revelação cósmica temporada 06

S06E07 Guia sobre os ETs (Revelação Cósmica)

Partilhar no Facebook

S06E07 Guia sobre os ETs (Revelação Cósmica)
S06E07 (Cosmic Disclosure)

Assista ao episódio clicando no link abaixo, usando o browser chrome (watch the episode by clicking on the link below, using the chrome browser):
https://drive.google.com/open?id=1NbpsSy_E1vwaG3qHN1H8bTYj-DE0yyI7

Se der erro, use o browser chrome em modo anónimo (teclando Ctrl + Shift + n) no PC e se necessário, antes tem de fazer logout do seu gmail. Se ainda não conseguir, aceda a partir de outro PC. Alerta-se que os episódios têm sido retirados da internet, portanto se detetar que o episódio foi denunciado, faça um comentário (não no facebook) para indicarmos outro link.

Episódio com legendas em português do Brasil (para quem não deseja assistir ao vídeo):

REVELAÇÃO CÓSMICA

POR DENTRO DO PROGRAMA ESPACIAL SECRETO
COM COREY GOODE E DAVID WILCOCK

Guia sobre os ETs

Muito bem, bem-vindo de volta
ao ”Revelação Cósmica”.

Sou o apresentador, David Wilcock.
Estou aqui com Corey Goode.

Estamos entrando na última parte do material revelado pelo especialista em recuperação de OVNIs que sofreram quedas, o lendário Sargento Clifford Stone.

Estamos prestes a ver um trecho muito intrigante da entrevista, no qual o Stone descreve seu trabalho com o manual médico de campo para um total de 57 variedades diferentes de extraterrestres com os quais ele poderia se deparar, que eles chamaram carinhosamente de Heinz 57.

Vamos dar uma olhada.

Há vários livros, mas há um livro em particular cujo propósito era, quando fazíamos uma visita de campo, uma pessoa detinha o controle desse livro.

E essa pessoa sempre era da área de saúde.

Não posso dizer que eram médicos nem nada do tipo.

Porém, o propósito disso era ter esse livro, de modo que soubéssemos como prestar os primeiros socorros às entidades com as quais nos deparássemos, esse era
todo o propósito.

Eu não tinha permissão para ver esse livro, mas como algumas pessoas mais intuitivas, digamos, como elas sabiam que havia um motivo especial para a minha presença ali além de ser apenas um membro da equipe…

Eu não dizia
às pessoas:

“A propósito, eu faço interações.

Tenho experiências com isso desde pequeno.

É por isso que estou aqui.”

Aliás, àquela época,

eu não sabia ao certo
qual era a situação.

Eu só sabia que, por algum motivo bizarro,
eu havia sido escolhido

e envolvi-me com isso.

Mas um dos caras disse:
“Não podemos simplesmente tratar as lesões das diferentes entidades com as quais nos deparamos.

Temos que saber especificamente que tipo de procedimento de primeiros socorros realizar, até que a equipe médica chegue.”

Havia uma equipe médica.

Acho que ela era chamada de equipe de triagem.

Essa equipe de triagem era chamada.

Além de médicos, ela também continha especialistas que sabiam como lidar com os seres de forma muito mais aprofundada.

Mas até que chegassem, tínhamos que prestar primeiros socorros.

Então, esse cara
mostrou-me o que fazer.

O que estou prestes a falar
vai parecer meio louco, eu sei disso.

Mas algumas coisas…
Certo, por exemplo,

no caso do Band-Aid, algumas das entidades não podiam usar Band-Aids.

Algo tão ínfimo
como colocar um Band-Aid

em um possível corte
já seria capaz de matá-las.

Tínhamos que usar
algo que se parecia com gesso

nesses casos.

Além disso, tínhamos um kit médico exclusivo para extraterrestres.

Se você o analisasse
sem o livro,

simplesmente pensaria:
“Quem juntou todas estas coisas loucas?”

Mas havia certos tipos de composto feitos apenas com uma poeira específica.

É a melhor forma que tenho de descrevê-los.

Porém, para eles, isso era primeiros socorros.

Iodo, por exemplo. Podíamos colocar iodo nas coisas

que tínhamos.

Isso podia matar alguns deles.

O livro ou catálogo que vi das 57 espécies diferentes era dividido em seções.

Cada seção continha uma imagem de uma entidade.

Havia alguns dados sobre a entidade, incluindo uma breve biografia da entidade.

Em seguida, havia uma lista dos vários tipos de possíveis lesões que poderiam ocorrer e qual era o procedimento correspondente.

Pude dar uma olhada no livro umas quatro vezes.

Muita gente acha que me deram uma cópia, que pude levá-la para casa e continuar lendo.

Não, não.
Não foi isso que aconteceu.

Alguns deles têm uma aparência tão similar à dos humanos, que seria muito difícil distingui-los de nós.

Talvez eles não entendam o nosso senso de humor.

Eles são muito… Como dizer?
Muito sérios.

Então, talvez eles não entendam as nossas piadas imediatamente.

É um processo de aprendizagem para eles.

Eles teriam que aprender.

Em um quarto escuro, digamos que temos uma folha de papel vermelha.

Não conseguimos ver que é vermelha.

Eles tocam nela e dizem:
“É vermelha.”

Você não consegue ver a um palmo de distância, mas eles conseguem até mesmo distinguir cores dessa forma.

Novamente, alguns deles são humanoides.

E você precisa ser muito cuidadoso porque, quando eles estão na sua frente, é muito fácil achar que eles são humanos.

Mas as pupilas deles…
As nossas são azuis, verdes,

marrons…

As pupilas deles são pretas.

Portanto, eles usam lentes de contato para ocultar isso.

Mas se eles se esquecerem de colocar lentes de contato, as pessoas ficariam chocadas porque os olhos deles ficariam…

Hoje em dia, as pessoas diriam que eles estão usando lentes de contato.

Já perdi as contas de quantos jovens eu já vi que usavam lentes de contato que se pareciam com olhos de gato.

Nesse contexto,
é exatamente isso

que eles diriam hoje em dia.

Mas àquela época, não havia lentes de contato.

Além disso, àquela época, eles usavam óculos escuros.

Então, quando você vê uma foto tirada no escuro, sem justificar a necessidade de usar óculos escuros,

você pode se perguntar:
“Essa pessoa realmente é deste planeta

ou está escondendo algo?”

Acho que a parte mais bizarra…
Vou ter que entrar em uma área

que gera desconfiança. Odeio fazer isso
porque muitos já falaram a mesma coisa.

Mas o mais bizarro
é o que eu chamaria de,

sei lá,
um rosto de gafanhoto.

Muita gente chama-os
de louva-a-deus.

Mas eu não tinha nenhum…
Como dizer isto?

Eu não tinha nenhum problema
com eles.

Eu me dava bem com eles,
mas o problema que eu tive…

Como disse antes,
eles tinham rosto de gafanhoto.

Eles também comiam como gafanhotos.

Acho que,
quando eu era criança,

tentávamos ajudar animais
e gafanhotos,

e eu gostava dos gafanhotos
quando era criança.

Não para comer, eu só os achava
fascinantes.

Eu gostava de vê-los comer,
e acho que isso

me preparou
para o futuro,

quando vi essas criaturas
e sua forma de comer.

Porque muita gente
achava nojento.

Mas eu disse:
“Quer saber?

Isso é natural para eles.

A forma como comemos
pode ser nojenta para eles.”

Um deles
chegou a fazer uma piada disso,

um dos insetoides
que se parecia com… Aliás,

ele fez uma piada, dizendo:
“É, você acertou nessa parte.

Achamos nojento
a forma como vocês comem.

Não é normal.

O que tem de normal
neste planeta?”

Muito bem, essas coisas
são muito pesadas.

Quando obtemos
esse nível de detalhe, para mim,

é aí que vemos a verdade
vindo à tona.

Quando alguém inventa
uma história,

geralmente não vemos
esse mesmo nível de detalhe,

você concorda?

Sim, os detalhes mais específicos
são os que convencem as pessoas.

Além disso, a lembrança
desses detalhes específicos.

Certo.

Se você estiver trabalhando
na área de contraespionagem,

seria normal tentar obter
detalhes específicos das pessoas,

de modo que elas se percam
nesses detalhes e cometam erros,

caso você esteja
tentando pegar um mentiroso?

Sim, com certeza.

Você fará
as mesmas perguntas a essa pessoa,

sempre de formas diferentes,
voltando gradualmente

ao detalhes
dados por essa pessoa anteriormente,

para ver se algo mudou
ou se essa pessoa está conseguindo manter

suas mentiras.

Sim, e o Stone
tem uma experiência de 20 anos,

mas suas histórias
sempre se mantiveram iguais,

não obstante o fato
de que ele nunca conseguiu

ganhar dinheiro com isso.

Ele perdeu um filho.

Na verdade,
essa é uma história muito triste porque,

aparentemente,
parte do preço que ele teve que pagar

para ser um informante
foi perder um filho.

Certo.

Sim, a consistência
é muito importante.

Então, aqui está ele,
descrevendo essa experiência

de ser um mediador intuitivo
para esses ETs

nessas equipes de recuperação,
mas que os outros membros da equipe

não necessariamente sabiam
por que ele estava ali.

É comum
que os membros de uma equipe

não saibam exatamente
qual é a função de cada membro

da equipe?

Depende
da situação.

Às vezes,
quando a equipe precisa saber tudo

sobre seus colegas.

Também há
uma certa compartimentalização

nesse caso.

Mesmo em equipes pequenas,
há compartimentalização.

Mas parece que eles sabiam
que ele estava ali

para fazer mais
que um cara de NBQ da equipe.

Então, ele descreve
57 variedades diferentes

de extraterrestres,
e isso é algo

que me chama a atenção
há muitos anos.

Pediram a você que lesse
o material da Lei do Uno.

Esse material
da Lei do Uno

explica que há
53 civilizações

na chamada Confederação
do Bem.

Eles também dizem
que o George Hunt Williamson

estava correto
em grande parte do seu material

ao identificar
seis grupos negativos.

53 mais seis é igual a 59,
dois números acima de 57.

Então, como o número 57…
Acabei de explicar

a perspectiva
da Lei do Uno.

Como esse número
se encaixa

com algumas coisas
que você talvez tenha ouvido?

Essas equipes
de recuperação de OVNIs

geralmente recebem
uma lista e informações

sobre os seres não terrestres
que mais interagem conosco,

os que eles provavelmente acharão
em uma nave que sofreu uma queda.

Você já mencionou
a Super Federação.

O que a Super Federação
está fazendo aqui?

Eles estão trabalhando
tão perto assim de nós,

dentro do nosso espaço aéreo?

Muitos dos seres
da Super Federação

são o que chamam
de fazendeiros genéticos.

Existe um enorme experimento
em andamento,

um grande experimento
genético,

e eles estão participando disso.

Eles nem sempre descem
à superfície,

mas às vezes
eles precisam descer

à superfície para coletar
pessoas para testes

e tentar inserir um novo genoma nelas.

Então, esses podem ser
alguns dos grupos

que sofrem quedas,
pois estão realmente operando

no nosso espaço aéreo.

São eles, sim.

As quedas ocorrem
com o grupo da Super Federação.

Também há
seres não terrestres

que entram no nosso Sistema Solar.

Em seu trajeto
a outros sistemas solares,

eles param aqui para abastecer
ou negociar rapidamente

antes de ir embora.

Portanto, há um número maior
de seres que chegam aqui.

Desenvolvemos a capacidade
de monitorar e policiar

os nossos próprios céus,
reduzindo bastante o número

de seres não terrestres
que estavam entrando na nossa atmosfera,

fazendo o que queriam
e partindo em seguida.

Mas há muito mais
que só 57 ou 59 espécies

que entram e saem ocasionalmente
do nosso Sistema Solar

e interagem conosco.

Então, é possível
que essas equipes

de recuperação de OVNIs
deparem-se com algo que não existe

em seu catálogo
e que, portanto,

seria estranho para elas.

Sim, com certeza.

E foi isso que aconteceu,
foi assim que chegaram às 57 espécies.

Entendi.

Muitas vezes,
em uma dessas quedas,

pode haver um extraterrestre
que eles só tenham visto

uma ou duas vezes.

Outros podem ser
seres não terrestres

com os quais se deparam
frequentemente.

Então,
que tipo de protocolo

eles seguiriam
se houvesse algo

que não estivesse no livro?

O que eles fariam
nessa situação?

Provavelmente,
eles não tentariam prestar

nenhum tipo de socorro
nesse caso.

Geralmente,
eles não sabem que tipos de patógeno

esses seres carregam consigo
ou a quais dos nossos patógenos

eles são suscetíveis.

Nesse caso,
eles isolam a área

até que os cientistas médicos
profissionais

cheguem.

Então,
há protocolos diferentes

para quando eles não sabem
que procedimento médico

seria seguro,
sendo que, nesses casos,

eles evitam prestar socorro?

Certo.

Se eles chegarem a um local de queda
completamente desconhecido,

devem levar em consideração
vários aspectos

da nave.

O que ela está carregando?

Que tipos de agente químico
ou biológico

estão sendo emanados da nave
que poderiam ser nocivos?

Há muitas coisas
a serem levadas em conta.

Geralmente,
eles isolam a área

e enviam especialistas
para obter leituras.

Se houver um ser
com lesões,

ele provavelmente
morreria devido a essas lesões

antes de a equipe médica
chegar.

Existem problemas
com radiação e radioatividade

em algumas dessas naves?

Sim, sim.
É por isso

que eles levam unidades de NBQ
nessas viagens,

“Nuclear, Biológico e Químico” (NBQ).

Já houve algum caso
de queda de OVNI

de onde saíram nanorrobôs
que se arrastavam pelo chão

e atacavam as pessoas
ou algo do tipo?

Nunca ouvi
nada do tipo.

Já ouvi falar de gente
que ficou doente e acabou morrendo

depois de ter contato
com uma nave que caiu.

Basta ser exposto à nave
por um breve período?

Sim, há radiações diferentes,
agentes biológicos,

patógenos
dos seres não terrestres,

há diversos elementos.

Agora,
o Stone descreveu

a ideia de que certas
fisiologias extraterrestres

poderiam morrer
só de encostar em adesivos,

ou seja lá o que for,
acho que é o adesivo do Band-Aid.

Ou talvez
os agentes químicos no adesivo.

Sim, lembro-me de ler,
pois alguns

dos seres interceptados
para interrogação

que chegavam até nós
obviamente haviam sido socorridos.

Eles têm que saber
como triar e estabilizar

esses seres, para que possam obter
mais informações deles.

Ele disse
que havia

um certo tipo
de cura de feridas

que envolvia gesso.

Sim.
Eu li

que alguns
desses seres

sofriam choques anafiláticos
com os agentes químicos

que lhes eram administrados
e que não afetavam humanos

nem animais,
mas esses seres demonstravam

sinais de choque anafilático
e morriam.

Outros informantes
já me contaram

que os ETs ficam chocados
com o nosso planeta,

em geral,
devido ao número de agente químicos

que usamos, que é muito maior
que o que eles usam em seus planetas.

Você já ouviu
algo desse tipo?

Certo,
eles são tão avançados

que não precisam
de todos esses compostos químicos.

E como eles
nunca foram expostos a esses agentes,

talvez seja por isso que fiquem
mais sensíveis a eles.

Certo,
assim como os patógenos.

Eles não têm imunidade
contra eles.

Porém,
algo como o iodo,

quando ele mencionou isso,
essa parece ser

uma substância bem comum
na tabela periódica

que ajuda as formas de vida biológicas.

Há vários
seres humanos

que são alérgicos
ao iodo,

que não podem ingerir iodo
nem ter contato com ele pela pele.

Então, é perfeitamente plausível
que algo com o iodo

cause algum tipo
de reação alérgica

em seres não terrestres.

Por que você acha
que um certo tipo de poeira

ou lama
funcionaria como um Band-Aid

para certos extraterrestres?

São os minerais presentes na poeira?

Além dos minerais,
a crosta

da lama ou poeira
também ajuda seu sangue

a coagular.

Alguns desses ETs têm um processo
de cura mais rápido que o nosso?

Sim,
alguns dos que testemunhei

que haviam sido tratados
já estavam

bem mais saudáveis
após sofrer várias lesões graves.

Talvez seja
por conta da tecnologia que usamos neles,

mas geralmente,
uma vez estabilizados,

eles eram colocados em uma cela
e largados lá.

Então, eles se curavam
por conta própria.

Já que estamos
falando sobre isso,

estou curioso para saber
como vocês alimentam

esses extraterrestres
que são mantidos em cativeiro.

Podemos dar-lhes
a nossa comida normal,

ou às vezes eles requerem
coisas bem incomuns?

Sim, geralmente
é algum tipo de composto

misturado que tem…
É tipo um suplemento alimentar

que eles ingerem
em vez de comida.

Ele contém todos os minerais
de que eles precisam,

além de vitaminas, proteínas,
tudo de que precisam.

E seres não terrestres diferentes
possuem sistemas completamente

diferentes.

Alguns deles
parecem não ter

um sistema digestivo no corpo
para digerir alimentos.

Portanto, sim,
é necessário que haja uma comunicação

por meio de um mediador intuitivo
com esses seres.

Do tipo: “Como posso ajudá-lo?

O que posso fazer?”

Esses seres comunicam-se
com os mediadores intuitivos e dizem:

“Preciso de nutrição.

É assim que vocês devem prepará-la.”

Beber água
é algo relativamente comum

para a maioria
das formas de vida biológicas?

Na verdade,
e isso é interessante,

lembro-me de ver
que alguns desses seres

usavam apenas
água destilada para hidratar-se

ou tratar feridas.

Nossa.

Imagino que a água
seja capaz de absorver minerais

e várias outras coisas.

Então, teria que ser
uma fonte de água purificada.

Então, embora a água
seja saudável para nós,

ela também contém essa mistura
de todos os minerais

que só existem no nosso planeta,
e talvez a água

de outros planetas
contenha uma mistura

bem diferente
de minerais.

Certo.
Além disso,

a água destilada
não contém nada disso.

Certo.

Ele também mencionou…
Ele disse pupilas,

mas ele falou das cores diferentes
das pupilas das pessoas,

ou seja, ele quis dizer íris.

Ele disse que alguns ETs
têm íris pretas,

e que seria
muito chocante para nós ver isso,

caso eles não estivessem
usando lentes de contato.

O que você achou
dessa parte?

Na verdade,
eu já vi seres

cujos olhos eram
completamente

brancos ou rosados.

Ambos os lados do olho
eram pretos.

Isso ocorre
em mais de uma espécie.

Ele mencionou
que aquela espécie em particular

tinha uma aparência de humano,
eram seres dos quais você se aproximaria

e acharia
que fossem pessoas,

e então,
quando estivesse bem próximo deles,

você notaria
algo diferente

ou fora do comum.

Vamos esclarecer isso,

pois pode haver confusão
para o público.

Ele não disse
que o olho inteiro,

incluindo o branco do olho,
era preto,

como vemos em vários programas de TV
e filmes de terror.

A íris.

Só a íris, certo.

Esse tipo de ser
geralmente usaria lentes de contato

antes de aparecer para nós?

Nunca ouvi falar
que eles usassem lentes de contato,

mas já ouvi
que eles usam óculos escuros.

Ou, dependendo do grupo,
se seus olhos forem diferentes,

talvez usem óculos escuros.

Se suas orelhas forem diferentes,
como vemos no “Jornada nas Estrelas”,

talvez usem um chapéu
para cobrir suas orelhas pontudas.

Eles fazem isso
quando preveem um encontro

com os povos nativos.

Ele também mencionou
que se deparou

com uma espécie
de vida insetoide,

pessoas com cabeça de gafanhoto.

Onde você acha que ele pode ter encontrado
seres desse tipo?

O que pode ter acontecido?
Porque ele não disse

onde viu tudo isso.

Não me pareceu
uma situação de recuperação

de OVNIs.

Pareceu-me que ele estava
em algum tipo de base

que continha
várias espécies diferentes,

porque ele estava interagindo
com elas.

Ele contou a história
de que um dos caras disse

que a forma como comiam
era nojento,

e fez o comentário de que esses seres
provavelmente achavam

a nossa forma de comer nojenta.

E um dos insetoides
fez um piada, concordando com ele.

Sim,
e essa é outra coisa

que veio à tona
que já ouvimos dentro da ufologia,

e que eu já testemunhei
pessoalmente.

Muitos desses seres não terrestres
não suportam o nosso cheiro

nem a nossa aparência.

Não somos nada atraentes para eles
e fedemos.

Também me lembro
do que o Pete Peterson me contou.

Já contei esta história
várias vezes.

Quando ele se encontrou
com um ser do tipo gafanhoto,

esse ser abaixava a cabeça
e ria,

porque ele tinha mandíbulas
na boca

que se abriam.

O que eu vi
que mais se destacou

não estava muito sorridente.

Ele havia sido capturado
e estava sendo interrogado,

mas realmente tinha essas mandíbulas
que se abriam assim.

Sua cabeça
parecia-se com a de uma formiga

ou gafanhoto.

A parte frontal era assim.

Se ele se virasse,
ela ficaria mais para fora.

Porém, muitas vezes,
as pessoas chamam esses seres

de louva-a-deus, mas há vários tipos
diferentes de insetoide.

E você acha que,
como o Stone

foi o primeiro a listar
as 57 variedades diferentes

e que a maioria delas são humanos
ou hominídeos por natureza,

você poderia esclarecer para nós,
novamente,

se isso é consistente
com as suas observações?

Existe algum tipo
de arquétipo humano ou humanoide

que as formas de vida adotam
quando se tornam inteligentes?

Já ouvi falar
que há diferentes configurações

de seres no universo,
mas a grande maioria deles

é humanoide, com dois braços,
duas pernas, uma cabeça, dedos nas mãos

e nos pés, de alguma forma.

Quais são algumas
dessas diferentes configurações?

Já ouvi falar
de configurações de…

Acho que já ouvimos falar
de seres cristalinos

ou seres que eram
como bolhas de energia,

sem ter carne e sangue
como nós.

Outra coisa
que o Stone mencionou

foi essa capacidade sensorial bizarra
que alguns desses seres têm

de encostar em uma folha de papel
no escuro total

e saber dizer
sua cor.

Isso parece absurdo.

Algumas pessoas
podem tentar rir dele

ou desacreditá-lo
com base só nessa declaração.

O que você acha disso?

Alguns
desses seres

veem um espectro diferente
do que nós vemos.

Seus olhos absorvem
um espectro mais amplo de luz.

Então, se desligarmos
a luz visível que usamos para ver,

ainda fica
um pedacinho do lado de cá

e do lado de lá desse espectro
que eles conseguem enxergar.

Além disso,
já ouvi várias vezes

que grande parte
do controle mental

que está sendo usado na humanidade
suprimiu boa parte dos nossos sentidos,

que seríamos capazes
de fazer coisas desse tipo

se não estivéssemos
sendo manipulados.

Muito bem. Então,
terminamos este episódio.

O Sargento Clifford Stone
deu-nos

um material muito bom.

Ele é um herói americano corajoso.

Você precisa entender
o quão difícil é

para as pessoas
vir a público

e compartilhar esse material conosco.

Quando as pessoas riem desse cara
na Internet,

elas não necessariamente percebem
que ele sofreu com muita pobreza.

Ele perdeu um filho
e não tem mais nada

a ganhar,
só a perder,

vindo a público.

Então, nós o aplaudimos
como um herói americano,

trazendo à tona
essas informações

para ajudar-nos a conseguir
a revelação total

que esperamos obter
com tudo isto.

Agora, vamos encerrar
o episódio

com as considerações finais
do Clifford Stone,

após ter compartilhado
todas essas informações

altamente pessoais e emocionais.

Sou David Wilcock
e estou aqui com Corey Goode.

Este é o ”Revelação Cósmica”,
e vamos encerrar

com algumas considerações
do Sargento Clifford

Stone.

Obrigado por assistir.

O contexto geral
é o de que

existe esse contato
em andamento

e existe uma interação,
mas nós tememos

aquilo que não entendemos.

No que diz respeito a abduções,
nós não entendemos.

Portanto, tememos.

Eu sempre digo
que nunca fui abduzido,

ou pelo menos acho que não.

Agora que já disse isso,
vou contar que, quando era muito novo,

lembro-me de ver estrelas
onde elas não poderiam ser observadas

de nenhum ponto da Terra
como eu as vi

em várias ocasiões.

A única coisa
que eu gostaria

que todos entendessem
e aprendessem com esta entrevista,

acima de qualquer outra coisa,
é que se lembrem disto:

Primeiro, não deixe que ninguém
viva na sua mente de graça.

Segundo, pesquise
e procure a verdade.

Por fim,
exija respostas

sobre as coisas
que ainda não foram respondidas

como resultado da exposição
dessas coisas

pela verdade.

O problema é que, neste momento,
muita gente deixa que outros vivam

em suas mentes de graça,
e isso é algo

que não se deve fazer.

Há pessoas no mundo
que têm seus próprios planos pessoais.

Quando eles dizem
que a lua é um queijo verde,

todo mundo
quer acreditar nisso.

Porém, se você pesquisar
os fatos,

concluirá a pesquisa
com um entendimento

de que a lua é muito complexa,
que ainda há muitos mistérios.

E queremos respostas
a esses mistérios.

Em relação aos OVNIs,
é um segredo que se mantém sozinho.

Todo mundo sabe que os OVNIs
ou relatórios sobre eles existem.

Eles vão avistados diariamente.

O fato de um governo dizer
que não investigará mais isso

não faz com que desapareçam.

A psique
de algumas pessoas é insultada

diariamente
por eventos altamente estranhos

que ocorrem,
mas ninguém quer

oferecer respostas a eles.

Resumindo, precisamos dessas respostas.

Tenho certeza de que,
no fim das contas,

ocorrerá um grande evento,
planejado ou circunstancial,

que será tão profundo,
que não haverá como

ocultá-lo.

E não apenas as pessoas
aqui dos Estados Unidos,

mas do mundo inteiro
saberão,

de uma vez por todas,
que não estamos sós no universo.

Porém, precisamos de gente
psicologicamente preparada

para aceitar isso.

E já digo de antemão
que algumas pessoas dirão

que isso afetará a religião.

Não afetará.

Afetará isto.

Afetará aquilo.

Não afetará.

Sabe quem
isso afetará?

A comunidade científica
do mundo,

porque a comunidade científica
do mundo atual

é tão egocêntrica
e presa em si própria…

Eles podem até dizer que aceitam
que seres extraterrestres

existam,
mas será que aceitam mesmo?

Porque
o contexto atual

é que eles estão presos
em seu próprio paradigma,

estando cientes
de sistemas de propulsão exóticos

que obteremos um dia.

E que visitaremos não apenas
os planetas do nosso Sistema Solar,

mas outros planetas
em outros sistemas solares

que ficam a anos-luz de distância.

Já estamos desenvolvendo
essa tecnologia.

Não é nenhum segredo
que a estejamos desenvolvendo,

mas as pessoas não sabem disso.

Esses são os fatos.

Existem verdades
que as pessoas precisam buscar.

Quando fizerem isso,
perceberão que estamos vendo OVNIs

nos nossos céus,
veículos inteligentes que nos visitam

de outros lugares,
sob controle inteligente,

por entidades de fora deste mundo,
talvez até de fora

da nossa dimensão.

Mas elas precisam entender
que amanhã obteremos

essa tecnologia.

Depois de amanhã, seremos os OVNIs
de outros seres.

Concluindo,
isso certamente acontecerá.

O essencial nisso tudo
é que todas as pessoas

mantenham a mente aberta.

Odeio falar assim,
mas há muitas coisas

que aconteceram e que,
por motivos

que não posso revelar,
precisam ficar entre eu

e Deus,
é a melhor forma de dizê-lo.

Muitas vezes, não me sinto
confortável falando dessas coisas.

Revejo tudo na minha mente.

Elas não somem.

Vejo tudo
em cores nítidas,

e várias vezes
eu era uma voz que dizia:

“Esta é uma criatura viva
e inteligente.”

Algumas pessoas diriam:
“Não, esta aqui

é só uma criatura.

É uma nova forma de vida.

É um novo animal.”

E eu ousaria dizer que,
às vezes,

senti que a inteligência
dessas criaturas… Senti que,

quando nós
as inferiorizamos

em relação a nós mesmos,
nessa situação,

não estamos reconhecendo o fato
de que elas têm capacidades intelectuais,

que podemos aprender muito com elas.

Porém, por motivos egoístas,
nós as menosprezamos

e as colocamos muito abaixo
de onde a espécie humana está.

No entanto,
devido à sua inteligência,

elas estão em um patamar
muito mais elevado que a espécie humana,

também devido
à sua espiritualidade.

Conheço
muita gente

que não revelou tanto quanto eu,
mas que compartilhava as mesmas

preocupações.

Uma coisa
que quero realmente ver

é se as pessoas
acreditam que os OVNIs estão aqui,

se temos
extraterrestres aqui ou não.

Quero ver algum tipo
de reconhecimento de que,

caso
algum dia

tenhamos seres inteligentes
visitando este planeta,

deverá haver certos direitos,
certos direitos de liberdade civil

reconhecidos por lei.

Assim, nenhum governo ou entidade militar,
por motivos egoístas,

poderá tratá-los
como animais de laboratório.

Aliás, os animais de laboratório têm
mais direitos que os nossos visitantes,

eles são protegidos muito mais
que os nossos visitantes.

Enquanto sua existência
for negada,

nenhuma lei será aplicada.

Então, não estou pedindo
às pessoas que acreditem

que eles estão aqui agora.

Eu sei que estão aqui agora,
mas peço apenas

que considerem
que isso pode acontecer

um dia.

Quando acontecer,
precisaremos dessas leis.

Para encerrar,
eu gostaria de adicionar

que não temos nada a temer.

A única coisa a ser temida
é o próprio medo.

Se abrirmos nossas mentes e corações,
temos tudo a ganhar.

Temos muito a aprender,
e o nosso futuro será bem melhor

se conseguirmos aprender,
como os nossos visitantes já aprenderam,

a coexistir pacificamente.

Além disso, com os nossos visitantes aqui,
como alguém já disse antes,

devemos estar dispostos a aprender
se eles estiverem dispostos a ensinar-nos.

Devemos estar dispostos
a ensinar, caso haja coisas

que eles gostariam
de aprender conosco.

Então, seria uma troca.
No entanto,

o fato é que temos muito a ganhar
só de manter a mente aberta

e buscar o entendimento
e a verdade.

REVELAÇÃO CÓSMICA

POR DENTRO DO PROGRAMA ESPACIAL SECRETO
COM COREY GOODE E DAVID WILCOCK

Disclaimer:
1. Os artigos são escritos em português do (Brasil ou de Portugal) ou numa mistura de ambos.
2. Os autores não usam facebook, portanto se tiver alguma pergunta, coloque aqui no site, na secção dos comentários (não do facebook)
3. Os artigos colocados neste site, são diferentes dos colocados nos meios de comunicação de massas. Não significa que os autores concordam ou discordam com os mesmos. Você deve usar a sua intuição com aquilo que ressoa ou não consigo. Ninguém é dono da verdade absoluta e este site não foge à regra.

Partilhar no Facebook

1 Comment

  1. Muito legal este episódio. Ainda não tinha visto.
    E, realmente, quem tem alguma experiência ou contato com seres extraterrestres e/ou multidimensionais não gosta de revelar nem comentar. Por vezes, como no meu caso, não se fala tudo nem mesmo para os familiares mais próximos. Apesar de ser intensamente gratificante a experiência, é preferível o silêncio quando há ausência de bom senso da maioria que nos rodeia.
    Mas que é divertido e gostoso aprender coisas diferentes, como se comunicar sem palavras, mudar de dimensão e retornar logo em seguida, ver seres diferentes, … é sim! rs
    Gratidão por compartilhar o episódio.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.