revelação cósmica temporada 08

S08E12 Encontros com Seres de Três Dedos (Revelação Cósmica)

Partilhar no Facebook

S08E12 Encontros com Seres de Três Dedos (Revelação Cósmica ~ Pete Peterson)
S08E12 Encounters with Three-Fingered Beings (Cosmic Disclosure)

Assista ao episódio clicando no link abaixo, usando o browser chrome:
https://drive.google.com/file/d/1NEXHeQSvnBhBj755Hl51wGwb-uJAG1ap/view?usp=sharing

Se der erro, use o browser chrome em modo anónimo (teclando Ctrl + Shift + n) no PC e se necessário, antes tem de fazer logout do seu gmail. Se ainda não conseguir, aceda a partir de outro PC. Alerta-se que os episódios têm sido retirados da internet, portanto se detetar que o episódio foi denunciado, faça um comentário (não no facebook), para indicarmos outro link.

REVELAÇÕES CÓSMICAS – Por dentro do programa espacial secreto com COREY GOODE E DAVID WILCOCK

Um pequeno resumo do episódio:

Este episódio conta com a presença de Pete Peterson. Na primeira parte, fala das linhas de Nazca; fala de uma visita a uma cidade subterrânea; fala dos túneis com milhares de quilómetros.

A partir do minuto 13 fala sobre os seres de 3 dedos. Fala das múmias de Nazca (no Perú) encontradas que não tinhma ouvidos e que acredita ser de seres mais evoluídos. Quando os visualizadores remotos começaram a visitar lugares distantes, eles descobriram que, quanto mais longe iam em relação ao que chamamos de Centro Galáctico, mais luminosos eram os seres, tendo atingido um ponto em que não precisavam mais se comunicar com cordas vocais e ouvidos, eles se comunicam com a mente. Acontece que a evolução levou esses seres ao ponto de não precisarem mais de ouvidos. E também descobrimos que esses seres são tão avançados noutras formas, que seria muito difícil nos comunicarmos com eles. Para eles, seria como falar com um parquímetro. Os nossos idiomas exceto o sânscrito (que é uma língua de outro planeta), que foi criado há 7.000 anos atrás (se não tiver em erro).

Pete afirma que já viu 3 tipos de extraterrestres com 3 dedos. A maiores das naves extraterrestres tinham controlos configurados para 3 dedos. Também tinham 3 dedos no pé.

múmia Nuzca (Perú), extraterrestre com 3 dedos
Episódio com legendas não formatadas em português do Brasil (para quem não deseja assistir ao vídeo):

revelação cósmica temporada 8 episódio 12

REVELAÇÃO CÓSMICA – POR DENTRO DO PROGRAMA ESPACIAL SECRETO COM COREY GOODE E DAVID WILCOCK

Encontros com os
Seres de Três Dedos

Muito bem.

Bem-vindos de volta a mais um
episódio de ”Revelação Cósmica”.

Sou o apresentador, David Wilcock.

Temos Pete Peterson
novamente aqui conosco.

Pete, bem-vindo ao programa.

Obrigado.

Temos uma nova série aqui na Gaia
intitulada “Unearthing Nazca”.

Nela, nós discutimos algumas
coisas muito fascinantes

relacionadas ao
Planalto de Nazca.

Algo me deixou curioso.

Em toda a sua experiência
nos bastidores,

alguém já tentou estudar
as linhas de Nazca

e as estranhas características
geológicas daquela região?

Em caso afirmativo,
o que descobriram?

Qual foi a conclusão?

Há várias coisas naquela região.

Falamos sobre as linhas de Nazca.

Eu fui lá especificamente para
analisar os túneis de Nazca.

O chão desses túneis é plano, mas
a parte de cima é arredondada,

como se fosse um pão de forma.

Eles foram construídos,
obviamente,

com algum tipo de máquina de
energia, como uma máquina de laser,

ou algo que produzia
muito calor.

Você está dizendo que eles
ficam debaixo da área

onde se encontram as linhas…

Eles ficam debaixo…

…de Nazca?

…dessa região.

Eles se estendem por
quilômetros e quilômetros.

Ficam debaixo disso.

Acho que eles são bem mais recentes,
mais modernos que as linhas.

Não consegui estudar
muito as linhas,

mas nós passamos muito tempo
em balões de ar quente,

olhando para baixo para ver
se achávamos algum resultado,

ou algo que tivesse acontecido

quando eles construíram os túneis
e que pudesse estar visível

na superfície.

Havia quantas entradas
para os túneis

na superfície, que você saiba?

Que eu saiba?

Talvez… Não sei. 6, 7 ou 8.

6 or 8 or 10.

Teoricamente,

umas 60, 75, por aí.

E qual era a altura do
teto dentro desses túneis?

Os que eu visitei
tinham de 9 a 10,5…

30,000–

Nossa!

…metros…

Eram grandes!

…alguns dos que visitei.

Sim, eram enormes.

A que profundidade em
relação à superfície

eles ficam?

Boa parte deles provavelmente

ficam a uns 45 metros.

Sério?

E aonde esses túneis levam?

Você chegou a descobrir isso?

Em alguns pontos, os túneis

dividiam-se.

Ou eles se dividiam, mas
seguiam na mesma direção,

dando em um espaço maior
onde o teto não cedia.

Então, alguns dos túneis
encontravam-se em salas maiores?

Eles se encontravam
nas salas maiores

ou se encontravam em
túneis paralelos.

Você achou algum
artefato nesses túneis?

Sim.

Sério?

Que tipo de artefato?

Sim.

Digo, não.

Nós vimos… Quando
você diz “artefatos”,

está pensando em objetos pequenos.

Nós vimos várias prateleiras.

Parecia que costumava haver equipamentos,
provavelmente algum tipo de gerador…

Geradores grandes… É só uma
suposição baseada no que vi

nos anos 60.

1960s.

Essas prateleiras eram esculpidas
diretamente na rocha, como…

Sim.

…os túneis?

Tudo era…

Certo.

…esculpido na rocha.

Então, elas eram embutidas nas
paredes de rocha, como…

Sim.

As prateleiras eram
esculpidas na rocha?

Embutidas nas paredes de rocha

ou adjacentes às paredes do túnel.

Algumas foram construídas

e parecia que… E esses túneis

inclinavam-se para baixo.

Era como se a intenção
fosse enchê-los de água

ou bloquear algo.

Então, como havia indícios

de que esses túneis
foram escavados,

você chegou a achar
rastros da escavação?

Nunca.

Nós procuramos quando
estávamos voando.

Procuramos, mas nunca achamos

nenhum tipo de rastro.

Isso sempre foi um
mistério para mim.

Estou curioso para saber
se você chegou a ver

algum sarcófago ou
algum tipo de estátua

ou objeto esculpido
dentro desses túneis.

Nós já mencionamos
as prateleiras.

Obviamente, os túneis
costumavam abrigar

cosias desse tipo, porque
havia pequenos espaços

nas paredes.

Coisas desse tipo.

Alguns deles…

Dava para ver, devido
ao acúmulo de fuligem

de algum tipo de tocha…

Vários deles estavam dispostos

como estariam em uma casa moderna.

Havia arranjos dentro de
molduras ou coisas do tipo

que eram pendurados nas paredes.

Esses túneis haviam
sido esvaziados.

Obviamente, foi…
Havia coisas lá.

Havia espaços para guardá-las.

Havia… Eram como os móveis

de um apartamento moderno.

Havia mesas de apoio, aparadores

e coisas desse tipo.

Porém, havia espaços nas paredes.

Eles não precisavam
trazer móveis de fora.

Havia bastante material
para fazê-los,

era só escavar a
parede ou algo assim.

Então, era só revestir com…

Era como um tapete
de fibra de vidro.

Porém, o tapete não era tecido como
os nossos tapetes de fibra de vidro

geralmente são feitos.

Eles eram grudados e colados.

Eles passavam por um processo
de aquecimento e arrefecimento.

Então, no fim do processo,

eles aplicavam uma chama
muito forte, eu diria,

na parte externa, derretendo
só um pouco do exterior

para suavizar a textura.

Havia muitos desses lugares

dentro dos túneis nos quais
talvez vivessem pessoas,

como um apartamento
ou algo assim?

Sim, em toda a
extensão dos túneis.

Sério?

Sim.

Em alguns pontos,
talvez houvesse

uns 150 metros ou uns 90
metros sem esses lugares

nos pontos de divisão ou
transição dos túneis.

Portanto, era uma
cidade subterrânea.

Era uma…

Sim.

E ela se estendia por…

Nós encontramos alguns lugares…

Trechos do mesmo túnel que se
estendiam por 2.400 a 3.200 km.

Até onde você saiba, esse lugar

pode ter abrigado milhares
de pessoas, no mínimo,

ou até centenas de
milhares de pessoas.

Pelo menos alguns milhares
em toda sua extensão.

Havia lugares que eram como…

Partindo de uma Rodovia nos EUA,

há várias cidadezinhas
espalhadas pelo caminho.

De vez em quando, aparece
uma loja de conveniência,

uma parada para caminhões
e coisas do tipo.

Então, havia lugares
onde, obviamente,

eles iam do ponto A ao ponto
B a altas velocidades.

Esses são os lugares sobre os
quais você estava perguntando.

Não eram contínuos
nem nada do tipo.

Não, não eram contínuos,

mas eram constantes.

Então, você acha que eles
não se locomoviam a pé?

Eles provavelmente tinham algum tipo
de veículo motorizado lá dentro?

Eu diria, com base no chão,

que eles tinham um
veículo motorizado.

Dava para ver que
havia vários trilhos

no chão.

Eles levavam a várias das
coisas que nós descobrimos.

Nós podíamos ver que havia…

O chão estava desgastado,
ou seja, era antigo,

muito antigo, e estava
desgastado por tráfego

de gente andando ou
veículos pequenos.

Você chegou a encontrar
alguma inscrição imagética

ou escrita lá dentro?

Havia algumas inscrições.

Como já disse, parecia
que eles haviam…

Não sei se você se lembra,
mas quando você mencionou

que foram para o norte…

Eles podem ter ido
mais para o norte.

Do norte da Cidade do México
até a ponta da Argentina.

Nossa.

Havia túneis.

Havia pessoas que, por algum
motivo, viviam no subsolo.

Como temos um ciclo
solar de 28 mil anos,

e estamos entrando em
um novo ciclo agora,

pois estamos vendo
mais clarões solares

que víamos no passado e uma
camada ionosférica mais fina.

Então, você acha que essas
pessoas viviam no subsolo

para escapar de um evento solar,
algum tipo de clarão solar?

Elas estavam
tentando se esconder

de algo.

Talvez de outras raças
extraterrestres.

Dava para ver que havia
áreas de defesa.

Eu servi na Marinha por 10 anos.

Eu sei reconhecer quando
há uma área de defesa.

Você chegou a ver alguma
múmia lá embaixo?

Algum indício…

Nunca.

…de quem eram?

Parecia que haviam
passado um aspirador

e limpado tudo.

Nossa!

E isso é muito estranho,

pois dava para ver
que… Muitas coisas

haviam sido removidas de lá.

Dava para ver espaços
menores e maiores

que abrigavam algo.

Algo pesado foi guardado
lá por muito tempo.

Você há viu os vídeos
da nossa série,

“Unearthing Nazca”.

Alguns corpos foram encontrados
a mesma parte de Nazca

onde você alega ter
entrado nesses túneis.

Então, eu gostaria de
saber se você acha

que há uma conexão entre
os túneis que você viu

e essas múmias, seja
lá o que forem.

Com certeza.

Você poderia explicar
que conexão é essa?

A conexão é que foram eles

que os construíram.

Os túneis subterrâneos?

Os túneis subterrâneos.

Os túneis foram construídos
e, com o passar dos anos,

eles foram modificados.

Dava para ver que alguns

métodos diferentes
de entalhe, corte

ou escavação foram utilizados.

Parecia que alguns deles
haviam sido feitos à mão.

Os mais antigos
foram feitos à mão,

e os mais novos foram
ligados a eles.

Após a construção dos antigos,
talvez houvesse cidadezinhas.

Então, os novos foram ligados.

Geralmente, cada um deles

estava relacionado a
fenômenos na superfície

que sugerem que eles
saíam de dentro da Terra

e faziam fenômenos na superfície,
como as linhas de Nazca.

Em alguns casos, dava para ver

que a intenção era que fossem
vistos de muito longe,

de algum ponto no espaço
sideral, sendo usado para marcar

a localização de cada ponto.

Você encontrou algum indício

de que as linhas de Nazca

têm alguma ligação com
os túneis subterrâneos?

Com certeza.

Sério?

Sim.

Dava para ver a entrada
para os túneis.

Nossa!

No mesmo lugar onde
ficam as linhas.

Na sua opinião, quem
esvaziou os túneis?

Não faço ideia.

Eu diria que foram os seres
que colocaram tudo lá dentro,

pois acho que vários desses
objetos eram estátuas religiosas.

É só uma suposição que eu tenho,

mas o que mais poderiam ser?

Não era tipo o Museu De
Gaulle de Arte Moderna,

em Paris.

Você encontrou algum indício

de que o governos dos
EUA pode ter coletado

todos esses objetos, ou
será que era algum tipo

de mina?

Não acho que tenha havido
envolvimento dos EUA

com o pessoal de lá.

Os EUA nem eram…

Não tínhamos esse tipo de
arqueologia àquela época.

Certo. Nem mesmo no
mundo confidencial.

Sim, nem no mundo confidencial.

Estávamos ocupados
demais tentando comer…

Tentando achar um lugar seguro para comer
e proteger-nos dos animais selvagens.

Certo.

Você chegou a relatar
as suas descobertas

ao governo dos EUA sobre
o que viu lá embaixo?

Muito pouco.

Sério?

Um pouco.

Sim, é claro.

Eles me fizeram algumas perguntas.

Eles quase sempre sabiam
onde e com quem eu estava.

“O que vocês descobriram?”

“Nós descobrimos…” “Sério?

Quero saber mais.” Porém,

ninguém estava
realmente interessado.

Eu teria ficado
muito interessado.

Nós não temos nada que seja
capaz de fazer aquilo.

Embora tenhamos aquela
máquina de escavar túneis…

Acho que era…

Se eles pensassem… Se
vissem esses túneis,

tentariam descobrir
como eles foram feitos.

Parece que os EUA
têm escavadeiras

desde os anos 60.

Elas funcionam a velocidades
relativamente altas.

Eu já vi várias
máquinas desse tipo

em funcionamento.

Foi só nos últimos 20 anos

que surgiu uma máquina
realmente de alta velocidade.

Certo.

Temos algumas agora,

mas parte do problema era,

e continua sendo, o
consumo de energia.

A energia necessária para derreter
uma quantidade tão grande de rochas.

Para moer tudo.

Boa parte é moída e
jogada para fora.

Então, derretemos as rochas e
revestimos a parte de fora…

Ou, neste caso, a parte de
dentro para evitar a queda

de rochas menores e
a entrada de água.

Claro.

Coisas desse tipo.

Sempre tem água no subsolo.

Certo. Deixe-me
perguntar-lhe algo.

Estamos descobrindo
que essas múmias

parecem ser um ser
do tipo reptiliano.

Fiquei curioso.

Como você já se deparou
com extraterrestres

no seu trabalho para o governo,

você já viu algum ser
que tinha três dedos?

Vamos começar por aí,
em primeiro lugar.

Sim.

Certo.

E como eles eram?

Você poderia descrevê-los?

Eles são muito esguios,

braços longos, dedos longos,
pernas longas, corpo longo.

Os que aparecem em
“Unearthing Nazca”…

Você acha que eles se desenvolveram
na Terra ou você acha…

Não.

Não?

Com certeza, por um
determinado período,

mas eles não surgiram aqui.

Não existe nenhum registro
contínuo da evolução deles.

Deixe-me perguntar-lhe algo.

É uma pergunta interessante.

M. K. Jesse é uma
radiologista do Colorado

que eles contrataram para
analisar os raios X.

Uma das anomalias mais
estranhas que ela ressaltou,

que parece eliminar
a possibilidade

de ser uma fraude, é
que não há suturas

no crânio.

Parece que o crânio é uma parte

sem nenhuma divisão.

Como você acha que
isso é possível?

Como é que um ser
pode crescer assim?

É uma questão de genética.

O fato de que todos os
seres que são comuns…

Pode ser porque eles têm
proximidade conosco.

Eles vêm do sistema da
nossa Via Láctea…

Da nossa galáxia… Em
relação aos que vêm de fora.

Geralmente, os que vêm
de fora da galáxia…

Aliás, em outras áreas da ciência,
os que vêm de fora da galáxia

são muito diferentes.

Porém, muitos deles têm dois
olhos, duas narinas, duas orelhas,

dois aparelhos auditivos,
dois braços, duas pernas.

O fato de que há tantos
seres diferentes

espalhados pela…

Para mim, isso é incrível.

Isso indica que tem que ser…

Eles devem vir de algum…

Da mesma forma ou função básica.

Você está dizendo que
existe um modelo humano?

Certo.

De seres humanos.

Podemos chamá-lo
de modelo humano.

Existe um modelo genético
que… Parece que ele não foi

muito bem seguido.

Pode ser que um dia, nos
nossos estudos antropológicos

e arqueológicos…

Talvez achemos indícios de
que essa forma era a melhor.

Portanto, sua evolução natural

era no sentido do
que estamos vendo.

A múmia que estamos
chamando de Maria

no “Unearthing Nazca” não
tem nenhum tecido gorduroso

em volta das orelhas.

Aliás, ela não tem orelhas.

Isso parece indicar uma
aparência mais aerodinâmica

e pode ser uma indicação

de que se trata de um ser aquático
ou de um ser que viajava rapidamente

no ar.

Gostaria de saber o que você acha.

Há vi imagens e exemplos

de várias raças diferentes,
por assim dizer.

Vamos chamá-las de raças.

É evidente que algumas delas
venham de seres aquáticos.

É óbvio para mim
que algumas delas

venham de aves ou insetos,

não de dentro da água.

Algumas delas parecem ter
vindo de dentro da água,

pois têm membranas.

Elas podem ter braços, mas
também têm membranas.

Elas parecem ser feitas para
viver em uma mistura espessa.

Existem planetas que conhecemos

e que permitiria a
existência de vida humana

em atmosferas muito densas.

Eles permitiriam a
existência de vida humana.

Com as temperaturas certas.

Se a gravidade não for
forte nem fraca demais.

Então, você está dizendo que
o princípio de Goldilocks

não necessariamente
precisa ser seguido?

Que um planeta com uma atmosfera

muito diferente da
nossa, por exemplo,

seria capaz de permitir a
existência de vida inteligente?

Com certeza.

Acho que já vi o
que julgo serem…

Formas de vida
inteligente que são…

Elas não têm dois olhos.

Além disso, em relação à
ausência de tecido gorduroso

nas orelhas das múmias que
vocês estão analisando,

isso me diz que se trata de
uma forma de vida avançada.

Muitas delas…

Quando os visualizadores remotos
começaram a visitar lugares distantes,

eles descobriram que,
quanto mais longe iam

em relação ao que chamamos
de Centro Galáctico,

mais luminosos eram os seres,

tendo atingido um ponto em
que não precisavam mais

se comunicar com cordas
vocais e ouvidos,

eles se comunicam com a mente.

Então, seus ouvidos…

Acontece que a evolução
levou esses seres ao ponto

de não precisarem
mais de ouvidos e…

Nossa!

Eles perderam as cordas vocais.

E também descobrimos que esses
seres são tão avançados

em outras formas, que seria
muito difícil nos comunicarmos

com eles.

Para eles, seria como
falar com um parquímetro

ou um poste velho.

Não conseguiríamos acompanhar…

Os nossos idiomas, com exceção
do sânscrito, talvez,

que definitivamente é uma
língua de outro planeta…

Até onde eu saiba, ela foi
criada 7.200 anos atrás.

Há 7.200 anos, eles estavam
recebendo descrições precisas

de como construir discos voadores.

Certo.

Então, vamos falar um pouco
mais sobre os extraterrestres

com os quais você interagiu.

Você pode nos dar
mais informações

sobre algum ET de três dedos que
você tenha visto pessoalmente?

Já vi três tipos diferentes
de ET de três dedos,

de verdade…

Seres bípedes que vieram aqui

para trocar informações
ou para coletar…

Temos várias substâncias com DNA

nas quais eles têm
muito interesse.

Muito provavelmente
para regeneração.

Em termos específicos,
você poderia descrever

como são os seres desse tipo?

Alguns dos que têm três dedos…

Lembre-se de que o meu trabalho
era fazer engenharia reversa

dos controles das naves.

Quase todas as naves
que chamaríamos

de discos voadores tinham
painéis de controle

feitos para seres de três dedos.

Quase todos os discos voadores

tinham painéis de controle
para seres de três dedos?

Exato.

Sério?

Isso era…

Como eu disse.

Esses seres também
tinham três dedos no pé?

Todos os seres de
três dedos que eu vi

também tinham três dedos no
pé, é algo meio universal.

Espere um pouco.

No programa de Nazca, os dedos
dos pés parecem curvar-se

na articulação frontal.

Gostaria de saber se
você já observou isso.

Com certeza.

Sério?

Certo.

Sim.

Um dos motivos que me
fazem dizer que há

três tipos de ser de três
dedos… Em um grupo,

eles têm os três dedos.

O dedo do meio é reto.

A maioria deles tem duas
articulações adicionais

que nós não temos.

Não são as mesmas
articulações que nós temos.

É um tipo diferente de articulação.

Porém, em vários deles,
a articulação da ponta

dos dedos de fora…

Na verdade, em vez de moverem-se
no mesmo eixo desta forma,

os de fora movem-se para dentro.

Qual é a função disso?

Isso lhe dá um dedão opositor

em cada lado do dedo do meio.

Interessante.

Então, o dedo do meio não faz
isso, mas os outros dois fazem?

Os outros dois fazem.

Nestes aqui, parece
que todos os três

são assim.

Porém, geralmente,
o dedo do meio

ainda é reto em uma direção,
enquanto os dedos de fora

são virados para dentro.

Eu imagino que os tendões
dessas articulações

devem ficar em um
lugar diferente.

Os tendões ficam em
lugares diferentes.

Os caminhos, sulcos ou canais

dentro dos ossos e
ao longo dos ossos

também ficam em
lugares diferentes

e são muito diferentes.

Você acha que alguém no Peru

pode ter feito essas múmias como
fraude para ganhar dinheiro?

Não atualmente.

Por que não?

Não temos essa tecnologia.

Eu entendo que a
estrutura cristalina

do que vocês têm é a
estrutura cristalina

de um osso natural.

Como seria possível forjar isso?

Não seria possível nem pensarmos

em uma forma de fazer isso.

Algumas das pessoas
que são mais céticas

estão duvidando do pó branco

em volta das múmias.

Já comprovamos que esse pó

é terra diatomácea.

Aparentemente, a caverna
inteira está coberta desse pó.

Então, você acha…

Por que eles colocariam
terra diatomácea

nessas múmias, primeiramente?

Qual seria o motivo?

Um método de preservação
para preservar o tecido.

O tecido sempre entra
em decomposição.

Ele é comido por bactérias
que ficam no ar.

Sempre temos esse problema.

Os egípcios faziam
isso de outra forma.

Eles usavam bastante
a cera das asas

de um certo tipo de besouro que
eles usavam como revestimento.

Isso bloqueada a
interação química.

Com o seu conhecimento
de ciência de materiais,

a terra diatomácea funcionaria
como um conservante?

Com certeza.

Todas as diatomáceas são
pequenas células isoladas…

Ou mecanismos de poucas células
com um exoesqueleto de carbono.

Então, por exemplo, em
algumas regiões e nos Andes,

todas as cavernas ficam
na terra diatomácea.

Elas foram formadas quando a
Terra só tinha diatomáceas

como vida animal aqui.

É isso que elas tinham
como esqueleto.

Você disse que já viu
três tipos diferentes

de ser de três dedos.

Eu gostaria de saber como
eles se comunicavam.

Alguns deles se
comunicavam mentalmente.

Alguns se comunicavam
parcialmente com a mente.

Esses são como os que vocês
encontraram, que ainda têm orelhas.

Alguns não têm orelhas.

Ou, quando têm orelhas,
elas são ajustadas

a uma frequência muito mais alta.

Eles têm um melhor alcance
e uma melhor abrangência.

Alguns conseguem ver com a audição.

Sério?

Em outras palavras, a audição deles é
tão boa, que eles conseguem distinguir

tons de 1/10 de Hertz.

A fala de alguns deles tem uma
largura de banda muito estreita,

mas ainda assim eles têm uma
fala muito melhor que a nossa.

Quando você diz “largura
de banda estreita”,

você está se referindo aos
tons agudos e graves da fala?

Sim, os agudos e graves.

Os tons que eles usam estariam
entre o Dó central e um Lá ou Si

mais agudo ou mais grave.

Só isso.

Esse é o espectro
total desses seres.

Porém, em todo esse espectro, eles
conseguem compactar informações

o bastante para que
possam enxergar.

Havia algo de especial
nos olhos deles,

nas pálpebras ou na
forma de piscar?

Era tudo diferente,
mas não muito.

Alguns deles têm
um olho que pisca

em ambas as direções.

Os reptilianos têm
um tipo diferente

de estrutura de revestimento.

Ou eles têm uma estrutura
que se mantém úmida.

Eles têm um fluxo de ar diferente,

com uma superfície diferente

que mantém a água mais perto.

As lágrimas são mais espessas.

Existem todas essas diferenças.

Os olhos deles são
como olhos de lagarto.

Eles não piscam.

Existem alienígenas
com olhos compostos.

Existem alienígenas com
pupilas verticais.

Em vez de mover-se assim, as
pupilas movem-se assim…

Elas se abrem e fecham,
ajustando-se à quantidade de luz.

Sempre existe uma certa
quantidade de luz

e um certo conjunto de tons de luz
que os olhos enxergam melhor.

Isso ocorre porque lhe permite
obter mais informações.

Tudo isso serve para
orientação e sobrevivência.

Se desse para ver
os olhos dos seres

que você viu nessas
múmias de Nazca,

como você acha que
seriam os olhos deles,

com base na sua experiência?

Os seres que são similares

a essas múmias têm olhos
parecidos com os nossos.

Sério?

Não são olhos compostos.

Eles têm pálpebras.

Já vi alguns deles cuja
íris era como uma câmera.

Eram como uma câmera antiga.

Eles têm uma íris que
se junta e se abre

assim.

Quando você diz que o
olho tem uma íris,

quer dizer que a pálpebra se
abriria e fecharia assim?

Não a pálpebra,

mas a pupila é feita…

Existe uma química
animal que eles seguem.

Existe uma química
que eles seguem.

Existe uma estrutura
neurológica que eles seguem.

A águia consegue ver um
inseto rastejando no chão

a mais de mil metros de altura.

Nós não conseguimos.

Claro.

Não temos esse tipo de visão.

Claro.

Portanto, os olhos
delas são diferentes.

O mesmo ocorre com
os alienígenas.

Esses seres caminhavam
com os pés no chão

ou na ponta dos pés?

Eles caminhavam como…

Primeiramente, se você
os visse de longe,

você diria que eles caminham
sobre pernas-de-pau.

Os dedos dos pés curvam-se um pouco,
dependendo do nível de maciez

ou flexibilidade deles.

Quando eles ficam de pé, os pés crescem,
alongam-se ou fecham-se como garras.

Todos eles tem uma
estrutura de casco

nos dedos das mãos e dos pés.

Alguns deles tinham
partes acolchoadas,

além de dedos muito
flexíveis nos pés.

E os dedos dos pés moviam-se

e saíam do caminho.

Alguns eles conseguiam controlar
isso para ajudar no equilíbrio.

Eles andavam descalços
ou eles tinham

alguma espécie de macacão que
cobria os pés ou algo assim?

Ambos.

Alguns andavam descalços.

Muitos deles andavam descalços.

Os que andavam descalços tinham
uma parte dura como um chifre…

A maioria deles tinha um
chifre entre as articulações.

Qual era o papel
deles aqui na Terra?

Eles eram positivos?

Eles estavam tentando nos ajudar?

Parece que eles
vieram, exploraram,

ficaram um tempo e foram embora.

Muito bem.

Esgotou-se o tempo que tínhamos

para este episódio de
”Revelação Cósmica”.

com o nosso convidado
especial, Pete Peterson.

Obrigado por assistirem.

REVELAÇÃO CÓSMICA

POR DENTRO DO PROGRAMA ESPACIAL SECRETO
COM COREY GOODE E DAVID WILCOCK

Disclaimer:
1. Os artigos são escritos em português do (Brasil ou de Portugal) ou numa mistura de ambos.
2. Os artigos colocados neste site, são diferentes dos colocados nos corruptos meios de comunicação de massas. Não significa que os autores concordam ou discordam com os mesmos. Você deve usar a sua intuição com aquilo que ressoa ou não consigo. Ninguém é dono da verdade absoluta e este site não foge à regra.

Partilhar no Facebook

0 0 votes
Article Rating
Subscribe
Notify of

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

4 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
View all comments