, estão fazendo suas próprias escolhas? RA: A percentagem aproximada é de 54%.
21.12 Durante este primeiro ciclo de 25.000 anos, houve algum desenvolvimento industrial, havia algum maquinaria disponível, durante este período, para as pessoas? RA: Usando o termo “máquina”, no significado ao qual você se refere, a resposta é não. Entretanto, existiam, digamos, várias implementações de madeira e pedra, que eram usadas a fim de se obter comida e para uso em agressão.
21.13 Ao final deste primeiro ciclo de 25.000 anos, então, houve alguma mudança física que ocorreu rapidamente como aquela que ocorre num ciclo de 75.000 anos ou seria este apenas um tempo de indexação para um período de colheita? RA: Não havia mudança, exceto que, de acordo com a energia inteligente, ou o que você pode nomear evolução física, adaptou os complexos físicos ao seus ambientes, isto sendo a cor da pele, devido à área da esfera sobre a qual as entidades viviam; o crescimento gradual das pessoas devido à ingestão melhorada de géneros alimentícios.
21.14 Então nós temos uma condição na qual, ao final do primeiro período de 25.000 anos, eu diria, os – eu presumo que os Guardiões descobriram que não havia colheita de entidades nem positiva nem negativamente orientadas. Diga-me então o que aconteceu? Qual ação foi tomada, etc.? RA: Não houve ação alguma, exceto permanecer ciente da possibilidade de um chamado por ajuda ou entendimento entre as entidades desta densidade. A Confederação está preocupada com a preservação das condições conducentes com o aprendizado. Isto, pela maior parte, gira em torno da distorção primária do livre-arbítrio.
21.15 Então os jardineiros da Confederação não fizeram nada, eu presumo, até que algumas plantas do seu jardim, digamos, os chamaram por ajuda. Isto está correto? RA: Isto está correto.
21.16 Quando ocorreu o primeiro chamado e como ele ocorreu? RA: O primeiro chamado foi há aproximadamente 46.000 dos seus anos atrás. Este chamado foi daqueles de Maldek. Estas entidades estavam cientes das suas necessidades de retificarem as consequências das suas ações e estavam em alguma confusão, estando encarnadas, com relação às circunstâncias das suas encarnações; o inconsciente estando ciente, o consciente estando bem confuso. Isto criou o chamado. A Confederação enviou amor e luz a estas entidades.
21.17 Como a Confederação enviou este amor e luz? Precisamente o que eles fizeram? RA: Existem, dentro da Confederação, entidades planetárias que, a partir das suas esferas planetárias, não fazem nada além de enviar amor e luz como fluxos puros àqueles que chamam. Isto não é na forma de pensamento conceitual, mas sim de puro e indiscriminado amor.
21.18 A primeira distorção da Lei do Uno requer, então, que um tempo igual, digamos, seja dedicado ao grupo orientado ao serviço a si? RA: Neste caso, isto não era necessário por algum do seu tempo, devido à orientação das entidades.
21.19 Quais eram as suas orientações? RA: A orientação destas entidades era tal que o auxílio da Confederação não era percebido.
21.20 Já que não era percebido não era necessário balancear isto. Isto está correto? RA: Isto está correto. O que é necessário balancear é a oportunidade. Quando existe ignorância, não existe oportunidade. Quando existe um potencial, então cada oportunidade deve ser balanceada, este balanceamento causado não somente pelas orientações positivas e negativas daqueles oferecendo auxílio, mas também pela orientação daqueles requerendo auxílio.
21.21 Quando foi o primeiro contacto do grupo de Orion? Em anos? RA: Como nós já dissemos, o grupo de Orion tentou contacto há aproximadamente 60.000 dos seus anos no passado, como vocês medem tempo.
21.22 Me desculpe, eu queria dizer a primeira tentativa no segundo ciclo maior. Eu estou agora trabalhando nos segundos 25.000 anos. Há quantos anos ocorreu a tentativa do grupo de Orion nesse ciclo? RA: A próxima tentativa do grupo de Orion em território mais fértil, aproximadamente 3.600 dos seus anos no passado, como vocês medem tempo.
21.23 Em outras palavras, não houve tentativa de contacto 46.000 anos atrás pelo grupo de Orion. Isto está correto? RA: Isto está correto.
21.24 Na medida em que progredimos no segundo ciclo de 25.000 anos, o – Nesta época, durante este período, este foi o período da Lemúria? RA: Isto está incorreto. Entretanto, aqueles que escaparam da destruição da Lemúria por catástrofe natural, e eram assim de origem Lemuriana, continuaram os seus aprendizados / ensinamentos em localidades desde a sua América do Sul, ao longo das Américas, como vocês as conhecem e continuando por, o que era naquela época, uma ponte que não existe mais. Existiam aqueles no que você chamaria de Rússia.
21.25 há quantos anos Lemúria sofreu a sua catástrofe? RA: Isto foi há aproximadamente 50.000 dos seus anos atrás. As origens sendo aproximadamente 53.000 dos seus anos atrás. O dano estando completo naquele último pequeno ciclo do primeiro ciclo mestre.
21.26 Você quis dizer ciclo mestre ou maior? RA: O complexo de som vibratório apropriado é ciclo maior.
21.27 Então, o final deste primeiro ciclo maior tem alguma coisa a ver com a destruição de Lemúria, ou esta destruição ocorreu apenas por coincidência ao final daquele ciclo? RA: Existe uma confluência de energias ao final de um ciclo maior. Isto encorajou o que já era um ajuste inevitável no movimento das superfícies da sua esfera planetária.
21.28 Então, no segundo ciclo maior de 25.000 anos, alguma grande civilização se desenvolveu? RA: No sentido de grandeza de tecnologia, não houve grandes sociedades durante este ciclo. Houve algum avanço entre aqueles de Deneb que escolheram encarnar como um corpo, no que vocês chamariam de China. Houve passos apropriadamente positivos, ao ativar o complexo de energia do raio verde em muitas porções da sua esfera planetária, incluindo as Américas, o continente que vocês chamam de África, a ilha que vocês chamam de Austrália e aquela que vocês conhecem como Índia, tanto quanto vários povos espalhados. Nenhum destes se tornou o que você nomearia de grande, como na grandeza da Lemúria ou Atlântida conhecida por vocês, devido à formação de complexos sociais fortes e no caso da Atlântida, muito grandes entendimentos tecnológicos.
Entretanto, a área da América do Sul da sua esfera planetária, como você a conhece, cresceu para se tornar uma grande distorção de vibração na direção do amor. Estas entidades eram colhíveis ao final do segundo ciclo maior, sem nunca terem formado complexos sociais ou tecnológicos fortes.

10 de fevereiro de 1981
nota: a expressão Self refere-se ao Eu (pessoa), que nem sempre foi traduzida no texto acima.

artigos relacionados:

sessão 22 – colheita – Atlântida
sessão 23 – Egípcios
sessão 24 – Yahweh
sessão 25 – Quinta Densidade, densidade da luz ou sabedoria
resumo do livro “A lei do Uno” e os 5 livros em .pdf

Disclaimer:
1. Os artigos são escritos em português do (Brasil ou de Portugal) ou numa mistura de ambos.
2. Os artigos colocados neste site, são diferentes dos colocados nos corruptos meios de comunicação de massas. Não significa que os autores concordam ou discordam com os mesmos. Você deve usar a sua intuição com aquilo que ressoa ou não consigo. Ninguém é dono da verdade absoluta e este site não foge à regra.

Partilhar:

0 0 votes
Article Rating
Subscribe
Notify of

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments