revelação cósmica temporada 07

S07E02 Revelando Tecnologias Secretas (Revelação Cósmica)

Partilhar:

S07E02 Revelando Tecnologias Secretas (Revelação Cósmica)
S07E02  (Cosmic Disclosure)

Assista ao episódio clicando no link abaixo, usando o browser chrome (watch the episode by clicking on the link below, using the chrome browser):
https://drive.google.com/file/d/1igbx2yGJaCCCCG-gtz6zDN6SSha74slB/view?usp=sharing

Se der erro, use o browser chrome em modo anónimo (teclando Ctrl + Shift + n) no PC e se necessário, antes tem de fazer logout do seu gmail. Se ainda não conseguir, aceda a partir de outro PC. Alerta-se que os episódios têm sido retirados da internet, portanto se detetar que o episódio foi denunciado, faça um comentário (não no facebook), para indicarmos outro link.

Episódio com legendas em português do Brasil (para quem não deseja assistir ao vídeo):

revelação cósmica temporada 7 episódio 2

REVELAÇÃO CÓSMICA – POR DENTRO DO PROGRAMA ESPACIAL SECRETO COM COREY GOODE E DAVID WILCOCK

Revelando Tecnologias Secretas

Muito bem, bem-vindo de volta
ao “Revelação Cósmica”.

Sou o apresentador,
David Wilcock.

Estamos aqui com Corey Goode e
a nossa convidada especial,

Heather Sartain,
cujo pai trabalhou

para a Lockheed Martin, uma famosa
empresa de defesa terceirizada,

e que decidiu contar
a ela algumas coisas

que talvez ele não
devesse ter contado,

mas que bom que ele contou.

Ele estava conversando com
seus colegas em casa,

e você mencionou
no último episódio

que eles estavam discutindo naves que
haviam passado por engenharia reversa.

Isso é algo bem comum que
ouvimos na ufologia,

mas estou interessado
em começar falando

sobre o que especificamente você ouviu
em relação a esse assunto em particular

quando você ouviu a conversa deles.

As naves que haviam sido obtidas

em Roswell, Novo México…
E esse não é o único lugar

onde ocorreu uma queda.

Essa queda ocorreu em 1947.

Já houve quedas em
outros lugares,

principalmente no deserto,
em que naves foram obtidas.

O governo, os militares guardaram
essas naves no subsolo,

na Base Aérea de Ellington,
bem como na Área 51.

Eles conseguiram
acionar os mecanismos

que controlam a nave e, é claro,

há vários engenheiros
muito inteligentes

capazes de fazer engenharia
reversa com essa tecnologia.

Seria o mesmo que
levar um celular

a outro século. Se você for
uma pessoa inteligente

e entende os princípios
da eletricidade,

talvez consiga fazer engenharia
reversa com esse celular.

Ele chegou a conversar com você
sobre algumas das barreiras

que eles tiveram que superar
até conseguir acionar

as naves?

Havia algo de incomum
na tecnologia?

As coisas incomuns
que ele me contou

sobre a tecnologia é que
ela é muito silenciosa,

poderosa e funciona com
energia eletromagnética.

Por isso que a maioria
dessas naves é metálica.

Esse metal é raro aqui.

Na verdade, é um
material fabricado,

mas não é fabricado aqui.

Ele é fabricado em outro
planeta ou sistema solar

por outro grupo de alienígenas.

Havia alguma liga
incomum no metal?

Era uma mistura de metais,
pelo que entendi,

e eles têm uma densidade alta.

Alguns têm uma densidade menor.

Então, várias naves diferentes

foram recuperadas no
decorrer dos anos.

Você já ouviu falar de
alumínio de escândio,

bismuto ou algum
elemento do tipo?

Que engraçado você
mencionar isso,

porque um dos meus alunos acabou
de achar um pouco de bismuto,

e ele achou que
fosse um meteoro.

Ele trouxe um pouco para a aula.

E como foi isso?

Sim, é muito incomum.

Aliás, eu o levei a um dos
cientistas planetários

da NASA para que o analisasse,
e era bismuto puro.

Eles não sabem de onde veio.

É um conglomerado muito
estranho de material.

Então, Corey, como ela mencionou
ligas de alta densidade,

material de alta densidade construídos
fora do nosso Sistema Solar

ou pelo menos fora do planeta,
isso bate com as informações

que você obteve sobre a
composição dessas naves?

Eu sei que havia ligas exóticas,

mas não me lembro muito
bem do que eu li

em relação à metalurgia.

Eu entendi que parte disso,
pelo que ele me contou,

era para proteção quando eles
entram na nossa atmosfera.

E eles são capazes de
entrar na atmosfera

muito rapidamente, a uma
velocidade altíssima,

e o metal consegue aguentar
as forças de atrito.

E você mencionou
no último episódio

que os Greys são
robôs programáveis,

mas que às vezes eles erram o cálculo
de sua entrada na atmosfera.

Sim, a mente deles é programada.

A mente deles é similar à nossa, mas
eles não mais computadorizados.

Há mais material eletrônico

dentro do corpo deles,

embora alguns deles
sejam muito biológicos.

Se pensarmos no DNA como
a unidade de como tudo

é construído e como sendo
uma comunicação com o RNA

para criar células,
os corpos deles

são capazes de regenerar muitas
partes por conta própria,

mais ou menos como os nossos corpos,
só que eles são programados

por raças alienígenas mais
avançadas e conseguem controlar

as naves como se eles

fossem a CPU da nave,
controlando seus movimentos.

Então, Corey, você já
ouviu alguma informação

sobre os Greys ou qualquer
outro operador cujo cérebro

torna-se parte da CPU da
nave e de como ela funciona,

como ela disse?

Sim, as nossas naves
também já funcionam assim.

É uma interface bioneurológica.

Suas mãos… É uma
espécie de luva

com pecinhas de
metal que interagem

com o nosso sistema neurológico.

Então, os comandos são passados para
a nave sem a necessidade de fios.

Entendi.

Então, o que pode fazer com que
sofram quedas quando chegam?

Por que eles não conseguiriam

pilotar essas naves corretamente?

É mais ou menos como nós
movimentamos um ônibus espacial

pela atmosfera.

Há áreas específicas

que são pontos de
entrada na atmosfera,

não apenas para pousos,
mas devido ao calor

gerado pelo atrito.

E esse material que eles usam

é mais resistente ao
calor gerado pelo atrito

que o ônibus espacial, por exemplo.

E há outros fatores, como
raios na nossa atmosfera,

sendo que já houve quedas

em decorrência da
interferência de raios.

Então, um raio elétrico forte
pode afetar temporariamente

a trajetória e as
leituras deles.

O sistema de orientação, sim.

Você também mencionou a
queda de Roswell em 1947,

em que um ser comunicou-se
telepaticamente com alguém.

Sim.

Você poderia compartilhar
essa história conosco

rapidamente?

Sim.

Havia uma enfermeira no
exército àquela época,

e ela foi convocada
porque alguns dos corpos

não funcionavam mais.

Porém, havia um ser em particular
que ainda estava funcionando

e ainda… Acho que “vivo”

seria um termo apropriado.

E ela era a única pessoa
do exército em Roswell

com quem o ser
queria comunicar-se.

Ela interpretou isso como
comunicação telepática.

Ela percebeu que estava
tendo pensamentos

que não eram dela.

Ela estava tendo
pensamentos sobre coisas

das quais ela não sabia nada,

e foi assim que percebeu que
o ser estava comunicando-se

com ela.

Aliás, há um livro
sobre essa história.

Chama-se “Entrevista
com um alienígena”.

E o seu pai contou-lhe
que esse livro

era autêntico?

Sim, sim.

Nós fazíamos encontros toda segunda
à noite na casa de um amigo

e falávamos sobre
coisas como esse livro.

E ele disse que podia confirmar

que várias das informações
contidas nele eram verdadeiras.

Entendi.

Certo. Então, entramos em um
assunto muito importante.

Se eles obtiveram esses discos,
e você está dizendo agora

que eles conseguiram
reproduzi-los

até certo ponto?

Sim.

Certo.

Então, trata-se de naves
interplanetárias, correto?

Sim.

Então, você deve ter perguntado
a ele em algum momento

se eles haviam viajado
pelo nosso Sistema Solar,

se haviam construído algo,
se haviam feito algo,

se haviam encontrado algo.

Vamos falar disso agora.

OS OVNIs servem mais
para transporte,

pois eles vêm aqui
para coletar dados

ou realizar abduções.

Na verdade, eles seguem para outro
lugar, talvez uma nave maior

ou uma estação espacial, onde
eles ficam estacionados.

Os OVNIs?

Sim.

Certo.

Sim.

As naves sobre as
quais estou falando

são pequenas demais para ter
outra função além de transporte.

Certo.

Mas e o pessoal da Lockheed
e de outras empresas

de defesa terceirizadas, quando
eles conseguem sair da Terra,

o que eles fazem lá fora?

Eles encontraram algo?

Eles já viram coisas
que se parecem

equipamentos grandes no
nosso Sistema Solar,

mas eles não sabem qual
é sua funcionalidade,

só sabem que não fomos
nós que os construímos.

Você também já havia
mencionado para mim

que ele disse algo
relacionado a Saturno.

Sim.

Você poderia entrar
no assunto de Saturno

rapidamente?

Claro.

Há…

E como isso veio à tona?

Quando foi que você ouviu isso?

Acho que eu o ouvi
dizer essas coisas

durante as nossas conversas, provavelmente
quando eu tinha uns 30 anos.

Certo.

Então, são informações
mais recentes.

Ele descreveu para mim que
havia mais de 60 luas

ao redor do sistema de Saturno.

Se formos além das luas sobre as
quais geralmente ouvimos falar,

as luas maiores, as
que têm atmosfera

e muita geologia, encontramos
luas de formato irregular

que se parecem com asteroides.

Há uma em particular.

O nome dessa lua é Hipérion.

Essa lua tem
cavidades profundas.

É quase como uma esponja.

Esse é o nome dela para as
pessoas do mundo conhecido

ou esse é o nome que
o programa secreto

deu a ela?

É isso que você verá
nos livros de ciência

em relação ao nome, mas a
NASA refere-se a essa lua

como a sétima lua de Saturno.

A NASA chama essa
lua de Saturno 7?

Sim.

Porque é a sétima lua
a partir de Saturno?

É a sétima que se enquadra
nesse perfil de lua, sim.

Certo.

E há uma câmara que o nosso
governo está guardando

dentro de uma das cavidades
dessa lua que contém

informações e materiais
muito importantes.

Essa câmara foi guardada lá
porque não podemos abrigá-la

na Terra.

Não sei qual é o
conteúdo dessa câmara,

mas são informações
muito importantes.

Talvez sejam tecnologias ou algo de
que talvez precisemos no futuro.

Certo. Corey, isso parece
familiar para você?

Com certeza.

Sim, já tinha ouvido
falar de uma câmara

que serviria para a
continuidade da espécie

caso algo acontecesse
com a Terra.

Ela contém bancos de sementes,
bancos genéticos para reproduzir

todo organismo vivo
deste planeta,

além de ser um
repositório de dados.

Entendi.

Neste programa, já falamos
sobre várias ruínas

no Sistema Solar e coisas que
podem ser muito antigas.

Eu gostaria de saber se você já
ouviu falar de coisas do tipo.

Sim, meu pai e eu
chegamos a conversar

sobre as pirâmides
em Marte e na Terra.

Pelo que entendi, elas são áreas

que servem para localizar com precisão
uma área específica do planeta

para fins de manipulação.

Um desses fins de manipulação

é controlar o núcleo da
Terra, que, por sua vez,

afeta o campo magnético
da Terra tremendamente.

Nós sabemos que a maior
quantidade de terra,

em termos de longitude
e latitude…

Se desenharmos linhas
ao redor da Terra,

a área que cobre a maior
quantidade de terra

passa pela localização
da Grande Pirâmide.

Então, a Grande Pirâmide
fica no ponto de equilíbrio

de toda a massa
continental da Terra.

Isso é similar ao que
você está descrevendo.

Sim, é mesmo.

Então, ele disse que
as pirâmides de Marte

têm o mesmo propósito?

Sim, mas em tempos mais antigos.

Pelo que entendi, havia muito
mais atividade em Marte

em tempos antigos
que hoje em dia.

Claro.

E a Grande Pirâmide
aqui na Terra?

Ele lhe contou alguma
outra coisa sobre ela

que fosse incomum e que
ainda não saibamos?

Há várias tecnologias
debaixo dela.

Debaixo da pirâmide?

Que está lá há muito
tempo e é usada

regularmente, eu diria,
segundo ele me explicou.

Ela ainda está em funcionamento.

Onde fica, em algum
tipo de câmara?

Há uma câmara debaixo da
pirâmide ou algo do tipo?

Eu sei que ela fica centralizada
e que há uma tecnologia

de conexão na ponta da pirâmide.

Ela fica no subsolo,
mas cria essa conexão.

Não tenho certeza, do que
se trata exatamente.

Você disse algo sobre o núcleo

da Terra.

Qual é a relação entre
a pirâmide e o núcleo

da Terra?

Controle.

Então, as pirâmides têm
uma tecnologia especial

feita para manipular o
núcleo líquido da Terra.

E esse núcleo líquido
é o que transmite

o nosso campo magnético.

Então, ele pode ser controlado,
sendo enfraquecido ou fortalecido.

E isso é algo que os ETs do bem

e os ETs do mal
conseguem manipular?

Sim, principalmente
os reptilianos.

Entendi.

Então, Corey, deixei
isso tudo ser dito

antes de tentar obter
a sua confirmação.

Você já ouviu falar de
tecnologias incomuns

dentro ou debaixo
da Grande Pirâmide?

Nunca ouvi nada específico,

mas já ouvi no programa
várias coisas,

inclusive que as pontas das
pirâmides foram colocadas

debaixo das pirâmides.

Ouvi várias coisas
sobre algumas câmaras

nas quais eles não
conseguem entrar

porque há campos que as protegem.

Porém, nunca obtive nenhuma
informação detalhada

que fosse concreta.

Temos um vídeo
muito interessante

que veremos agora do C-SPAN, no
qual o astronauta Buzz Aldrin

aparece na TV falando sobre

um monólito em Fobos.

Vamos ver esse vídeo agora.

Juntos, podemos explorar
e desenvolver a Lua.

Devemos ousar ir aonde
nenhum homem foi,

voar pelos cometas,
visitar asteroides,

visitar a lua de Marte.

Há um monólito lá, uma
estrutura muito incomum

em um objeto em
formato de batata

que dá uma volta em Marte
a cada sete horas.

Quando as pessoas descobrirem
isso, elas dirão:

“Quem colocou isso lá?”

O que você acha que o Buzz
Aldrin pretendia fazer

ao mencionar isso?

Por que ele diria algo assim?

Acho que é importante
conscientizar as pessoas.

São poucas as pessoas
que virão a público

do governo, das forças
armadas e mesmo da NASA,

pois estão trabalhando
em projetos

ultrassecretos.

Eles juraram manter o sigilo.

O motivo pelo qual
alguém viria a público,

como o meu pai fez,
embora de forma indireta,

contando apenas a
mim e à minha mãe,

é que você sente que essas informações
deveriam ser compartilhadas.

Do tipo: por que isso não
pode ser contado a todos?

Se não fizermos isso, estaremos
ajudando os reptilianos.

Claro.

E não queremos que
isso aconteça.

Porém, há várias
trocas e benefícios

que ocorrem no nosso governo,

incluindo avanços tecnológicos,

para suprimir essa
conscientização.

Então, em troca de…
Vou usar o ouro

como exemplo.

Em troca de ouro,
eles não querem

que essa conscientização ocorra,
porque estão permitindo

que os reptilianos tenham o poder.

Em relação a esse
monólito em Fobos,

você já ouviu dele algo
sobre outras ruínas

além das pirâmides em Marte?

Sim, com certeza.

Você poderia nos dar
alguns exemplos?

Há tecnologias que foram
encontradas na Lua.

Os astronautas
realmente foram à Lua.

As caminhadas na Lua,
as investigações da Lua

não são falsas.

O foguete Saturno V
realmente foi lançado.

Nós realmente já fomos à Lua.

Muitas coisas que os astronautas

coletaram na Lua não
serão mostradas

ao público.

Sério?

Sim.

As rochas lunares,
para ser bem sincera,

são similares às rochas daqui.

Esse satélite, mesmo
se for artificial,

foi feito como
várias outras luas.

A enganação está no fato

de que há coisas no lado
da Lua que nunca vemos.

Ou seja, o processo de
sincronização do ciclo de 28 dias,

ou aproximadamente 28 dias,
ao redor do planeta.

É como se você estivesse
no seu carro.

Se você dirigir
por uma rotatória

e houver uma pessoa
olhando para o seu carro,

vocês verão um ao outro
durante todo o trajeto.

Você nunca verá o
outro lado do carro

ou da pessoa.

Então, chamamos isso de órbita de
sincronização, que é proposital.

Isso não acontece por acaso, por
coincidência nem naturalmente.

O que você ouviu que
está no lado escuro

da Lua?

Algumas coisas, isso foi
tudo que fiquei sabendo.

Algumas naves, inclusive quedas,
plataformas de lançamento,

coisas que foram abandonadas,
inclusive eletrônicos antigos

que não passaram por
engenharia reversa.

Eles foram deixados lá.

Eletrônicos antigos de quem?

Outras civilizações
que já usaram a Lua.

Certo.

Pelo que entendi,
alguns artefatos

foram trazidos de volta, mas
são mantidos no subsolo.

Não temos nenhuma informação
pública sobre eles.

Você também mencionou
que o seu pai

tinha um amigo intimamente
envolvido em operações secretas

e que ainda estava vivo.

Qual é a função dele?

O que sabemos sobre esse cara
que você possa nos contar?

Posso contar-lhes que a
preparação de certas coisas

que eram consideradas teorias da
conspiração ou mentiras, como o bug

do milênio, esse cara, meu pai e
outras pessoas prepararam juntos.

Esse foi um evento
real e verdadeiro.

Além disso, dezembro de 2012
sendo o fim do calendário maia

ou outra coisa, algo realmente

iria ocorrer, mas, com
base em uma conversa

entre os dois que eu ouvi, bem
como em uma conversa do meu pai

comigo, havia intenções para
que esses eventos ocorressem,

mas eles foram impedidos.

A que eventos você
está se referindo?

O bug do milênio, por exemplo,
era um evento planejado.

Mesmo?

21 de dezembro de 2012
sendo o fim do mundo,

eles já sabiam que não seria.

Não seria nenhum tipo
de evento apocalíptico.

Seria um evento planejado
que tinha a ver

com outros grupos alienígenas
com más intenções,

provavelmente os reptilianos.

Seria algo como um falso
ataque cósmico à Terra

nessa data?

Sim.

Sério?

Além de ser uma distração…
Eu os ouvi dizer

que seria uma distração possível.

É por isso que foi impedido.

Ou foi impedido por outras
civilizações antigas

que têm mais tecnologia
e sabedoria.

Qual é a verdade por
trás do calendário maia?

Você já ouviu falar sobre o
porquê de o calendário maia

ser tão interessante?

Pelo que entendi das
nossas conversas,

o calendário maia é uma
obra que registra eventos

e ciclos.

O fim daquele ciclo
têm tudo a ver

com a passagem pelo zodíaco
e pelas constelações.

Isso também tem a ver com a
paralaxe do nosso planeta.

E o calendário maia não
tem um fim específico.

Embora ele tenha
terminado naquela data,

ele está passando para
outra parte do zodíaco.

Vindo de um engenheiro da
NASA, eles nunca falam

de astrologia, mas eu diria

que esses são aspectos
muito específicos

relacionados à astrologia que
são reais e verdadeiros.

Claro.

Temos tantas citações
de civilizações antigas

que falam sobre uma expectativa
de algum tipo de evento solar.

O Corey também já
falou sobre a ideia

de que o Sol pode emitir algum
tipo de clarão de energia.

Será que você já ouviu isso

do seu pai ou de
outros informantes?

Em caso positivo, o que você ouviu?

A NASA tem um excelente
motivo para possuir

sondas e naves
orbitando o nosso Sol.

Estamos rastreando esses
eventos iminentes

com base nas mudanças do
campo magnético do Sol.

O Sol é tipo um ímã gigante.

De verdade.

Ele interage com o campo
magnético da Terra o tempo todo.

De acordo com a composição
da energia do Sol,

às vezes, haverá ejeções
de massa coronal,

enquanto que, outras vezes,

haverá emissões de plasma.

Isso afeta o núcleo
do nosso planeta,

que, por sua vez, afeta a
atividade sísmica e o vulcanismo.

Mas você também mencionou
algo sobre o Sol

emitindo plasma.

Isso tem mais a ver com
o que venho dizendo,

esse clarão gigante?

Sim.

Isso é no interior da coroa solar.

O Sol tem uma parte externa

com um campo magnético
forte que se estende

por todo o nosso Sistema
Solar, afetando o clima

não só da Terra, mas de
outros planetas também.

Isso é controlável,
e o nosso governo

sabe como controlar isso.

Sério?

Parte disso vem de tecnologias

de outros grupos alienígenas, não
apenas por comunicação direta,

mas também por meio de
engenharia reversa.

É fato que a engenharia reversa

desses pequenos discos
usados para transporte

para os Greys funcionam
por meio de propulsões

do campo eletromagnético,
e isso nos ajudou

a entender melhor como
usar os campos magnéticos

de outros planetas.

E o campo magnético do Sol
não é tão diferente assim,

é apenas mais forte.

Entendi.

Vou só fazer um desvio rápido:

nós precisamos de combustível
para viajar com essas naves?

Ou há algo que permita

que elas viagem por longos percursos
sem a necessidade de combustíveis?

Não, é gratuito.

Certo.

Há eletromagnetismo
em todos os lugares.

Quando você diz que o
nosso governo é capaz

de manipular a energia do Sol, você
obteve informações específicas

sobre como isso é feito?

Na verdade, já protegemos
o nosso planeta

várias vezes contra as emissões
de massa coronal e os clarões.

Sério?

Sim.

Interessante.

Mas não quer dizer
que outros grupos,

como os reptilianos, também
não consigam fazer o mesmo.

Eles sabem usar essa tecnologia
há mais tempo que nós.

Sei.

Sabemos que, já em 1849,
havia algo chamado

de Evento de Carrington,
no qual o Sol emitiu

um desses clarões.

Sim.

Em todo o hemisfério norte,

as linhas de telégrafo
derreteram-se nos EUA e tudo mais.

Então, qual seria o efeito
de uma EMC hoje em dia?

Seria muito ruim se fôssemos
atingidos diretamente?

Se isso acontecer,
certamente ficaremos

sem comunicações eletrônicas, desde
os satélites até os celulares.

Isso alteraria o nosso DNA.

Na verdade, essa é uma das
formas de nos atualizarmos.

Nem todas as
atualizações são iguais.

Essas interferências ou mudanças
que atingem o nosso planeta

não necessariamente
matam as pessoas,

mas elas danificam
tecnologias primitivas.

Ou seja, a tecnologia com a
qual estamos acostumados hoje,

como a tecnologia de celulares
e a eletricidade que usamos,

que são muito primitivas.

Claro.

Então, Corey, você me enviou
um documento recentemente

que consistia em uma ordem
executiva que o Obama assinou

relativa a eventos solares.

Sim.

Você poderia compartilhar
essa história?

Acho que este é o momento
certo para isso.

Isso surgiu do nada enquanto
estávamos discutindo

o fato de que várias dessas
elites estavam esperando

um grande espirro solar.

O momento em que essa
ordem executiva surgiu

é mais que suspeito,

sabendo o que sabemos sobre
o que está ocorrendo no Sol

e o que todas essas
elites estão esperando.

O Obama está organizando uma
diretriz muito abrangente

para como devemos nos preparar
para resistir a um evento solar

catastrófico de grandes proporções.

É isso que o documento
diz, basicamente.

Exato.

E eles fizeram
isso publicamente.

Exato.

Então, por que você acha que
estão fazendo isso agora?

Esses grupos têm
opiniões diferentes

sobre o que ocorrerá quando
esse clarão solar vier.

Porém, todos eles entendem
que será algo grande,

algo que desligará os eletrônicos
e gerará mutações genéticas.

Exatamente o que ela disse.

Exatamente o que ela disse.

Então, Heather, com base
no fato de que temos

tantos testemunhos dizendo que o
Sol emitirá uma quantidade enorme

de energia, das pessoas
com as quais o Corey

tem conversado e todos os informantes
com os quais eu tenho conversado,

além de toda a sabedoria
antiga relacionada a isso,

bem como dados científicos
comprováveis, você poderia ser

um pouco mais específica sobre
quem conversou com você

e o que disseram sobre o Sol
emitir um grande clarão?

O que você ouviu falar sobre isso?

Quem lhe contou?

Podemos falar um pouco disso?

Os únicos detalhes específicos
que tenho sobre uma EMC

ou uma explosão da coroa solar vem
da área de ciência e tecnologia,

da minha própria educação,
de conversas que tive

com cientistas planetários.

Certo.

É fato que o escudo
magnético da Terra

está muito fraco no momento.

Quando ele está mais forte,
temos muito mais proteção

contra tanta energia
direcionada à Terra.

Isso porque esse escudo eletromagnético
bloqueia essa energia.

Então, a grande questão é se teremos
um campo magnético mais forte

quando isso ocorrer.

E, como isso pode
ser manipulado,

a questão é: quem
irá manipular isso,

e será que isso será
feito na hora certa?

Como é a experiência de ser
professora universitária

e saber de todas essas coisas?

Você já quis contar
aos seus alunos

algumas dessas coisas?

E o que aconteceria
se você fizesse isso?

Algumas vezes, eu já
compartilhei uma opinião

ou algo que talvez eles
tivessem visto na TV,

como os diversos
grupos alienígenas.

Há capítulos do livro
didático que usamos

nos quais falamos sobre
a vida no universo

e as possibilidades
de realmente existir.

Podemos atribuir tudo isso ao
telescópio espacial Kepler,

bem como ao telescópio
espacial Spitzer

e ao telescópio espacial Hubble.

Já descobrimos diversos planetas

que possuem alguns dos mesmos
elementos que formam o nosso planeta,

sendo praticamente impossível
incluir no material didático

que a vida em outros
lugares é impossível.

Também podemos agradecer a
equação de Drake, de 1969.

Sim, sendo que ela já foi
completamente refutada,

pois há 40 bilhões de planetas
com água como a Terra

apenas na Via Láctea, e esses
são dados da NASA agora.

Exatamente.

Sem dizer isso.

Então, você nos contou nos bastidores
que também havia interagido

com astronautas da
NASA que lhe contaram

algumas coisas que
eles certamente

não dirão publicamente.

Você poderia nos
contar um pouco disso?

Sim, só algumas informações.

Não posso revelar
com quem conversei.

Os astronautas já
viram diversos OVNIs

quando estavam na órbita inferior
da Terra, no ônibus espacial.

Alguns deles sabem disso
devido a colaborações

com militares.

Alguns já foram militares

antes de trabalhar na
NASA, onde tiveram

encontros com alienígenas
e naves espaciais.

Tudo isso foi
mantido em segredo,

mas eles contam essas
coisas aos seus amigos.

Alguns já falaram disso na TV.

Não há dúvidas quanto a isso.

Você mencionou um deles.

Buzz Aldrin, Gordon Cooper.

Sim.

E eles realmente interagem
com naves e alienígenas.

Eles sabem de sua existência.

Alguns dos nossos astronautas
já tiveram interações diretas

com extraterrestres?

Sim, em suas
carreiras militares,

principalmente no setor
militar, não muito na NASA.

Esgotou-se o tempo que
tínhamos para este episódio.

Eu gostaria de saber, Heather,
se você tem alguma conclusão,

algo que gostaria de compartilhar
com o público com base em tudo

o que discutimos aqui.

Sim, acho que, quanto mais
lutarmos pela conscientização,

quanto mais pessoas revelarem
o que sabem e o nosso papel

nesse esforço coletivo,
mais as coisas evoluirão.

e avançarão.

Heather, este encontro
foi incrível.

Gostaria de agradecer-lhe
por estar aqui.

Foi um prazer estar aqui.

Você nos contou muitas coisas,

e isso foi muito incrível.

Corey, novamente, obrigado
pela sua presença aqui.

Obrigado.

Obrigado.

E obrigado a você por assistir.

Este é o “Revelação Cósmica”.

Sou o apresentador, David Wilcock.
Estou aqui com Corey Goode

e a nossa convidada
especial, Heather Sartain.

Obrigado por assistir.

REVELAÇÃO CÓSMICA

POR DENTRO DO PROGRAMA ESPACIAL SECRETO
COM COREY GOODE E DAVID WILCOCK

Disclaimer:
1. Os artigos são escritos em português do (Brasil ou de Portugal) ou numa mistura de ambos.
2. Os artigos colocados neste site, são diferentes dos colocados nos corruptos meios de comunicação de massas. Não significa que os autores concordam ou discordam com os mesmos. Você deve usar a sua intuição com aquilo que ressoa ou não consigo. Ninguém é dono da verdade absoluta e este site não foge à regra.

Partilhar:

0 0 votes
Article Rating
Subscribe
Notify of

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments