Corey Goode

Corey Goode temporada 10 episódio 10 Novas Descobertas da Raça dos Construtores Antigos

Partilhar no Facebook

Corey Goode temporada 10 episódio 10

pode assistir ao episódio clicando aqui (click here to see the show)

T10E10 ( Corey Goode temporada 10 episódio 10) Novas Descobertas da Raça dos Construtores Antigos
REVELAÇÕES CÓSMICAS – Por dentro do programa espacial secreto com COREY GOODE E DAVID WILCOCK

T10E10 (season 10 episode 10) New Discoveries of the Ancient Builder Race

resumo do episódio: Corey Goode é novamente o convidado de David Wilcock e continua a falar do LOC (Comando Lunar de Operações). É a continuação do episódio 7 desta 10ª temporada.

Depois fala de uma nave com um bilião de anos de existência (não é com carbono que datam, mas sim com outros materiais).

… No nosso aglomerado estelar de cerca de 52 estrelas, uma antiga raça deixou tecnologia e artefactos por toda a parte, mas nunca era possível encontrar escritas ou hieróglifos. outros ET’s foram lá, anos depois, apagaram as escritas ou hieróglifos e disseram que a tecnologia era nossa. Que nós havíamos construído. DW: Você disse que muitos dos artefactos eram pirâmides, obeliscos, coisas assim. CG: Sim, muitos deles são desse tipo de estruturas diferentes. DW: Quem tentou apagar tudo isso abriu um grande caminho para a exploração arqueológica. CG: Não só isso. Parece que eles conseguiram traduzir uma das línguas bem rápido. Eu vi um vídeo das paredes, dos tetos, dos pisos… havia dois tipos de escritas por toda a parte. Um tipo, eles não haviam decifrado inteiramente. Disseram que era uma língua misturada com matemática hiperdimensional. A outra não decifraram. DW: com essa escrita aparecendo em sistemas estelares antigos, isso não sugere que o grupo estava visitando-os e trazendo linguagem escrita, matemática e civilizações a esses mundos inabitados? CG: Acho que dá para chamar de império. Todas essas estrelas fizeram parte de um império ou grupo. E eram os resquícios do império que desapareceu. O mais interessante é que enquanto andavam pelos andares e reuniam informações, depois eles determinaram que alguns andares haviam sido pressurizados com água e não com ar. Então a nave era conjunta entre espécies aquáticas e não aquáticas. E parece que algo aconteceu com a nave e causou uma despressurização, uma despressurização catastrófica que destruiu todos os seres que estavam lá dentro. Os homogeneizou e os transformou em uma meleca, um lama que congelou na nave. DW: acredito que tenha sido por volta de 10 ou 11 dezembro de 2017 que a mídia convencional anunciou que a NASA havia descoberto um asteróide em forma de charuto e chamaram de Oumuamua. Parece que é o mesmo objeto que descreve? CG: É. DW: Isso é interessante, porque aconteceu dias antes da revelação do Tom DeLonge. CG: E logo depois os Blue Avians saíram da nossa densidade. DW: Acha que eles panejam divulgar essa nave para nós a certa altura, em termos de revelar as imagens que você viu ou ir lá de novo? CG: Talvez. Não acho que planejam divulgar tudo isso tão cedo. Acho que foi mais uma ótima oportunidade de reunir informações. DW: O relatório da NASA disse que tinha passado do Sistema Solar e que tinha uma coloração vermelha metálica. Parece que eles estão tentando ajudar na divulgação ao fazer esse anúncio. Qual você acha que é a importância dessa nave para a humanidade? CG: A depender do que seja decifrado da língua dentro da nave, teremos mais informações sobre a Antiga Raça de Construtores. Até os ETs mais antigos que lidamos, estão tão no escuro quanto nós.

DW: O que aconteceu depois da reunião sobre a nave e de ver o vídeo? CG: O vídeo acabou. Ele queria saber se tínhamos perguntas. Fizemos perguntas e obtivemos informações, que infelizmente são confidenciais. E anunciaram nossa expedição ao posto de comando de operação lunar. Encerramos a reunião. O Gonzales e eu fomos para o lado de fora. A Oficial da Força Aérea estava lá, o Sigmund apareceu, e alguns dos outros representantes da Aliança do PES foram connosco. No piso, havia um elevador que você via e o resto eram portas fechadas. Entramos no elevador e começamos a descer.  DW: O que aconteceu quando o elevador parou? Para onde vocês foram? CG: Passamos por uma sala que você atravessa e depois desce uma escada que dá para uma área externa. E quando passamos pela sala, havia um vidro, então consegui ver a caverna de tubo de lava abaixo do comando de operação lunar. Entramos dentro de uma nave e partimos. Começamos a voar pelo tubo de lava gigante. Enquanto voávamos, vi lá em baixo o que parecia ser tratores velhos gigantes que estavam quebrados e parados.  Como um equipamento que quebrou e era grande demais, então deixaram de lado e seguiram em frente. Era bem velho e tinha uma lagarta como um trator. Tinha tipo umas lanças saindo dele. Você tinha a lagarta do trator, e na parte externa dela tinha longas extensões que pareciam palitos de dentes, só que mais grossos… e vimos estruturas feitas por humanos no fundo da caverna. Havia outro buraco grande e bases que pareciam cilindros divididos, pela metade, propagando-se do buraco. Nós descemos, pousamos e fomos para o comando lunar Bravo. Bravo é uma instalação muito menor. Andando por la, vimos pessoas com o emblema da NASA, um sujeito estava de blazer o que foi curioso. Nunca tinha visto nada relacionado à NASA. Um grupo pequeno muito animado começou a vir em nossa direção. Eram PhDs, cientistas. Eles disseram que iríamos numa expedição de cinco horas,  que precisávamos usar trajes ambientais. Passaríamos por um treinamento para usar os trajes e sobre procedimentos de segurança. Após colocarmos os trajes, prosseguiríamos. Então vestimos os trajes. Não eram pressurizados, eram apenas trajes ambientais. Então reembarcamos na nave, e nos levaram em direção ao buraco. Quando entramos no buraco, vi outras máquinas antigas que estavam quebradas e rachadas. Quando o cientista começou a falar enquanto adentrávamos a expedição. Ele disse: “A própria lua já foi atingida muitas vezes por asteróides e outros objetos”. Ele mostrou uma cratera num aparelho, uma cratera que havia sido atingida por um meteoro, e debaixo dela fragmentou a região inteira. Atingiu, quicou, fragmentou a região e depois a abriu. tem densidade aqui, um meteoro atinge e a Lua sob de volta. Então quica e afunda… o material da superfície lunar. Depois expande de volta. Toda a energia se transfere para a pedra, que se derrete. Depois de se espalhar e se derreter, começa a formar canais de lava, por causa da forma como a Lua gira. Então cria essas cavernas de lava, mas também cria fendas enormes onde foi atingido e depois subiu de volta. Fendas onde a pedra atingiu. Elas foram exploradas há muito tempo por diversas corridas…

Para assistir às temporadas anteriores (to watch the seasons before):

1ª TEMPORADA / 1st SEASON

2ª TEMPORADA / 2nd SEASON

3ª TEMPORADA / 3rd SEASON

4ª TEMPORADA / 4th SEASON

5ª TEMPORADA / 5th SEASON

6ª TEMPORADA / 6th SEASON

7ª TEMPORADA / 7th SEASON

8ª TEMPORADA / 8th SEASON

9ª TEMPORADA / 9th SEASON

10ª TEMPORADA / 10th SEASON

No caso de ter dificuldades em abrir o episódio, deverá aceder no PC/Computador ou usar outro dispositivo ou então tentar mais tarde ou fazer o download. Há também limitações de visualização (100) e em alguns dispositivos não funciona sempre corretamente. Também se tiver o seu google drive aberto, poderá não permitir a visualização (terá de abrir noutro browser). Se ainda não conseguir, navegue de forma anónima: no google chrome (Windows) prima Ctrl + Shift + n.

Alerta-se que os episódios têm sido retirados da internet, portanto se detetar que o episódio foi denunciado, faça um comentário para indicarmos outro link.

Quem é COREY GOODE?

Corey Goode temporada 10 episódio 10

 

 

 

 

Partilhar no Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.