sessão 21à30

A LEI DO UNO sessão 25 – Quinta Densidade, densidade da luz ou sabedoria

Partilhar no Facebook

25.4 Você declarou que cerca de 3.000 anos atrás o grupo de Orion partiu devido à Diáspora. A Confederação foi capaz de realizar algum progresso depois que o grupo de Orion se foi? RA: Por muitos de seus séculos, ambas a Confederação e a Confederação de Orion se ocuparam uma com a outra sobre planos superiores ao seu, digamos, planos em tempo/espaço, onde maquinações foram concebidas e a armadura de luz vestida. Batalhas foram e ainda estão sendo lutadas sobre estes níveis.
Sobre o plano Terrestre, energias têm sido colocadas em movimento que não causaram um grande chamado. Houve instâncias isoladas de chamados, um deles iniciando em aproximadamente 2.600 de seus anos no passado, no que você chamaria de Grécia neste momento e resultando em escritas e entendimentos de algumas facetas da Lei do Uno. Nós especialmente notamos aquele conhecido como Tales e aquele conhecido como Heraclitus, estes sendo da carreira filosófica, como vocês podem chamá-la, ensinando seus estudantes. Nós também apontamos os entendimentos daquele conhecido como Péricles.
Naquele tempo havia uma quantidade limitada de informação visionária que a Confederação era permitida imprimir telepaticamente. Entretanto, pela maior parte, durante este tempo, impérios morreram e cresceram de acordo com as atitudes e energias colocadas em movimento há muito tempo, não resultando em forte polarização, mas, em vez disso, naquela mistura de positivo e belicoso ou negativo que tem sido característica deste ciclo menor de sua existência.
25.5 Você falou de uma Confederação de Orion e uma batalha sendo lutada entre a Confederação e a Confederação de Orion. É possível transmitir algum conceito de como esta batalha é lutada? RA: Imagine, se você desejar, sua mente. Imagine-a então em total unidade com todas outras mentes de sua sociedade. Você possui então uma mente única e aquilo que é uma carga elétrica fraca em sua ilusão física é agora uma máquina enormemente poderosa, onde pensamentos podem ser projetados como coisas. Neste empenho, o grupo de Orion carrega ou ataca as unidades da Confederação com luz. O resultado, uma evasão, como você a chamaria, ambas as energias estando de certa forma esgotadas por isto e necessitando se reagruparem; o negativo esgotado através do fracasso em manipular, o positivo esgotado através do fracasso em aceitar aquilo que é dado.
25.6 Você poderia amplificar o significado do que você disse como “fracasso em aceitar aquilo que é dado”? RA: No nível de tempo/espaço, no qual isto ocorre na forma do que você poderia chamar de guerra de pensamentos, a energia mais aceitável e amorosa seria então amar quem quer manipular e aquelas entidades que estariam envolvidas, seriam engolfadas e transformadas por energias positivas.
Isto, entretanto, sendo uma batalha de iguais, a Confederação está ciente que ela não pode, em equivalência, se permitir ser manipulada a fim de continuar puramente positiva, pois, então, apesar de puro, não teria nenhuma consequência, tendo sido colocada sob o domínio dos assim chamados poderes das trevas, você poderia dizer.
É por isso que aqueles que lidam com esta guerra de pensamentos devem ser defensivos em vez de aceitarem a fim de preservar suas utilidades no serviço a outrem. Desta forma, eles não podem aceitar plenamente o que a Confederação de Orion deseja dar, isto sendo escravidão. Desta forma, alguma polaridade é perdida devido a esta fricção e ambos os lados, se você desejar, devem então se reagrupar.
Não tem sido frutífero para nenhum lado. A única consequência que tem sido útil é um balanceamento das energias disponíveis para este planeta, então estas energias têm menos necessidade de serem balanceadas neste espaço/tempo, desta forma diminuindo as chances de aniquilação planetária.
25.7 Uma porção da Confederação então se engaja nesta batalha de pensamento? Qual percentagem se engaja? RA: Este é o trabalho mais difícil da Confederação. Apenas quatro entidades planetárias em um único momento são solicitadas para tomarem parte neste conflito.
25.8 De qual densidade são estas quatro entidades planetárias? RA: Estas entidades são da densidade do amor, numerando quatro.
25.9 Então eu estou presumindo que esta seja a densidade mais eficiente para este trabalho. Esta densidade – uma entidade desta densidade – seria mais eficiente para este tipo de trabalho que, digamos, uma entidade da densidade cinco ou seis? RA: A quarta densidade é a única densidade além da sua que, faltando a sabedoria de se retirar da batalha, vê a necessidade da batalha. Então é necessário que complexos de memória social de quarta densidade sejam usados.
25.10 Estou correto em presumir, então, que a quarta densidade em ambos os lados da, de ambos os lados da Confederação e de Orion estão nesta batalha, e que as densidades quinta e sexta do lado de Orion não se engajam nisto? Isto está correto? RA: Isto está parcialmente correto. As entidades de quinta e sexta densidades não tomariam partido nesta batalha. Quinta densidade negativa não tomaria partido nesta batalha. Então, a quarta densidade de ambas orientações se juntam a este conflito.
25.11 Eu realmente gostaria de saber da orientação da quinta densidade negativa em não participar nesta batalha. RA: A quinta densidade é a densidade da luz ou sabedoria. A entidade assim chamada negativa de serviço a si, nesta densidade, está em um alto nível de perceção e sabedoria, e encerrou a atividade, exceto pelo pensamento. A quinta densidade negativa é extraordinariamente compacta e separada de todo o resto.

16 de fevereiro de 1981, fonte: http://www.llresearch.org

nota: a expressão Self refere-se ao Eu (pessoa), que nem sempre foi traduzida na “Lei do Uno”

Mais resumos da “A Lei do Uno” clique no menu

Partilhar no Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.