revelação cósmica temporada 04

S04E01 Super Terra (Revelação Cósmica)

Partilhar no Facebook

S04E01 Super Terra (Revelação Cósmica ~ Corey Goode)
S04E01 (Cosmic Disclosure)

Assista ao episódio clicando no link abaixo, usando o browser chrome (watch the episode by clicking on the link below, using the chrome browser):
https://drive.google.com/open?id=1uob18ywPo0RYNNOdxZ5fmdzHPzAkTr3e
link 2:
https://drive.google.com/open?id=15YO6Q68bgd7E4DbrtmycDHFTMxLmDSlc

Se der erro, use o browser chrome em modo anónimo (teclando Ctrl + Shift + n) no PC e se necessário, antes tem de fazer logout do seu gmail. Se ainda não conseguir, aceda a partir de outro PC. Alerta-se que os episódios têm sido retirados da internet, portanto se detetar que o episódio foi denunciado, faça um comentário (não no facebook), para indicarmos outro link.

Episódio com legendas em português do Brasil (não formatadas) (para quem não deseja assistir ao vídeo):

revelação cósmica temporada 4 episódio 1

POR DENTRO DO PROGRAMA ESPACIAL SECRETO COM COREY GOODE E DAVID WILCOCK

Bem-vindos ao ”Revelação Cósmica”. Sou David Wilcock. Estou aqui com Corey Goode.

Neste episódio vamos começar
a explorar…

um pouco a história cósmica
do nosso sistema solar.

-Corey, bem-vindo ao nosso programa.
-Obrigado.

hEu já tinha ouvido falar
sobre essa “Super Terra”…

muito antes de você
ter dito qualquer coisa a respeito.

Foi mencionada
na A Lei do Uno…

como planeta Maldek.

E, há muito tempo,
quando comecei a estudar essas coisas…

Richard C. Hoagland…

e os anos que passei estudando
o material dele de 1993…

quando li Monuments of Mars…

…ele acreditava que o cinturão
de asteroides…

não era algo que apareceria
normalmente em um sistema solar.

Assim, quando vemos asteroides…

você acredita que o que estamos vendo
são destroços…

de um planeta destruído?

Sim.

E alguém muito próximo
a Hoagland falou para mim…

sobre algo conhecido
por Pedras Brilhantes.

Quando começamos a nossa conversa…

consegui ouvir claramente
através do Skype o seu choque…

quando falei sobre as Pedras Brilhantes.

-Exato.
-Por quê?

Porque eu tinha ouvido
sobre esse programa.

Eu posso falar um pouco
sobre o que eu ouvi…

mas a intenção aqui é fazê-lo
falar, então…

O que ouviu sobre
as Pedras Brilhantes?

Um computador e um programa…

matemático estavam
reconstruindo…

a partir do que haviam estudado
sobre as órbitas no cinturão…

No cinturão dos asteroides
para calcular…

o tamanho e a densidade
de como ele era.

-Do que estamos falando?
-Do cinturão de asteroides, que…

Qual foi a conclusão deste programa?

Muito bem. Consegui essa informação…

com alguém do meio de Hoagland.
Vou chamar essa pessoa de Bruce.

Não é seu nome verdadeiro.

Uma das coisas que ele disse
foi que estavam…

lançando rochas no espaço…

para analisar
como elas se movimentavam lá.

E usavam isso para construir
modelos avançados no computador…

de como tudo funcionava.

O cinturão dos asteroides
é estudado há muitos anos.

Já foi mapeado.

E é conhecido–
Eles sabem bastante bem.

Então, usaram a telemetria…

e acharam uma forma
de rastrear de volta…

ao que deveria ter sido…

em determinada época.

Acho que você já disse isso no programa,
mas é bom repetir.

Foi possível encontrar
diferentes aspectos…

de um planeta nos asteroides?

Diferentes camadas. Sim.

O manto, o núcleo e a crosta.
Coisas diferentes.

Foi possível
ver as diferentes partes?

Isso. Viram também partes da crosta
com diferentes depósitos de minerais…

mais fáceis de encontrar
do que os depósitos aqui na Terra.

Quando os asteroides foram analisados,
não eram só asteroides novos, certo?

Eles tinham sido,
em alguns casos…

-explorados exaustivamente?
-Certo.

Havia muitos resquícios
antigos neles?

-Sim.
-Certo.

Então…

Uma das outras coisas que temos
para falar sobre a Super Terra…

é o que o parceiro original de Hoagland,
o Dr. Thomas Van Flandern…

criou e chamou de hipótese
do planeta explodido, ou EPH.

São dados científicos
muito complexos…

que não incluem apenas
asteroides.

Incluem também perturbações
de órbitas no sistema solar.

Incluindo os cometas.

Assim, ele acreditava…

que os cometas eram partes
do oceano…

do planeta que congelou
e virou gelo.

Água congelada.

E Van Flandern
rastreou todos esses cometas…

e mostrou que todos são,
na verdade…

Se voltar ao tempo, todos têm
a mesma origem.

Tipo, foi para lá que todos
os oceanos foram.

Ouviu algo do gênero sobre os cometas
nas Pedras Brilhantes?

Havia gelo em uma determinada região…

que veio de um planeta extinto.

Seriam os oceanos que secaram
ao congelar no espaço?

-Exato. A água do outro planeta.
-É.

Ele veio do setor militar
do programa espacial.

Vamos fazer um programa todo
concentrando nesse aspecto.

Mas ele disse que…

não existem extraterrestres…

que tudo no universo é nosso…

e que tudo não passa de coisas
avançadas que conhecemos.

Então, isso também condiz
com o que você ouviu.

Certo.

Do ponto de vista militar,
eles criaram uma narrativa…

sobre extraterrestres antigos
que iam e vinham…

e que não estão por perto
no momento.

Mas criaram toda uma história
ao redor disso.

Ele não se referiu ao termo
“Raça Construtora Antiga”.

Que eu me lembre, foi algo que ouvi
de você.

Estava me perguntando se ele
falou sobre a mesma coisa.

Mas ele me passou a mesma informação.

Isso é muito estranho…

porque, quando começamos
a conversar…

eu tinha visto o testemunho dele
como sendo verdadeiro.

E o que foi dito para ele…

seja qual for o nível
de compartimentalização…

foi que essa
Raça Construtora Antiga…

vamos usar esse termo,
mesmo ele não tendo usado…

mas que essa Raça Construtora
foi cinco milhões de anos antes disso.

Mas os seus dados sobre
a Raça Construtora Antiga…

-mostra que são muito mais antigos.
-Certo.

Quais as datas que você recebeu…

de quando apareceram esses artefatos
da Raça Construtora Antiga?

Tinham dezenas de milhões de anos.

Mas antigo que qualquer…

outro tipo ou sinal
de civilização…

ou novos grupos de ETs
que apareceram. Muito mais antigos.

Eles tinham alguma forma
de tentar chegar a uma data específica?

Ou que eram
de milhões de anos atrás?

Muito pouco se sabe
sobre eles.

Quando encontravam estruturas…

Toda… Sempre que encontravam
estruturas…

principalmente as que sofreram
muita exposição…

em alguns lugares, era óbvio
que tinham contido hieróglifos…

que tinham sido apagados…

por outras raças
que vieram depois.

Então, havia muita mitologia
dentre os diversos grupos…

que estavam criando
muitas histórias sobre eles.

Mas, quando se fala
em pistas reais…

muito pouco se sabe
sobre eles.

-Você falou antes sobre uma tecnologia…
-Há muito mistério.

-…para analisar uma cronologia…
-Isso.

utilizada aparentemente
por nazistas…

resíduos na Lua
e em Marte…

que aparentemente eles teriam
voltado ao tempo para criar.

-Certo.
-Essa tecnologia funciona…

se você voltar ao tempo
muitos milhões de anos?

-Ou ela se torna menos precisa?
-Funciona sim.

Ela fica menos precisa
e você tem espaços de tempo maiores.

Muito bem. Então, o que o Bruce
disse, a princípio…

Foi muito interessante.

Ele havia dito que era uma revelação
autorizada…

do governo dos Estados Unidos.

Que eles não queriam
nos dizer abertamente…

de forma a chamar
muita atenção…

mas que ia chegar a certas pessoas…

e estavam plantando coisas
na comunidade de OVNIs…

para que a informação deles se tornasse
parte da consciência pública…

e este seria o primeiro passo.

É assim que a liberação
parcial de informação vai funcionar.

Vão contar para as pessoas
que há uma atmosfera…

Que em Plutão há uma atmosfera fina.
Que lá tem céu azul.

É, vi isso ontem à noite.

-Que tem…
-E água.

Que tem água em estado líquido
em outros planetas.

Até que finalmente vão chegar
a um ponto…

em que podem fazer
sua narrativa…

Essa história lenta
em que liberam a informação parcial.

E então vão testar
a narrativa…

para falar sobre essa raça antiga
de extraterrestres…

que já esteve aqui…

mas que sumiu.
Uma raça muito antiga.

E esse deve ser o primeiro pedacinho
de informação que as pessoas vão ter.

O que eles acham que vai acontecer…

se disserem que existiu
uma Raça Construtora Antiga?

Eles já estão preparando
as pessoas para isso…

com toda essa história
de extraterrestres…

antigos que temos ouvido.

Nas pesquisas, mesmo nas regiões
mais tradicionais dos Estados Unidos…

partes que não costumam ser
abertas a novas ideias…

há uma aceitação de 57 por cento…

da existência de vida extraterrestre.

Então, a velha noção que…

como em A Guerra dos Mundos
em que tudo acontece de repente…

e as pessoas entram em pânico…

Bem, não vai acontecer assim
se eles tentarem essa ideia…

em que uma raça esquisita e interessante
esteve aqui há muito tempo.

-É nisso que eles acreditam.
-Você acha que a Super Terra…

vai ser fundamental nessa primeira onda?

Ao falar sobre como o cinturão
de asteroides era antes?

É. Provavelmente vamos ouvir
alguma versão…

da história do nosso sistema solar
que eles “aprenderam”.

A ideia que Hoagland promoveu…

incluía a noção de que Marte
era um planeta com água…

que era, na verdade,
uma lua capturada…

ao redor dessa Super Terra.

Que os dois teriam oceanos.

E que a explosão que criou
os asteroides…

bateu na lateral de Marte…

causando um dano excessivo.

Isso é consistente com o que você viu
no tablet de vidro…

ou como quer que tenha recebido
esta informação?

Sim, era…

Foi explicado que Marte…

foi provavelmente uma lua
da Super Terra.

Que ele foi destruído
em um dos lados…

devido a fortes impactos.

E que, muito provavelmente,
também foi roubado…

de sua atmosfera principal
quando isso aconteceu.

-E nunca se recuperou.
-Nunca se recuperou?

É. Nunca se recuperou totalmente
ao que foi antes.

Então, essas pessoas que passaram
a habitar a Super Terra…

O que o Bruce disse foi que…

Disseram a ele que não tinham certeza,
que o mistério era grande…

mas que de três a dez diferentes
grupos de extraterrestres…

passaram por lá e vieram habitar
o nosso sistema solar.

Ele parecia acreditar que quem quer
que tenha construído aquelas ruínas…

em tantas luas diferentes
pelo nosso sistema solar…

foi a mesma civilização que esteve
na Super Terra.

Mas dado o que você falou
sobre essa Aliança do Interior da Terra…

essas pessoas da Super Terra…

não parecem fazer parte
da Raça Construtora Antiga.

-Não, não fazem parte dessa raça.
-Certo.

E parece que a informação
mais recente que eu recebi…

é que a Terra teria recebido
refugiados de…

Em diferentes momentos
da história…

de pelo menos dois
planetas diferentes…

do nosso sistema solar.

Quando os planetas acabaram…

os habitantes vieram
para a Terra como refugiados.

Estamos falando de Marte
e da Super Terra?

Isso.

O que estaria de acordo com o que
a Lei do Uno afirma.

Eles descreveram a Super Terra.

Chamaram-na de Maldek
e contam que ela explodiu.

Acho que a data que eles dão
é mais ou menos 800 mil anos atrás.

Então, não é exatamente
o mesmo…

que a informação calculada
pelas Pedras Brilhantes…

porque quando eu falei com o Bruce,
eles acreditavam que tinha sido…

-há uns 500 mil anos atrás.
-Certo.

Você viu isso no banco de dados
nas Pedras Brilhantes?

-Isso.
-Certo.

Então, outra coisa que foi fundamental…

dentre o que o Bruce
compartilhou comigo…

foi que os habitantes
da Super Terra…

estavam começando a construir
um anel ao redor de Saturno…

feito de uma espécie
de alumínio transparente.

E, se o anel tivesse ficado pronto,
eles teriam uma arma de pulso…

que poderia ser usada
para destruir outros mundos.

Disseram que essa arma
foi atacada e destruída…

quando a Super Terra foi destruída…

e que seus restos
formaram os anéis de Saturno.

Disseram ainda que iriam
até lá estudar…

esses fragmentos habitáveis…

Tinham cômodos habitáveis
dentro desse anel destruído…

que ainda
era possível visitar.

Deparou-se com essa informação?

Deparei-me com informação
sobre…

os anéis estarem cheios
de artefatos desse tipo.

Mas ainda não tinha ouvido
sobre ele ser uma arma gigante.

Qual informação exatamente
você teve sobre os anéis?

Que eles tinham
uma camada transparente.

-É mesmo?
-É, e…

Mas havia fragmentos…

que pareciam partes
de uma estrutura.

-Nossa, estruturas quebradas?
-É.

-Muito interessante.
-É. Destruídas.

Eu também gostaria de ressaltar
que o Bruce disse…

que na ponta extrema
do anel B…

estavam as maiores partes do anel
e é onde ele estava originalmente.

Vamos dar uma olhada agora
em algumas dessas imagens…

desses supostos cristais de gelo
no anel B.

Ao olharmos para esta imagem,
podemos ver aqui…

sombras. Se dermos um zoom…

podemos observar alguns pedaços
bem grandes ali.

São essas sombras
que podemos ver nos anéis.

O que ouvimos do Bruce foi que
esses tais cristais de gelo…

eram, na verdade, pedaços grandes
dos cômodos onde as pessoas moravam.

Estamos falando sobre pessoas
de altura considerável.

Esta é outra área em que nossas
informações batem.

Bruce disse que foram construídos
para pessoas de 22 metros de altura.

E você ouviu falar sobre ruínas…

construídas para pessoas
dessa estatura?

Isso, certo. Falamos sobre ruínas
que foram encontradas…

com cadeiras enormes de pedra…

tetos e portas…

obviamente e…
Plataformas tipo mesas…

que certamente foram construídas
para pessoas muito mais altas.

Muitas dessas antiguidades encontradas
são também de uma época…

em que existia uma Super Terra…

-e esse tipo de coisa.
-Então, aqui, as informações batem.

É, há uma semelhança.
Então…

Mas muito do…

Eles parecem ser…

Como tábuas encontradas
da Raça Construtora Antiga…

que certamente
não eram sarcófagos, mas…

-As pessoas deitavam para se curarem.
-Certo.

Os humanos deitavam..
Quando os humanos deitavam nelas…

elas eram muito maiores…

do que o necessário para que humanos
se deitassem.

-E elas serviam para a cura?
-Sim.

É mesmo?

Você não tinha ouvido falar
sobre o anel…

mas tinha ouvido falar
sobre os destroços…

-do que estava lá antes?
-Sim, ouvi alguma coisa.

Certo.

Então, vamos continuar
com a história do Bruce.

Inimigos. Ele disse que quem quer
que esteve na Super Terra…

fez parte de uma espécie bélica.

E que eles tinham conseguido
provocar para valer…

algum grupo em outro sistema estelar.

Ouviu dizer que os habitantes
da Super Terra…

tinham a tecnologia que os possibilitaria
deixar o sistema solar…

e guerrear em outros planetas
de outros sistemas solares?

Estive com cientistas…

que estavam analisando a fundo
dados científicos.

Grande parte da informação
oriunda de lá…

vem de diferentes grupos
defendendo suas crenças mais básicas.

Há diferentes grupos…

Sindicatos de grupos governamentais
da Terra Secreta…

com crenças ocultas
que têm…

tentado narrativas variadas e…

não se sabe muito, na verdade.

Quero dizer, não se sabe tudo.

Mas tem muita gente…

tentando ligar suas raízes…

a linhagens sanguíneas
desses planetas…

Tentam, de alguma forma, ligar
sua mitologia a essas narrativas.

Então, eu basicamente vi…

muitos dados científicos
e muita informação.

Não fui muito exposto à teoria.

Vamos falar sobre o que você sabe.

É claro que as pessoas
da Super Terra…

tinham uma tecnologia muito mais
avançada do que temos atualmente.

-Certo.
-E certamente tinham a capacidade…

de viajar para outro planeta no nosso
sistema solar, como Saturno…

a fim de construir
essa estrutura gigantesca.

Quero dizer, do tamanho de Saturno.

Foram capazes de construir um anel
que iria dois terços da volta do planeta…

é um feito arquitetônico
praticamente inimaginável.

E os membros do Conselho do Interior
da Terra alegaram que os dois…

Ou os diferentes habitantes
dos planetas do nosso sistema solar…

eram extremamente
avançados tecnologicamente…

e extremamente agressivos.

Disseram que eles
destruíram civilizações…

e tiveram que ser enviados
para a Terra como refugiados.

Foram enviados por outras raças
extraterrestres que chegaram aqui.

Novamente, é incrível…

a semelhança com o que
A Lei do Uno diz…

que você não havia lido
quando passou por isso…

Eu ainda não li.

E essa civilização que pertencia
à Super Terra…

também povoou Marte…

se lá havia oceanos
e água?

A informação mais recente que tenho
é que foram dois grupos bem diferentes…

que surgiram…

nos dois planetas distintos.

Apesar de um deles
ser considerado uma lua.

Pessoalmente, ao tentar ligar
os pontinhos…

do A Lei do Uno imagino…

que Marte sofreu grandes danos
por causa da explosão.

Mas não foi completamente
danificado a ponto…

de impedir que algum tipo
de vida sobrevivesse lá.

Mesmo que significasse
bases subterrâneas…

que talvez tivessem sido cavadas
previamente.

-Acha isso possível? Certo.
-Isso. Certo.

-Na Lei do Uno…
-Mas na superfície…

O ecossistema anterior
não existia mais.

É, mas talvez eles já tivessem uma vasta
infraestrutura subterrânea.

Eram civilizações avançadas.

Então, sim, faria sentido.

Certo. Então, a próxima coisa seria…

e acho que vai soar meio vago…

mas vamos falar sobre isso
no próximo episódio…

A Lua.

Ao invés de ficar falando sem parar…

vamos manter a conversa simples.
Por que não nos diz…

de onde veio a lua?

O que está acontecendo
com a Lua?

-A Lua da nossa Terra.
-Certo.

De acordo com os tablets de vidro
e o que já foi dito…

e há muita controvérsia…

mas dizem que a Lua chegou…

por volta daquele período
há 500 mil anos atrás.

-Chegou?
-Chegou.

Bem. Vamos ter que esclarecer
o que isso significa.

Chegou e formou uma espécie
de laço de marés…

-com o cerne da Terra.
-Chegou até a Terra.

-Chegou até a Terra e…
-Certo.

Em uma órbita que muda muito pouco
com o tempo.

Ela chegou até aqui
devido a explosão…

da Super Terra.

-Chegou até aqui?
-Isso.

Quer dizer que veio da…

Com a explosão
da Super Terra…

a Lua vagou…

e, de alguma forma, foi capturada
pela gravidade da Terra?

Algumas fontes acreditam
que ela foi controlada.

Que foi um…
Que o movimento não foi natural…

e que trazia refugiados para cá.

Algumas fontes?

Nem todas as fontes
disseram a mesma coisa?

Isso. Sempre há discordância…

Sempre que há alguma informação…

há um colega para rever
os dados.

Pontos de vista opostos.

Isso também poderia significar aquilo e…

Isso está sempre presente…

mas é importante ler
até o final…

e entender que havia pessoas
pensando de forma diferente…

apesar de ser aceito pela maioria
dos colegas.

-Que colegas?
-Outros cientistas.

Sobre quais colegas estamos falando,
do ICC ou…

Bem, eram diversos grupos…

Todos falam a mesma língua.

Sabe como é, concordam
com as mesmas coisas.

Não sei em que se guiavam…

mas eles tinham um processo
de revisão de colegas.

Não era só…
Um cientista não poderia apenas…

fazer algum experimento,
chegar a uma conclusão…

e colocar no banco de dados
como se fato fosse.

Tinha que passar por um processo.

E acho interessante as pessoas
entenderem…

que eles não têm todas as respostas.

Eles estão pesquisando…

estão tentando ligar os pontos
com uma expedição arqueológica.

Como fariam se tivessem encontrado
as ruínas de uma cidade antiga.

Da mesma forma que teriam que analisar
os vasos, a escrita…

para ver se conseguem decifrá-la
e tudo o mais.

Certo. E eles tentam
manter-se afastados…

de muitas das lendas
dos diferentes grupos.

Diferentes grupos têm muitas
ideias diferentes…

sobre quem eram
os diversos povos.

As narrativas são bem diferentes
dependendo dos grupos.

Diferentes grupos extraterrestres?

As pessoas que vieram
dos planetas que foram destruídos…

ou perderam sua capacidade
de sobrevivência…

os que trouxeram
os refugiados até aqui…

para a superfície do nosso planeta.

Grupos distintos têm descrições variadas
sobre quem foram essas pessoas.

Narrativas distintas que cabem
em suas crenças.

Então, não há uma crença comum
sobre o que houve?

Nada que seja de comum acordo
por enquanto?

-Certo.
-Que frustrante…

mas imagino que seja
o resultado de…

Não podem estar todos certos
se estão dizendo coisas diferentes.

-Como com religiões.
-Exato.

E são religiões de certa forma,
não é?

-Sim.
-De certa forma, são crenças religiosas.

Bem, são…

Esses sindicatos governamentais
da Terra…

têm raízes ocultas distintas.

E eles tentam ligar tudo
a essas raízes.

Eles tentam ligar tudo
às suas crenças.

Então, foi dito para você,
por habitantes do interior da Terra…

que, baseado
em suas informações…

Eles estão bem aqui nos nossos quintais.
Então, se estão por aqui há…

-Embaixo dos nossos quintais.
-É.

Disseram para você que alguns estão
por aqui a 17 ou 19 milhões de anos.

-De 17 a 18 milhões.
-De 17 a 18.

-É muito tempo.
-É.

Ou seja, o que quer que tenha acontecido
com a Super Terra…

eles já não poderiam ter testemunhado,
pois já estavam aqui há muito tempo.

Correto.

Então, é uma perspectiva interessante
para eles terem.

E você mencionou,
no episódio anterior…

que eles ficaram
muito incomodados…

quando os refugiados
desses planetas destruídos…

tanto da Super Terra
quanto de Marte…

foram enviados para a Terra.

-Sim.
-Por que ficaram tão insatisfeitos?

Porque essa raça
era muito agressiva…

e começou, imediatamente,
a querer se impor neste planeta…

e a se misturar para reprodução
com os humanos da superfície…

que eram naturais deste planeta.

Reproduziam-se entre si,
com outros grupos…

com todos se misturando no final…

em uma raça bastante mista.

Eles acham que nós, a raça humana
da superfície, somos muito misturados.

E é essa agressividade que nos faz
perigosos do ponto de vista deles.

Isso. Muito imprevisíveis
e, assim, perigosos.

Uma das coisas que o Bruce disse
que eu queria comentar com você é…

As pessoas vão dizer…

Vamos voltar a falar sobre
os refugiados, mas…

como esse anel que foi construído
ao redor de Saturno se tornou uma arma?

Eu queria explicar
o que ele disse.

O que o serviço
de inteligência deles falou.

Parece que é como a máquina
de terremotos do Tesla.

Se observar soldados romanos
marchando em uma ponte…

verá
que é desencontrado.

Se todos os soldados marcharem
na mesma velocidade…

a ponte começa a balançar
e, em algum momento, vai cair.

Parece que a máquina de terremotos
do Tesla envolvia um conceito parecido…

em que há uma sequência rítmica
de batidas…

que cresce em uma onda
de ressonância…

que eventualmente cria
um terremoto enorme.

Então, ele disse que o anel mandaria
pulsos eletromagnéticos para Saturno.

E essa pulsação iria refletir
no anel…

de volta para o planeta…

que iria acumular uma força incrível.

Então, o anel
poderia direcionar o feixe…

para qualquer local que quisesse
no espaço tridimensional.

Poderiam focar o feixe
em qualquer lugar.

Isso se parece demais…

com um filme que todos conhecemos
e amamos, não é?

-Sim.
-Outra coisa que o Bruce disse…

foi que Star Wars
não era apenas ficção.

Era um filme para contar
a verdade.

E quando falamos sobre um anel
ao redor de Saturno…

que pode ser uma arma letal
de um planeta, não soa familiar?

E há muitos avisos
em Star Wars.

Algumas das naves
do Império…

parecem muito com as naves
da Armada Negra.

Alguns dos conceitos
da Força…

e dos sombrios Lordes Siths…

para mim, eram muito consistentes
com alguns desses cultos…

cultos de sindicatos,
em que os grupos “Illuminati”…

fortemente acreditam.

A “parte sombria”
da “fonte de energia,” entende?

Que a força esteja com você.

Então, no próximo episódio,
com certeza esses dois estarão ligados.

Vamos falar sobre o que aconteceu
de verdade com a Lua…

e falar a fundo
sobre essa história.

É o que vem no próximo episódio
de ”Revelação Cósmica”.

Sou o seu apresentador, David Wilcock.
Obrigado por assistirem.

REVELAÇÃO CÓSMICA

POR DENTRO DO PROGRAMA ESPACIAL SECRETO
COM COREY GOODE E DAVID WILCOCK

Partilhar no Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.