2018 Artigos B.F., Benjamin Fulford

Renascimento da Manchúria planejado à medida que a Europa enfrenta um verão do descontentamento 18.06.2018 BENJAMIN FULFORD

Partilhar no Facebook

Mais uma vez o mundo enfrenta um longo e quente verão de descontentamento, com a maior ação provavelmente na Europa e no Leste Asiático este ano. É provável que a UE sofra uma mudança de regime devido à ira popular, já que o clima quente traz ainda mais uma onda maciça de imigrantes muçulmanos, na maioria homens. No Extremo Oriente, a cimeira entre o presidente norte-americano Donald Trump e o homem forte norte-coreano Kim Jong-un levou a planos sérios para revitalização de um império Manchuriano, composto pela Mongólia, Norte da China, Coreia e Japão, segundo várias fontes independentes, incluindo a CIA e a inteligência militar japonesa.

Vamos começar com a situação na Europa, onde os governos da Áustria, Itália, Suécia e outros lugares estão acordando para o facto de que a chamada crise de refugiados é na verdade uma invasão muçulmana. Isto não é exagero, já que mais de 60% dos cerca de cinco milhões de refugiados que chegaram à Europa desde 2013 são homens. Em outras palavras, um exército de três milhões de muçulmanos de idade militar invadiu a Europa por meios furtivos. Estas estatísticas vêm do Eurostat via Wikipedia.
https://en.wikipedia.org/wiki/European_migrant_crisis

Isso não é apenas uma ocorrência aleatória. Os “refugiados” estão recebendo documentos falsos; por exemplo, os homens afegãos e paquistaneses estão recebendo por suas despesas de viagem e subsídios, bem como falsos passaportes sírios dos engenheiros sociais autónomos da loja Maçónica P2 que estão por trás desta crise. Como mencionamos anteriormente, disseram-nos que, quando visitamos o P2 na Itália há alguns anos, o plano deles era forçar o islamismo e o cristianismo a lutar uns contra os outros, a fim de fundir os dois numa única religião mundial controlada por eles.

Este é o pano de fundo de uma série de eventos noticiosos que surgiram na semana passada, quando o clima quente começou a sério. Primeiro de tudo, temos o novo governo italiano entrando numa guerra de palavras com a França depois de decidir parar de admitir barcos cheios de refugiados.
https://www.yahoo.com/news/italy-france-tensions-spiral-over-rejected-migrant-ship-133857517.html

Depois, temos o governo da Áustria expulsando imãs e mobilizando a sua polícia da fronteira, enquanto se aproxima uma onda de 80.000 imigrantes da sua fronteira.
https://www.zerohedge.com/news/2018-06-14/situation-critical-austria-conducts-border-defense-drills-expected-wave-80000

Além disso, como mencionamos na semana passada, a Suécia mobilizou a sua Guarda Interna pela primeira vez em 40 anos para lidar com as zonas sem governo, sem lei, criadas dentro da Suécia por esses homens predominantemente muçulmanos.
https://www.rt.com/news/428953-sweden-home-guard-drills/

É provável que a crise derrube os dois regimes – os da França e da Alemanha – que ainda acompanham os planos de aumentar o fluxo de refugiados. Membros do governo da chanceler alemã, Angela Merkel, agora estão dizendo que ela será substituída “dentro de uma semana” por causa da sua posição sobre refugiados.
https://www.express.co.uk/news/world/975166/Angela-Merkel-Germany-Bundestag-EU-migration-crisis-Kai-Whittaker

Espera-se que a situação, seja o ponto central da cimeira da NATO (OTAN), marcada para 11 e 12 de julho de 2018.
https://www.nato.int/cps/pt/natohq/news_155085.htm

O presidente russo, Vladimir Putin, reunir-se-á com o presidente dos EUA, Donald Trump, nessa altura, segundo fontes do governo russo. Isto está definitivamente ligado à reunião na Finlândia a 10 de junho entre o alto general norte-americano Joseph Dunford e o chefe do estado-maior militar da Rússia, general Valery Gerasimov, onde discutiram “questões de segurança europeia” e “Síria [Israel]” e outros assuntos.
https://www.militarytimes.com/flashpoints/2018/06/10/top-us-general-and-russian-counterpart-hold-talks-in-finland/

Alguém “conhecedor” e que está diretamente envolvido com as negociações entre Kim Jong-un, [o presidente chinês] Xi Jinping, Vladimir Putin e Donald Trump disse: “Assista Vladimir Putin cuidadosamente durante o Campeonato (Copa) do Mundo, especialmente o seu movimento de xadrez depois de os Jogos terminarem a 15 de julho. Um evento está programado para acontecer, o que mudará a geografia em torno da Crimeia. Como já acordado, Xi Jinping, Kim Jong-un e Donald Trump não permitirão que os seus governos se envolvam”.

Se Putin e as pessoas que estão por trás deles são sérios, é um bom palpite que eles anexem formalmente as partes de língua russa do leste da Ucrânia.

Este movimento também pode ser acompanhado por uma mudança de regime no resto da Ucrânia, já que o regime criminoso nazista khazariano será removido, disseram fontes russas do FSB.

Os russos também podem forçar o outro regime khazariano, o de Israel, a remover o seu ditador adorador de satanás, Benjamin Netanyahu, ou então enfrentar uma invasão russa / iraniana / turca em larga escala. É neste contexto que lembramos que a NATO (OTAN) já disse que não defenderá Israel. Os judeus e outras pessoas que vivem em Israel serão libertados e protegidos como resultado de qualquer movimento desse tipo.

o que é a máfia khazariana: oevento.pt/2017/08/30/mafia-khazariana-a-historia-oculta-rothschilds/

Agora vamos voltar a nossa atenção para a situação no leste da Ásia. Aqui estamos vendo um planeamento ativo para reviver a Manchúria, ou um estado mongol que vai da Mongólia até o nordeste da China, até à Coreia e o Japão, segundo herdeiros da dinastia Qing (Manchu), membros do gabinete do primeiro-ministro Shinzo Abe, fontes da CIA e outros.
https://en.wikipedia.org/wiki/Manchuria#/media/File:Manchuria.png

Isto não é tão absurdo quanto parece à primeira vista. É assim que uma fonte da CIA baseada na Ásia colocou a versão moderada deste plano: “É tudo sobre energia. Um gasoduto de gás natural será construído através das Coreias originadas no lado russo e passando por Vladivostok, onde a Coreia do Norte se tornará a Suíça do Oriente. As discussões estão acontecendo agora para ver se o Japão também será um consumidor do gás natural. ”O resultado, ele disse, é que“ Pyongyang se tornará a nova Singapura ”.

Um membro do gabinete de Abe confirmou que as negociações estavam ocorrendo entre o Japão e a Coreia do Norte e que o renascimento da Manchúria era parte dessas discussões.

Lembre-se agora, quando Xi Jinping se encontrou com Trump em Mar-a-Lago a 6 de abril de 2017, ele deixou claro para Trump, que a China tinha poder limitado sobre a Coreia do Norte. O que ele realmente queria dizer era que o distrito militar do norte da China, dominado por monges-étnicos, era de facto em grande parte autónomo. É por isso que, apesar de Xi, a pedido de Trump, mais tarde ter anunciado sanções contra a Coreia do Norte, elas não foram aplicadas no terreno.

A realeza Manchu, por sua vez, insiste que o G7 financiou o Plano Marshall com ouro roubado deles. Se os americanos e os russos concordarem com eles, então, de repente, o controlo sobre grande parte do dinheiro que ajudou a desenvolver o G7, e depois a China, cairá em novas mãos – isto é, uma aliança militar entre Mongólia / Rússia / EUA.

Esta poderia ser a verdadeira razão pela qual os outros países do G6 estavam jogando água fria na cimeira norte-coreana / norte-americana e na sua recém-descoberta amizade. É por isso que será interessante, em julho, ver o que Putin e Trump contarão ao resto da OTAN controlados pelos khazarianos.

Além disso, houve uma notícia na semana passada para apoiar a afirmação deste escritor de que as armas nucleares da Coreia do Norte são realmente armas nucleares japonesas. Houve um anúncio do governo japonês após a cimeira Kim / Trump de que reduziria o seu stock (estoque) de plutônio devido à pressão dos EUA.
http://www.asahi.com/ajw/articles/AJ201806170027.html

Fazer plutônio é o obstáculo mais difícil para fabricar armas nucleares e, se você tem, você basicamente tem armas nucleares. Por exemplo, se você derrubar 10 quilos de plutônio do topo de uma escada para 10 outros quilos de plutônio, você terá uma explosão nuclear. O Japão tem plutônio suficiente para produzir 6 mil armas nucleares e também tem foguetes (mísseis) que podem atingir qualquer parte do mundo. Como o presidente Boris Yeltsin observou certa vez, o Japão tinha o hábito de dizer aos líderes mundiais que era uma potência nuclear, ao mesmo tempo em que mantinha uma postura pública não nuclear.
https://www.independent.co.uk/life-style/is-boris-bonkers-1288803.html

Então, como esta notícia indica, pedir à Coreia do Norte para se livrar das armas nucleares está acabando significando pedir ao Japão para se livrar das armas nucleares.

Outro sinal de que essa aliança EUA / Rússia / Mongólia (Japão + Coreia etc.) está surgindo, é que pela primeira vez desde 1916, um membro da família real japonesa está visitando a Rússia. Essas coisas não acontecem por acaso.
https://english.kyodonews.net/news/2018/06/74ec1e55f368-japan-sends-imperial-family-member-to-russia-for-1st-visit-in-century.html

Outra peça do quebra-cabeça é esta notícia sobre o rei da Tailândia anunciando que ele assumirá o controlo dos ativos reais tailandeses:
https://sputniknews.com/asia/201806171065481015-Thai-king-Makes-royal-Assets-Taxable/

Veja como uma fonte da CIA na Ásia explicou o movimento: “O rei está-se afastando da Junta. Ele sabe que eles são controlados pela cabala sionista khazariana. O valor de US $ 30 biliões (bilhões) é extremamente conservador. É 10 vezes essa quantia e mais quando você adiciona as participações da Royal Thai Gold. ”Em outras palavras, é um bom palpite que o lendário ouro real da Tailândia seja adicionado ao ouro Qing (Manchu) numa mudança para assumir o controlo do sistema financeiro global longe da máfia khazariana.

É neste contexto que devemos olhar para a declaração de Trump de uma guerra comercial contra a UE e a China. Fontes do Pentágono dizem que a medida visa forçar a reinicialização do sistema financeiro do pós-guerra e tirá-lo do controlo da máfia khazariana.

Além disso, a remoção da multidão Khazariana das alavancas de poder dos EUA continua. A maior novidade, ignorada pela mídia de propaganda corporativa controlada pela máfia khazariana, foi um anúncio feito pelo Departamento de Justiça a 11 de junho (6/11) de que mais de 2.300 pedófilos haviam sido presos.
https://www.justice.gov/opa/pr/more-2300-suspected-online-child-sex-offenders-arrested-during-operation-broken-heart

Além disso, a AT & T foi autorizada a assumir o controlo da Time Warner, que segundo fontes do Pentágono, significa que a CNN será forçada a parar com a sua propaganda descarada e realmente começar a relatar notícias reais novamente.

Numa nota final desta semana, embora geralmente evitemos comentários de mercado, gostaríamos de chamar a sua atenção para a seguinte notícia:
http://www.hurriyetdailynews.com/500-sheep-die-in-mass-suicide-jump-in-eastern-turkey-133225#photo-5

Nota do autor deste site: na notícia acima, 500 ovelhas caíram de um penhasco num “suicídio”

Apenas lembre-se de que “a tendência é sua amiga” (= siga as ovelhas à sua frente) só funciona até que todo o rebanho tenha caído de um penhasco. Não diga que você não foi avisado!

Fim, artigo completo de Benjamin Fulford, segunda-feira, 18 de junho de 2018

A tradução foi feita numa mistura de Português do Brasil e Português de Portugal.

Fonte: http://benjaminfulford.net

mais artigos de BENJAMIN FULFORD clique no menu BENJAMIN FULFORD

Quem é BENJAMIN FULFORD?

O que é a máfia khazariana?

Partilhar no Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.