A lei do Uno - LIVRO 1

A LEI DO UNO – resumo da sessão 15 – raios

Partilhar no Facebook

15.4 Porque o envelhecimento rápido ocorre neste planeta? RA: O envelhecimento rápido ocorre neste planeta de terceira densidade devido ao desequilíbrio corrente do complexo de rede recetora na porção etérica do campo de energia deste planeta. As distorções forma-pensamento das suas pessoas fizeram com que os fluxos de energia entrassem na atmosfera magnética planetária, se você fosse nomear esta rede de padrões de energia, de tal forma que os fluxos apropriados não estão corretamente imbuídos de vibrações equilibradas de luz/amor do, digamos, nível cósmico deste octavo de existência.
15.6 Então, seria muito benéfico para as pessoas deste planeta, na prática da Lei do Uno, aprender formas de servir. Estou correto? RA: Você está correto. Se você observar aqueles orientados através de um complexo de distorção experiencial da vida, desde próximo ao início dessa experiência, você observará uma relativa jovialidade, como você a chama, na sua aparência.
15.7 Qual é o maior serviço que a nossa população, neste planeta, poderia realizar individualmente? RA: Existe apenas um serviço. A Lei é Uno. A oferta de si ao Criador é o maior serviço, a unidade, a nascente. A entidade que busca o Uno Criador tem inteligência infinita. A partir desta busca, desta oferta, uma grande multiplicidade de oportunidades evoluirão, dependendo das distorções do complexo mente/corpo/espírito, com relação aos vários aspetos ilusórios ou centros de energia dos vários complexos da sua ilusão. Assim, alguns se tornam curandeiros, alguns trabalhadores, alguns professores e assim por diante.
15.8 Se uma entidade estivesse perfeitamente balanceada neste planeta com relação à Lei do Uno, ela seria submetida ao processo de envelhecimento? RA: Uma entidade perfeitamente balanceada tornaria-se cansada em vez de visivelmente idosa. As lições sendo aprendidas, a entidade partiria. Entretanto, isto é apropriado e é uma forma de envelhecimento que as suas pessoas não experimentam. O entendimento vem lentamente, o complexo do corpo se decompondo mais rapidamente.
15.9 Você poderia falar um pouco sobre a definição da palavra “balanceamento” como a estamos usando? RA: Imagine, se você desejar, o Uno Infinito. Você não tem imagens. Então, o processo começa. Amor, criando luz, se tornando amor/luz, flui para a esfera planetária de acordo com a rede eletromagnética de pontos ou ligações de entrada. Estes fluxos são então disponibilizados para o indivíduo que, como o planeta, é uma rede de campos de energia eletromagnética com pontos ou ligações de entrada. Num indivíduo balanceado, cada centro de energia está balanceado e funcionando brilhante e completamente. Os bloqueios da sua esfera planetária causam alguma distorção da energia inteligente. Os bloqueios do complexo mente/corpo/espírito distorcem ou desequilibram ainda mais esta energia. Existe uma energia. Ela pode ser entendida como amor/luz ou luz/amor ou energia inteligente.
15.12 Como um indivíduo pode balancear a si mesmo? Qual seria o primeiro passo? RA: Os passos são apenas um; ou seja, um entendimento dos centros de energia que formam o complexo mente/ corpo/ espírito. O entendimento pode ser brevemente sumarizado como o seguinte. O primeiro balanceamento é de Malkuth, ou Terra, complexo de energia vibratório, chamado de complexo do raio vermelho. Um entendimento e aceitação desta energia é fundamental. O próximo complexo de energia, que pode ser bloqueado é o emocional, ou complexo pessoal, também conhecido como complexo do raio laranja. Este bloqueio geralmente será demonstrado através de excentricidades pessoais ou distorções com relação ao entendimento autoconsciente ou aceitação de si.
O terceiro bloqueio remonta mais aproximadamente daquilo que você chamou de ego. É o centro do raio amarelo ou do plexo solar. Bloqueios neste centro serão geralmente manifestados como distorções na direção da manipulação do poder e outros comportamentos sociais, que dizem respeito àqueles próximos e àqueles associados ao complexo mente/ corpo/ espírito. Aqueles com bloqueios nestes primeiros três centros, ou ligações, de energia terão dificuldades contínuas na habilidade de buscar adiante a Lei do Uno.
O centro do coração, ou raio verde, é o centro que os seres de terceira densidade podem usar como trampolim, digamos, na direção da inteligência infinita. Bloqueios nessa área podem ser manifestados como dificuldades em expressar o que você poderia chamar de amor universal ou compaixão.
O centro do raio azul de fluxo de energia é o centro que, pela primeira vez, flui para fora tanto como para dentro. Aqueles bloqueados nesta área podem ter dificuldades para compreender os complexos espírito/mente da sua própria entidade e mais dificuldade em expressar tais entendimentos de si. Entidades bloqueadas nesta área podem ter dificuldades em aceitar comunicação a partir de outros complexos mente/ corpo/ espírito.
O próximo centro é o pineal ou centro do raio índigo. Aqueles bloqueados neste centro podem experimentar uma redução do influxo de energia inteligente devido às manifestações que aparecem como desmerecimento. Isto é aquilo sobre o que você falou. Como você pode ver, esta é apenas uma de muitas distorções devidas aos vários pontos de influxo de energia para o complexo mente/ corpo/ espírito. O balanceamento do raio índigo é bem central para o tipo de trabalho que envolve o complexo do espírito, que tem o seu influxo então na transformação, ou transmutação, da terceira densidade na quarta densidade, sendo o centro de energia a receber as expansões de amor/luz menos distorcidas da energia inteligente e tendo, também, o potencial para a chave do portal da infinidade inteligente.
O centro remanescente de influxo de energia é simplesmente a expressão total do complexo vibratório de mente, corpo e espírito da entidade. Ele é como será, “balanceado” ou “desbalanceado” não têm sentido neste nível de energia, pois ele dá e recebe em seu próprio balanceamento. Qualquer que seja a distorção, ela não pode ser manipulada como as outras podem e, portanto, não têm importância particular ao analisarmos o balanceamento de uma entidade.
15.13 Você nos deu anteriormente alguma informação sobre o que nós deveríamos fazer para balanceamento. Existe alguma informação, que nós podemos publicar agora, sobre exercícios específicos ou métodos de balanceamento destes centros? RA: Os exercícios dados para publicação vistos em comparação com o material agora dado são, no total, um bom começo. É importante permitir que cada buscador se ilumine em vez de qualquer mensageiro tentar, em linguagem, ensinar/aprender pela entidade, assim sendo professor/aprendiz e aprendiz/professor. Isto não está balanceado com a sua terceira densidade. Nós aprendemos com vocês. Nós ensinamos a vocês. Então, nós ensinamos/aprendemos. Se nós aprendêssemos por vocês, isto causaria desequilíbrio na direção da distorção do livre arbítrio. Existem outros itens de informação permissíveis. Entretanto, vocês ainda não alcançaram estes itens nas suas linhas de questionamento e é nossa crença/sentimento que o questionador deve moldar este material de tal forma que seus complexos mente/corpo/espírito tenham entrada para ele, então, nós respondemos as suas questões na medida em que elas surgirem no seu complexo mental.
15.14 Ontem, você declarou: “A colheita é agora. Não existe, no momento, nenhuma razão para incluir esforços nestas distorções na direção da longevidade, mas em vez disso, encorajar as distorções na direção da busca do coração de cada um, pois é nisto que reside claramente o campo de energia dos raios violeta e será determinante na colheita de cada complexo mente/ corpo/ espírito.” Você poderia nos dizer como buscar ou a melhor forma de buscar o coração do ser? RA: Nós fornecemos a vocês esta informação em vários palavreados. Entretanto, nós podemos apenas dizer que o material para o seu entendimento é o ser: o complexo mente/ corpo/ espírito. Vocês receberam informação sobre cura, como vocês chamam esta distorção. Esta informação pode ser vista, num contexto mais geral, como formas de se entender o ser. O entendimento, experiência, aceitação e fusão do ser com o ser e com outros seres e, finalmente, com o Criador, é o caminho para o coração do ser. Em cada parte infinitesimal de seu ser reside o Uno em todo o seu poder. Portanto, nós podemos apenas encorajar estas linhas de contemplação, sempre declarando o pré-requisito da meditação, contemplação ou prece como meios de subjetiva/ objetivamente usar ou combinar vários entendimentos para aumentar o processo de busca. Sem tal método de reversão do processo analítico, não se pode integrar, em unidade, os muitos entendimentos ganhos em tal busca.

30 de janeiro de 1981, fonte: http://www.llresearch.org

Partilhar no Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *