temporada 12

T12E25 ETs Ajudando a Humanidade (Revelação Cósmica ~ Emery Smith)

Partilhar no Facebook

Revelação Cósmica Corey Goode temporada 12 episódio 25

pode ver o episódio clicando no link abaixo (click below to watch the episode):

https://drive.google.com/open?id=16DlounretSqb0W4-AOQm-0J5jfUMnfi0

Se der erro, usar o browser chrome em modo anónimo (teclando Ctrl + Shift +n) no PC e se necessário, antes tem de fazer logout do seu gmail. Se ainda não conseguir, aceda a partir de outro PC. Alerta-se que os episódios têm sido retirados da internet, portanto se detetar que o episódio foi denunciado, faça um comentário para indicarmos outro link.

T12E25 ETs Ajudando a Humanidade (Revelação Cósmica ~ Emery Smith)
S12E25 E.T.s Helping Humanity (Cosmic Disclosure ~ Emery Smith)

resumo do episódio:

Em todos os setores e nas posições governamentais de alto nível, extraterrestres se infiltraram em todas camadas de nossa sociedade. Emery Smith explica que isso não é uma coisa ruim, pois muitos estão aqui para ajudar a humanidade. Ele compartilha conosco o que aprendeu trabalhando ao lado de muitos seres extraterrestres diferentes dentro dos programas compartimentalizados. Ele explica que muitos deles parecem exatamente como nós, com apenas pequenas diferenças, e que temos muito pouco a temer de muitos desses visitantes de outros mundos.

episódio completo transcrito para o português do Brasil (para quem não quer ver em vídeo):

Sou George Noory e estou aqui com Emery Smith. Os humanos já trabalharam junto com extraterrestres? Emery, bem-vindo de volta. Em muitos dos projetos nos quais você trabalhou, você interagiu com ETs. Conte-me sobre essa colaboração.

Nos projetos, principalmente naqueles de que participei… Primeiramente, quero dizer que há milhares de extraterrestres que trabalham conosco todos os dias em empresas no mundo todo. E a aparência deles é igual à nossa. Você não notaria, passando na rua, que se trata de um ET. E a maioria dos ETs com quem trabalhei são exatamente como nós, com algumas diferenças talvez na disposição dos olhos,geralmente as partes cartilaginosas do corpo,como nariz e orelhas, podem ser um pouco diferentes. Quero que todos saibam disso desde já. Esses ETs têm muita compaixão. Alguns estão aqui como voluntários. Alguns caíram aqui. Alguns foram abatidos. Alguns podem ter sido mantidos contra vontade. E talvez tenham decidido que seria mais seguro ficar nos projetos e nos ajudar a desenvolver tecnologias diferentes, nos ensinando sobre suas civilizações, sobre como eles vivem, e todos os seus sistemas de crenças. E uma das coisas mais lindas desse trabalho com ETs, é claro, que menciono muito, é a comunicação telepática. É uma novidade que existirá aqui em breve, eu acho, na nossa sociedade, na próxima década, a capacidade de se comunicar só olhando para alguém. Já começamos a fazer isso. Estamos ficando mais sensíveis. Conseguimos ler melhor as pessoas. Estamos entendendo como distinguir se alguém está mentindo ou não. Também sentimos alegria e felicidade quando alguém muito alegre e feliz entra na sala. Podemos olhar para alguém, principalmente se você passar muito tempo com alguém, como um ente querido… Só preciso olhar para saber se fiz algo errado. Com certeza. É uma sensação. Ela começa com… Telepatia não é exatamente como vemos nos filmes, com “Olá, George!” na minha mente, e você ouve a minha voz: “Olá, George! É o Emery.” É uma linguagem mais emocional. A coisa mais importante que descobri nos projetos, trabalhando lado a lado com esses ETs especializados, que são como os cientistas, assim como temos cientistas e médicos… E notei que são muito similares a nós em vários sentidos. Eles têm um lado bem cômico e um lado bem humilde. Sabem que já foram como somos agora e sentem muita compaixão por nós. Primeiramente, quando você sabe que estará no mesmo local que um ET, você tem que se livrar de toda energia negativa. Você tem que esquecer a briga que teve ontem com seu filho ou filha. Você tem que entrar aterrado, centrado e pronto para trabalhar.

Por quê?

Porque, se você entrar chateado… Se eu entrar aqui muito chateado por dentro, mas você não sabe disso, e se eu disser: “Olá, George”. Para ele, é um “Olá, George”. Eles já sentem que você está sensível. Quando eu digo “Olá”, a emoção que acompanha, mesmo que não tenha sido a intenção, eles captam as minhas emoções internas profundas. Sabem que algo o está chateando, que você está chateado, podendo haver uma falha de comunicação com esse ser, se eles não estiverem envolvidos.

Por que estão aqui, Emery? Por que não voltam a seus planetas?

Não sei se permitimos que eles voltem, em primeiro lugar. Não sei. Só sei que os meus colegas se sentem abençoados e felizes de estar aqui e trabalhar conosco, ensinando-nos coisas novas e nos ajudando a evoluir.

Não parece um ET capturado, se eles estão felizes aqui e as coisas estão indo bem para eles.

Assim como os mais incríveis voluntários do mundo na Cruz Vermelha, nós nos sacrificamos para ir a países de terceiro mundo onde há fome e guerras.

Sim, mas decidimos isso por conta própria. E você está dizendo que esses ETs foram capturados.

-Há uma grande diferença.
-Eu disse que alguns. Alguns desses ETs foram capturados. E tomaram sua própria decisão de ficar aqui nos ajudando e fazendo coisas. Acho que isso demonstra quanto amor, consciência e compaixão eles têm, e que nós ainda não temos.

Eles poderiam voltar se quisessem?

Não tenho certeza. Acho que, se quisessem mesmo, eles poderiam, mas não nos dizem isso. Porém, eu não participava da segurança desses projetos. Só estou dizendo o que ouvi quando me comuniquei com ETs telepaticamente. Eu faço perguntas. É claro que a primeira é: “Como chegou aqui?” “Está feliz aqui?” Eles também não podem dizer muitas coisas. Eles têm um limite do que deve ser dito ou não.

-Eles também têm restrições.
-Bem…

Acho que é uma restrição deles de não vazar muita informação. Nós, humanos, obtemos informações, como estão nos ouvidos agora, e você as assimila de forma positiva ou negativa. É muito difícil entender isso, ouvindo este programa, pois nem todos estão na mesma página.

-Existem naves escondidas por aí?
Sim. Existem naves de ETs e ETs por toda parte. As pessoas também acham, como estávamos discutindo outro dia… Os oceanos são ótimos esconderijos para essas coisas. É claro. É uma área tão ampla e vasta, mas uma nave pode ter o tamanho de uma bola de gude, uma bola de gude acesa. Como eles já dominam a física para alterar estruturas atômicas, pode haver uma civilização inteira lá, pode haver uma tripulação de 500 nessa luz brilhante. Ou, se quiserem manifestar isso em suas naves de verdade, seria algo como vemos nos filmes, uma nave gigante como a que está saindo na Antártida, derretendo, uma nave de 3 km de comprimento. Existem os aspectos tridimensionais da materialização dessas naves, indo de uma bola de luz a uma nave gigante, mas você também tem que entender que existe uma ciência por trás disso.

Que tipos de nave estão aqui? É como uma nave-mãe sobrevoando o planeta?

Pode ser. Há naves meio que fora do… Um pouco depois dos planetas mais próximos, algumas perto de Saturno, que têm 53 km de comprimento. E há várias naves que só ficam um pouco distantes, meio que nos observando e se certificando de que não explodiremos o planeta. Não acho que tenham más intenções, essas naves que as pessoas estão vendo no mundo todo e nos oceanos. Nada foi demonstrado ainda. Aliás, eles demonstram que não querem que usemos bombas atômicas. Não querem que façamos isso. Então, existem várias naves ao redor do mundo o tempo todo. Pode haver uma acima de nós agora, a 12.000 km de altura, mas não a vemos porque está camuflada. Eles conseguem fazer isso. Essas nuvens lenticulares e naves de ETs podem parecer um 747. Você nem notaria. Eles fazem isso para monitorar e se mostrar de forma segura.

Em que tipos de projeto esses ETs trabalham aqui? O que fazem?

Eles mexem muito com engenharia reversa, ajudando a fazer isso em naves e dispositivos. É claro que se interessam muito pelos programas genéticos. Eles estavam no meu programa, onde eu colhia coisas.

Sem a participação deles, estaríamos onde estamos?

Não, seria impossível. Fomos de cavalo e carro a pousar na Lua. Acho que sempre fomos ajudados. Seja por meio de engenharia reversa ou do compartilhamento de tecnologias conosco, encontrando-se com líderes mundiais ou seja o que for, certamente tivemos ajuda na área de ciência e tecnologia aqui do planeta Terra.

Que tipo de tecnologia eles nos deram e que usamos no dia a dia?

Olhe à sua volta. Câmeras, lentes, tecnologias de infravermelho, imagens térmicas… Tudo isso é engenharia reversa. Todos os eletrônicos que vemos hoje contêm algo que não descobrimos por conta própria. É incrível que possamos, primeiramente, fazer engenharia reversa de algo que não entendemos, e nós fizemos isso. Também é incrível que, agora, com os avanços dos ETs que trabalham em grandes empresas, e com engenheiros nos projetos secretos, essas novas tecnologias estejam sendo divulgadas o tempo todo. Não sei se notou, mas temos, nas revistas científicas, essa trajetória acelerada que está sendo percorrida da noite para o dia. Você coloca algo no seu telefone, examina a sala toda e imprime a sala em 3D… Coisas incríveis estão sendo lançadas, principalmente as tecnologias médicas. Estão lançando mesas capazes de examinar holograficamente o seu corpo inteiro.
O cirurgião pode movê-la…

-E isso tem a ver com ETs?
-Tudo isso tem a ver com ETs.

Eles comem? Dormem? São pagos?

Sim, é uma boa pergunta, essa do pagamento. Fiz essa pergunta muito tempo atrás. Eles são compensados, mas não sei como, pois obviamente não usam o dinheiro da Terra, a menos que trabalhem na superfície. Quanto à comida, alguns deles comem. Para alguns deles, comer é uma atividade social… Se quiser comer, pode. Mas não é necessário, pois os seres mais elevados conseguem transmutar um sanduíche em seu sistema e usar as partes boas.

-Sem comer…
-Sim, sem comer.

É por isso que vemos vários ETs com… Às vezes, vemos fotos de ETs com bocas muito pequenas, e eles não…

-Fendas.
-Sim, pequenas fendas. Eles não precisam mais disso há muito tempo. Seus corpos diminuem.

-E as cabeças crescem.
-Eles dormem?

Sim, dormem, assim como nós. Não precisam dormir. Só depende de como esse ET quer ser… Como aqui… Você quer ser alguém que come comidas saudáveis ou não? Os ETs não precisam disso, mas comem porque vários deles também estão tentando ter o que chamamos de experiência humana. Querem sentir, e é uma honra para eles estar aqui para ter a experiência humana e desempenhar… “Humano” refere-se a este momento. Este momento, George. Para eles, desempenhar esse papel também é uma honra. Porque isso se perde lá na frente. De certa forma, os sentidos começam a definhar um pouco. Você perde aquele… Acordar com o cheiro de uma cama de rosas frescas, pois outras coisas tomaram esse lugar, evoluímos de forma diferente.

Onde eles moram?

Os ETs moram nessas bases subterrâneas que temos. São muito legais, como… Também depende da origem do ET. Isso afeta sua base. Eles tentam deixá-las… Pode haver um ET de 2,4 m de altura. Não podemos colocá-lo em um quarto normal. Eles precisam de uma seção especial.

Eles alteraram os humanos geneticamente ou a espécie que estava aqui muito tempo atrás? Somos eles?

A minha crença é que os ETs que estão trabalhando conosco não fizeram nada conosco geneticamente, mas acho que existe uma raça antiga que certamente nos criou.

São os nossos deuses, certo?

Alguns se referem a eles como os Nefilins, os Annunaki. Os ETs que estão aqui,

você disse que há milhares deles. Quantas divisões ou raças diferentes existem?

Não sei o número. Não sei dizer. Só conheço umas 10 ou 20 raças diferentes. Deve haver muito mais que isso ao redor dos sistemas. Você tem que entender que é meio que um esforço conjunto de várias civilizações que estão colaborando. É como… “Emery, qual é a sua linhagem ou histórico?” Posso lhe dar 10 coisas diferentes. Nesse sentido, os ETs são iguais. “Qual é a sua linhagem?
Arcturiano ou pleiadiano?” Não é assim. Muitas pessoas já se miscigenaram. E há vários tipos diferentes de extraterrestre em termos de linhagem. O mais interessante é que todo os ETs com quem trabalhei tinham DNA humano. Eles eram parcialmente humanos ou algo assim, de alguma forma, em alguma porção de sua linhagem genética.

Como sabe que podemos confiar neles?

A única coisa que posso dizer ao público é… Vamos ver o que eles demonstraram até agora. Para mim, eu confio em você porque você está demonstrando algo para mim com o passar do tempo. É assim que você ganha confiança.
-Claro.

O que você demonstra, o que faz para mostrar amor e compaixão por esta sociedade e pelo planeta? É assim que eu… não diria julgo, mas é assim que vejo as coisas, como se… Essa pessoa ou esse ser é assim simplesmente porque é assim, você tem que aceitar isso. E eles têm que demonstrar como se encaixarão e como serão um membro produtivo
da sociedade, basicamente.

O público do Revelação Cósmica está ligado. Eles entendem isso. Porém, se fosse falar para alguém de fora que há milhares de extraterrestres aqui, que estão trabalhando conosco… Como você os convenceria do que está acontecendo?

Eu não faria isso. Não vim aqui para convencer ninguém de nada. Estou aqui para contar minhas experiências da melhor forma possível. E existem várias pessoas que querem chutar os pneus de um OVNI, mas não é assim que funciona. Digo a todos que não acreditem em nada que ouvirem, verem, lerem ou assistirem, pois tudo pode ser manipulado. Você tem que sair e investigar por conta própria, como eu fiz e vários outros fizeram, e entrevistar várias outras pessoas para entender como as histórias se encaixam, sendo um investigador. Descubra e use o coração, não a cabeça. Não seja ignorante e esteja aberto à possibilidade de haver vida fora do planeta Terra. Acho que a maioria da população está indo nessa direção. Acho que as pessoas estão ficando
mais inteligentes. Estão fazendo suas próprias investigações e encontrando informações por conta própria, que é a coisa mais importante que você pode fazer por si mesmo.

Você já trabalhou lado a lado com esses ETs. Ficou amigo de algum deles?

Sim, é claro.

Chegou a socializar com eles?

Não, nunca estive com um ET dos projetos na superfície. Você não pode confraternizar com ninguém dos projetos depois de sair. Não pode entrar em contato com nenhum conhecido. Não pode fazer nada disso. Como já disse, a maioria deles fica nas bases subterrâneas. Nunca vi ninguém na superfície que estivesse nas bases. Eles têm suas residências. Nunca fui lá. Não sei. Só sei que eles têm sua própria área especial. Assim como eu tenho que entrar em vários dispositivos para ir ao trabalho, eles também vão a algum lugar.

Eles têm nomes?

Sim, eles têm nomes. Também têm números. Eles são chamados pelos números. Como sabem, não usamos crachás nos projetos. Temos pulseiras que contêm várias informações nossas, e eles sempre sabem onde você está. Quando você conhece um extraterrestre… Não quero ser engraçado, mas é como encontrar um artista… Eles inventam um nome normal
em inglês.

-Para si próprios?
-Sim. Algo do tipo Ted, Jack, Jill. Eles fazem isso para facilitar as coisas para nós, não acho que tenha a ver com segurança. É tipo: “Oi, sou meio igual a você, não me trate como se eu fosse especial. Porém, ao mesmo tempo, se você tiver alguma pergunta, eu gostaria de ajudá-lo.” São muito cordiais e educados.

Você disse que eles se comunicam telepaticamente. Eles também falam?

Sim, a maioria dos ETs com os quais trabalhei falavam inglês perfeitamente e várias outras línguas com facilidade. É meio estranho ouvir alguém falando tantas línguas diferentes. A capacidade cerebral, o QI e a inteligência deles

-estão muito além dos nossos.
-Sim. Devem ser imensos. Você sempre se sente infantil perto deles.

-Mas a cabeça deles é igual à nossa?
-Sim, com certeza.

Eles vieram aqui. Nós já fomos ajudá-los?

Há rumores disso, não sei por experiência própria. Só ouvi de outras pessoas que já houve gente que visitou outras civilizações, mas são informações que não pude confirmar.

Emery, como já trabalhou com eles, o que descobriu sobre eles? O que eles lhe ensinaram?

Eles me ensinaram várias coisas. Acho que nós, não só eu, mas os outros envolvidos… Você aprende tanta coisa, pois está lidando com alguém, digamos, de outro país, e está aprendendo tudo sobre os hábitos deles, o que eles gostam de fazer, seus hobbies. Ao mesmo tempo, você aprende uma lição de amor e compaixão. Várias vezes, a conversa não é… Você não pode dizer: “Como foi o seu dia? Que filme você viu ontem? Como estão as crianças?” É mais assim: “Isto é o que vamos fazer hoje.” Não passa disso. É engraçado porque eles dizem coisas como: “Sinto muito por ontem.”
-Eles sabem.

Já sabem de tudo, não há segredos. Essa foi uma das maiores recompensas, trabalhar com várias pessoas com quem você pode ser você mesmo, sem nunca ter que ser alguém que não é, nem usar máscaras. Você pode ser você, e eles o aceitam. Todo mundo tem segredos. Todo mundo tem um lado bom e um lado mau. E eles sabem imediatamente tudo sobre você, principalmente se você pensar em algo, uma memória do passado, da sua infância, ou uma situação ruim ou boa. Eles sabem imediatamente. É engraçado porque, mesmo sendo sexta-feira… Quando você trabalha até tarde e tem um encontro naquela noite, e fica ansioso para sair de lá, e eles riem de você. Dão uma risadinha. Nunca disse nada, mas eles estão rindo. “Espero que tudo dê certo para você hoje.” É como uma aceitação muito cômica, engraçada e leve um do outro.

-Já os viu com raiva?
-Nunca.

-Nunca?
-Não.

-Nunca perderam o controle?
-Nunca.

O que eles querem?

Acho que os que estão aqui realmente querem ajudar. Eles realmente querem participar
da história da linhagem dos humanos. Acho que essas pessoas têm algo a ver com o futuro, para ser sincero. Acho que estão aqui para nos manter no ritmo certo e garantir que não façamos nada para destruir o planeta e uns aos outros.

Eles ficam chocados com as guerras da nossa espécie? -Estamos sempre em guerra.
-Sim, sempre. Sempre em guerra, sempre com medo. É isso que… Lá no planeta deles, não existe nada baseado no medo. Você não tem que se preocupar com guerras ou dinheiro. Você não tem que se preocupar com doenças. Se nos livrarmos disso tudo, e vamos, em breve, podemos ser uma raça mais produtiva, capaz de fazer coisas incríveis. Acho que isso está chegando, uma grande epifania para todos nós, subindo de nível em breve, em alguns anos.

-De que sistema planetário eles vêm?
-Não sei ao certo. Eles não contam de onde são. Meus únicos palpites seriam algum lugar em Arcturus e nas Plêiades, e algum lugar de Boots. Essa foi a única correlação que pude fazer. Eles nunca diriam: “Sou deste sistema.” Um sistema estelar… É como dizer: “Eu sou da…”

-Terceira estrela no…
-Sim, entende? Não funciona exatamente assim. E nunca tive uma conversa
em que eles me olhassem e dissessem: “Sou esta pessoa e venho deste lugar.” Eram só conversas mais discretas e casuais, coisas desse tipo.

Você se lembra da primeira vez que conheceu um ET?

-Sim.
-Como foi para você?

Eu não sabia quem era aquela pessoa na equipe até ele se comunicar comigo telepaticamente. E ele não era diferente de nós. Tive que acreditar no comandante. -E terminamos o projeto.
-Você acreditou?

Sim, porque, quando fomos apresentados, eu senti um “prazer em conhecê-lo” no meu coração. Só olhei para ele e disse:
“Prazer em conhecê-lo”, mas disse isso internamente.

-De dentro?
-Sim.

-E ele captou?
-Imediatamente. Eu só fiquei com inveja porque… eles sabem tudo sobre mim, mas eu não fui treinado para saber tudo sobre eles. Eles têm um tipo de bloqueio que eles desligam quando querem transmitir apenas certos aspectos da comunicação em conversas diretas, nada que me permitisse estabelecer uma conexão também para entrar e ver o que eles veem.

Se o mundo soubesse o que você sabe, e estamos chegando lá com este programa, quão grande seria o choque?

Acho que, quando acontecer, quando houver algo mais tangível, seja a aparição de naves ou seres…

Algo óbvio…

Algo muito óbvio que a mídia não possa esconder… Acho que as pessoas ficarão em choque por um tempo. Porém, também acho que elas aceitarão. Não acho que… É claro que haverá os céticos e os fanáticos, dizendo: “Isso é ruim!”, “São demônios de Satanás”, blá-blá-blá. E tudo bem. Como já disse, para gerar confiança, você tem que observar o que eles fazem. Tem que ver quem é essa nova raça que estamos conhecendo, dar-lhes uma chance e ver o que eles nos mostram, quais são suas verdadeiras intenções.

E você tem esperanças?

Sim, com certeza, tenho esperanças de que, quando isso acontecer, será um evento positivo que nos ajudará a impulsionar a nossa civilização tecnologicamente avançada para que erradiquemos a fome, acabemos com a situação dos sem-teto, acabemos com as doenças, com o envenenamento dos oceanos e coisas do tipo. Da noite para o dia, acho que haverá uma transição lenta de tecnologias. Além disso, “Como podemos ajudá-lo? Como podemos ajudar o seu planeta?” Eles não virão aqui e dirão: “Quero todo o seu ouro, esperma e óvulos.” Não. Eles já têm isso e podem fazer isso da forma que quiserem.

Quando quiserem.

Exato. Portanto, não sei qual seria o propósito disso.

Em algum momento, deve ter havido um acordo entre os governos e os ETs para que isso acontecesse. Como acha que isso ocorreu?

Não acho que os ETs precisem de um acordo para ficar aqui. Eles são muito avançados tecnologicamente. Se eles não quisessem… Não precisam dizer que estão aqui. Pode haver um ET nesta sala agora, na produção. Jamais saberíamos.

Porém, alguém, em algum lugar, teve que criar a relação de trabalho com eles.

-Como saberiam que eram ETs?
-Sim, mas como são contratados? Como são levados aos projetos?

Como já disse, eles vieram e se integraram em todas as sociedades aqui, estão só observando o que está acontecendo, trabalhando como indivíduos normais. Indivíduos normais mesmo.

-Não revelam que são ETs?
-Não, jamais.

-Não?
-Não. Ninguém sabe que são ETs.

Espere um pouco. Ninguém que trabalha com eles sabe que eles são ETs?

Estou falando dos ETs na superfície que trabalham em grandes empresas e nos governos.

-Ninguém sabe que são ETs?
-Ninguém sabe que são ETs.

Foram infiltrados?

Eles certamente foram infiltrados no bom sentido.

Como assim, no bom sentido? Se não querem revelar quem são?

São como pais observando os filhos. É sinistro que rastreiem os filhos pelo celular?

Sim.

Eles precisam saber e protegê-los, para que não façam nada de errado. Estão coletando informações e reunindo os níveis de consciência e as energias da sociedade. Vários ETs andam entre nós
de várias formas diferentes, o que significa que… não são todos bilionários, chefes de grandes empresas. Existem ETs lavando louça no restaurante e ETs que lideram grandes empresas. Estão por aí, meio integrados, nos acompanhando.

Você disse que eles viviam no subsolo. Parece ser uma situação organizada. O que ocorre?

Como já disse, esses ETs foram capturados, caíram aqui ou voluntariaram-se
para estar aqui. Eles se sentem muito mais seguros trabalhando nos projetos no subsolo que na superfície. Se você fosse visitar
outro planeta e houvesse muitos conflitos
na superfície, e agora o seu rosto já foi exposto ao governo e aos militares, e você é um extraterrestre. Não é seguro para eles ficarem na superfície após serem expostos. E eles têm…
O plano deles é ficar lá embaixo. Eles querem nos ajudar
com essas tecnologias. Querem aumentar nossa expansão de vida
e limpar o planeta.

Você captou algo sobre a espiritualidade deles, se acreditam num Deus, o que fazem?

Sim, aprendi algumas ciências diferentes que eu não conhecia. E foi muito… Eu meio que já tinha essa crença, mas a melhor forma de explicar é que somos eternos, e não tem… Existe uma morte, uma morte física, mas você nunca morre de verdade. Parte de você é energética, seja a alma ou o espírito, e ela continua para sempre. Existe um certo controle sobre isso, sobre aonde você irána próxima vida. Eles acreditam nessa eternidade. E também acreditam na longevidade. Se você quiser viver alguns milhares de anos, tudo bem. Eles têm essa escolha. Nós não, pois estamos nesse programa de controle horrível de adoecer, e não querem ninguém acima de 135 anos vivo no planeta, sendo que podemos facilmente viver algumas centenas de anos a mais com as tecnologias e aparelhos médicos que temos, mas que foram suprimidos.

Você gosta deles como indivíduos?

Sim, nunca conheci nenhum de quem eu não gostasse.

Como eles foram colocados nesses cargos para trabalhar com essa tecnologia incrível? Como eles…? Não apareceram do nada.

Seja qual for sua origem, como eles entraram no projeto e conversaram com alguns líderes, eles sabem… “Ele é um bom engenheiro, unidades de propulsão. Ele é bom em antigravidade. Ele é um bom biólogo. Ele é um bom geneticista.” Eles já têm uma predisposição e muito treinamento, esses extraterrestres… Eles podem ser multifacetados e ocupar vários cargos diferentes. Podem trabalhar ajudando na engenharia reversa um dia e, no próximo, eles ficam na sala de cirurgia. É uma dinâmica muito interessante. Eles têm muitas habilidades diferentes. Nunca ouvi de nenhum deles como eles chegaram aqui, do início até aquele momento, mas só sei que eles tinham vários cargos diferentes que podiam ocupar.

Obrigado por compartilhar essas informações, Emery.

De nada, George.

Este é o Revelação Cósmica. Obrigado por assistirem.

Para assistir a outras temporadas (to watch other seasons):

filme / documentário ABOVE MAGESTIC (ACIMA DE MAJESTOSO)

1.ª TEMPORADA / 1st SEASON

2.ª TEMPORADA / 2nd SEASON

3.ª TEMPORADA / 3rd SEASON

4.ª TEMPORADA / 4th SEASON

5.ª TEMPORADA / 5th SEASON

6.ª TEMPORADA / 6th SEASON

7.ª TEMPORADA / 7th SEASON

8.ª TEMPORADA / 8th SEASON

9.ª TEMPORADA / 9th SEASON

10.ª TEMPORADA / 10th SEASON

11.ª TEMPORADA / 11th SEASON

12.ª TEMPORADA / 12th SEASON

No caso de ter dificuldades em abrir o episódio, deverá aceder no PC/Computador ou usar outro dispositivo ou então tentar mais tarde ou fazer o download. Há também limitações de visualização (100) e em alguns dispositivos não funciona sempre corretamente. Também se tiver o seu google drive aberto, poderá não permitir a visualização (terá de abrir noutro browser). Se ainda não conseguir, navegue de forma anónima: no google chrome (Windows) prima Ctrl + Shift + n.

Alerta-se que os episódios têm sido retirados da internet, portanto se detetar que o episódio foi denunciado, faça um comentário para indicarmos outro link.

Quem é COREY GOODE?

Partilhar no Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.