revelação cósmica temporada 07

S07E23 Analisando o Arquivo de Fotos de Joseph P. Skipper

Partilhar:

resumo do episódio: Quando os Alemães estavam construindo as suas diversas bases na Lua e em Marte, “levaram” roedores, insetos, aranhas que devido à radiação e não atmosfera, aumentaram de tamanho, mutações… No Google Earth de Marte e da Lua, temos várias imagens distorcidas para ocultar o que se vê na verdade. Cratera de Hale em Marte… Constroem dentro das crateras porque em Marte, temos as tempestades que são um grande problema. Rush Limbaugh. Há torres com três mil metros de altura em Marte. Há também as anomalias no Google Earth no fundo do mar. Malibu era a entrada de um sistema de cavernas ou fissuras que passa sob o Oceano e vai a outros lugares como a Antártida. A raça dos Construtores Antigos escavou túneis (arcos) que permitem aos submarinos irem de um lado ao outro… Capadócia são túneis na Turquia. Fossa das Marianas outro local com geometrias estranhas.

S07E23 Tecnologia mais rápida que a Luz (Revelação Cósmica)
S07E23 (Cosmic Disclosure)

Assista ao episódio clicando no link abaixo, usando o browser chrome:
https://drive.google.com/file/d/1QPPz7oYfnOd9PvMViczo4LiETqMHENgT/view?usp=sharing

Se der erro, use o browser chrome em modo anónimo (teclando Ctrl + Shift + n) no PC e se necessário, antes tem de fazer logout do seu gmail. Se ainda não conseguir, aceda a partir de outro PC. Alerta-se que os episódios têm sido retirados da internet, portanto se detetar que o episódio foi denunciado, faça um comentário (não no facebook), para indicarmos outro link.

Episódio com legendas em português do Brasil (para quem não deseja assistir ao vídeo):

revelação cósmica temporada 7 episódio 23

REVELAÇÃO CÓSMICA – POR DENTRO DO PROGRAMA ESPACIAL SECRETO COM COREY GOODE E DAVID WILCOCK

REVELAÇÃO CÓSMICA

POR DENTRO DO PROGRAMA ESPACIAL SECRETO
COM COREY GOODE E DAVID WILCOCK

Analisando o Arquivo de
Fotos de Joseph Skipper

Muito bem, bem-vindos de volta

a outro episódio de
“Revelação Cósmica”.

Sou o apresentador,
David Wilcock.

Estou aqui com Corey Goode.

Vamos fazer uma apresentação
de fotos com comentários.

Temos fotos de
formações anômalas

encontradas pelo investigador
virtual Joseph P. Skipper.

Sejam elas reais ou não,

certamente abrem a
nossa imaginação

e geram a discussão
sobre o que pode ou não

existir lá.

Corey Goode está aqui para
discutir isso comigo.

Corey, bem-vindo ao programa.

Obrigado.

A primeira imagem que temos aqui

é de uma rocha que, quando
aumentamos a imagem,

é similar a uma capivara
ou cão-da-pradaria.

O que estamos vendo aqui pode
ser um roedor de verdade

ou não, mas você acha
que pode ser verdade,

com base no seu
conhecimento, Corey?

Como já relatei antes,

nos dispositivos de
vidro inteligentes,

eu li que, quando os alemães
estavam construindo

suas diversas bases
na Lua e em Marte,

em suas naves
maiores, eles levavam

muitos alimentos e suprimentos.

Nesses transportes de
alimentos e suprimentos,

havia diversos roedores,
como ratos, além de aranhas

e baratas, coisas desse tipo,

que pegavam uma carona com eles.

Depois de um tempo, é claro,

eles começaram a tentar
expulsá-los das bases

nas quais estavam. Então,

eles os perseguiam até que fugissem
para fora da base em Marte,

onde achavam que eles morreriam.

Porém, algumas das
informações diziam

que os ratos que ficaram
de fora por um tempo

começaram a sofrer
mutações, ficando maiores

e com uma aparência
um pouco diferente.

Também havia relatos
de insetos diferentes

que haviam crescido, e eles
acham que isso ocorreu

devido à radiação.

Falta de atmosfera, o
que causa mais radiação

do Sol.

Exato.

Se a NASA anunciou recentemente

que realmente existe
água líquida,

poças de águas na
superfície de Marte hoje,

não seria plausível dizer que
eles poderiam sobreviver

nessas condições?

Sim.

Talvez eles se
alimentem dos insetos

que escaparam de algumas bases.

Exato.

Então, talvez tenhamos criado
um pequeno ecossistema,

ou talvez eles tenham tomado conta
do ecossistema de outros seres vivos

nativos de Marte.

Certo. Agora, nós
veremos uma imagem

que aparentemente foi enviada
ao Joseph P. Skipper

por alguém dentro da Agência
Espacial Europeia, ou ESA,

e sua participação na
Cratera de Hale, em Marte.

E o que vemos nesta
imagem, onde diz

“local das provas”,
é uma área em que,

à medida que aumentamos a
imagem, começamos a ver

uma malha muito estranha.

Neste ponto, estamos
começando a ver

coisas muito bizarras.

Corey, o que você
acha que pode ser?

Não tenho certeza.

Quando fui levado a bases

ou locais diferentes em Marte,

geralmente pousávamos na vertical,
evitando que víssemos certas coisas.

E caso as víssemos,
seria difícil saber

exatamente onde estavam.

Então, isso pode ser
alguns artefatos

que foram obtidos, mas que
eu nunca havia visto.

É muito estranho,
porque parece que há

padrões, em alguns casos,

de grupos de linhas retas.

Parece haver uma
organização arquitetônica

nessa formação.

Outra coisa que
achei muito bizarra

nessa imagem é que
parte dela é nítida,

mas outras seções, como
podemos ver nesta imagem,

têm um efeito desfocado,
como se alguém

não quisesse que víssemos

certas partes da imagem.

O que você acha que
está acontecendo aqui?

Se você já tiver passado
muito tempo explorando

o recurso do Google
Earth que mostra Marte,

já deve ter visto algumas
áreas em que eles costuraram

grupos diferentes de fotos,
o que gera alguns efeitos.

Porém, quando há áreas em que
todo o resto está nítido,

mas há um tipo esférico ou
alongado de área pixelada,

geralmente são áreas
nas quais vale a pena

focar-se e vasculhar

para ver se você encontra
qualquer coisa menor.

Mesmo na Internet, se alguém
encontrar algo interessante

na Lua ou em Marte
no Google Earth,

geralmente dentro de semanas, se
voltar lá, a área estará pixelada.

Sério?

Sim.

Alguém já documentou isso?

Sim, muito recentemente.

E é interessante que, mesmo com
câmeras de alta resolução,

quando você está acima de Marte,
olhando para ruínas de estruturas,

muitas delas estão
cobertas de lama.

É como se elas estivessem cobertas
por uma camada espessa de lama.

Então, depois de boa
parte da umidade

ter sido removida da atmosfera,

a lama solidificou-se.

Boa parte do que vemos são
áreas ou cantos de estruturas

saindo dessa lama,

ou pedaços de
estruturas aparecendo

acima e abaixo dessa lama seca.

Você conhece alguma base
na qual haja uma série

de longos corredores,
sendo que todos eles

são paralelos entre si?

Sim, já vi isso muitas vezes,

mas isso também pode ser os
resquícios de construções

que já existiam no planeta.

Muitas dessas construções
parecem adobe derretido.

É como se tivessem sido
construídas com tijolos de adobe,

ou eram simplesmente uma
enorme estrutura de adobe,

e toda a água que foi despejada

em algum tipo de catástrofe
parece ter derretido o adobe.

Algumas delas parecem
ter derretido,

mas parece que eram
feitas de algum de adobe.

Então, Corey, se é que
realmente existe algo

nessa Cratera de
Hale em particular,

por que essa cratera
seria um local desejável

para erguer essas construções?

Por alguns motivos.

Eles constroem dentro de
crateras porque elas oferecem

um certo nível de proteção
contra tempestades de vento,

que são um grande
problema em Marte,

mas também, dependendo

da trajetória do Sol no céu,

as crateras fornecem uma proteção
contra a radiação solar.

Certo. Então, será que isso

também tem a ver com
a falta de água,

sendo que a cratera talvez
seja um lugar melhor

para coletar água?

Pode haver água no subsolo.

Porém, outro dos motivos

de ser um bom lugar é que, embaixo
de várias dessas crateras,

quando o impacto ocorreu,

ele causou fissuras no subsolo

que podem ser aproveitadas,
escavadas, ampliadas e transformadas

em bases subterrâneas
mais protegidas

das condições ambientes.

Muito bem. Isto parece ser

um padrão de ramificação
dendrítica de algo que claramente

parece estar acima da
superfície do solo.

O que você acha que
estamos vendo aqui?

Acho que já cheguei a falar

sobre essas colônias estranhas
de arbustos que crescem lá

e que são muito espinhosos,
como roseiras-bravas.

Certo.

Eles têm folhas pontudas e afiadas
de coloração roxa e vermelha

e crescem em colônias.

As raízes ou alguns dos
cipós entram no chão

e voltam a sair, gerando

outra planta.

Elas crescem a partir da
planta central original.

Isso é muito similar ao
padrão de crescimento

desses arbustos.

Então, essa talvez seja uma foto
aérea com uma definição menor.

Isso se parece com
o que você viu

com os próprios olhos?

Em outras palavras, você viu
algo parecido com isso,

mas que tinha um formato
claramente tridimensional

e arredondado quando
visto de cima?

Elas eram arredondadas
no sentido de que,

quando você olha para
elas, elas crescem

em uma padrão circular.

Porém, quando você se aproxima,

você vê todos os
padrões diferentes

de crescimento das
plantas, entrando e saindo

do solo.

Corey, parece que estamos vendo

uma área muito mais densa

dessas coisas.

Parece algo macio,
mas talvez seja

um tipo de floresta.

Você acha possível que
seja uma área mais densa

daquele tipo de vegetação?

Você já viu tantos
arbustos juntos

no mesmo lugar?

Em certas áreas, a
vegetação é mais densa,

mas geralmente é mais esparsa.

Essas plantas

são um pouco parecidas
com plantas do deserto.

Certo.

Elas atingem uma grande
profundidade em busca de água

ou ficam perto de
uma dessas poças

que se acumulam em uma cratera,
como um lago dentro da cratera.

Nesse caso, a água fica
cheia de sedimentos.

Seria como ir a um
lago em Oklahoma,

caso já tenha visto
um desses lagos.

A água é quase vermelha devido a
todos os sedimentos vermelhos

que ficam suspensos na água.

Muito bem.

Agora, temos uma
imagem muito estranha,

pois estamos vendo esse
fenômeno dos arbustos de novo,

mas claramente
parece que alteraram

a imagem.

Corey, parece que alguém

andou brincando com os filtros
de brilho e contraste

do Photoshop de alguma forma.

Dessa forma, é possível
fazer com que sombras

que claramente eram
objetos tridimensionais

não se pareçam mais com sombras.

Esta imagem claramente
parece ter sido alterada.

O que você acha que
está acontecendo aqui?

Concordo.

Parece que estamos
vendo algo similar

à imagem anterior, esse
padrão do centro para fora

de crescimento biológico.
Eles alteraram a imagem

de alguma forma até que houvesse
apenas sombras e colinas estranhas.

E isso é algo que a NASA faz

com frequência quando há algo

que eles não querem que vejamos.

Sim, e alguns informantes
já vieram a público

para denunciar que a NASA
altera imagens da Lua.

Então, por que não
fariam isso com Marte?

Certo. Agora, temos outra imagem

que pode ou não
ser de uma rocha.

É uma formação em
particular que se parece

com uma caveira humanoide.

Até onde você sabe, Corey,
já foram encontrados

esqueletos na superfície do solo

depois desse tempo todo e de
toda a atividade catastrófica

em um planeta como Marte?

Se você souber onde procurar,

é possível achar restos mortais
visíveis na superfície?

Já foram encontrados restos
mortais fossilizados

e aquilo que descrevi
antes, esse lodo

que era como uma lama que
cobriu todos os artefatos

e que se solidificou
quando secou.

Então,

é como um tipo muito poroso
de rocha ou lama seca.

Já encontraram esqueletos
debaixo dessa lama seca.

Porém, boa parte do que acharam

eram estátuas gigantes de
personagens diferentes,

sendo que acharam pedaços
quebrados de um ombro aqui,

uma parte da cabeça
ali… Então,

talvez estejamos chegando
a conclusões precipitadas

de que são restos mortais
ou algo do tipo,

pois talvez sejam estruturas
e estátuas antigas.

Um evento que ocorreu

chamou a minha atenção.

No começo dos anos 2000,
quando Rush Limbaugh…

Isso aconteceu no dia
primeiro de abril,

mas ele fez algo em seu programa
chamado de “Gore Report”.

Ele falou sobre
esse “Gore Report”,

basicamente anunciando que
existia vida em Marte,

dizendo que eles tinham
um governo totalitário,

que havia uma pequena
elite central

que controlava o
povo e que o povo

era muito oprimido, enquanto
a elite era muito rica.

Parece familiar.

Sim, parece.

É interessante.

Mas ele também disse que
haviam encontrado corpos,

como os encontrados em Pompeia.

Alguém me enviou um
link que publiquei

no seu site depois disso.

Quase instantaneamente,
o programa foi removido

do site do Rush Limbaugh.

Não sei se o Rush Limbaugh

havia ouvido uma
história verdadeira,

mas por que você acha
que esse programa

teria sumido de repente do site?

Será que o que o Limbaugh
estava dizendo nesse programa

era verdade?

É muito provável que seja
parcialmente verdade,

mas não sei se ele sabia

que o que estava
dizendo era verdade

ou só uma piada.

Muitas vezes, a verdade é apresentada
em forma de brincadeira.

Outro aspecto interessante
desse “Gore Report”,

e parece que ele estava se
referindo ao Al Gore e à questão

das mudanças climáticas
que estava no auge.

Ele disse que havia recebido
informações confidenciais.

No começo, ele disse
que tinha contato

com certas pessoas
e que muita gente

não conseguiria
falar sobre isso,

mas, como ele apresentava um
programa de rádio famoso,

ele conseguiu obter
informações indisponíveis

para a maioria das pessoas.

Então, achei muito curioso
ele ter falado sobre isso.

Será possível que alguém
como o Rush Limbaugh

tenha obtido informações
confidenciais, mesmo que pudesse haver

o risco de divulgá-las
em seu programa?

É claro.

Muitas vezes, as informações
são transmitidas

a um indivíduo ou grupo e, por
motivos de negação plausível

ou como forma de
transmitir as informações

sem se encrencar, eles as
transmitem em forma de piada

ou no dia da mentira, 1º de abril.

Certo.

Muito bem. Agora, o que
estamos vendo aqui

é muito bizarro, pois
temos a Donna Hare,

que denunciou abertamente
que a NASA contrata gente

para apagar anomalias.

Quando vemos esta imagem,
parece que alguém

fez um trabalho muito
mal feito e fajuto

para apagar uma
espécie de torre.

Então, realmente há torres

inclinadas, como
parece ser o caso

nesta imagem alterada?

Sem. Já ouvi dizer que
elas podem passar de 3 km.

3 km de altura?

De altura.

Agora, vamos à Lua.

Veremos algumas imagens
muito interessantes aqui,

que o Joseph P. Skipper
trouxe à nossa atenção,

de anomalias estranhas
na superfície da Lua

que parecem ter sido apagadas.

Vamos dar uma olhada.

Corey, o que estamos vendo aqui

parece a mesma torre ou
similar na parte de baixo.

Porém, se olharmos com
atenção no lado esquerdo,

há uma série de linhas retas.

Essas linhas retas aparecem
a um quarto do caminho

indo da esquerda até
o centro da imagem.

Elas são todas horizontais e
parecem totalmente estranhas

nessa imagem.

O que você acha que podem ser?

Seriam estradas na
superfície da Lua?

Eles têm veículos terrestres

ou são todos naves ou
veículos antigravidade?

Não vi muitas anomalias
parecidas com estradas,

mas já vi o que pareciam
ser rastros de uma enorme

escavadeira que não
pertencia a nós.

Eram muito antigos.

Muito bem. Nesta próxima imagem,

veremos coisas muito
interessantes.

Corey, parece que temos
uma imagem desfocada

bem no meio de duas crateras

aparentemente normais, com uma
cor mais clara na esquerda

e uma mais escura no lado direito.

Você acha que podem
ser estruturas

na superfície da Lua que seriam

quase pretas na realidade?

Seja lá o que for isso
que eles disfarçaram,

parecia ter uma
cor muito escura.

Não me lembro de ver nada preto,

mas há certas estruturas que
obviamente foram danificadas

em algum tipo de conflito.

Pode ser um acúmulo de carbono

de algum tipo de arma.

Não acho que tenha havido
muito fogo aberto na Lua.

Não há muito oxigênio
para queimar.

Porém, não consigo me lembrar

de ter visto nada preto assim.

Esta última imagem que temos

é muito peculiar.

Corey, eu acho que sei o
que estou vendo aqui.

É muito óbvio para mim.

O que você acha do que
estamos vendo aqui?

Parece ser um domo.

Nem todos os domos são
completamente esféricos.

Muitos dos domos
esféricos que existem lá

estão quebrados e estilhaçados.

Este se parece com
alguns dos domos

que vi lá cujo formato
era trapezoide.

O formato deles é como
o formato de jujubas

ou aqueles doces de
quando éramos crianças,

de formato meio trapezoide.

Eles também têm esse
formato tridimensional.

Muito bem. Agora, veremos

algumas imagens
tiradas da Terra.

São anomalias do Google Earth

também descobertas por
Joseph P. Skipper

que indicam a existência de
algumas estruturas anômalas

no fundo do mar aqui na Terra.

Corey, em primeiro
lugar, existem rumores

sobre uma base extraterrestre ou
de uma base conjunta de humanos

com ETs no litoral
de Los Angeles,

perto de onde vivo,
na região de Malibu.

Em primeiro lugar, antes de
entrarmos nessas imagens,

o que você tem a dizer
sobre esses rumores

de bases anômalas dentro do mar

na região de Malibu?

A informação que obtive

foi que essa era a entrada

de um sistema de cavernas ou
fissuras que passa sob o oceano

e vai até Nevada, no noroeste,

e conecta-se a outras
fissuras na Terra,

por assim dizer, que chegam

à Antártida.

Chegam tão longe assim?

Sim.

Elas não chegam literalmente

à Antártida, mas essa raça
dos Construtores Antigos

escavou algumas áreas lá
dentro, entre os fossos,

para criar grandes arcos que…

Você encomendou uma
ilustração no passado.

Sim, e nós temos grandes
submarinos eletromagnéticos

que viajam por esse
sistema de fossos,

através desses grandes arcos.

Então, assim como

na ilustração, esses arcos

têm uma superfície muito
lisa, como se tivessem sido

esculpidos a laser.

Isso é verdade?

Sim, exceto pelos pedaços

que se quebraram e caíram.

Eles parecem ser muito antigos.

Por que você acha
que tinham que ser

tão grandes? Aqui na sua imagem,

o submarino parece ínfimo

perto do tamanho do arco.

Na verdade, o submarino
é bem grande.

Eles carregam contêineres de carga.

Eles são do tamanho dos navios que
transportam esses contêineres

de carga.

E eles viajam no subsolo
de forma eletromagnética.

Porém, não sei por
que esses arcos

precisavam ser tão
grandes, a não ser

que as naves deles fossem
muito maiores que as nossas.

Ou talvez houvesse
várias naves viajando

ao mesmo tempo.

Então, o que estamos vendo aqui

é uma visão detalhada perto
das Ilhas San Benito.

O que estamos vendo
parece ser uma formação

muito bizarra e artificial.

Sim, parece aquele tubo de vidro

em Marte, com as cristas.

Acho que algumas pessoas
chamam-no de “minhoca”.

Também estou notando aqui

que há uma curva suave,

a largura não muda, e então
começa um padrão longo,

quase perfeitamente reto.

O que você acha que
estamos vendo aqui?

Você deve conhecer essas
perfuratrizes profundas

que utilizam energia
nuclear para perfurar

as rochas mais duras.

Ela derrete a rocha
e transforma-a

em vidro que passa pelos cantos,

selando o buraco.

Exato. Temos aquela
imagem infame

da grande perfuratriz com o
símbolo da Força Aérea dos EUA.

Ela é branca, com
vários caras posando

na frente dela.

Mais recentemente, foram
publicadas outras imagens

de perfuratrizes muito
maiores que aquela

que são capazes de fazer

um sistema de metrô
completo no subsolo.

Essas máquinas são
reconhecidas publicamente.

Eles já fizeram isso na Noruega
e em vários outros lugares.

Elas vitrificam as rochas.

Exato.

Talvez você tenha
ouvido os relatos

de quando eles
estavam perfurando

áreas rochosas extensas,
chegaram a áreas abertas,

recuaram um pouco e
enviaram um robozinho

para dar uma olhada.

Às vezes, eles atingem
uma estrutura idêntica,

um túnel criado de
forma muito similar,

mas de proporções imensas.

Sua circunferência é muito maior

que os que nós cavamos.

Algumas vezes, seres
não terrestres

apareceram nos pontos
onde nós invadimos

seu território, ordenando
que fôssemos embora.

Então, nós recuamos e
procuramos outro caminho

para perfurar.

Em outro episódio mais antigo,

você mencionou que algumas
cidades abandonadas

ficam a uma profundidade muito grande
abaixo da superfície da Terra.

Sim.

E que elas nunca foram
muito exploradas.

Eu gostaria de saber
se alguém no passado

chegou a usar perfuratrizes
para abrir caminho

até algumas dessas
cidades, permitindo

que entrassem nelas.

É mais provável que,
quando eles estavam

no meio do processo de
perfurar ou escavar

uma nova área para a passagem de
seus transportes subterrâneos,

eles chegaram a uma dessas
cidades sem querer.

Agora, eles já têm técnicas
de varredura remota

com as quais conseguem ver
essas áreas profundas,

mas não sabem muitos
detalhes sobre elas

até chegarem lá.

Se elas forem habitadas,
atingi-las poderia gerar

uma péssima situação.

Se não forem habitadas,
não dá para dizer.

Como já disse antes,
eles atingiram…

Eles perfuraram até atingir
algumas áreas enormes

perfeitamente quadradas,
esculpidas na rocha,

que haviam sido grandes áreas

feitas para proteger uma
civilização durante um cataclismo.

Já que estamos falando disso,

o “Alienígenas do Passado” sempre
fala da Capadócia, na Turquia,

esses túneis que foram escavados com
várias camadas de profundidade,

acho que nove
camadas, na Turquia.

O que você acha que
existe na Capadócia,

só para registrar a sua opinião?

Na minha opinião, de uma
perspectiva militar,

parece ser um lugar aonde
pessoas são levadas

para que fiquem protegidas
contra invasões ou cataclismos.

Parece muito estranho que alguém

tenha dedicado tempo
para escavar isso

com tecnologia convencional.

Teria demorado muito tempo.

Então, você acha que usaram
alguma tecnologia incomum

na Capadócia?

Mesmo que não tenha sido
uma tecnologia física,

a tecnologia matemática
usada para conseguir fazer

tudo isso é mais avançada
que o que achamos

que eles tinham àquela época.

Muito bem. Agora, estamos
vendo algumas imagens…

Vamos vê-las lado a lado…

Daquele mesmo sistema de túneis,
mas vamos aproximar a imagem

desta vez.

Como pode ver, ele é muito

estável e reto.

Tem uma entrada na frente
que estamos vendo aqui.

É um tubo muito grande.

Existem tubos construídos pelo
nosso Programa Espacial Secreto

na Terra que precisariam
ter essa largura?

Por que precisam ser tão grandes?

Nunca ouvi dizer
que éramos capazes

de fazer um túnel
tão grande assim.

A única coisa que acho que
somos capazes de fazer

é pegar uma das
perfuratrizes menores

e passar a agulha pelo
buraco várias vezes,

até obter essa circunferência.

Você acha que pode haver

um grupo de extraterrestres

fazendo isso por
motivos próprios,

com sua própria tecnologia?

Isso é mais provável.

Os túneis não terrestres
eram extremamente grandes.

Muito bem.

Por último, vamos até
a Fossa das Marianas.

Primeiramente, esta
é a visão ampla.

Agora, vamos aumentar o zoom.

Dá para ver que Guam
e Saipan ficam perto

desta área que estamos vendo.

Há algumas formações no
formato de lua crescente

na crosta oceânica.

O que estamos vendo
aqui é estranho porque,

a princípio, parece que
esse formato radial

que estamos vendo é só um
tipo de artefato de imagem,

mas, quando aumentamos o
zoom, vemos uma série

de linhas retas do centro
para fora que parecem ser

um conjunto de estrias
regulares na superfície

do solo oceânico.

O que algo assim pode ser,

além de um domo vulcânico

abaixo da superfície do oceano?

Se isso fosse em
qualquer outro lugar,

eu chegaria à conclusão

de que talvez seja uma
fazenda de algas,

porque estruturas
similares, embora menores,

já foram vistas de
satélites no litoral

da Coreia do Sul ou do Norte.

Quando foram visitá-las,

viram que eram fazendas de algas.

Porém, algas não crescem na
profundidade da Fossa das Marianas,

e não há ninguém para colhê-las.

E essas parecem ser maiores.

Então, pode ser algum tipo
de vida aquática submarina

crescendo na geometria retilínea

que o Richard Hoagland menciona.

Então, podem muito
bem ser estruturas.

Eu precisaria de uma imagem com
uma resolução muito melhor

para tecer mais comentários.

Corey, será possível

que haja algo no fundo do mar

em que um padrão em
formato de grade

ou uma série de
estruturas individuais

seriam reunidas em
uma grande grade,

como um retângulo?

Haveria algum motivo para
construir algo assim

na base do oceano?

Várias bases submarinas

que a Marinha… Algumas
delas são compartilhadas,

contendo até elementos
da Guarda Costeira.

Elas são tubos
cilíndricos conectados

a outras estruturas
no formato de domo,

criando áreas nas quais
eles podem fazer pesquisas.

Então, já vi… E
elas são modulares.

Eles as jogam de um navio ou
as transportam dentro da água

e deixam que caia
no fundo do oceano.

Então, as pessoas
chegam de submarino

e soldam ou conectam
essas estruturas

de alguma forma, construindo-as
de forma modular.

Então, você acha

que uma área interessante
em todos esses quadrados

pode ser construída para
abrigar uma grande estrutura

na qual, se alguma dessas
áreas for violada,

algum tipo de trava
de ar ou pressão

evitaria que a área
toda fosse perdida,

que talvez somente algumas delas

fossem destruídas antes
de conseguirem bloquear

as outras áreas?

Sim, mas também podemos
pensar de forma diferente.

E se, há milhões de
anos, essa área,

devido às mudanças
ocorridas na Terra,

já esteve acima do nível do mar?

Certo.

Essa pode ter sido uma
estrutura terrena.

Muito bem, esgotou-se
o tempo que tínhamos

para este episódio.

As anomalias que Joseph P.
Skipper achou na Lua, em Marte

e no fundo do mar da Terra.

São coisas muito
fascinantes e provocadoras

que vimos hoje.

E são apenas algumas
das várias coisas

que diversos pesquisadores
virtuais encontraram.

Então, não estamos dizendo

que só existem essas.

Essas são apenas algumas
coisas interessantes,

mas há várias outras.

Sou David Wilcock e estou
aqui com Corey Goode

e a coleção de anomalias
de Joseph P. Skipper.

Este é o “Revelação Cósmica”.

Obrigado pela sua audiência.

REVELAÇÃO CÓSMICA – POR DENTRO DO PROGRAMA ESPACIAL SECRETO COM COREY GOODE E DAVID WILCOCK

Disclaimer:
1. Os artigos são escritos em português do (Brasil ou de Portugal) ou numa mistura de ambos.
2. Os artigos colocados neste site, são diferentes dos colocados nos corruptos meios de comunicação de massas. Não significa que os autores concordam ou discordam com os mesmos. Você deve usar a sua intuição com aquilo que ressoa ou não consigo. Ninguém é dono da verdade absoluta e este site não foge à regra.

Partilhar:

0 0 votes
Article Rating
Subscribe
Notify of

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments