Benjamin Fulford

BENJAMIN FULFORD – O presidente dos EUA Donald Trump, torna-se “Obump” com a fusão sionista da ONU – 25.09.2017

Partilhar no Facebook

Algo de muito errado aconteceu com o presidente dos EUA, Donald Trump, como era óbvio para qualquer pessoa consciente que ouviu o seu discurso na ONU na semana passada. Ao ameaçar “destruir totalmente a Coreia do Norte”, ele foi o único líder mundial que ameaçando com guerra num local destinado a promover a paz. Trump fez isto, porque está sendo chantageado pela máfia khazariana com vídeos dele tendo relações sexuais com uma miúda menor de idade, informaram fontes da CIA, confirmando o que fontes do Pentágono haviam anteriormente referido. As fontes da CIA também acrescentam que existe um vídeo dele matando a menina, que foi falsificado usando um computador, algo que as fontes do Pentágono não estavam cientes. Além disso, “Trump está tentando permanecer vivo e manter a sua família longe de danos”, informam fontes da CIA.

Ao olhar para a foto (link abaixo) do Chefe de Gabinete da Casa Branca, General John Kelly, enterrando a cabeça entre mãos, enquanto Trump se afasta do texto do discurso acordado, pode-se dizer que os militares dos EUA não fizeram parte dessa farsa.

http://www.oregonlive.com/today/index.ssf/2017/09/does_john_kelly_hate_his_life.html

http://www.latimes.com/politics/la-fg-trump-northkorea-20170922-story.html

A reação do ditador norte-coreano, Kim Jong Un, “ao definitivamente domar o mentalmente perturbado Presidente dos Estados Unidos com fogo”, apenas acrescentou a mesma teatralidade khazariana, projetada para propagar o medo às pessoas do mundo.

Não é preciso escavar muito fundo para mostrar que a Coreia do Norte e Donald Trump recebem ordens dos mesmos mafiosos khazarianos e a trilha desse relacionamento, como já demonstramos, leva ao complexo Rothschild, em Zug, na Suíça.

No caso de Trump, a conexão com a máfia khazariana pode ser encontrada, olhando para quem veio com o dinheiro para salvá-lo quando foi à falência – os Rothschilds, cuja sede está em Zug.

http://www.latimes.com/politics/la-na-pol-wilbur-ross-commerce-20161208-story.html

https://www.forbes.com/sites/clareoconnor/2011/04/29/fourth-times-a-charm-how-donald-trump-made-bankruptcy-work-for-him/#52fe35cd7ffa

Claro que Trump, como o seu antecessor, Barack Obama, está dividido entre duas forças opostas que são – os militares patriotas dos EUA e a máfia khazariana – e, por isso, em público, deve-se manter numa situação flip-flop, a fim de agradar os seus dois mestres.

Já com a Coreia do Norte, vamos ligar alguns dos muitos pontos publicamente disponíveis, para lembrar do seu vínculo com os khazarianos. Comecemos com a tecnologia nuclear da Coreia do Norte. O ex-secretário de defesa dos EUA, Donald Rumsfeld, por exemplo, foi membro do conselho da empresa suíça ABB, que forneceu tecnologia nuclear à Coreia do Norte. Isso permitiu que a Coreia fabricasse Plutónio, um ingrediente essencial para armas nucleares.

https://www.theguardian.com/world/2003/may/09/nuclear.northkorea

A ABB, juntamente com o Grupo Edmond de Rothschild, faz parte da Rede Global Compact, ligada à ONU.

http://globalcompact.ch/membership/overview

Desta forma, descobrimos que foram os khazarianos do estado desonesto da Ucrânia que forneceram à Coreia do Norte, os motores de foguetes, necessários, para colocarem armas nucleares em mísseis intercontinentais (ICBMs).

https://www.nytimes.com/2017/08/14/world/asia/north-korea-missiles-ukraine-factory.html

Há muitas mais informações publicamente disponíveis deste tipo para aqueles que se propõem a procurá-las, todavia, agora, vamos mudar para o que as próprias fontes deste escritor têm a dizer.

Primeiramente, o ditador norte-coreano Kim Jong Un foi assiduamente cortejado com mulheres bonitas, carros elegantes, licores finos, etc. pela família Rothschild, enquanto, estudava na Suíça, de acordo com um membro da família Rothschild.

Além disso, a empresa British American Tobacco, ligada aos Rothschilds, há muito tempo vem rotulando e vendendo o tabaco norte-coreano em todo o mundo, conforme informa Mitsuhiro Suganuma, da Agência Japonesa de Segurança Pública.

O tabaco não é a única droga norte-coreana a ser vendida em todo o mundo. Várias fontes, incluindo principais membros do sindicato Yamaguchi-gumi yakuza e agentes MI6 em Macau, China, confirmam que a Coreia do Norte fornece anfetaminas para todo o mundo, através, da rede de distribuição dos khazarianos.

Então, obviamente, temos o primeiro-ministro escravo, Shinzo Abe, do Japão, dedicando a maior parte do seu discurso da ONU, na semana passada, tentando assustar as pessoas sobre a Coreia do Norte. Abe está completamente vinculado à Igreja Coreana da Unificação.

https://fukumimi.wordpress.com/2006/06/08/shinzo-abe-the-heir-apparent/

A Igreja da Unificação possui um rancho ao lado do rancho de Bush, no Paraguai, América do Sul, publicamente vinculada com drogas e contrabando de armas.

http://www.mirror.co.uk/news/world-news/inside-the-sinister-moonie-cult-how-1301689

Abe acrescentou mais pânico, alertando os cidadãos japoneses para evacuarem da Coreia do Sul.

https://asia.nikkei.com/Spotlight/Pyongyang-provocation/North-Korea-threat-prompts-Japan-evacuation-preparations
Também, alguém enviou uma falsa mensagem para as famílias de militares dos EUA na Coreia do Sul para evacuarem, levando as forças de contra inteligência militar dos EUA a investigar quem estava por trás dessa mensagem fraudulenta. Talvez devessem perguntar a Abe.

https://www.washingtonpost.com/news/checkpoint/wp/2017/09/22/u-s-families-got-fake-orders-to-leave-south-korea-now-counterintelligence-is-involved/?utm_term=.aa9bf386e602

Oficiais de inteligência japoneses descrevem o contínuo drama norte-coreano para um “saru shibai”, ou “show de macacos”, realizado pelas mesmas pessoas que fingem ser parte de duas equipas adversárias.

Os norte-coreanos receberam a promessa dos khazarianos que seriam autorizados a criar uma grande Manchúria, incorporando o Japão, a Península da Coreia e o Norte da China, dizem fontes de inteligência japonesas.

Os Rothschilds prometeu mudar 40 milhões de japoneses para a Coreia do Norte e estabelecer a sua sede asiática lá, depois de Fukushima, declarou um membro da família Rothschild. Em seguida, o primeiro-ministro japonês, Naoto Kan, confirmou parcialmente isto para uma turma de capacitação, no Foreign Correspondents Club, no Japão, quando disse que havia sido convidado para evacuar 40 milhões da Grande Tóquio, depois do desastre de Fukushima.

Os coreanos no Japão recebem ordens de uma pessoa chamada Kazuyoshi Kokubo, um filho que o imperador Hirohito teve com uma princesa coreana, observam as fontes japonesas. É ele e não o falso imperador, quem controla o Banco do Japão para os khazarianos, dizem essas fontes.

E agora, os norte-coreanos estão recebendo armas cada vez mais mortíferas dos khazarianos, enquanto, no Japão, os seus homólogos divulgam implacável propaganda alertando para o facto da “Coreia do Norte ser temida”.

Então, o que realmente está-se passando aqui? A resposta, é claro, pode ser encontrada através do velho ditado, “Siga o dinheiro”.

A história de fundo continua sendo a falência do, de facto, governo corporativo dos EUA e dos seus proprietários mafiosos khazarianos. Não tem nada a ver com a República dos Estados Unidos da América, a qual usurparam. Também o que aqui precisa ser observado, no que diz respeito ao povo americano é que, a falência da entidade satânica em Washington DC irá libertá-lo.

De qualquer modo, voltando ao assunto falência, os khazarianos estão usando a sua antiga tática de espera – com a ameaça de iniciar a 3ª Guerra Mundial – desta vez usando a sua representação norte-coreana, na tentativa de extorquir ainda mais dinheiro para manter o seu show de terror.

Também, estão tentando usar relatórios notadamente exagerados de danos a Porto Rico causados pelo Furacão Maria, como uma desculpa para declarar “força maior” e, portanto, não precisarem pagar os $ 123 biliões que a ilha de propriedade de DC é devedora. Também, há uma campanha fraudulenta para aumentar o dinheiro da ajuda aos desastres para Porto Rico. Basta perguntar aos haitianos ou a outras vítimas de desastres artificiais sobre, realmente, quanto o dinheiro da ajuda chegou até eles.

http://www.npr.org/2015/06/03/411524156/in-search-of-theredred-cross-500-million-in-haiti-relief

O Departamento de Segurança Interna, também, está pagando aos polícias para tentar extorquir mais dinheiro de motoristas. A situação ficou tão complicada que o governo canadiano está advertindo aos canadianos que não levem muito dinheiro para os EUA para não serem roubados pela polícia.

Os esforços para sustentar o seu sistema financeiro fraudulento, enquanto isso estão transformando os mercados financeiros numa alucinação em massa. Muitas pessoas estão acordando com a saída da realidade do mercado, que está-se tornando alvo das piadas.

http://www.zerohedge.com/news/2017-09-22/friday-humor-russell-2000-reaches-new-record-high

Poderíamos continuar com uma lista completa de evidências, desde fundos de pensões saqueados, até infraestruturas podres, mostrando a situação financeira extrema da Corporação dos EUA, todavia, qualquer um que acompanhar as notícias verdadeiras, já sabe disso.

O outro facto que está acontecendo é que os khazarianos estão perdendo o controlo do petróleo, produto que apoiou seu petrodólar, desde que abandonaram o ouro em 1971, desencadeando o “Choque Nixon”. A Venezuela se juntou ao Irão, Rússia e outros países, ao recusar dólares DC como pagamento do seu petróleo. Agora, os russos estão retomando os campos petrolíferos controlados pelo ISIL, no Oriente Médio, reduzindo ainda mais a sua receita sobre o petróleo.

Agora, o estado escravo khazariano de Israel e os seus exércitos mercenários indiretos estão tentando obter petróleo, usando o Curdistão, todavia, “Israel se opõe ao referendo do Curdistão de modo a facilitar o roubo de mais petróleo pelas principais potências, bem como pela Turquia, Irão, Iraque, Síria e o resto do mundo”, dizem fontes do Pentágono.

Em Washington DC, o regime khazariano já recebeu dinheiro suficiente dos seus credores para continuar até 15 de Dezembro e, o que acontecerá a seguir é assunto de intensas negociações de bastidores. Nesse contexto, todo esse barulho norte-coreano é apenas os khazarianos batendo na mesa, enquanto negoceiam o seu acordo de falência.

Então, o que provavelmente acontecerá depois de 15 de Dezembro? “O ex-homem da Marinha [Steven] Bannon encontrou-se com o número 2 da China, Wang Qishan, para estabelecer um canal de retorno para Trump e, talvez, para passar os detalhes finais de um reset global da moeda e do dólar garantido por ouro”, dizem fontes do Pentágono. “Wang lidera a corrupção, mas ainda é o czar financeiro e que, de facto, pode permanecer no seu posto mais 5 anos”, observam as fontes.

Enquanto isso, fomos informados por uma toupeira, na sede dos Rothschild em Zug, na Suíça, juntamente com fontes da CIA, de que um agente Rothschild, “recentemente, esteve nas Ilhas Canárias tentando comprar algum ouro”. “Quando eles falam sobre a compra de “algum” ouro, isso significa ser algo entre 100 toneladas até 500 toneladas métricas [sic]. É o código deles”, continua a fonte.

Uma fonte na família do Dragão Asiático, também, disse que “o ancião da família, finalmente, se mexeu e libertou alguns fundos”. A primeira parcela desse dinheiro será para os militares russos, chineses e americanos para serem usados na limpeza da situação na Coreia, Japão e outros lugares, disse a fonte.

A experiência passada nos ensinou a sermos relutantes em prever como as coisas podem acontecer em datas específicas. No entanto, 15 de Dezembro promete ser uma data para ser vivenciada.

Obump –  É relativo ao Ex-Presidente Obama.

Autor: Benjamin Fulford

Fonte:  http://benjaminfulford.net

Partilhar no Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.