A Escada de Cristal, Livros

A Escada de Cristal ~ Instruções Finais ~ Ashtar e Sananda (6.ª parte e última do livro)

Partilhar no Facebook

Esta é a sexta e última parte do livro “A Escada de Cristal”

Boa noite. Aqui é Ashtar. Vocês fizeram o possível para estar aqui esta noite; passaram por tempestades e provações estranhas. Eu agradeço-lhes a dedicação. Como sabem, esta é a última aula desta série particular. Consideramos uma sorte este “envolvimento”. Discutirei umas poucas coisas com vocês e lhes darei oportunidade de perguntar o que desejarem. Vocês têm estado envolvidos, e continuarão a estar, com uma grande quantidade de energias transformativas nas suas vidas. De facto, quanto mais responsabilidades tiverem em suas ascensões, em suas ascensões conscientes, mais encontrarão a si mesmos, acelerando o seu crescimento e desenvolvimento. Realmente, a ascensão é e pode ser um processo gradual, culminando no efeito final. Temos esperança de que vocês levem aos seus corações os assuntos que temos discutido, as ideias que temos lhes dados neste curso e utilizem-nas. Focalizem as suas energias. Penso que acharão fácil esperar a elevação final, se estão experimentando uma elevação numa base do dia-a-dia. É o que experimentarão se se aplicarem nas suas meditações e pedirem a nossa orientação. Como já discutimos, chamem pelos seus corpos iluminados. Vocês experimentarão, mais e mais, o sentimento da elevação, o sentimento da expansão, e se encontrarão face a face com as suas limitações, como já discutimos anteriormente. Será uma indicação para vocês, não de que estão fazendo algo errado, mas que, de facto, estão-se expandindo além das velhas limitações, crenças e criações. Vocês estão entrando numa nova região de suas consciências e crescerão, qualquer que seja a proporção do que possam executar dentro dos seus próprios níveis de dedicação, suas próprias capacidades e aptidões. Este é um trajeto individual. Cada um de vocês tem uma meta. A vivência da meta pode ser totalmente similar nos momentos finais, quando sentirem a elevação acontecer. E ainda todo o processo, a preparação e as experiências que têm precedentes para esse evento são singularmente seus. Podem compartilhar entre si e terem bastante em comum e ajudarem-se uns aos outros, mas cada um de vocês está num trajeto individual: desfazer a ilusão que os tem rodeado, libertar e aprender a ser um só com seu Eu Superior, com seu próprio Deus. Tenho sincera esperança de que cada um de vocês pratique a suas meditações, as suas afirmações. Sigam a nossa orientação. Sintonizem nossa orientação, individualmente e em grupos, do jeito que se sentirem confortáveis. Tenho esperança de que terão uma jornada incrível ao fazer isso. Este é um trajeto de alegria, de amor, de paz ampliada. É um trajeto no qual podem desenvolver os seus poderes de manifestação, de cura, de conexão com a orientação. Todas essas bênçãos do espírito, todas as dádivas do espírito, são aumentadas quando alguém se entrega ao processo de ascensão, o que é outro modo de dizer… Uma maneira direta de entregarem-se à presença interior de Deus. Então, eu gostaria de dizer (e isso é muito importante) que nos próximos dias, aqueles que estiverem continuando os seus cursos encontrarão individualmente – cada um por si – a sua própria direção, motivação e inspiração. Acharão meios de se encontrarem com outros seres humanos nos caminhos do amor, nas curas, nas canalizações, etc. E é meu desejo dizer que o que quer que os esteja os estejam atraindo, ou estejam inspirando, é importante para vocês. Não existem limitações instalando-se sobre vocês. Se estão no curso de ascensão, qualquer trabalho que fizerem nas áreas de crescimento espiritual irá intensificar, em última instância, o seu processo de ascensão. Então, sintam-se livres para serem espontâneos nas suas vidas. Abram-se para a orientação e para a magia que acontece quando o fazem. Pode ser uma vida muito mágica. Há uma tendência que temos observado em vocês, e em outros, pelo mundo fora, que estão esperando pela ascensão. Há uma tendência grande de desistir das suas vidas atuais, um pouco prematuramente. Há dentro de vocês um desejo sincero de ascensão porque estão despertando para o que está dentro de vocês, que tem estado dentro de vocês por muito tempo. Mas agora está presente abertamente para os seus corações e as suas consciências. Então, vocês estão encarando uma situação em que têm de trabalhar para prepararem a si mesmos, e também para manter as suas experiências de vida e suas responsabilidades. Eu gostaria de lhes dar algumas sugestões e ideias sobre o que sinto ser apropriado para as suas situações particulares, relativamente às suas expetativas e ao trabalho que ainda têm a fazer. Como dissemos, não temos como lhes informar, neste momento, quando será a primeira onda. É importante que saibam que acontecerá. E é nossa esperança que aconteça brevemente. Mas é também nossa intenção comunicar-lhes que devem viver como se fossem ficar aqui por algum tempo. Não é um procedimento apropriado lançar todas as responsabilidades pela janela e esperar por naves. Este é, de preferência, um procedimento disfuncional, que pode trazer mais problemas, mais caos desnecessário, financeiramente e em outros setores. Então, é minha esperança que encontrem o equilíbrio nos seus corações. Isso está lá. Houve muita excitação desde a primeira vez que ouviram falar em ascensão. Mas conforme vocês assimilaram a informação e foram percorrendo o trajeto, ela foi-se tornando mais integrada à vida de vocês. O trajeto tornou-se algo que os direcionou acima do trabalho, dirigindo o crescimento relativo a um caminho equilibrado, num caminho que não deteriora ou causa sentimentos de impaciência tão frequentemente. Esses sentimentos aparecerão. Essas ansiedades aparecerão, mas é minha intenção que não sejam opressores para vocês. Elas fazem parte do curso. Isso é necessário para conectá-los às suas ansiedades internas, conectá-los com a parte de vocês que almeja ser única novamente, que almeja essa complexidade, união e reconexão. Então, o que podem fazer? Estão existindo aqui, neste mundo, fazendo as melhores coisas. Agora sabem sobre ascensão e sabem que têm um caminho a percorrer. Têm alguma direção para seguir e têm alguns mestres para chamar. Contudo, ainda estão face a face com as suas realidades diárias. Assim, primeiramente, eu gostaria de recomendar, como temos dito sempre, que continuem as suas meditações. Continuem chamando pelas manifestações de seus corpos iluminados. E continuem, acima de tudo, a chamar por mim mesmo ou Sananda ou qualquer um dos mestres todos os dias. Reservem um tempo, todos os dias, para fazerem qualquer tipo de trabalho. É cada vez mais importante que tenham um forte senso de direção interna. É importante que tenham uma experiência do processo de ascensão revelando-se para vocês. Se isso se tornar meramente uma outra filosofia da Nova Era, vocês se encontrarão, talvez, num caminho um pouco menos direto, num modelo de crescimento menos intenso. Temos a esperança de que continuem-se dedicando a isso, seus próprios caminhos, e encontrem a força de que precisam para prepararem-se para o dia. O dia está chegando. E será em certa data ou em certo momento. Entrementes, chamem-nos e encherão as suas vidas de alegria. Vocês receberam aulas, como as chamamos, em contacto connosco. Vocês fortaleceram e aumentaram drasticamente as suas conexões connosco. Vocês se situaram, de certa forma, mais longe da multidão. Vocês mudaram para aceitar o processo de ascensão. Vocês têm-se oferecido, ainda que o verdadeiro oferecimento não venha senão no último momento, quando fizerem as suas escolhas finais. Vocês têm (ao menos teoricamente) se oferecido para ascender, e fazendo-o, aumentam o seu contacto connosco. Vocês aumentaram nossa capacidade de trabalhar com vocês de forma muito intensa, bonita e poderosa. Então continuem com isso e saibam que isso os fortalece. Como já disse, sei que a ascensão pode ocorrer a qualquer momento num futuro próximo. É nosso plano que isso se concretize. Não há um modo de saber a data exata e não seremos capazes de dar-lhes uma data exata mesmo no futuro. Apenas podemos dar-lhes as nossas impressões. Mas é nossa esperança que vivam como se fossem estar aqui por alguns anos. No mínimo, nos próximos anos, para terem um período tranquilo e agradável. Saibam que os últimos dias que passarem sobre este planeta serão para experimentarem uma grande alegria, amor, paz e excitação. Os seus últimos dias neste planeta destinam-se a ser agradáveis – e o serão. Para acharem um benefício para esse trabalho de ascensão, todo o trabalho de renúncia que está ocorrendo, resultará em experiências de vida muito luminosas e muito mais agradáveis. A sua grande presença, sua saúde e seu bem-estar aumentarão tanto quanto sua capacidade de contactar o grande oceano de amor e cura dentro de si mesmos. É tempo de alegria e celebração. Novamente, não esperem pelo dia. Podem celebrar agora. Compartilhem com outros e ajudem-se uns aos outros. Abram-se para os milagres que estão acontecendo. O seu treinamento para Mestres Ascensionados pode começar bem antes de serem Mestres Ascensionados. Se estiverem sentindo uma forte orientação dentro de vocês para guiarem um curso de ascensão, e se quiserem retornar como Mestres Ascensionados para ensinar – se este for o seu desejo – saibam que o treino já começou. Começou no momento em que tomaram essa decisão. Com muita probabilidade haverá períodos em que se encontrarão lidando com as suas dúvidas e medos. Vocês encontrarão momentos em que as suas próprias mentes dirão que tudo é loucura e que nunca acontecerá. Eu estou-lhes dizendo isso de antemão, para que, quando acontecer, possam lembrar-se que “eu lhes disse”. São como nuvens pelas quais vocês passam. Não é para vocês estarem se desviando ou colocando nisso uma enorme quantidade de energia, mas para saber que isso aparecerá. Para a sua fé ser testada. Um dos pré-requisitos para os que estiverem indo na primeira onda será um senso de fé quase que completamente desenvolvido. Novamente, os pré-requisitos para a ascensão neste momento – para vocês e para o resto da humanidade que optar por isso – são muito menores que no passado. Aqueles que ascenderam por seus próprios méritos e por seu próprio empenho, tiveram de passar por poucos testes a mais do que vocês terão de passar. Contudo, há um teste. Há um elemento de fé e confiança que todos vocês irão que todos vocês irão desenvolver cada vez mais que será testado de certas maneiras. Quando passarem pelos testes, se sentirão ascendendo um pouco mais por um momento, e esperando alegremente pelo evento principal. Isso é necessário. Esse aspeto de fé é muito importante. Quando falo em fé, não quero dizer fé cega. Não quero dizer para acreditarem em algo que ouviram de uma fonte externa, mas em seus próprios conhecimentos do coração, do que é verdade para vocês. Então, novamente, tudo é importante para que experimentem o processo de ascensão dentro de vocês e sintam o crescimento milagroso que toma lugar. E deixem que isso seja a força de sua fé. (…)
Quando se encontrarem confusos e andando através do que parece ser um túnel escuro, chamem por nós. Explorem esse silêncio onde podemos falar com vocês e dividir com vocês e dividir com vocês o nosso amor. Temos caminhos e recursos de conexão com todos vocês. Verão que agora são parte da família. Há sempre um crescimento familiar de Trabalhadores da Luz, de Sementes Estelares. E vocês são os voluntários, voluntários da primeira onda, ainda que não seja necessário escolherem a primeira onda se não desejarem no momento. Eu estou-me unindo a vocês. Outro aspeto deste período de espera em que se encontram… é extremamente importante e proveitoso manter em contacto com outros no seu grupo e ajudarem-se uns aos outros. Vocês podem meditar juntos. Vocês podem canalizar um para o outro. Mas saibam que não estão sozinhos. Vocês têm as suas famílias ascensionadas trabalhando com vocês. Vocês têm também, cada vez mais, uma extensa família de seres, de seres humanos que estão acordados para este processo e podem assisti-los, que podem dividir com vocês suas próprias experiências, em caminhos que estão muito elevados. Dividindo as suas experiências, acharão que não estão sozinhos, que outros, igualmente, estão experimentando transmutações estranhas em suas formas físicas. Vocês não estão ficando loucos, ainda que às vezes sintam que é muito para vocês. Podem sentir ondas de energia e ondas de libertação. Tudo isso é parte do curso. Verão que vocês escolheram aqui, de preferência, um curso intenso de crescimento. Talvez alguns de vocês tenham tropeçado sobre ele. Contudo, vocês são responsáveis por escolherem isso. Assim, continuem a assumir as suas responsabilidades e encontrarão recompensas verdadeiramente extraordinárias. Então, eu também gostaria de falar um pouco essa noite sobre o que podem esperar naqueles dias, horas e momentos finais, o que é aplicável para todos. Como eu disse, cada um de vocês terá a sua própria experiência de ascensão. E isso pode manifestar-se de uma forma mais diferente para vocês do que para outros. De um modo geral, porém, vocês terão a mesma experiência completa. Não há um jeito de poder informá-los, distante do processo, ao menos neste ponto, por não estarmos instruídos para essa informação. Nós mesmos não saberemos quando será o momento final, talvez uma ou duas horas antes de ele ocorrer. Ainda como vocês, teremos nossos pressentimentos e sentimentos. E estamos sempre preparados. Eu poderia dizer que nesses dias, antes da primeira onda, aqueles que estiverem qualificados para esse evento, poderão sentir uma intensificação do processo de libertação. Vocês podem sentir uma excitação de seus corpos emocionais, uma excitação dessas crenças exemplares e o que quer que esteja em vocês para processar. Vocês podem encontrar uma maior libertação ocorrendo, uma intensificação… Se estão começando a sentir isso nas suas vidas, talvez possam se concentrar mais nas suas meditações. Entreguem-se aos nossos conselhos. Isso preparará vocês para a elevação, se ela ocorrer nesse momento. Nas horas finais, antes de a elevação acontecer, vocês sentirão uma conexão, sentirão a presença de seus guias. Sentirão a mim mesmo, ou Sananda, ou outros seres ascendentes, com os quais vocês estão trabalhando. Não estarão sozinhos neste momento. Vocês sentirão uma intensificação da presença de seus guias. E naquele momento começarão a sentir uma grande quantidade de paz e claridade interiores. Novamente, estou generalizando. Mas penso que será verdadeiro para 99% de vocês. Nesse momento, vocês sentirão a presença de suas orientações e, nesse sossego e facilidade, vocês, provavelmente, serão atraídos para meditação, atraídos para lugares calmos e tranquilos, onde possam se entregar ao Espírito, onde possam desfrutar da experiência de rendição. Vocês experimentarão mais profundamente aquelas áreas onde estão atados com o mundo. Sentirão as suas conexões, suas ligações com sua vida terrena, e aqueles relacionamentos que vocês têm tido. Vocês terão a oportunidade de escolherem o que quer que desejam abandonar dessas ligações ou lembranças antigas. Eu peço sinceramente que vocês se abram, deixando-se ir nesse momento. O que vocês deixarem será cuidado. Não é tão importante como pensam e a direção que irão tomar é, neste momento, muito mais importante do que possam saber. Então, vocês se sentirão confiantes e com um grande senso de fé. Isso porque há necessidade de passarem por estes testes de fé e confiança. No momento final e hora final, vocês terão de se entregar com fé ao processo. Será sentido intensa e poderosamente, e ligeiramente diferente das suas meditações usuais. Então, haverá um elemento de fé conduzindo-os para uma nova experiência. Vocês serão elevados. Vocês ficarão iluminados. Vocês ficarão mais etéricos do que são. Vocês passarão por um estágio em que sentirão isso. E isso é muito agradável, esta calma, experiência etérica, embora sempre ficará a consciência de estar em seu corpo meditando. E chegará um momento em que vocês, sentados com seus guias em silêncio, serão apresentados, com naturalidade, a uma visão pronunciada e real de um portal – alguma espécie de abertura, que lhes parecerá como uma janela, ou uma porta aberta, mas não tão subtil como a luz no seu interior. Será mais pronunciada do que isso, mais real. De facto, serão capazes de ver o portal com os seus olhos abertos ou fechados. Será evidente. Em geral, esta será a experiência. Se isso lhes parecer inadequado, não hesitem. Sigam suas fés e crenças. Sigam seus sentimentos. No momento final você fará sua própria escolha para atravessar esse portal ou ficar para trás. Vocês estarão com seus guias interiores antes desse momento e no imediatamente seguinte, mas no momento exato em que atravessarem a janela ou o portal dentro da luz, vocês estarão consigo mesmos. Vocês sentirão isso. Por isso sua escolha tem de ser feita individualmente. Deixem-me dizer que toda essa experiência de que estou falando acontecerá de forma espontânea. Vocês não precisam lembrar de tudo o que eu disse agora, conscientemente. Vocês não precisarão ter uma foto em sua mente e esperar isso acontecer. Isso ocorrerá espontaneamente. Vocês saberão o que fazer. Vocês estão sendo preparados o suficiente para isso. Então, não tenham medo de que se esquecerem algo do que eu lhes disse, não irão ascender. Na verdade, se estiverem adormecidos nesse momento, terão a melhor escolha. E atravessarão, se estiverem prontos, no seu estado de sono. Portanto isso não será difícil se puder fazê-lo dormindo. Não tenha medo de perder o barco ou cometer um engano. E assim como atravessaram a janela de luz, vocês, talvez serão capazes de ver do outro lado um panorama, uma espécie de paisagem, e verão seus guias esperando-os e, novamente, estarão conectados com uma imediata orientação. Este é o momento em que vocês fazem sua escolha final. Até aí, esse ponto é teórico, filosófico, e algo menor que a aceitação experimental as ascensão. Eu acho que a maioria de vocês não hesitará. A natureza dessa aula e a importância dela foi prepará-la um grau em que seus corações saibam o que fazer, saibam agora que isso é para vocês. Isso vem com o trabalho que estamos fazendo.

FIM DO LIVRO

Erick Klein, autor do livro:

Em janeiro de 1990, fui chamado por Sananda para canalizar uma série de aulas semanais tendo como tema a Ascensão. Essas aulas foram dadas num período de seis semanas, começando em fevereiro daquele ano. Elas deveriam ser seguidas por dois cursos similares (de cinco semanas cada) durando a maior parte daquele verão. Durante esse tempo, Ashtar sugeriu a criação de um livro contendo as transcrições do melhor daquelas aulas e recomendou que não ficássemos muito preocupados com os “méritos literários” do livro, mas que extraíssemos a informação o mais rápido possível.

INTRODUÇÃO DO LIVRO (foi colocado neste último artigo):

Dentro de cada ser humano, no âmago de seus corações, reside um desejo essencial. É um desejo sempre presente de voltar à verdadeira casa, à presença de Deus, ao Eu dos Eus, à Fonte. Esse desejo inato da alma é a força que nos impulsiona através de todas as encarnações humanas enquanto lenta, mas continuamente, escalamos a escada evolutiva para estados mais elevados da existência. Antigos textos sagrados indígenas referem-se frequentemente ao corpo humano como a “Coroa da Criação”, porque é uma manifestação mortal, física e uma entrada mística na imortalidade espiritual.
O estado de upanishads dessa alma humana é a “Ponte Entre o Tempo e a Eternidade” e a nossa habilidade para atravessar essa ponte pela dádiva divina da consciência do Eu, que nos eleva de uma existência meramente natural, animalesca, para a união sobrenatural com a infinita Fonte omnipresente.
Só depois da longa jornada por todos os aspetos da existência material, ao longo de muitas vidas, é que o ser humano começa a abrir-se para uma consciência mais profunda do verdadeiro propósito e significado da vida. A presença subtil do Eu espiritual, por muito tempo obscurecida pela nossa pressa teimosa para absorver as experiências mundanas, começa a se afirmar em nossas vidas; começamos a ouvir seu chamado persistente dentro de nós para um retomo à nossa verdadeira casa. O reconhecimento desse chamado interior e o declínio inevitável do interesse fascinante das buscas puramente materiais marcam a fase inicial do caminho espiritual.

Passos e Estágios do Caminho Espiritual
Os Mestres Ascensos declararam muitas vezes que só há um caminho espiritual e que todos nós estamos nele. Essa declaração reflete uma vasta perspetiva que vê o progresso evolutivo de todos os seres sensíveis em muitas dimensões da existência física e não-física.
Tendo como propósito essa condição, e por razões óbvias da minha própria perspetiva humana limitada, restringirei meu foco para indicar o caminho espiritual como eu próprio o experimentei pessoalmente, sob padrões do conhecimento oriental e, mais recentemente, do que se tem denominado “Nova Era”. Tentarei, um tanto artificialmente, separar o caminho em seis fases distintas ou fases de crescimento pessoal, as quais podem ser úteis à compreensão, mas, na realidade, são apenas rótulos. Cada ser humano as atravessará do seu modo próprio e singular, levando o tempo que for necessário. Assim, para ser mais didático, usarei os títulos a seguir
para representar os estágios característicos do caminho: a Buscador, a Aspirante, a Iniciado, a Devoto (ou Discípulo), a Mestre e a Mestre Ascenso.

O Buscador

O buscador ouviu o chamado do Eu espiritual interior e atendeu a esse chamado, abrindo-se à consciência de um invisível poder mais alto, misterioso, mas real, e está caminhando à procura de um entendimento mais profundo da existência. O buscador é como um detetive que procura pistas para resolver o mistério da vida; ele segue o rastro desse mistério usando o intelecto e a intuição e não deixa nenhuma pista sem examinar.
O caminho do buscador passa por muitas experiências variadas e sempre lê diversos textos sagrados e livros espirituais à procura do caminho para um contacto mais profundo com o mistério Divino. Ele examina tudo minuciosamente e classifica os ensinamentos em “velho” e “novo”, procurando o caminho mais adequado para si. Frequentemente se sentirá atraído por encontros religiosos ou metafísicos e experimentará dos muitos ensinamentos e práticas disponíveis e também será confundido pelas aparentes discrepâncias desses ensinamentos. O buscador tem de perseverar e usar seu próprio “bom senso” e intuição para achar um caminho espiritual no qual confie e que possa levá-lo mais adiante em sua tentativa de resolver o Grande Mistério.

Finalmente, em resposta aos seus esforços sinceros e no tempo certo, aparecerá um professor inconfundível ou um caminho, que será enviado de forma adequada às suas necessidades e preocupações, e um ensinamento que satisfará o seu intelecto e que ressoará no coração como Verdade.

O Aspirante

Continuando à procura de um ensinamento ou caminho compatível, o buscador coloca-se diante deste com humildade e sinceridade, pedindo aceitação e treinamento. Ele se toma um aspirante, aspirando receber os ensinamentos ou iniciações oferecidos por esse caminho e, neste momento, percebe a necessidade de ajuda direta. Se ele está continuamente avançando para além de um entendimento meramente intelectual, em direção a uma experiência verdadeira do Divino, seu coração e sua alma chamam do interior, acenando-lhe para penetrar mais fundo no mistério, ao que ele responde, comprometendo-se mais seriamente com o estudo e a prática.
Cada caminho espiritual é ímpar e tem a sua própria “entrada”, seu próprio método de aceitar novos aspirantes. A maioria dos Mestres físicos pedem que os novos aspirantes dediquem um período de estudo sincero e uma prática espiritual para que sejam aceites. Em caminhos menos tradicionais, especialmente naqueles sem a presença de um Mestre vivo, o processo é mais informal e principalmente interno. Não obstante, sempre há uma “entrada” a ser transposta e uma atitude de dedicação a ser demonstrada antes que ao aspirante sejam concedidas as
bênçãos e responsabilidades do caminho espiritual sério.

O Iniciado

Uma vez que o aspirante tenha demonstrado sua sinceridade e dedicação, o Mestre Espiritual aceita-o como estudante. Essa “aceitação” ou “iniciação” pode ser uma cerimónia formal ou um gesto informal do Mestre, mas seja qual for o caso, essa iniciação não é meramente simbólica: é uma profunda abertura do Mestre para receber o novo estudante, iniciando um compromisso solene para com o progresso espiritual iniciado. Neste momento o Mestre assume a responsabilidade pelo desenvolvimento espiritual do estudante exigindo, em troca, o compromisso de seguir os ensinamentos e práticas do caminho. Um verdadeiro Mestre vivo, ou guru, é capaz de enfrentar e transmutar muito do carma negativo (são as energias positiva e negativa acumuladas, criada por nossas ações em vidas passadas, que deve ser equilibrada antes que possa acontecer a Realização do Eu) do estudante, acelerando drasticamente o seu caminho rumo à União.
Se um determinado caminho é tradicional ou metafísico – como muitos dos caminhos da Nova Era – o ser humano não pode ultrapassar ou ir além da fase de iniciado sem a bênção e ajuda de um Mestre que já tenha unificado o Seu Eu, esteja Ele na forma física ou não-física (Ascenso). Independentemente de estarmos atentos ou não à sua presença, os gurus e os Mestres Ascensos têm guiado o nosso progresso evolutivo desde que esta “Escola Terra” começou.

O Devoto

Depois da iniciação começa a fase mais longa e mais intensiva no caminho para a Realização do Eu. Os estágios anteriores podem ser ultrapassados muito depressa, especialmente por aqueles que seguiram o caminho espiritual em vidas passadas, mas a continuação da jornada exige que o iniciado faça da prática espiritual sua prioridade na vida, tomando-se um devoto. O devoto deve estar sintonizado com o Eu Interior de tal modo, que seguir a direção de seus Mestres tem precedência sobre quaisquer interesses mundanos. Isso não implica uma atitude irresponsável para com as responsabilidades e compromissos da vida material, mas desse ponto em diante,
muito naturalmente, as práticas espirituais se tomam o foco essencial.
E se um estudante está para alcançar o “impulso do regresso ao lar”, uma verdadeira devoção é exigida para sustentá-lo através do constante e intenso processo de crescimento para a volta.

Nessa fase do caminho, todas as atividades e atribuições devem ser oferecidas no altar do Eu Superior. Aqui, o devoto experimentará o amor profundo e a proteção do Mestre e dos seus Guias invisíveis, como também a força primitiva da resistência do ego para sua própria dissolução, porque, na verdade, é necessário que a identidade limitada do ego seja “tragada” em união com o Eu Infinito antes que possamos ser despertados completamente para quem verdadeiramente somos.
Os véus ilusórios projetados pela mente do ego são tudo o que nos separa da experiência do Eu Imortal, e como o devoto continua suas práticas, lhe são mostrados muitos vislumbres deste Eu Definitivo.
Às vezes os véus são vistos de forma insubstancial, como as nuvens; já, em outros momentos, o devoto sentir-se-á firmemente atado pelas correntes da ilusão, até mesmo ao ponto de desespero.
É só a graça e a proteção dos Mestres que nos levam por essas transformações incríveis.
Em última instância, a devoção é um presente que está muito além da nossa capacidade de restituí-lo. É um presente precioso que deve ser nutrido no coração; é só a nossa aceitação e rendição ao presente da devoção que transforma nossas vidas mundanas em uma mágica aventura amorosa com o Eu Eterno.
Antes de concluir essa argumentação das fases do caminho espiritual, sinto que é importante dar ao leitor alguma introvisão do meu próprio processo, visto que tento transmitir frequentemente esses conceitos subtis. Tenho falado muito da minha experiência pessoal; contudo, ainda não cheguei às fases de Mestre e de Mestre Ascenso.
Assim, enquanto a experiência de 25 anos de meditação e estudo com vários Mestres vivos e 10 anos de canalização com os Mestres Ascensos podem-me qualificar a falar sobre esses estados avançados de consciência, não me dão a capacidade de falar diretamente de uma determinada parte desses estados de consciência, o que faz uma grande diferença. Farei o possível para ser suficientemente claro e peço desculpas por qualquer inconsistência devido às minhas próprias limitações.

O Mestre

Embora o devoto possa ter experimentado muitos insights profundos e transformações espirituais, ele ainda não completou o caminho. Só no momento em que a união completa e permanente com o Eu é alcançada, o devoto é graduado na mestria. Essa união mística, identificada por muitos nomes – Esclarecimento, Realização de Deus, Unificação do Eu, Consciência Cósmica, entre outros – é a obtenção de um estado permanente e sem esforço da unicidade com o Eu Superior. Todos os professores espirituais bem-conhecidos, como Jesus, Buddha e Krishna, e numerosos Mestres menos conhecidos, operaram a partir desse estado de consciência. Os seres nesse estado de Consciência Superior estão cheios do amor infinito e bem-aventurança do Divino, tendo, finalmente, transcendido à identidade limitada do ego. O Mestre alcançou a libertação dos efeitos de carma e para sempre está livre dos ciclos ininterruptos de nascimento, morte e renascimento, experimentados pelos seres humanos mortais. O objetivo individual do caminho espiritual na Terra foi completado.
Mas, tendo alcançado essa libertação, o que se faz deste ponto em diante? Tendo transcendido qualquer desejo individual, o Mestre volta sua total atenção para o ensino e ajuda a outros seres humanos.
Essa atividade abnegada pode tomar muitas formas e cada Mestre parece manifestar aspetos únicos do Divino. Qualquer que seja a sua forma de serviço, cada Mestre atua como uma janela aberta no infinito, abençoando e fazendo progredir todas as almas afortunadas o bastante para que venham à sua presença.

O Mestre Ascenso

Embora a obtenção da Unificação do Eu possa marcar a conclusão bem-sucedida do caminho espiritual na Terra, isso só representa o clímax da fase física da jornada. O crescimento e a evolução continuam gradualmente, conforme o espírito prossegue através das dimensões sempre mais elevadas e mais espirituais de existência. O primeiro passo decisivo para essas dimensões mais elevadas é a Ascensão.
Quando o treino da alma na Terra é completado com a Mestria e quando o serviço mundial do Mestre é concluído, é dado ao Ser Unificado a oportunidade para transcender o reino físico, de forma final e completa, para assumir uma forma exclusivamente espiritual de existência. Em terminologia budista, essa nova forma é chamada o “Corpo Arco-íris”. Nos círculos da Nova Era é normalmente chamado de “Corpo de Luz”. Essa transformação mística marca a conclusão da viagem da alma através do tempo e do espaço, porque os Mestres Ascensos não mais estão
ligados aos constrangimentos dessas dimensões de existência mais baixas. Há seres independentes, imortais, espirituais que só existem para servir como guias e curadores para todas as entidades evoluídas.
Os Mestres Ascensos têm a habilidade de projetar o seu amor e energias de cura para os seres humanos que estão suficientemente abertos para recebê-los. Eles podem transmitir graça espiritual e direção telepática em resposta às nossas orações e têm a habilidade para materializar, por breves períodos, um corpo visível em Terra – se exigido por uma missão – e desmaterializar imediatamente ao final da tarefa. Eles são verdadeiros Mestres do Tempo e do Espaço, de quem o amor infinito simplesmente precisa ser experimentado para ser apreciado. Acima de tudo, os Mestres Ascensos servem como exemplo do que é possível aos seres humanos, um dia, alcançar.

A Hierarquia Espiritual

Seguindo-se essa argumentação geral dos estágios do caminho espiritual, eu gostaria de encaminhar-me tão depressa quanto possível para áreas sobre as quais me sinto muito mais capaz de falar a respeito: minhas próprias experiências pessoais com os Mestres. Mas, primeiro, estou sendo guiado para falar um pouco sobre algumas das muitas entidades espirituais que interagem connosco e com o nosso mundo, neste momento crítico do nosso ciclo evolutivo.
Novamente, minha compreensão desses seres espirituais está longe de ser completa, assim, antecipadamente, peço desculpas a eles e a você, por minhas próprias limitações.

Visitantes Invisíveis

O universo é uma vasta criação multidimensional, habitado por entidades que existem na terceira dimensão (física) e também por incontáveis seres que existem em formas mais espirituais (da quarta dimensão e de dimensões superiores). Os nossos sentidos físicos só são capazes de receber informação de fontes da terceira dimensão; é por isso que a maioria dos humanos não pode “ver” Anjos, Mestres Ascensos ou quaisquer dos outros seres espirituais que nos cercam.
A prática espiritual pode, com o passar do tempo, despertar os nossos sentidos “espirituais” adormecidos, permitindo-nos “ver”, “ouvir” ou “sentir” ocasionalmente a presença desses seres de dimensões mais elevadas.

Esses tipos de experiências não são, evidentemente, o propósito do crescimento pessoal, mas são muito frequentemente um subproduto do nosso despertar.
Encontros conscientes com essas entidades invisíveis podem ser extremamente benéficos, uma vez que elas podem partilhar energias de cura maravilhosas e inspirações divinas com quem estiver em preparação para “graduar-se” nas aulas físicas da Terra. Esses encontros também podem ser bastante desconcertantes para os que não foram preparados anteriormente por alguns anos de prática espiritual. Por isso, estou incluindo a seguinte informação, de carácter geral, e alguns breves conselhos sobre o protocolos dimensões.

A Quarta Dimensão

Descrita em termos mais simples, a quarta dimensão ocupa a frequência vibracional que atua imediatamente acima da nossa realidade física. Isso inclui os humanos dos reinos aos quais nos referimos como os Céus e os Infernos, para onde são enviadas as almas humanas depois da morte do corpo físico. Os seres da quarta dimensão não são físicos mas também não são imortais. Eles estão aprendendo a partir dos seus vários estados de prazer ou dor, preparando-se para o seu próximo nascimento humano, a sua próxima oportunidade para alcançar a libertação da roda de nascimento e morte pelo crescimento espiritual.
Alguns seres da quarta dimensão podem agir como guias de almas na transição entre a vida física e a morte, outros podem compartilhar informação com exploradores psíquicos; entretanto, a informação proveniente deles, muitas vezes, é limitada, pois como muitos seres da quarta dimensão, eles estão, da mesma forma, tão perdidos confusos como a maioria dos humanos físicos. Na prática, procuro evitar totalmente o contacto com entidades da quarta dimensão, pedindo, antes da meditação e canalização, que eu experiencie só com seres da quinta dimensão
ou de dimensões superiores, que é o domicílio dos Anjos e dos Mestres Ascensos.

A Quinta Dimensão e Dimensões Superior

Fui abençoado através de minhas meditações e canalizações com incontáveis e belas interações com os Mestres Ascensos e guias Angelicais; porém, da minha perspetiva humana limitada, ainda é impossível determinar as várias dimensões ou estados mais elevados de existência a partir da qual esses encontros bem-aventurados originam-se. Honestamente, só posso dizer que há uma Hierarquia Espiritual entre os seres imortais existentes nas muitas dimensões mais elevadas e que os mesmos servem a um Plano Divino. Não posso dizer se Sananda (Jesus), Budha, Mãe Maria ou o Arcanjo Miguel operam a partir da mesma dimensão, nem sinto que
esse tipo de análise seja pertinente à descrição de fenómenos espirituais, muito além da nossa conceção humana.
O que pode ser dito, sem dúvida nenhuma, é que esses seres de dimensões mais elevadas estão trabalhando juntos, em harmonia e para o nosso benefício. A intenção suprema atrás desse esforço divinamente orquestrado não é nada menos que o despertar e o progresso espiritual de todos os seres sensíveis de todos os cantos e dimensões do universo! A Fonte Criativa, o Eu Universal, oferece o seu amor e ajuda infinitos por meio destes inúmeros mensageiros.
Os seres de cada dimensão estão “esticando-se” para fazer aqueles que estão abaixo subirem para o próximo degrau da espiral evolutiva.

Os Mestres Ascensos

O termo Mestre Ascenso refere-se especificamente a esses seres que caminharam na Terra como humanos e, com sucesso, graduaram-se ao estado de Ascensos, como resultado da sua conclusão do caminho espiritual. A maioria dos Mestres com quem trabalhei em canalizações entra nessa categoria, e acredito que são as suas próprias experiências como humanos que lhes permitem entender e ajudar nosso processo tão adequadamente. Alguns desses Mestres são conhecidos por nomes diferentes em culturas e contextos diferentes; assim, pensei que poderia
ser útil incluir uma lista parcial desses professores, juntamente com algumas de suas vidas na Terra, as quais são bem conhecidas. Acredito que o motivo pelo qual os Mestres escolhem identificar-se sob vários nomes, seja possibilitar uma avaliação das limitações individuais dos sistemas de convicção de quem está tentando contactar-se com eles.
Considerando minha experiência, Sananda (Jesus), responderá efetivamente aos que se dirigirem a ele pelo seu nome da Terra, ou seja, Jesus, bem como aos que usarem o seu nome cósmico menos conhecido, que é Sananda. Eu, simplesmente, refiro-me a ele como Sananda porque assim me foi orientado quando lhe perguntei qual nome eu deveria usar no contexto de nosso trabalho de instrução e canalização.
De qualquer modo, segue abaixo uma lista parcial dos Mestres Ascensos com quem tive contacto pessoal e, ao lado, quando conhecidas, algumas das vidas que viveram na Terra antes da ascensão.

O nome usado atualmente pelo Mestre Ascenso é, muitas vezes, mas não sempre, semelhante ao usado em sua última vida humana.
Sananda – Jesus
Saint Germain – O profeta hebreu Samuel, São José, Merlin, Cristóvão Colombo, O Conde de Saint Germain Kuthumi – Thutmose lII, Pitágoras, São Francisco de Assis, Koot Hoomi Lal Lingh
Hilarion – São Paulo
Serapis Bey – Alto Sacerdote de Atlântida, Amenhotep III
El Morya – Rei Artur, El Morya Khan
Mestres dos quais não tenho referenciais de outras vidas: Budha, Krishna, Baba Ji, Meher Baba, Kuan Yin, Ananda Moyi Ma.

Visitantes Extraterrestres

Em relação aos seres extraterrestres, sugiro as mesmas diretrizes usadas com todos os outros visitantes invisíveis. Peça ao seu Eu Interior e aos seus guias que só lhe permitam encontrar seres da quinta dimensão ou superiores, e só se tiver sabedoria suficiente para colaborar com o seu crescimento evolutivo.
Nós atraímos uma multidão de convidados de todo o universo, pois a Terra é um mundo extraordinário que está se preparando para dar um profundo salto evolutivo, que muitos chamam de “Nova Era”.
Alguns desses seres são físicos, como nós, e muitos outros são Mestres que, por sua própria conta, estão aqui a serviço e cooperando de perto com os Mestres Ascensos e os Anjos que nos são mais familiares.
Eu contactei pessoalmente um grupo de Mestres extraterrestres bastante ativos e estritamente alinhados com Sananda. Esses Mestres têm sido identificados nos círculos atuais simplesmente como “Confederados” ou “Comando Ashtar”, e um dos que se comunicou através de mim, e também de outros, identificou-se como Comandante Ashtar.
Esse Mestre poderoso e benevolente compartilha a maravilhosa energia de transformação, junto com informações sobre o processo evolutivo do nosso planeta. Sobre Ashtar e seus companheiros, posso dizer que eles servem ao Plano Divino com carinho e compaixão, guiando o nosso mundo em seu renascimento como um membro da família cósmica.

Canalização

Receber o despertar espiritual e a inspiração através da canalização pode ser extremamente benéfico. Sentir a presença dos Mestres Ascensos e dos Anjos sempre é uma experiência bem-aventurada, um vislumbre dos estados mais elevados de consciência que nos esperam no caminho; porém, para explorar esse fenómeno é preciso muito discernimento.
Os Mestres costumam dizer que não há nenhum canal 100% perfeito na Terra. De facto, há uma enorme quantidade de canais na arena da Nova Era; uns são mais acurados, ou puros, outros são menos.
Uma canalização pura é aquela na qual os participantes realmente podem sentir a presença amorosa e curativa dos Mestres Ascensos. O canal mais puro é aquele que foi preparado por estudos e prática espiritual durante muito tempo e que não tem nenhum outro motivo que não seja render-se ao Espírito para a elevação do Todo.
A manifestação mais elevada da canalização envolve os participantes da mesma maneira com que os devotos sentam-se na presença do seu Mestre físico, aquecendo-se na sua irradiação e graça curativa.
Canalizar sob uma perspetiva meramente intelectual, para receber “informação cósmica” ou previsões psíquicas, não é a motivação mais benéfica. Toda informação canalizada deveria ser, de facto, verificada pelo discernimento do coração do ouvinte. Nosso Mestre Interior sempre tem de ter precedência sobre a informação recebida de fontes externas.

Minha sugestão é que todos os buscadores coloquem na sua prática espiritual, prioritariamente, ferramentas poderosas como a oração, a meditação e o serviço, permitindo, dessa forma, que a direção interna do coração os conduza aos Mestres perfeitos – vivos ou ascensos. Se você dispõe de uma grande sabedoria, que você sirva como um canal para os Mestres Ascensos – eles entrarão em contacto no momento adequado. Em última instância, todo fenómeno, incluindo a canalização, será transcendido quando nos aproximamos da meta final da Realização e Unificação do Eu.

Convicção e Verdade

As convicções são comuns a todos os seres humanos, mas sequer dois deles compartilham convicções idênticas. O que acreditamos está baseado em nossas próprias experiências e nas informações que absorvemos de fontes externas. É da natureza humana ter ideias preconcebidas e formar conceitos erróneos sobre os assuntos espirituais.
O buscador espiritual tem de aprender a reconhecer e a separar o essencial que paira entre as convicções da mente e a Verdade. A Verdade é a energia primordial, o princípio eterno de toda a existência, e só pode ser experimentada como resultado de uma prática espiritual que eleva a nossa perceção além da mente, para a unidade com o infinito. A Verdade não pode ser expressa em linguagem comum. É, em si, o próprio Eu que só é conhecido pela experiência da União.
É aquilo no que nos tomamos.

Prefácio

Em janeiro de 1990, fui chamado por Sananda para canalizar uma série de aulas semanais tendo como
tema a Ascensão. Essas aulas foram dadas num período de seis semanas, começando em fevereiro daquele
ano. Elas deveriam ser seguidas por dois cursos similares (de cinco semanas cada) durando a maior parte daquele verão. Durante esse tempo, Ashtar sugeriu a criação de um livro contendo as transcrições do
melhor daquelas aulas e recomendou que não ficássemos muito preocupados com os “méritos literários”
do livro, mas que extraíssemos a informação o mais rápido possível.
Desde a época da publicação deste material, as palavras de Sananda, que se seguem a estas, provaram ser verdadeiramente proféticas, à medida que a informação encontrou o caminho para chegar às mãos de
muitos “trabalhadores de luz” pelo mundo afora. Espero que esta nova edição encontre agora um público ainda maior para esta informação vital.
Sinto que é importante declarar, com relação a este ou a qualquer outro material canalizado, que essa
informação não é para ser encarada como a verdade evangélica do processo de ascensão planetária. Fiz o possível para divulgar as palavras e a presença dos Mestres com clareza, sabendo que no interior deste
universo multidimensional há sempre muitas perspectivas possíveis para cada evento. Como Ashtar muitas vezes disse: “A canalização, é antes, um meio restrito de comunicação” .
Não obstante, a despeito de restrições inerentes a essa forma de comunicação, um ponto é muito claro: a necessidade que temos, cada um de nós, de resgatar com confiança e humildade aquilo de sermos abençoados para receber o Espírito. Eu os deixo com amor com estas notas oportunas:

“Um homem alcança a perfeição quando seu trabalho é um culto a Deus, de quem todas as coisas vêm e em quem tudo está”.

“Maior é teu próprio trabalho, ainda que seja humilde, do que o trabalho de outro, ainda que este seja grande. Quando o homem faz o trabalho que Deus lhe atribuiu, nenhum pecado pode tocar este homem”.

“E um homem não deve abandonar seu trabalho, mesmo que não consiga realizá-lo com plena perfeição; porque em todo trabalho pode haver imperfeição, como em todo fogo há fumaça”. Bhagavad Gita

“Se você exteriorizar o que está dentro de você, isto poderá salvá-lo. Se você não exteriorizar o que está no seu interior, isto o destruirá”. Evangelho Gnóstico de São Tomás

Palavras de Sananda

Muitos têm sido ajudados, e muitos mais serão, pelas canalizações apresentadas nesta coleção. É nosso
desejo que esta informação se tome pública para ajudar na poderosa transformação que agora está ocorrendo na Terra. A Ascensão é e sempre foi a meta e o resultado final da existência tridimensional. O que está acontecendo agora neste mundo não é novo no contexto da evolução universal aconteceu em muitos mundos e ocorrerá novamente em planetas de evolução recente ao longo da criação.
O que apresentamos aqui é uma lembrança energética deles, para todos vocês, que têm papéis a desempenhar no desenvolvimento dos dramas dos tempos. Se essa informação provocar-lhe uma sensação de prazer e excitação ou se você sentir uma harmonia com a sua perspetiva, considere a possibilidade de estar caminhando para uma participação efetiva nisso. Se a informação a respeito das “Mudanças da Terra” causarem medo, por favor, lembre-se de que em qualquer processo de nascimento há um breve período de sofrimento, seguido por um tempo de grande alegria.
Assim será no nascimento da Nova Terra. Cada ser humano ascendente experimentará o seu próprio
nascimento dentro da próxima dimensão de consciência, tendo como pano de fundo a transição poderosa da própria Terra. Não há como colocar em palavras a importância desse evento. Fica ao critério de cada um abrir-se à sua Divindade Interna

artigos relacionados:

oevento.pt/2018/07/20/a-escada-de-cristal-parte-1-aula-do-comando-ashtar/ (1.ª parte)

oevento.pt/2018/07/24/a-escada-de-cristal-sananda-introducao-a-ascensao/ (2.ª parte)

oevento.pt/2018/08/07/a-escada-de-cristal-aula-de-sananda-e-arcanjo-miguel/ (3.ª parte)

oevento.pt/2018/08/11/a-escada-de-cristal-aula-de-saint-germain-aos-semeadores-de-estrelas-4-a-parte-do-livro/

oevento.pt/2018/04/07/o-que-nos-faz-subir-ou-descer-a-nossa-energia-frequencia-e-vibracao/

 

 

Evento – transição suave

ARCANJO METATRON – O céu não está caindo e a ascensão da humanidade

Sananda (imagem aproximada) é conhecido entre nós como Jesus Cristo e quando oramos a ele, devemos chamá-lo pelo seu nome conhecido cá na Terra (Jesus) e não pelo seu nome cósmico (Sananda)

 

Partilhar no Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.